sexta-feira, 14 de outubro de 2016

ONU nomeia português António Guterres como próximo secretário-geral


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Internacional
Escrito por Agências  em 14 Outubro 2016
Share/Save/Bookmark
A Assembleia Geral das Nações Unidas nomeou oficialmente nesta quinta-feira o ex-primeiro-ministro português António Guterres como o seu novo secretário-geral. Por aclamação, os 193 Estados-membros aprovaram a recomendação feita pelo Conselho de Segurança, que no último dia 6 propôs Guterres como sucessor de Ban Ki-moon.
O português, que durante dez anos esteve à frente do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), assumirá o seu novo cargo em 1 de Janeiro de 2017.
Guterres será o nono secretário-geral da ONU e tem um mandato inicial de cinco anos, que vence em 31 de Dezembro de 2021. Nesta quinta-feira, o próprio Ban encarregou-se de lhe dar as boas-vindas.
"É uma escolha fantástica para dirigir esta organização", disse o diplomata sul-coreano, que destacou o trabalho de Guterres com os refugiados, a sua experiência no cenário internacional e o seu conhecimento do funcionamento da ONU.
O presidente da Assembleia Geral, Peter Thomson, ressaltou que a dedicação de Guterres aos "ideais e valores comuns" das Nações Unidas "estão fora de toda a dúvida".
"Tenho a certeza de que o senhor Guterres vai servir a comunidade global com dedicação, como uma autoridade moral, e que será a voz da nossa consciência coletiva e humanidade", afirmou.
O passo de hoje era apenas uma formalidade, pois embora a Assembleia Geral seja quem nomeie o líder das Nações Unidas, a verdadeira discussão ocorre no Conselho de Segurança.
Naquela instância, Guterres destacou-se desde o primeiro momento como o grande favorito a ocupar o posto, vencendo todas as seis votações informais realizadas desde Julho. O português, no entanto, corria por fora no começo da disputa por causa de seu género - dezenas de países fizeram campanha para que uma mulher fosse escolhida - e por não ser natural do leste da Europa - região que, pela tradição de rotação geográfica, deveria ter o escolhido para o cargo desta vez.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook