sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Não estarão as forças de defesa e segurança a usar armas Químicas nas suas incursões contra a Renamo?

Aumentam casos de nascimento de crianças congenitamente deformadas nas áreas em conflito em Moçambique. Recentemente foi noticiado o nascimento de uma criança com três pernas em Chimoio, província de Manica. A criança veio a falecer dias depois. O MTQ sabe que, por exemplo, em Sabe/Morrumbala, na província da Zambézia, um cabrito teve uma cria que aparentava possuir duas cabeças, Além deste episódio, em Chibayeni, no distrito de Tsangano, uma outra zona em conflito, uma senhora deu a luz uma criança com três braços. No dia 26 deste mês, no hospital primeiro de Maio, em Chimoio, uma senhora deu à luz uma criança com quatro pernas. Nos dois casos de Manica é fácil saber a origem dos pais para relacionar estes nascimentos estranhos ao actual conflito em que vozes informadas aventam a possibilidade de uso de armas químicas e biológicas pelo exército governamental.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook