segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Namorei uma moça, que é minha conterrânea que a conheci em 2011.


HQH AJUDA-ME:
Sou um jovem de 23 anos de idade. Namorei uma moça, que é minha conterrânea que a conheci em 2011. Estando eu a estudar noutra província, namoramos por dois anos e éramos muito apaixonados um pelo outro. Eu fui primeiro homem dela e sempre sonhei em ter filhos e casar-me. Com 19 anos apenas, estava grávida. Aceitei com muito agrado mesmo sabendo que não trabalhava ainda que era apenas estudante e dependia dos meus pais. Sempre depois de 5 meses eu voltava a casa com tantas saudades dela e da minha família e sempre foi um mar de rosas, apresentei ela a minha família e todos a aceitaram e oficializamos o nosso namoro até que um dia sem me perguntar nada ela fez aborto e eu distante apenas soube que ela estava naquela situação porque começou a passar mal e teve complicações, avisei meus familiares e eles intervieram até que ela ficou bem e dai minha família me aconselharam a pensar bem se essa mulher realmente gostava de mim...porque não se justificava a atitude dela porque eu e minha família assumimos a barriga assim como ela, mas ela alegou que ainda era nova (Tínhamos mesma idade) que vivia em casa do irmão e não se sentia segura e era orfã de pais. Eu desconfiado que tinha mais alguém que a incentivou a fazer aquilo terminei a relação, e 1 mês depois aceitei as desculpas dela e voltamos a namorar porque eu já não sabia viver sem ela, nós crescemos juntos e faziamos muitas coisas juntos. Eu já não sabia se era amor ou hábito de ficar juntos e me sentir bem acompanhado e confortável. Tudo começa quando comecei a desconfiar do vizinho do meu cunhado com quem ela vivia, eles estavam sempre juntos. Sempre que brigavamos, era pra ele que ela chorava desabafava e contava tudo quando eu estivesse fora da provincia e nunca desconfiei ate as vezes pedia Conselho e também desbafava com ele até que nos finais de 2012 voltei a casa de férias e ela estava meio estranha ja não era a mesma...até que certo dia algo me diz pra pegar no telemóvel dela que lá encontraria todas as respostas que sempre quiz, decepção total encontrei todas provas do crime no whatsapp dela...todos encontros marcados, noites passadas juntos fotos com data e hora e tudo mais até mesmos quando eu estava lá de férias, quase desmaei. Terminei tudo é já mais quis saber dela não foi fácil mas superei e neste intervalo de superação com apenas 2 meses resolvi fazer uma visita ao meu melhor amigo e ao chegar em sua casa vi sua irmã, moça linda e com tudo pra dar certo na vida apaxonei-me a primeira vista mas não me interessei porque ainda estava traumatizado com tudo, por conscidência do destino ela pega no telemóvel do irmão e tira meu nr dai mandou uma sms dizendo que gostava de mim mesmo sabendo que sou o melhor amigo do irmão, não dei muita importância e ela mudou de cidade, mas com tempo fomos trocando sms e ligações que ate começamos a namorar ao telefone, comecei a trabalhar e 8 meses depois consegui outro emprego na VALE me mudei pra Tetê e fiquei mais perto da cidade dela e num desses dias resolvi visita-la e finalmente estar com ela, quando lá cheguei foi tudo tão bom que eu nem acreditava que estava acontecer mas ainda em conversa no quarto de hotel fui mais fundo ao querer saber dela até que me decepcionei quando perguntei pra ela se eu era o único tal como ela dizia no Telefone, com medo ela não respondeu e não negou que tinha alguém e alimentava esperança uma relação que não sabia se tinha futuro e so tinhamo-nos avistados uma e única vez mas que apartir daquele dia levaria tudo a sério e mudaria por mim, não lhe dei ouvidos e chateado com mais uma decepção por amar alguém cancelei a minha reserva de hotel e voltei a Tete. Uma semana depois, ela pediu permissão pra vir a Tete porque queria conversar comigo...depois de pensar muito autorizei que ela viesse, conversamos e ficou tudo bem esqueci tudo e continuamos a namorar, nem tardou, na primeira vez ela ficou grávida e disse que deixaria se eu quizesse porque sabia da minha história passada e não queria também me perder do mesmo jeito, pra mim foi um sonho se realizando, ela deu a luz uma menina linda e levei ela pra morarmos juntos...foi tudo um mar de rosas e nos amávamos muito, me mudei pra Nacala por questões de trabalho e fui com minha família e um ano depois apareceu uma oportunidade melhor de trabalho numa das empresas também bem sucedida e reconhecida, aceitei o desafio e ja com residência fixa em Nampula Cidade junto levei minha família e sempre tudo esteve bem conosco, no meu trabalho lá no distrito. Vivo no condomínio da empresa onde não posso levar família so podem vir-me ver por duas semanas no máximo tudo a custa da empresa. Eu trabalho por 42 dia e fico 2 em casa de folga com a família, tudo se complicou quando resolvemos oficializar nossa relação, procurei saber mais dela porque não queria cometer o erro de me prender a alguém que nunca tive a oportunidade de conviver com ela e que na primeira tentativa engravidou...ao fazer isso enterrava meu coração na lama, descobri muita coisa que eu preferia nao saber, o tipo de vida que ela levava, o que fazia pra manter a casa como a mais velha e longe dos pais com irmaos pequenos, ate prá ter roupa, sapatos e estudar. Tentou me explicar e eu com coração quebrado e não querendo ficar longe da minha filha perdoei e continuamos vivendo nossa vida, 2 semanas depois ouvi uma versao B que ela tentou incobertar quando lhe perguntei tudo, ai doeu mais mas engoli e tentei esquecer e agora sai de folga é no último dia peguei cel dela a pedido dela para restaurar o whatsapp que ela havia apagado sem se aperceber porque quando estou distante ela me manda fotos da nossa filha até mesmo fazemos chamadas de internet, mas ao restaurar vi uma conversa que me chamou atenção...choque...era uma prova viva de tudo e com quem ela me troca quando eu trabalho duro dia e noite pra manter a casa e dar do bom e do melhor pra ela e minha filha, eram encontros, convites e fotos seminuas trocadas e revelações de como forao os encontros das noites passadas juntos....chorei e não acreditei, depois de tudo que aguentei isso agora e debaixo do meu tecto e nas minhas costas. Sai de casa não briguei peguei minhas coisas e voltei pra o serviço ja passam três dias não consigo pregar no sono ja sem vontade de nada e meu peito doi e até agora não quero falar com ela só ignoro mensagens e chamadas, peço a vossa ajuda de coração não sei mais o que fazer, eu amo minha mulher mas depois dessa não tenho cabeça pra nada e nem sei se a amo mais porque confiança de mim ela já perdeu.


GostoMostrar mais reaçõesComentar

Comentários

Dirson Baila Muito triste

António Orlando Olha a sua situação e difícil razão pela qual deves ser muito forte para poderes decidir acho que neste momento estas com a cabeça quente e coração partido deves arrefecer e encontrar um momento certo para conversaram pois ela é quem deve esclarecer o sucedido

Lara Maulele Eixe ya nos temos problemas serios kem me dera se fosses meu marido bstalhar pra alguem depois t esfakiar muito triste. Por mim melhor s separar dela pior sabendo da vida k ela tem e teve n vai mudar e vai ser decepcão atras d decepção. Esse é meu ponto d vista

Gaspar Chirinda Aguenta firme jovem, o melhor a fazer é expurgar essa gaja, quanto a menina sempre teras como vê la. Antes só do que mal acompanhado. Força

Nina Cossa Yeap... tens que ser forte mano@

Flavia Mazive Que triste situação moço,

Denny Onguessa Nao e toa que outros se inforcam. Nas proximas relacoes e melhor ti amares muito antes de amar alguem, e ver quais sao as tuas falhas.

Arsenia Mbalago Que história, meu deus com tanta mulher que quer homem como tu, elas tem essa sorte e simplismente brincam com ela,afim custuma se dizer que quem procura acha foi o que fizeste moço si tu achas que já não da não vale a pena insistir se ela não quer compromisso não há maneira você só pode continuar a cuidar da tua filha e deixa de pensar muito tu ainda és muito jovem irá chegar uma que preste para ti

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook