sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Em Mabalane, na província de Gaza Dois dirigentes do MDM sequestrados e espancados por membros da Frelimo


São esses que se dizem democratas e ter antes à diferenças?!
MDM - Gabinete de Informação adicionou 2 fotos novas.
Em Mabalane, na província de Gaza
Dois dirigentes do MDM sequestrados e espancados por membros da Frelimo
O grupo de malfeitores deslocava-se numa viatura pertencente ao primeiro-secretário da Frelimo em Mabalane.
Alberto Nhamuxe, delegado político provincial do Movimento Democrático de Moçambique, e Emílio Mula, presidente da Liga da Juventude do MDM, foram sequestrados, espancados e abandonados numa mata no distrito de Mabalane, na província de Gaza, por indivíduos identificados como sendo do partido
Frelimo. Segundo o MDM, a intenção era assassinar os dois jovens
após o sequestro, mas tal só não aconteceu porque um dos integrantes do grupo foi identificado.
Tudo aconteceu na tarde de quarta- feira, por volta das 17h00.Os
dois membros do MDM estavam a fazer trabalho político em Mabalane. Pararam numa barraca para se alimentar, tendo estacionado a viatura do seu partido, na qual se deslocavam. De repente, apareceu um grupo de cinco pessoas, que se deslocava na viatura do primeiro-secretário do partido Frelimo em Mabalane. Esse grupo levou os dois militantes do MDM para a tal viatura e desapareceu do local.
A dona da barraca telefonou à Polícia informando que dois jovens
haviam sido sequestrados e que um dos sequestradores era um professor de nome William Macamo e que estava a conduzir a viatura do primeiro- secretário da Frelimo. A Polícia telefonou ao tal William Macamo e ameaçou prendê-lo caso acontecesse algo de mal aos dois jovens.
Os malfeitores levaram os jovens até a uma mata próxima dum rio, onde os espancaram, causando-lhes lesões graves e deixando-os à sua sorte.
Segundo relatou membro da Comissao Politica, Judite Sitoe, a intenção dos malfeitores era mesmo assassinar os membros do MDM, pois, segundo disse, citando as vítimas, na viatura havia combustível e fósforos.
Os jovens, que desapareceram por volta das 17h00 de quarta-feira, só apareceram na vila, feridos, por volta das 4h00 da madrugada
de quinta-feira. Deslocaram-se ao Comando Distrital, onde foram apresentar queixa. Até ao fecho desta edição, os dois jovens, acompanhados pela delegada do MDM, estavam no Hospital Provincial de Gaza, devido às lesões que contraíram, tal como documentam as imagens aqui publicadas.
Judite Sitoe disse ao “Canalmoz” que o Comando Distrital apenas
abriu um auto e comunicou que os passos subsequentes seriam dados pela Procuradoria Distrital. A delegada do MDM disse ao nosso jornal que contactou a Procuradoria- -Geral da República a nível local, e disseram-lhe que o caso ainda está com a Polícia e que ainda não tinha dado entrada no Ministério Público.
Polícia pronuncia-se hoje
O porta-voz da Polícia da República de Moçambique em Gaza, Jeremias Langa, quando contactado pelo “Canalmoz”, disse que não tomou conhecimento da ocorrência dado que estava numa dispensa para tratar de assuntos familiares.
Contudo prometeu esclarecer o assunto na manhã de hoje, sexta-feira, depois de estar a par da ocorrência.
Jeremias Langa declarou que, a ser assim, é lamentável, pois os membros dos partidos políticos que se dirigem aos distritos devem
ser portadores de uma credencial que lhes permita apresentarem-
-se e realizarem livremente as suas actividades político-partidárias.
O porta-voz da PRM disse que, por norma, eles tinham direito a uma escolta policial para melhor segurança no exercício das suas actividades.
Esta não é a primeira vez que membros da oposição são seviciados por simpatizantes da Frelimo.
( Canalmoz )
Comentários
Jorge Fernandes O tal William Macamo e os outros da Frelimo claramente sao delinquentes, criminosos. Mas nao serao presos nem julgados pelo que fizeram, a PRM protege os Frelimistas criminosos. Cultiva a criminalidade em vez de combate-la.
Abdul Jabaru So quando a Renamo actua, ai sim o jornal noticias, a aim,a tvm, a policia aparecem a condenar os actos da renamo. Sem esquecer do g40, esse pais esta decadente, ha vezes que dou razao a renamo, pois a frelimo so respeita o barrulho das balas
Alcinda Conceicao Gaza é mesmo assim. A Frelimo pensa que Gaza é seu território? Chega. Em Gaza, uma província esquecida que só é lembrada quando se obrigam as pessoas a irem votar, é a mais pobre em termos de tudo. Não desanimem companheiros.
Adelino Branquinho Pelo andar da carroca, nao ha ovos da pomba branca, que chegue inteiro ao destino. Sera que o odio compensa, como o crime? nao creio.
José Nbeua Com a frelimo no poder,não é possível construir-se uma sociedade democrática.
São ladroes,assassinos (estes membros do MDM tiveram muita sorte,costumam matar)nao respeitam bens,nem a vida!!!!
Edwin Hounnou partilhou a sua publicação.
Edwin Hounnou para O PAIS DA VERDADE
Diga toda a verdade, Senhor Presidente!
Neste momento, o Presidente da República, Filipe Nyusi, encontra-se nos Estados Unidos da América e já se avistou com o Secretário de Estado John Kerr e com a director do Fundo Monetário Internacional, para os devidos acertos sobre a dívida a volumosa oculta contraída por privados e avalizada pelo anterior governo de Armando Guebuza, com a mafiosa pretensão de a transformar em dívida pública.
Ouvimos o que disse o secretário de Estado norte americano ao senhor e, do lado de cá, esperamos que o Presidente tenha dito toda a verdade e somente a verdade. John Kerr disse que a sua administração está preocupada com as violações dos direitos humanos, violência e com a guerra ora em curso em Moçambique.
A administração americana está preocupada com as valas comuns descobertas, no centro do país e o governo que o senhor dirige não abre as portas para uma investigação independente. Está preocupado o governo americano com os massacres de civis que ocorrem nas zonas de confrontações militares, como Macossa e noutros lugares. As valas comuns, que nós, também, testemunhamos, preocupa a todos nós.
Explique à administração americana, que tem dado muito dinheiro ao vosso governo, para que o seu executivo precisa do G40, que passa o tempo todo a diabolizar os adversários políticos do seu partido Frelimo, em absoluto monopólio dos meios públicos de comunicação social. Quer dizer, todos nós financiamos a propaganda maldosa da sua matilha contra quem pensa de modo contrário.
Diga isso aos americanos e eu desconfio que não venham a gostar de ouvir que eles financiam um governo que pratica a exclusão e intolerante. Pensa que não seja para isso que mandam os impostos dos cidadãos norte-americanos para reforçar um regime que se bate pelo retorno ao monopartidarismo e intolerância.
Senhor Presidente Nyusi, explique que, no seu país, é proibido discordar do seu partido e do seu governo e quem persistir em desafiar, pode ser morto, como aconteceu com Gilles Cistac, Inlamo Mussa e tantos outros. Quem a eles que quem anda desalinhado com o seu partido não pode ser recrutado para trabalhar na função pública. Diga, também, aos americanos que o seu partido mandou o governo transferir o poder de fogo das forças armadas, porque nestas, estão militares oriundos da guerrilha da Renamo, para a Força de Intervenção Rápidas, sob um forte controlo partidário. Não minta, senhor, Presidente! Diga toda a verdade!
Não se esqueça de informar que os seus camaradas que contraíram a dívida no valor astronómico de 2,4 mil milhões de dólares, o fizeram ilegalmente, contornaram a assembleia nacional, que deveria autorizar fazer aquela operação. Acrescente, também, que o senhor e os seus comparsas se recusam terminantemente, em aceitar uma auditoria forense internacional e independente, a essas dívidas, para evitar que os seus autores sejam incriminados e presos.
Diga aos americanos que alguns membros do seu partido são os principais promotores da guerra em Moçambique e até têm empresas que compram armas para as forças governamentais, onde os seus filhos pontificam nessas empresas como dirigentes e com isso andam podres de dinheiro.
Diga tudo, senhor Presidente, diga toda a verdade!

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook