sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Autor de “Mozambique”: Bob Dylan vence Nobel da Literatura 2016

  


Norte-americano vence prémio aos 75 anos de idade
O vencedor do prémio Nobel da Literatura deste ano, Bob Dylan, tem um pouco de Moçambique. Afinal, no seu repertório musical, possui um tema intitulado “Mozambique”, inspirado e em homenagem ao país, seguramente, inspirado pelas maravilhas geográficas e humanas, num som refinado, ao estilo jazz. A música tem dois minutos e cinquenta e cinco segundos, e, do princípio ao fim, canta a pátria num jogo em que a palavra ganha imagem da terra. Dylan é norte-americano, e, aos 75 anos de idade, quebra a tradição do prémio ao tornar-se primeiro músico distinguido Nobel da Literatura, o mais prestigiado reconhecimento desta arte.

O anúncio do vencedor do Nobel que, numa música produzida por Elliott Smith, leva o país a um passeio universal, foi feito hoje, coincidentemente, no dia em que morreu o autor italiano Dario Fo, vencedor do Nobel na edição de 1997, ano antes de a CPLP ver o único escritor de língua portuguesa, José Saramago, reconhecido pela Academia Sueca.

Logo, ao mesmo tempo que o mundo perdia um Nobel, ganhou outro, Dylan, um rosto que causou alguma surpresa aos apreciadores da literatura, afinal, não é ele mais músico que outra coisa? A Academia Sueca informou que Bob Dylan merece o Prémio por ter criado novas formas de expressão poéticas no quadro da grande tradição da música americana.

Numa breve entrevista após anunciar o premiado, a secretária permanente da Academia Sueca, Sara Danius, explicou, de acordo com Jornal de Notícias, que Bob Dylan é "um grande poeta na grande tradição poética inglesa. Ele encarna essa tradição", disse a responsável, lembrando que há 54 anos que o cantor, poeta e compositor se reinventa, criando novas identidades.

Instada a escolher uma canção emblemática do agora Nobel da Literatura, Sara Darius disse que o álbum "Blonde on Blonde", de 1966, "é um exemplo extraordinário da sua forma brilhante de rimar e do seu pensamento pictórico".

A representante da Academia Sueca lembrou ainda, quando questionada sobre a especificidade da poesia de Dylan, que foi escrita para ser cantada, que também Homero e Safo, há mais de 2000 anos, escreveram poesia que devia ouvir-se. "E ainda hoje lemos Homero e Safo".

Figura de relevo na história da música, o primeiro livro publicado pelo norte-americano data de 1971 e é uma obra que junta prosa e poesia, intitulada “Tarantula”.



O trajecto e os recordes

Bob Dylan é o nome artístico de Robert Allen Zimmerman. Nasceu a 24 de Maio  de 1941. É compositor, cantor, pintor, actor e escritor. Começa a escrever os seus primeiros poemas aos dez anos de idade e, ainda novo, aprendeu piano e guitarra sozinho. Em 2004, foi eleito pela renomada revista Rolling Stone o 7º maior cantor de todos os tempos e, pela mesma revista, o 2º melhor artista da música de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles. Em 2012, Dylan foi condecorado com a Medalha Presidencial pelo presidente norte-mercicano, Barack Obama. Além do Nobel, venceu Oscar, Grammy e o Globo de Ouro.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook