sábado, 8 de outubro de 2016

AS DESERCOES NAS FORÇAS DA FRELIMO AINDA CONTINUAM


O exército da frelimo está a sofrer grande sangria nas últimas semanas devido às desercões em massa. Por dia fogem em média 7-10 militares e a há casos de fugas de 15 ou mais militares. Ultimamente as fugas acontecem mais no centro de preparação militar em Manhiça, Maputo. Os militares têm fugido sobretudo quando ouvem rumores de que depois dos treinos serão alinhados à Gorongoza. Também verificam se grandes desercoes no grupo dos militares que está a ser treinado por norte coreanos em Maputo, embora os instrutores estejam a enganar os jovens dizendo que depois dos treinos irão defender o estado maior general mas os militares sabem que isto é mentira.
Mas a fuga a partir da Manhiça é mais simples e fácil para os jovens mancebos naturais da região sul porque ligam aos seus familiares e estes aproximam se com as passagens para o transporte, enquanto para os naturais das regiões centro norte as coisas são mais complicadas, por isso são obrigados a aguentar o treino até ao fim e já chegados em áreas próximas das suas zonas de origem, deitam as armas, despem a farda e fogem.
Os militares tem desertado porque já estão conscientes da superioridade militar absoluta dos temíveis homens verdes de Afonso Dhlakama que são imbatíveis quer na defesa ou no ataque. Os militares da frelimo também dizem não querem morrer enquanto a frelimo e a renamo vão assinar o cessar-fogo dentro em breve e que estão fartos de serem usados para defender os interesses dos chefes que estão em Maputo e cujos filhos não cumprem o serviço militar e estão a viver numa boa e a brincar com mulheres.
Os comandantes da frelimo tem se esforçado para evitar as desercões dizendo aos militares que o conflito termina na primeira semana de Novembro mas ninguém dá ouvidos a esta propaganda porque os outros militares que se encontram nas zonas quentes têm ligado dando indicações de que estão em vista outras operações militares de vulto e que os reforços são estes que estão a terminar o treinamento. Neste momento a situação militar é estacionária embora aconteça um e outro choque sobretudo em Mussorize e Barué, onde as forças da frelimo tentam roubar gado bovino mas em quase todas as tem sido repelidas pelos guardas de Afonso Dhlakama.
Unay Cambuma

GostoMostrar mais reações
Comentários
Nitafa Nitafa Nomo Com certeza meu comandante. No início desta semana foram escorraçados em Kagole distrito de barue por duas vezes e massacre foi inevitável. De salientar que no troço Nhamapadza/caía foram trucidados da pior forma possível três semanas depois das perdizes terem suspendidos os ataques devido a presença dos mediadores. As desercoes são inevitáveis e de facto é a melhor saída pois fale a pena morrer defendo o povo do que os 3 biliões de dólares contraídas em nome povo Moçambicano!
Gosto218 minEditado
Chaibo Arthur Parabens a esses militares (fadm) que fogem.
Gosto118 min
Tomo Paiwa Ya ja dvia ter fugido a muit tempo
Gosto214 min
Alexandre Devissone Comandante dos Rangers abatido na Zambezia de nome Macaco ainda era mancebo?me parece k nao se brinca com as FDS as verdades como noticia

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook