segunda-feira, 10 de outubro de 2016

A mulher no vídeo de Trump quebra o silêncio






COMENTAR

A mulher visada pelas polémicas declarações de Donald Trump, num vídeo de 2005 que foi agora revelado, reagiu no Twitter, frisando que "as palavras de outros" não afetaram o seu caráter.
O vídeo foi divulgado na sexta-feira pelo jornal "The Washington Post" e revela Donald Trump a falar sobre as mulheres em termos considerados vulgares e machistas. Na gravação ouve-se o empresário, atual candidato republicano à Casa Branca, a gabar-se de ter tentado convencer uma mulher casada a ir para a cama com ele e em seguida refere-se a uma mulher que o aguarda (a atriz Arianne Zucker): "ainda vou beijá-la. A beleza atrai-me. Começo a beijá-las. Quando és uma estrela, elas deixam-te fazer (...) tu podes fazer o que quiseres".

TRUMP GABA-SE DE PODER APALPAR MULHERES SÓ PORQUE É UMA ESTRELA


Perante a polémica, a atriz e modelo Arianne Zucker escreveu uma mensagem no Twitter, este domingo: "O meu nome é Arianne Zucker e eu sou uma mãe forte, independente e trabalhadora, uma mulher de negócios e companheira de um grande homem".

"Aprendi que as palavras dos outros não podem afetar o valor da minha pessoa ou definir o meu caráter", acrescentou.

"Devemos tratar-nos uns aos outros com bondade, dignidade e respeito, seja em privado ou cara a cara. Infelizmente, há muita gente no poder que abusa da sua posição e desrespeita estes princípios simples e são recompensados por isso", critica.

Leia mais: A mulher no vídeo de Trump quebra o silêncio http://www.jn.pt/mundo/interior/a-mulher-no-video-de-trump-quebra-o-silencio-5433040.html#ixzz4MfzqUwzb
Follow us: jornalnoticias on Facebook

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook