sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"Não haverá governação partilhada", diz analista


Comments

1
Francisco Moises said in reply to Frank...
"O fim politico da Renamo esta breve."
Nao havera lagrimas, pelo menos da minha parte, para uma organisacao que se auto-destruiu por se ter permitido em se transformar numa organisacao dum so individuo. Um so individuo desajeitado e demente. De maneira como a Renamo esta, ela nao e uma oposicao politica nem militar. Travar pequenas guerras que ceifam muitas vidas dos mocambicanos/das mocambicanas e obrigam milhares dos nossos concidadaos a serem refugiados no Malawi, provavelmente na Zambia e irrefutavelmente no Zimbabwe como a renamo faz, e um crime contra a humanidade.
Fazer guerra sem o intuito de ganhar como Dhlakama tem feito desde 1979 e um grande pecado e um crime imperdoavel. Este homem nem pode aprender dos seus inimigos -- do Nyusi que ordena as tropas para acabar com os que incomodam a paz e a tranquilidade e do patricida Alberto Chipande que lhe diz que os seus dias para o seu banditismo armado estao contados.
Espero que Dhlakama nao dira que nao percebe o Nyusi por este falar acima da sua cabeca e que nao percebe Alberto Chipande por o patricida falar ainda em pretogues como ele proprio. Alguns 41 anos que Chipande deixou de ser terrorista nas matas e na Tanzania ainda nao e capaz de falar num portugues decente. Continua ainda a desfalar em pretogues como um verdadeiro terrorista quem sempre foi e dum modo demente. O miseravel!
Porque e que Dhlakama nao diz a Nyusi e a Chipande que ele tambem vai travar operacoes para acabar com eles e com o terrorismo da Frelimo? O miseravel!
2
Francisco Moises said in reply to Frank...
Muitos, principalmente, os que estao na Renamo nao querem se acordar a realidade de que o chefe deles esta demente, senao terminalmente demente. Eles insistem em segui-lo. Nao entendo porquê é que os Generais da Renamo persistem em segui-lo, guarda-lo e obedecê-lo. E o glorioso Unay Cambuma que me parece ser um individuo inteligente a glorifica-lo nos seus comunicados.
Como é que se pode tomar a sério um homem que dizia que para a Renamo ter as seis provincias, ela iria so aos governadores e administradores da Frelimo para lhes dizer que vossos malandros o vosso tempo ja caducou e arrumem as malas e que isto iria acontecer.
Alguns de nos, como o verdadeiro General lendario Zeca Caliate lhe disse para libertar zonas e territorios enquanto a Frelimo estava ainda fraca; ele nunca escutou, como de costume nunca escuta moçambicanos, excepto os grandes da Frelimo e estrangeiros.
O mês de Março chegou e antes de chegar, a Frelimo, numa estratégia brilhante, expulsou-o da vida publica e o encurralou nas matas donde a Frelimo nao permitira que ele saia e onde a Frelimo quer que ele morra, a nao ser que se renda ou tomado para Maputo como um capturado. Ele agora choraminga para a Frelmo retirar as suas forças que ele permitiu ir onde ele esta. A Frelimo diz que as suas tropas nao tem que se retirar visto que elas tem o direito constitucional de estarem em qualquer parte do territorio moçambicano.
Dhlakama pode so remover tais forças, se ele puder as eliminar, coisa que ele nao quer fazer ou nao tem a capacidade de fazer. Mas nao espere por um favor numa situaçao que a Frelimo considera optima e estrategicamente favoral. A Frelimo nao retirar o suicido de retirar as suas forças para uma distancia de 100 kms. Parece me nao haver duvida que Dhlakama anda muito maluco, assim ele tambem enlouquecendo os seus sequazes.
3
Frank said...
Tudo isto parece uma telenovela. Convençam-se de uma coisa que é certa: O colonizador nunca permitirá a governação da Renamo nas 6 províncias como reclama. A Renamo não está em condições de fazer exigências a não ser que seja reclamar um cheque bem grande. O líder da Renamo está encurralado e demente. O fim político da Renamo está breve.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook