sexta-feira, 30 de setembro de 2016

GOVERNAÇÃO ÀS SEIS PROVÍNCIAS





Egidio Vaz
Ontem às 7:13 · Alto Maé "A", Maputo ·



GOVERNAÇÃO ÀS SEIS PROVÍNCIAS
Joseph Goebbels, antigo propagandista nazi dizia: uma mentira contada várias vezes transforma-se em verdade
Só para refrescar a memória, partilho hoje a tabela dos resultados eleitorais de 2014, com enfoque às vitórias da Renamo.

• Nas eleições presidenciais, o candidato Afonso Dhlakama ganhou em 5 províncias: Tete, Manica, Zambézia, Sofala e Nampula; com margens pequenas; entre 3-15%.


• Nas eleições legislativas, a Renamo ganhou em duas províncias: Sofala e Zambézia

• Nas eleições provinciais a Renamo ganhou em três: Tete, Zambézia e Sofala.

As propaladas seis províncias são baseadas em que resultados? Peço encarecidamente a quem as tiver para partilhá-las.

O meu argumento é este: Em países sérios, a mínima suspeita de fraude era suficiente para a realização de novas eleições. Não se pode aceitar resultados "aqui" porque ganhamos e negar "ali" porque perdemos. Isto não é justo. É incoerência. Veja o resto pelo link: https://goo.gl/Z8bO61

O povo, o país estão aceitando discutir estas incoerências só por causa de um único problema: as armas e respectivos guardiões. Democracia armada não é democracia. É ditadura. O dia em que finalmente estivermos livres das armas, veremos de facto o que é a democracia e como se faz. Até lá, vamos paparicando as incoerências até onde podermos.



Resultados eleitorais detalhados-CIP AWEPA.pdf
Shared with Dropbox
DROPBOX.COM



GostoMostrar mais reaçõesPartilhar

179179
27 partilhas
Comentários


Lukuekue Amani Escreves boas palavras sr.Vaz no entanto sao so palavras. o certo é que, sejam duas, uma ou nem uma sequer... onde ha "escuridao" ou nao ha luz, os que tem boa vista saudavel e os cegos tornam se todos iguais. O PROBLEMA AQUI É A ESCURIDAO.
Gosto · 2 · Ontem às 8:27


Zuneid Esmael Ilustre Egidio Vaz...reeleia o seus post há duas eleições províncias aí. ..e acredito que uma devia ilustrar as estatísticas das eleições Presidenciais
Gosto · 1 · Ontem às 8:28


Egidio Vaz Legislativas e Provinciais
Gosto · 23 h


José de Matos Toda esta problemarica resume-se em dois pontos:

1 - As eleiçoes tinham de ser anuladas e a questao das provincias tem de ser vista no contexto de eleiçoes fraudulentas e exclusao que nao foram remediadas pelo regime.

2 - A existencia dos homens armados revela que ha pendentes desde o AGP e nao sao realistas os que pensam que esse problema vai ser resolvido apenas com o desarmamento unilateral e incondicional de uma das partes sem resolverem as causas do conflito politico-militar.
Gosto · 20 · 22 h · Editado

Ocultar 22 respostas



Francisco Cossa A sua observacao tou nota 20 parabens ilustre
Gosto · 3 · Ontem às 8:52


Euclides Flavio Nota 1000.
Gosto · 3 · Ontem às 8:55


Ernesto Cossa Nota 20 , nao oq Vaz and escrever ai.
Gosto · 1 · Ontem às 9:09


Celso Paco Nota 1000 senhor José Matos.
Gosto · 2 · 23 h


Egidio Vaz Primeiro ponto concorda comigo. No segundo, esta a ser fiel à sua inclinação política. Mesmo assim, o recurso às armas poderia ser evitado se as pessoas se concentrassem em resolver o pendente do AGP
Gosto · 2 · 23 h


José de Matos Egidio Vaz , 100% correcto, estou a ser muito fiel a minha inclinaçao politica que é o realismo na busca da Paz e Reconciliaçao! O que eu escrevi é obvio e elementar!
Gosto · 7 · 23 h · Editado


Ernesto Cossa Concordo em resolver pendente do AGP, Vaz chissano havia controlado isso. entro senhor patos tudo f para baixo.
Gosto · 3 · 23 h


Ariel Sonto Bingo!
Gosto · 23 h


Jose Mani Samuel Ernesto cossa controlar nao e resolver dai que aliviar nao e curar. Meu ponto: chissanio e culpado por ter aliviado e nao curado e guebuza ter piorado por nunca ter tomado nenhum medicamento para aliviar e o pobre do nhussi tem que curar umdoente terminal. Se esse doente morrer em Africa nao se aceita que o doente havia de morrer mas que o medico e o culpado por isso nao vale apena ir ao medico quando a dor comeca
Gosto · 2 · 23 h


Miguel Moiane Quantas partes ha por desarmar?? A outra parte sao as FDS? Ou ha uma terceira força??
Gosto · 23 h


Ernesto Cossa Guebuza e culpado disse meu cara.
Gosto · 23 h


José de Matos Miguel Moiane , sao duas as partes no conflito, nao vai ser resolvido apenas com o desarmamento unilateral e incondicional sem que sejam resolvidas os pontos que levaram ao conflito! Obvio e elementar!
Gosto · 2 · 23 h


Jose Mani Samuel Esta sua visao e miope. Nao nego a responsabilidade de guebuza mas guebuza se tivesse encontrado o problema k chissano deixou nao teria nada a estragar
Gosto · 1 · 23 h


Miguel Moiane No seu comentario anterior esta desarmamento unilateral de uma das partes. O quê fez agora foi retirar " uma das".
Gosto · 23 h


Jose Mani Samuel Acaso sabe o que e corresponsabilidade?
Gosto · 23 h


José de Matos Miguel Moiane , unilateral significa o que ?
Nao devemos ficar distraidos com semanticas! O que eu escrevi é obvio e elementar!
Gosto · 1 · 23 h


Pires Calembo Vaz, nao há nada inclinação aqui todo mundo sabe que o problema é a frelimo, o problema da frelimo é de ver outros como inimigo, why?
Gosto · 3 · 23 h


Jose Mani Samuel Prof. Matos Neves (meu professor no ex Pero de Anaia) acaso esse sabe o que é elemebtar? Ocupe se com os que pensam
Gosto · 1 · 23 h


Eddy Waku Lombëla Eu nem sei qual lúta pacífica que algums dizem que a Renamo devia levar n lugar das armas, mais todos sabemos que Guebuza com seus acólitos começou a perseguir os renamistas alegando que queria os arrancar as armas a força, quando na verdade ele estava a acender o lume, prk ja sabia que ia roubar ns cofres e até buscar n extrangeiro dinheiro pa aumentar a sua riqueza e comprar mais armas para o seu exército. Emtão essa estórieta d luta pacífica cm um regime que investe fortemente na repressão e fuzilamentos esquecem meus senhores. O próprio E. Vaz as poucas vezes que tem criticado o regime teriam lhe valido cadeia ou um tiro, pois regimes comunistas reprimem e fuzilam sem julgar.
Gosto · 4 · 23 h


Leonel F. Matlombe Aqui, fala-se das causas do Conflito. Em termos logicos, concordo.
Contudo, entendo que dentro das referidas causas, ha certas motivacoes, resultantes da essencia da politica ( a conquista do poder).
O Historiador Egidio Vaz, outrora falou da teoria de instrumentalizacao e da Sindroma de Estocolmo.

O que defendo é que o desarmamento total e as propaladas 6 ou mesmo 20 provincias, nao resolveram o diferendo, enquanto Afonso Dhlakama nao ascender à Ponta Vermelha. Aqui, prespectiva-se uma reforma (discentralizacao) para o desarmamento. Porem, outras manobras serao arquitectadas pela Renamo - o futuro confirmará.
Gosto · 22 h


Pablo Osvaldo Osvaldo Bruxo
Gosto · 22 h


Miguel Moiane Jose Mani Samuel não comentei nada do você escreveu. Escreva o seu pensamento elementar e vamos discutilo.
Gosto · 21 h


Neves Nhavene Obrigado pelo "refresh" notei com muita tristeza que nós somos um povo estranho. Não vejo motivos para cerca de 290 000 eleitores depositarem votos em branco !
E no fim reclamamos burla contra o nosso candidato..
Gosto · 3 · 19 h · Editado


Zackell Matuassa O brilhantismo de Egidio Vaz é nato. Desde os tempos de faculdade o conheço com ideias brilhantes e com um raciocínio lógico. Alguém sabia que o Arquitecto de Férias no Distrito é Egidio Vaz?
Gosto · 5 · Ontem às 8:31


Euclides Flavio Eu sabia. Mas não se trata de um projecto exclusivamente de #Egidio Vaz. Porém, ele foi um dos mentores. Na verdade o PFDD foi concebido por alguns estudantes do Departamento de História (UEM), da geração do Egídio, e sobretudo, os que especializaram em História Social.
Gosto · 2 · 22 h · Editado


Zackell Matuassa Eu sei. Um deles e Henriques Cau. Eu pessoalmente dei um contributo enorme no projecto.
Gosto · Ontem às 9:04


Euclides Flavio Agora sim.
Gosto · 1 · Ontem às 9:07


Jose Mani Samuel Qual e o ponto de eeclamar merito na discusao da governacao das provinciais. Espere o reconhecimento publico para nao parecer "o visionario" filho do povo que hoje se esconde nas mahotas como um eremita
Gosto · 1 · 23 h


Meque Magira No país faz de contas.
Gosto · Ontem às 8:34


Lukuekue Amani O governo/ estado seja como for, tem o poder a mão posta no interrupor da corrente ( poder de restabelecer a luz) e consquentemente por fim a escuridao se nao o faz deve ser pelo facto de que a ele (G.Estado) a clareza nao interessa. Se tudo passa por isso, as accoes subsequentes serao resultado do "tatear" e que a sorte venha ao de cima para se conseguir agarar coisas coisas proveitosas....
Gosto · Ontem às 8:37


Mario Carlos Tete Digo mais,o Estado deve fortificar as FDS pra que o pais se livre de este tipo de brincadeiras,temos o exemplo de ANGOLA,veja q os angolanos até fizeram uma grande ofensiva contra garimpeiros,aq esta tudo a saque,ate a paz,porq alguém tem meia dúzia de AKM'S,até 2018 qdo formos as eleições autarquicas o pais deve estar livre de armas alheias,poq ai outro vai querer governar MAFALALA,CATEMBE etc,eu acho q devia deixar isto pra proximas eleições,o parlamento fazer revisão da CR
Gosto · 2 · Ontem às 8:38

Ocultar 16 respostas



Claudio Lombene Com que então Angola é um bom exemplo?
Gosto · 4 · Ontem às 9:08


Pablo Osvaldo Osvaldo NtseVer Tradução
Gosto · 23 h


Mario Carlos Tete sim,é grande exemplo após eliminar savimbi nem mais um macaco ousou perturubar o povo angolano,aq ja deviamos ter resolvido na hora,quantas eleições ja tivemos aq? sempre mesma besteira,meu amigo escreve isso,no dia q a renamo ter novo lider viveremos em paz e propria renamo organizada
Gosto · 23 h


Helio Ribeiro O Dhlakama pa t,xtará a pertubar o povo ou xtará a pertubar o gover da frelimo pla sua desgovernação,Mario??????Vc sempre foi um lambecú de patos e sempre serás.
Gosto · 2 · 22 h


Nelo Tembenuca A soluça foi fortificar as forças de defesa ou matar savibmbi? Seja claro.
Gosto · 1 · 22 h


Zacarias Matope Matope O teu chefe kalau dizia que ia recolher todas as armas que se encontra nas mãos dos guardas de Afonso Dhlakama.
Não há nenhuma arma nas mãos alieias. Pelo menos as da RENAMO.
Gosto · 2 · 22 h


Mario Carlos Tete O exercito angolano é dos melhores organizados da africa,e isso foi devido a fusão com os homens da unita,ephá deixe de patetices,este gajo atrazou vida d muita gente com sua ganância pelo poder,dê me o organigrama da renamo,ja fizeram congresso? quem é o finançeiro? o logistico? meus amigos precisamos de gente séria na politica activa do pais
Gosto · 22 h


Homer Wolf tsc... como cada uma!
Gosto · 22 h


Kuyengany Produções Tira minha Mafalala desse teu papo furado faxavor
Gosto · 3 · 22 h


Homer Wolf eh eh eh... tás como medo de irem encontrar Dhlakama escondido na casa de uma familia mafalalense?
Gosto · 1 · 22 h · Editado


Kuyengany Produções Ali é "zona libertada"......tem maningue Macúas.....logo estamos no Moçambique -Centro-Norte Nòs
Gosto · 22 h


Zacarias Matope Matope Mario mesmo o nosso exército está bem organizada.
A questão principal é falta da razão pela qual estão a lutar.
Se houvesse razão a favor da FRELIMO acredito que já teriam feito o que você quer que aconteça com o Dhlakama.
Gosto · 1 · 21 h


Atumane Muenhe Muenhe Quem atrasa avida é a renamo que tem dívidas ocultas.
Gosto · 3 · 21 h


Claudio Lombene Eduardo dos Santos morrer.
Gosto · 21 h


Claudio Lombene Morrerá e não se sabe Qual é o próximo cenário.
Gosto · 21 h


Alberto Bache Chango Senhores o povo não está preocupado com polítiquisses mas sim a crise que hoje sofre,sem pão, desvalorizacão da moeda, as dívidas ocultas,afinal para onde foi este dinheiro que hoje o povo sofre em pagar, a verdade deve sair para o povo contínuar a sacrificar e os mentores devem responsabilizarem como o que aconteceu co jacob zuma.
Gosto · 2 · 19 h


Navalha Agnaldo Navalha Colapso
Gosto · Ontem às 8:43


Jose Chirruco Por refletir
Gosto · Ontem às 8:53


Lenon Arnaldo Há uma semana, fiz um post a respeito dos números ou percentagens das últimas eleições. E no referido post, questionava o critério a ser usado para a atribuição das "supostas seis provinciais" reclamadas pela perdiz, pois, em termos de resultados temos das legislativas (duas provinciais) e previdências (cinco províncias).

Mesmo na situação de usar-se o critério misto (resultados presidencial e legislativo), nunca chegam às seis provinciais.

A pergunta que não quer calar-se: porque a província de Niassa está nessa lista. Mesmo cônscio de que os resultados não lhe foram favorável, nas presidenciais e nas legislativas.

Dai ter de concordar com ilustre Egidio Vaz quando diz: "que há muita incoerência nos fundamentos que sustentam o pedido da renamo". E mais, para além a incoerência, acrescento, muita ma fé e irresponsabilidade.
Gosto · 1 · Ontem às 8:55


Jose Mani Samuel Aqui so fala do criterio misto e porque? Esta a ficar zaralho?
Gosto · 23 h


Helio Ribeiro Jose deixa estes a se encravarem porke assim eles existem um pa o outro.
Gosto · 22 h


Homer Wolf Está a querer contar "quinhentas" Djone Lenon.... Não fica nada bem, para que se gabava de só obter vitórias retumbantes... eh eh eh
Gosto · 2 · 22 h · Editado


Navalha Agnaldo Navalha Hu
Gosto · Ontem às 8:58


Josue Mucauro Difícil saber qual será o critério, mais enfim, que venha o bem maior a "PAZ". Egídio será que o maior culpado de tudo isso não AR? Que em vez de debater se o país, debate se pessoas, brincam de hoooo e outras coisas. Quando a suposta casa do povo não consegue resolver problemas ali transforma mos salas de hotéis, centros de conferência em bodes respiratórios.
Gosto · Ontem às 8:59


Álvaro Xerinda Sem dúvidas vivemos uma democracia armada
Gosto · 23 h


Kleber Alberto A viciacao dos pleitos e uma realidade conhecida por todos incluindo o egidio vaz. Os problemas decorentes da centralizacao de poderes e de todos conhecidos: corupcao, crime sofisticado no estado, justica e PGR sequestrados, liberdades condicionadas (proibicao de manifestacoes). Bom os nossos academicos nao conhecem os problemas do pais. Este pais jamais tera paz nem ira desenvolver com este tipo de governacao.
Gosto · 3 · 23 h


Sa Como Anular as eleicoes? Onde veem tanto dinheiro pra dispender com processos eleitorais!!!!!!!!!!
Gosto · 23 h


José de Matos Sai mais caro validar eleiçoes fraudulentas ...
Gosto · 3 · 23 h · Editado


Sa Como Pelo que vejo, fala se mais de irregularidades e nao fraude. ha irregularidades que nao precisam necessariamente de escangalhar todo processo anulando o processo
Gosto · 23 h


Metical Birira Jovo do Ematum pode vir o dinheiro.
Gosto · 23 h


José de Matos Sa Como . nao nos devemos distrair com definiçoes de fraudes e irregularidades, as elei çoes nao foram transparentes ...
Gosto · 1 · 23 h · Editado


Felix Tivane Parece que FRELIMO como partido tende a ceder, mas infelizmente há alguns pensadores que ainda não acreditam na verdade que neles mesmo reside. Por favor, não nos dixem para baixo, como Moçambicanos temos de acreditar nesse bom senso da FRELIMO e atribui-la títulos heróico a esta instituição por essa abertura.

Em nome da Paz
Gosto · 21 h


Jemusse Abel Eu concordo com o que Egidio diz mas que ele me responda o seguinte: ONDE É QUE ESTÃO OS EDITAIS?
Gosto · 12 · 23 h


Egidio Vaz A Renamo e cada um dos partidos participantes nas eleições tinham direito aos editais para que confrontassem com os do STAE. Onde estão os editais da RENAMO que provam a sua vitória?
Gosto · 23 h


Luis Filipe Mouzinho Mouzinho São estas observações que o país precisa, para os outros, os menos informados entendam o que realiamente está a acontecer. Resumindo as Eleições em Moçambique só serão justas, livres e transparentes se a RENAMO ganhar.
Gosto · 1 · 23 h


Jemusse Abel Aissee Egidio Vaz estás a saltar a pergunta! Como respondes a pergunta com uma pergunta. O STAE tem Editais destes resultados?
Gosto · 6 · 22 h


Elísio Nhantumbo Estranha a pergunta. Ë como se a RENAMO não estivesse representada nos orgãos eleitorais. Onde estão as cópias entregues aos delegados da RENAMO ou alguém lhes negou as cópias na mesa de voto?
Gosto · 20 h


Freddy Emerson Jamal Eugenio Jamal, Lisete Jamal
Gosto · 23 h


Amad Ravia Eis os resultados:
• Sofala (RENAMO 45, FRELIMO 30, MDM 7) - maioria absoluta da RENAMO
• Tete (RENAMO 42, FRELIMO 37, MDM 3) - maioria absoluta da RENAMO
• Zambézia (RENAMO 51, FRELIMO 37, MDM 4) - 50% dos assentos da RENAMO - 50% dos outros dois
• Nampula (FRELIMO 46, RENAMO 46, MDM 1) - empate entre RENAMO e FRELIMO
Manica (FRELIMO 40, RENAMO 39, MDM 1) - sem maioria relativa da RENAMO, maior numero de assentos da FRELIMO
• Niassa (FRELIMO 42, RENAMO 34, MDM 4) - sem maioria relativa da RENAMO, maior numero de assentos da Frelimo.
São 5 províncias, e esses dados são públicos e podem ser encontrados também na pagina do CIP.
Gosto · 3 · 23 h


Augusto Gildo Buanaissa Eu sei que a província de cabo delgado ou niassa veio a reboque. Na verdade a Renamo começou por reivindicar 5 províncias e depois incluiu a ilha (cabo delgado ou niassa, não me lembro bem). Outra coisa que consubstancia a reivindicação das 5 províncias são os indícios claros de existência de fraudes a nível gigantesco que põe em causa todo o processo eleitoral e legitimidade da Frelimo/governo/estado.
Por vezes vejo aqui no facebook muita mentira difundida por pessoas que se deveriam considerar de bem.
A forma bonita com que se escreve, faz com que os preguiçosos mentais acreditem em tudo que seja dito pelo sicrano ou beltrano.
Na verdade, hoje, muitos sim senhor ou concordo em postes desta natureza são meramente resultados de fanatismo ("seguísmo" - permitam-me inventar essa palavra originada do seguir).
Infelizmente os nossos pensadores de hoje pensam com o estômago e não com a cabeça. Essa é a razão de se usar e embelezar as informações para distorcer a realidade.
Buscam-se meias verdades para torná-las verdades absolutas, evitando assim trazer e analisar factos e dados concretos. O objectivo é mesmo colher um viva dos preguiçosos mentais.
Gosto · 19 h · Editado


Egidio Vaz Augusto Gildo Buanaissa, quando você tem certeza de que foi injusticado num jogo, você pede a repetição do jogo e nao partilha de pontos. Quem exige a partilha de pontos não tem certeza de quê ganhou o jogo. É o caso da Renamo. Não conseguiu se quer re...Ver mais
Gosto · 1 · 19 h · Editado


Augusto Gildo Buanaissa Egidio certamente que sempre que haver guerra, sofreremos os dois, eu deste lado e aquele do outro lado. Os dois estamos privados de liberdade de circulação, de expressão, não podemos fazer projectos, vivemos os dois com medo, passamos os dois muita privação, etc.
Isso é um facto. Independente do meu lado da guerra, eu só tenho a perder.
Então quando estivermos a debater assuntos, é sempre bom estar do lado da verdade verdadeira e evitar manipular informação. Se não nos propusermos a conversar a volta da verdade verdadeira, estaremos igualmente matando, como os que matam com armas, pois o objectivo é fomentar o ódio, a intolerância e por sua vez a guerra.
Sempre que o objectivo for a guerra, seja com armas ou com palavras, seremos igualmente culpados.
Egidio... os nossos "intelectuais" hoje matam tanto como a Renamo e a Frelimo lá nas zonas de conflito.
Que tal mudar a forma de abordar as coisas e ser mais construtivo do que "divisivo"?
Gosto · 1 · 19 h


Amad Ravia Esta velha música da fraude eleitoral e cansativo pois ja se canta desde tempos de chissano, guebuza e agora nyusi que paulatinamente vai terminando seu mandato. O mais caricato é ver jovens como Augusto Gildo Buanaissa a serem ecos desta velha e cansativa música.
E me socorro aos ditos do Egidio Vaz: "A Renamo não conseguiu se quer reunir os editais de quê tinha direito a partir da boca das urnas para provar o que diz. Ficou-se pelos relatos verbais de observadores e pela imprensa. Eu sei do que estou a falar. Quem quer o poder não se da ao luxo de viver desorganizado."
Gosto · 1 · 18 h


Neves Nhavene Exacto !! Quem quer o poder não se da ao luxo de viver desorganizado, a renamo diz ter ganho em 6 provincias e nao sabe dizer com quantos votos o MDM e a FRELIMO perderam ? Nao nos apresenta o apuramento a nivel nacional..
Gosto · 18 h · Editado


Raposo Andrade O que saltou à vista, apesar desses resultados favorecendo ou o fulano ou o sicrano, foi que no final, os mentores das eleições, a CNE, optou por ocultar as actas e, recorreu a outros métodos nada abonatórios para proclamar os resultados. Isso manchou tudo. Pelo que nada havendo a temer, o mais sensato seria a anulação do escrutínio e, convocação de novas eleições com supervisão da comunidade eleitoral.
Gosto · 4 · 23 h


Costa James Antes de falar dos "Editais",porque nao questionar as irregularidades,fraudes eleitorais,e os factores k levam as abstencoes?
Gosto · 2 · 23 h


Raposo Andrade Correcto, só para acrescentar e concluir o quão o escrutínio foi super irregular
Gosto · 23 h


Jemusse Abel Os editais fazem parte das irregularidades deste processo mano!
Gosto · 22 h


Neves Nhavene Se escrutínio foi super irregular com que elementos a renamo afirma ter ganho em 6 provincias ? Porque nao solicitar anulaçao do mesmo ?
Gosto · 18 h


Norberto Mucopa

Gosto · 23 h


Norberto Mucopa

Gosto · 23 h


Ricardino Jorge Ricardo Dr, não acha existir um "gato pingado" nesses resultados eleitorais, presidenciais, legislativas e provinciais? Como se explica ao avaliar pelo nível de conhecimento do eleitor, eleições realizadas no mesmo dia e mesmos eleitores, tanta "bagunça" no resultado? Para mim invés de se nomear/indicar os tais 2 ou 6 governadores, que o pedido fosse em marcar novas eleições. Me "parece" que nem os que estão a governar e os que estão do lado oposto ninguém venceu/perdeu, mas venceu e perdeu a fraude. Os que estão a governar saibam que estão ilegalmente e os estão na oposição também estão ilegalmente. A anulação e a marcação de novas eleições seria ideal.
Gosto · 3 · 23 h


Torisio Vasco Bom dia Egídio Vaz! Agora es membro da frelimo ou não pha as tuas abordagem ja são de alguém k ja esta a comer com os camaradas pha podes levitar um pouco pha
Gosto · 4 · 23 h


Egidio Vaz

Gosto · 23 h


Torisio Vasco Egidio Vaz , estou mesmo super decepcionado com a tua pessoa ok sério tá
Gosto · 22 h


Torisio Vasco Egidio Vaz, esse teatro por cauda de um pato de comida pah se certamente k ja tens cartão vermelho
Gosto · 22 h


Torisio Vasco Egidio Vaz, esse teatro por causa de um pato de comida pah se certamente k ja tens cartão vermelho
Gosto · 22 h


Torisio Vasco Dr. Egidio Vaz pha a classe académica desta nação lamenta profundamente a sua situação ok paz levitar ok precisas tá
Gosto · 1 · 22 h


Lenine Daniel Isso mesmo. Acredito que a Renamo só usa isso como elemento de pressão para ter no mínimo duas províncias...
Gosto · 23 h


Vicente Manjate Bem visto Egidio Vaz! O nosso sistema eleitoral formal está mais evoluído do que a nossa consciência democrática e, por isso, permite muita enganação em nome da democracia. Se tivermos em conta a finalidade e âmbito de legitimação territorial de cada pleito, só os resultados das eleições provinciais é que poderiam ser ilicitamente reaproveitados para a indicação de Governadores Provinciais. Nesse sentido, dirigentes locais teriam sido eleitos localmente, embora, diga-se, de forma anti-democrática. Seria um golpe constitucional com certa lógica em face do nosso déficit colectivo de consciência democrática.
Gosto · 23 h


Ed Mazive Estamos em guerra porque os problemas de fundo não estão a ser resolvido, como José de Matos disse, o problema de fundo é a descentralização administrativa. A teoria de "winner takes it all" não funciona e está na origem das fraudes eleitorais. Se o poder fosse repartido, todos sairiam a ganhar e nenhuma das partes teria a possibilidade de excluir a outra, inteiramente, da governação ou necessidade de recorrer a fraude para arrancar a sua vitória a todo o custo.
Gosto · 1 · 23 h


Ed Mazive Se a descentralização é a questão de fundo, o rastilho para o conflito são necessariamente as irregularidades eleitorais e o modo como essas irregularidades são atendidas e resolvidas. Teria sido, de certa forma, de bom senso, ter anulado as últimas eleições e convocado outras mais livres e transparentes. O custo de repetir as eleições não se assemelha, nem de longe ou de perto, com os custos da guerra tanto em perdas de vida, perda de bens ou perda de oportunidades de crescimento e desenvolvimento. faltou coragem na abordagem deste problema.
Gosto · 8 · 23 h


José de Matos Ed Mazive , bingo!
Gosto · 1 · 22 h


Alfredo Macuácua Claro mano Egidio Vaz, que as armas não defendam mesquinhices partidárias; que não as usem contra nós, o povo, mas sim para a defesa da nossa soberania.
Gosto · 1 · 23 h


Juma Mussagy Abdul Mutualibo Na minha opinião, a solução para este diferendo eleitoral seria marcação de novas eleições para o ano de 2018. Enquanto isso resolvem se as questões militares e de organização do estado. Onde todos moçambicanos façam parte para que todos sintam se repr...Ver mais
Gosto · 2 · 22 h


Ed Mazive Concordo plenamente!
Gosto · 22 h


José de Matos Juma, Colombia ?
Gosto · 22 h


Juma Mussagy Abdul Mutualibo Isso,obrigado pelo refresh
Gosto · 22 h


Jorge Carlos Cavele Colombia
Gosto · 21 h


Alberto Bache Chango Marcação de novas eleições? Neste intervalo até 2018 quem governará e com que legitimidade!
Gosto · 19 h


Juma Mussagy Abdul Mutualibo Querendo sair da situação em que nos encontramos é possível encontrar meios termos que constituem ponto de equilíbrio para todos os moçambicanos.
Gosto · 17 h


Calton da Costa Agradeco pela linda informacao. a verdade dia-a-dia.
Gosto · 22 h


Narcísio Mula E acha o Egidio Vaz, que o Partido Frelimo iria aceitar a repetição das eleições? A Renamo originalmene reclamou 5 provincias que são as que os numeros deram vantagem ao seu lider. Niassa só entrou no barrulho por causa da localização. E
Gosto · 3 · 22 h · Editado


Egidio Vaz Então porque insistimos em seis e não cinco. Outra pergunta: então Dhlakama será o governador das seis? Sim, porquê foi ELE quem ganhou nas cinco e não a Renamo. Renamo ganhou em tres nas provinciais e duas nas legislativas.
Gosto · 1 · 21 h


Narcísio Mula Eu nao defendo nem 6, nem 1. Mas sei que houve irregularidades gravissimas e depois não houve editais. Os resultados em geral foram fraudulentos. Se a Frelimo, mesmo assim quis governar abriu espaço para a Renamo exigir alguma coisa. Culpado quem é? A nossa incapacidade de realizar eleções justas e transparentes
Gosto · 2 · 21 h


Jose Waite Pelo que eu saiba e de pobre conhecimentos adquiridos la nas bandas numa das cadeiras(Governacao eleitoral), a tendencia de voto presidencial e parlamentar/assembleias a nivel de Africa, sao de unico sentido, ou seja, se vota candidato do partido A para presidencia, consequentemente vota o partido A para Assembleias, nunca ou mesmo raras vezes para o A e B!
Nestas de 2014, houve escamoteamento, o resto e so esperar 2019.
Gosto · 1 · 20 h


Helio Ribeiro Olha meus caros,pork é k temos k sempre voltar pa trás e retardar os pensentos dos homens já patente?!Na mesa do dialogo aparecem 4pontos essenciais k já é sabido por todos os moçambicanos!Até as crianças tmbem tem noção no k xtá acontecer lá?!Não é alguem k se acha de mais sabetudo e vem aki cm ideias alfabeticas pa descontrair as expectativas e a experança deste povo!!!!!Meus irmãos não voltemos aki dezer k são duas ou três/zero provincias k a renamo ganhou!!!Já xtá lá na mesa os pontos.Falem de um futuro prospero de Moçambique,k seja ele,bom ou ruim!!!
Gosto · 5 · 22 h


Egidio Vaz Kkk mama we
Gosto · 21 h


Helio Ribeiro Tas render não é!?Oh Vaz oposte em outras ideias,não esta daí!
Gosto · 21 h


Manuel Gil Uane Quanto a mim, a Renamo devia lutar pela mudança das regras do jogo (lei eleitoral e constituiçao) de modo a que nas proximas eleiçoes se vote nos governadores, administradores, chefe de localidade, secretarios dos bairros, etc, e preparar-se melhor desde ja as para as mesmas. Eu duvido e muito k a renamo esteja em condiçoes de governar as tais provincias k reevendica neste momento, pelo contrario isso ate pode fazer com k perca confiança do eleitorado nas mesmas, pois o povo ira cobrar de que estiver a governas no momento das eleiçoes e a Renamo podera pagar carro pelos erros cometidos pelos governadores actuais.
Gosto · 1 · 22 h


Gulumba D. Mutemba Todos sabemos que estes resultados são os que restaram depois da roubalheira.
A decisão da Renamo foi muito inteligente,como o mano disse,em países sérios a oposição exigiria a repetição das eleições,mas como o nosso não e sério,mesmo sem editais que comprovam a vitória do nyusi e seu partido,foi empossado pelo CC,presidente da República.
Se a Renamo tivesse exigido novas eleições,Tudo continuaria na mesma,porque o esquema ainda estava lá.
Gosto · 5 · 22 h


Jose Luis Corrente Quando o o Dr. Vaz diz que a Renamo ganhou com uma pequena margem o que quer dizer? Quer dizer num jogo só considera-se vencedor quem marca 20 golos? O Dr. Parece está a ser muito parcial na sua propaganda.
Gosto · 2 · 21 h


Egidio Vaz Quero dizer que o critério da vitória baseia-se na grandeza numérica. Quem tiver mais votos ganha. Assim, Nyusi cilindrou no sul de Moçambique com diferença percentual que ia até 80%. Isto ajudou na compensação das perdas nas cinco províncias onde Dhlakama ganhou. É isso que quero dizer
Gosto · 1 · 21 h


Felix Tivane 👎
Gosto · 21 h


Alberto Ernesto Zico

Gosto · 16 h


Isaac Sitoe Jr. ...
Gosto · 21 h


Antonio Mauvilo Será uma PENA caso a decisão desiludir o POVO Moçambicano. As REGRAS do Jogo foram CLARAS. Só se considera VENCEDOR aquele que tiver na TOTALIDADE dos VOTOS de TODO o Pais, 50% + 1%. Não fomos VOTAR para Eleger Governadores, fomos VOTAR para ELEGER UM Presidente da República; 250 Deputados da Assembleia da República e Membros das Assembleias Provinciais nos casos aplicáveis. Ficou também CLARO de que quem FORMA o GOVERNO da República de Moçambique é o PRESIDENTE Eleito. A Proposta de NOMEAÇÃO PROVISÓRIA de Governadores Oriundos da Renamo, é INCONGRUENTE. VIOLA as Regras do Jogo, Traz INCERTEZAS, DESCONFIANÇAS, INCOENRÊNCIAS, FALTA DE CLAREZA. A Renamo DEVE se conformar com os resultados eleitorais, e preparar-se para os próximos pleitos.
Gosto · 21 h


Atumane Muenhe Muenhe Desta vez a Renamo usou a quinta pata, aquela que sera a ultima pata, não ha como, libertem as 6 províncias!
Gosto · 1 · 21 h


Novo Combatente De Moz Egidio Vaz esta fazer propaganda enganosa a favor do partido caduco da Frelimo. Porque eh que nao reflecte sobre os factores que nos levam a guerra: fraude eleitoral, intolerancia politica, exclusao politica, ecoonomica e social. Nao podemos olhar a Renamo como um partido belicista, a Frelimo tambem eh um movimento armado desde 1975 a diferenca entre os HAR e as FDS e que uns informais e outros formais. As FDS deixaram de ser orgulho nacional porque estao partidarizadas e servem para garantir a manutencao da Frelimo no poder. De facto sem apoio das forcas belicas a Frelimo nao estaria no poder porque ja foi derrota a muito tempo nas eleicoes. Do meu ponto de vista a Frelimo e a Renamo devem desarmarem-se e juntarem-se e juntarem-se ao MDM no jogo democratico de forma limpa.
Gosto · 7 · 21 h


Egidio Vaz Contigo não posso discutir estes assuntos políticos porque estas polarizado. Eu não falei de política. Falei do argumento que um partido político está a usar para exigir a governação nas seis províncias. Então, fui buscar os dados. Se tiver outros diferentes mostre.
Gosto · 1 · 21 h


Novo Combatente De Moz Ha pessoas que pensam que sao como Deus, unicos detentores da verdade, pensam que sao superiores ao homem comum.
Gosto · 2 · 20 h


Egidio Vaz Eu não posso responder bem a sua colocação. Falemos de números e da lógica. E não de convicções políticas. Ai você me ganha porque eu não tenho nenhuma.
Gosto · 20 h


Edio Matola Sabem o que esta provocar essa guerra e crise em Moçambique? É o simples factos de alguns pensarem que têm o monopólio da força, do saber e da inteligência e até do boçalismo e dai, phammm, entramos no conflito, e tristemente parece insistirmos nesse modis operandi, e ignoro o próximo destino!
Gosto · 1 · 21 h · Editado


Zarito Angelo Meus caros. Quando uma pessoa muda de um momento ao outro da sua maneira de pensar e das suas convicoes e, acima de tudo, poe de lado a imparcialidade com que sempre habituou os seu amigos e seguidores e opta por uma visao parcial, oque vos parece?
Gosto · 1 · 21 h


Egidio Vaz Eu tenho convicções. Mas não são partidárias. Por isso não me recordo de ter mudado de lado. Pode ser difícil para si entender isso. É outro nível
Gosto · 20 h


Zarito Angelo Kikikiki..., Estou esclarecido Egidio. Até porque uma mudanca so por si nao é problema. Faz parte das dinamicas da vida. Oque assusta sao mudancas bruscas e radicais. Isso sim, nos remete a pensar que pode ser por coacao, venda da consciencia, influencias... Em fim. Ainda bem que nao é o seu caso. Para muitos de nos (amigos e seguidores) seria dificil d compreender. Que viva o debate de ideias para o bem da nacao!
Gosto · 1 · 20 h


Egidio Vaz Para ficarmos claros. Nunca apoiei guerra. Apoiei a Renamo e Dhlakama nas eleições passadas. Apoiar não significa me transformei em membro. Nunca. O meu apoio era durante as eleições. E ninguém me comprou. Acabaram as eleições, apoiei causas. Dei razão à muitos assuntos tanto levantados pela Renamo como pela Frelimo. Tento na medida só possível quebrar a polarização. O meu lado é da logica e da razão. Mesmo que me seja prejudicial, prefiro a minha paz.
Gosto · 2 · 20 h


Manuel Domingos J. Cossa Foi a cena do com um cargo ou um subsídio ......as pessoas mudam de opinião tão facilmente nestes dias de crise
Gosto · 5 · 20 h


Alfredo D. Baltazar Quem está disposto a ficar cocho ou terminar numa vala comum, depois de bem grelhado como se fosse leitão em nome da verdade? Eu não!...
Gosto · 5 h


Benjamim F. Malate Os eleitores das mesmas zonas optaram por eleger o presidente da renamo em 5 províncias para presidenciais, 3 para os membros nas assembleia provinciais e tiveram atitude diferente na eleição de pessoas do mesmo partido para ocupar assentos na AR. Muito interesante o discernimento desses eleitores, alguém consegue ver alguma coerência nisso ou sò um "mega tolo" não percebe que esses resultados foram fábricados através duma fraude muito mal desenhada. As reivindicações apesar de estapafúrdias (govenar com resultados que não aceita) se justificam na medida que houveram irregularidades que por incapacidade da própria renamo não conseguiu impedir, mas não é porque os partidos não conseguem se preparar/não têm capacidade para pôr membros em todas mesas de voto que as fraudes devem se tornar uma prática aceite.
Gosto · 1 · 16 h · Editado


Octávio Zimbico O grande problema das eleições 2014 é a falta de transparência. A partir daí, todo o resto que aconteceu é mesmo resto. Tão simples quanto isso!
Gosto · 20 h


Artur Jorge Cecilia Capitao Encontrei a fórmula: RENAMO = a Dlakhama. Então onde ganhou o líder, por consequência ganhou o partido, e vice versa. Bom dia
Gosto · 1 · 20 h


Ed Mazive seria interessante ler o post de Benjamim F. Malate
Gosto · 20 h


Sipho Sifundza Khanimambo rapouso. Ja havia esquecido desses resultados.
Gosto · 1 · 20 h


Novo Combatente De Moz Em sociedades modernas as eleicoes nao sao apenas periodicas mas livres, justas e transparentes. Em Mocambique as eleicoes sao realizadas apenas para a sociedade internacional e doadora ver que nos estamos num Pais livre, os orgaos eleitorais (STAE, CNE e CC), a policia e o sistema de justica estao partidarizados. ........................................................................ A Frelimo deve aceitar a Descentralizacao para nao governar sozinha e evitar tensao pos-eleitoral. Eh urgentemente a revisao pontual da CRM.
Gosto · 2 · 20 h


Mário Manhiça Falou tudo meu caro
Gosto · 20 h


Nhecuta Phambany Khossa A Renamo apenas ganhou em Sofala e Zambézia. Em Tete não ganhou. Nesta provincia os resultados foram os seguintes: Renamo: 205.318 votos - 45,34%; Frelimo: 210.765 votos - 46,54%.
Gosto · 20 h


Egidio Vaz Peço para ler de novo. Provinciais e Legislativas. Tete, Sofala e Zambézia, lidera a Renamo nas provinciais. Isto não é fofoca. São factos. Nas legislativas Zambézia e Sofala. Obrigado
Gosto · 1 · 20 h


Nhecuta Phambany Khossa Egidio Vaz, tomei em consideração os resultados das legislativas, até porque se o quadro legal o permitisse, seria por esta via que o partido vencedor de determinada província iria governar. No caso, não conta o resultado das presidenciais.
Gosto · 19 h


Egidio Vaz Ok. Nhecuta Phambany Khossa
Gosto · 16 h


Antonio Mauvilo A Renamo DEVE aprender a fazer a Politica.....E nao Usar Esperteza.....
Gosto · 20 h


Celso Cossa Acabou dando uma meia volta sobre as eleições de 2014. Dhlakama defendeu uma solução política quando reagiu à fraude eleitoral numa conferência de imprensa dada no Hotel Cardoso em Maputo no dia 17/10/2014. Não se falava das armas em posse dos homens da Renamo naquela altura. Fingimos que as eleições de 2014 eram transparentes e justas. Em tempo oportuno sugerimos o contrário, porquê de repetir eleições agora?
Gosto · 20 h


Egidio Vaz Então, as armas são a solução política encontrada?
Gosto · 1 · 20 h


Narcísio Mula Egidio, as armas a Frelimo é que falhou: 1, com as cenas de Zimpinga, 2-cerco a casa de DHL depois que ele regressou com intuito de se encontrar com Nyussi, 3-tentativa de desarmamento compulsivo. Antes dessas cenas o país estava relativamente em paz ese esperava um segundo encontro Nyussi-Dhlakama. És historiador, devias fazer o grafico de tempo desses acontecimentos e irias notar que tudo acabou em guerra por causa do governo
Gosto · 5 · 19 h


Vincent Nhavene Ilustre, permita-me discordar consigo nesta sua abordagem. Primeiro a considero extemporânea, proque ja vao muitas rondas negociais em que este assunto constitui o ponto chave do acordo para a paz e, segundo a Frelimo nunca rejeitou este ponto nos termos que aqui coloca, limitando-se apenas no argumento de que as eleicoes foram universais e nao sectoriais. Eu tenho muitas reservas em relacao ao que os politicos dizem porque ha coisas que nao somos ditos, fecham-se em 4 paredes em nome da nacao.
Gosto · 2 · 19 h


Tomas Pereira Verdade. Essa coisa de 6 províncias já está a soar como facto adquirido. Afinal são 5 províncias! E as legislativas são só 2! Donde vem a 6 ?
Gosto · 19 h


Curriculo Ensino A grande preocupacao e esperanca do sr Egidio Vaz, sao as mexidas que o Nyusi está afazer, muita forca meu senhor, desta vez vai ter um cargo.
Gosto · 19 h


Egidio Vaz existem de facto pessoas que estão a espera de cargos. provavelmente são desempregados mas ambiciosos; provavelmente graúdos mas insatisfeitos com a sua condição. eu não estou a espera disto. se estivesse a espera tomaria partido e ficava a espera da minha vez; falava em surdina.
Gosto · 1 · 16 h


Ger Jaime Mario Esto a gostar,aqui o debate esta,e pacifico. Noto que ha muintos a cademicos intelgentes. Para bem dizer,deve-se dar, o Cezar oque e de Cezar, pra uma boa convivencia, entre irmaos, e ponto final...
Gosto · 18 h · Editado


Rivelino Mandlate Pequena margem quer dizer que, se o jogo é global, caso Ganges 20 a 7 e percas 20 a 18...sais em vantagem.
Gosto · 18 h


Benjamim Muaprato Neste país existem apenas 2 (dois) partidos – FRELIMO e RENAMO. Penso eu que podiam estes dois formularem um acordo no sentido de haver alternância no poder, ou seja, 1 ou 2 mandatos pra um partido e tal igual pra outro no mandato seguinte. Nem precisaríamos de campanhas eleitorais que contribui para o gasto de avultadas somas de dinheiro sem necessidade.
Gosto · 1 · 17 h · Editado


Francis Manuel Cadê os editais?
Gosto · 1 · 17 h


Egidio Vaz Era suposto que a Renamo também tivesse os editais como manda a lei. Onde estão? Os do CNE podem até ser considerados fraudulentos. E os da Renamo? Você sabe onde estão?
Gosto · 4 · 17 h


Acrisio Pereira Victh Egidio Vaz podes enviar esse documento para meu email? Não consigo acessar diretamente. Agradecia. acrisio.victorino@gmail.com
Gosto · 16 h


Egidio Vaz Enviado
Gosto · 16 h


Acrisio Pereira Victh Obrigado. Farei uso do seu email sempre que necessário.
Gosto · 16 h


Egidio Vaz Acrisio Pereira Victh acuse a recepção ya?
Gosto · 16 h


Acrisio Pereira Victh Ja acusei .
Gosto · 16 h


Acrisio Pereira Victh Obrigado.
Gosto · 16 h


Antonio Romao Cossa Carro Dr.vaz o seu post cuidado atrazar as negociacoes na mesa pork parece mi k mesmo sem editais e com boletins pre votados isso tudo faz parte do jogo pra se proclamar um vencedor. O povo n deve morrer por causa da constituiçao. E se nos acabarmos kem ficara a se espelhar na tal constituiçao? Vams rezar pra a frelimo aceitar k este pais e de todos
Gosto · 1 · 16 h


Egidio Vaz Quem vai matar o povo por causa da constituição?
Gosto · 16 h


Elisio Tembe Tembe Posso tentar entender mas a abordagem na nas palavras mostra indecisão primeiro com tigo mesmo meu caro compatriota ,
Gosto · 16 h


Egidio Vaz Que imprecisão?
Gosto · 1 · 14 h


Luis Neves Sim em paises serios, do tipo Gabao, Angola, Zimbabwe, RDC.
Gosto · 13 h


Egidio Vaz Kkkkk
Gosto · 9 h


Amilcar Vera-Cruz López Senhor Egidio onde tirou esses resultados pelo que sei nao se publicou esses resultados. Em paises serios como Você diz não se divulga os resultados eleitorais 90 dias depois das eleições. E muito menos proclamar vencedores e perdedores sem editais. Em paises serios não existe lambebotas e nem escovinhas de partidos e movimentos. Existem sim membros e simpatizantes de partidos politicos
Gosto · 2 · 13 h


Egidio Vaz Você se quer viu os resultados! Partilhei o link. Meu Deus
Gosto · 9 h


Paul Fauvet E' uma mentira absurda dizer que "nao havia editais". E' um plagio do jornal mais ridiculo de Maputo, o "Canal de Mocambique". E a fonte dos resultadoos citados por Egidio Vaz e' o "Boletim da Republica". Nao ha outros resultados.
Gosto · 1 · 13 h


Novo Combatente De Moz Tal Boletim da Republica foi elaborado por quem? Pelo governo da Frelimo, o mesmo que fez a fraude? Quando eh que a Frelimo ja ganhou eleicoes justamente? O lugar dos G-40 eh na TVM, RM e Jornal Noticias. Aqui precisamos de pessoas com sanidade mental.
Gosto · 1 · 12 h


Paul Fauvet O Novo Combatente (que tem vergonha ou medo de usar o seu nome verdadeiro) imagina que existe a fraude se ele, ou Afonso Dhlakama, grita "Fraude! Fraude!" milhares de vezes. Ele deve lembrar que a legislacao eleitoral foi re-escrito para incluir todos as exigencias da Renamo. e que Dhlakama disse publicamente que, com essas leis, nao havia possibilidade de fraude. So mudou o seu tom depois de perder. A lei permitiu a presenca da Renamo, nao so como fiscais, mas como membros das mesas de voto. Havia 17 mil mesas de voto, e menos de 20 queixas da Renamo! Nao estou a dizer que nao havia fraude - haviam fraudes graves na provinca da Gaza (em distritos como chicualacuala e Massangena), e foram jornalistas e nao a Renamo que descobriram essas fraude. Mas Gaza nao e' das seis provincias reclamadas pela Renamo.
Gosto · 2 · 12 h


Ed Mazive isso nao invalida a tese de fraude!
Gosto · 2 · 11 h


Arlindo Francisco João João Jogo mal jogado sempre é assim.
Eu penso que a RENAMO quer usar resultados presidências e não legislativas, agora a questão das seis a própria RENAMO e o seu líder Afonso Dhlakama sabem muito bem que o seu candidato teve vantagens em cinco províncias.

PS: A maior culpa vai para aquelas instituições que estavam a controlar aquele jogo, porque são eles que negaram de anular aquelas eleições contestadas por maioria dos concorrentes, e daí surge a minha dúvida, porque negaram de anular aquelas eleições se a maior dos concorrentes não aceita os resultados divulgados?!
Qual é o medo?
Gosto · 3 · 12 h · Editado


Tiago Chibuana Senhor Egídio sabe muito bem de as eleições não foram justas e nem transparente
Então....
Gosto · 1 · 6 h


Vernisto Adelino Tanto a Renamo como a Frelimo são belicistas. Se um não discute dois não lutam, e, se actualmente se batem é porque ambos têm armas assassinas que devoram seres humanos, inocentes, sejam civis ou soldados, porque todos são pessoas e não animais para abaterem para consumo. Defender a Pátria ou a Democracia matando-se uns aos outros dentro do mesmo território é contra o bom senso. Essa guerra é porque os dois gostam de lutar. É claro que o governo tem que ter armas para usá-las em prol da ordem nacional e evitar anarquia, mas não para dizimar oponentes políticos. A oposição, essa se tem armas e as usas para matar pessoas e queimar carros está a desrespeitar a constituição. Eu detesto por demais a guerra, nunca foi e nem será boa prática em nenhuma sociedade. Alguns países do mundo tornaram-se ruinas em pouco tempo. A guerra estraga tudo e é usada por mentes internas e externas e quando um dia sentarem e fazerem as pazes já se perderam bons anos de desenvolvimento econômico, e, pior ainda, de vidas humanas. No ponto de vista de detestar a guerra, como meio para resolver desinteligencias, estou contigo Ilustre Egidio Vaz.
Gosto · 1 · 59 min · Editado


Luis Canhemba Muito bem visto, ilustre.
Gosto · 1 · 1 h


Watongui Wa Moçambique Wassanhepadi eu nao aceito e nao nego. pork moçambiq é um país d piores blacks mentais da africa
Gosto · 1 · 1 h







Egidio Vaz
29/9 às 15:17 ·



Adul Razak ou Helena Taipo podem ser bons ministros da Energia. Gostaria de ter um ministro que combinasse o conhecimento do sector (Adul Razak, com mais de 15 anos de experiência) e uma consciência nacionalista assinalável virada ao povo (Helena Taipo).
No fundo, o que estou a tentar dizer é que , se amanhã o PR mandar dizer a Renamo que aprecia positivamente o ponto de governar onde ganhou, então no uso das suas competências, o PR pode nomear governadores sugeridos pela Renamo. E são para apenas duas províncias. Sofala e Zambézia. E são curiosamente estes governadores que ficarão sem emprego.



GostoMostrar mais reaçõesPartilhar

199199
Comentários


Fernando Costa Governador é emprego ou missão de serviço?
Gosto · 7 · 29/9 às 16:19


Egidio Vaz É emprego. Afinal não ganha no final do mês? Não há contrato? Há
Gosto · 4 · 29/9 às 16:21


Euclides Cumbe Fernando Costa, talvez a sua pergunta deveria ter sido colocada nos seguintes moldes: Governador é profissão ou cargo? Não vou dizer mais nada
Gosto · 13 · 29/9 às 16:25


Fernando Costa Eu também não.
Gosto · 1 · 29/9 às 16:25


Rob Sau kikikiki
Gosto · 29/9 às 16:28


Manuel Severino Xavier Kkkkkk
Gosto · 29/9 às 16:57


Algy Amad Kakakakakakakaka
Gosto · 29/9 às 16:19


Isaac Sitoe Jr. Helena Taipo
Gosto · 29/9 às 16:19


Jemusse Abel Kkkkkkkkkkkkk
Gosto · 29/9 às 16:21


Narcísio Mula Eu gosto de Helena Taipo
Gosto · 29/9 às 16:28


Egidio Vaz Estão a rir...
Você não sabem o que estou a dizer.
Gosto · 2 · 29/9 às 16:30


Narcísio Mula Eu julgo que Dhlakama iria propor manter Helena Taipo, em groca da substituição dos governadores de Manica, Gaza e Tete.
Gosto · 1 · 29/9 às 16:32


Nhecuta Phambany Khossa Mula, a Renamo apenas ganhou em Sofala e Zambézia. Não confunda os resultados das presidenciais (DHL) com as legislativas (Renamo).
Gosto · 1 · 29/9 às 17:55


Chin Jao O PR pode colocar estes gobernadores nas outras provincias ou ministerios. Ha muitos governadores e ministroa que nao estao a fazer nada.
Gosto · 16 min


Herminio Assamo Helena Taipo, admiro bastante a senhora mas não sei se seria uma escolha acertada para o posto.
Gosto · 29/9 às 16:31


Fauzio Mussagy Fernandes 👏👏👏👏👏👏👏👏
Gosto · 29/9 às 16:33


Fernando Costa Recebido por watsapp de fonte pouco credível. .

"Pedro Couto novo PCA da HCB.
Max Tonela novo Ministro de Recursos Minerais e Energia.
Ragendra de Sousa novo Ministro da Industria e Comércio."
Gosto · 7 · 29/9 às 16:33


Egidio Vaz São especulações do Marcelo Mosse. É a sua antevisão
Gosto · 4 · 29/9 às 16:42


Zeca Becane Felisberto Sibia Kkkkkkk
Gosto · 29/9 às 16:57


Marcelo Mosse Pois...as minhas especulacoes....
Gosto · 5 · 29/9 às 17:06


Maria Narotam Vces pha...😃
Gosto · 29/9 às 17:49


Belito Inacio Porto Marcelo Mosse afinal não eram.
Gosto · 29/9 às 20:55


Jorge Antonio Calane Kito Ragendra de Sousa como ministro?
Gosto · 23 h


Fauzio Mussagy Fernandes Pela visão de aceitar o inaceitável pode ser possível
Gosto · 1 · 29/9 às 16:33


Navalha Agnaldo Navalha Antonio Muchanga
Gosto · 1 · 29/9 às 16:34


Osvaldo Mainde Egidio Vaz, Abdul Razak é um governador super top estamos bem com ele é um pouco de palavras só gosta de acções!!!!
Gosto · 9 · 29/9 às 16:36


Egidio Vaz Vai vos deixar brevemente. Kkkkk. Ele é mesmo bom governador. Dos melhores deste pais.
Gosto · 9 · 29/9 às 16:42


Gilberto Jonathan Chirindza Para avaliação quais os indicadores k usaram para dizerem isso
Gosto · 29/9 às 19:30


Osvaldo Mainde hehehe, so posso rezar para ele nao nos deixar!!!
Gosto · 29/9 às 20:10


Jose Mani Samuel Lembrem seque os melhores e os bons nao ficam. Jesus apenas viu 33 naterra
Gosto · 29/9 às 20:33


Jemusse Abel Eu entendo a necessidade de procurar dentre os "moçambicanos" um individuo com conhecimento da area + nacionalista que reside na Taipo. Portanto nao se trata de nomear estes dois embora seja pra os livrar de um possivel desempro que possa advir..
Gosto · 1 · 29/9 às 16:37


Domingos Gundana Será que deixar de ser governante retira o direito de exercer outra profissão? Acho eu que podem deixar de serem governadores mas não serem desempregados.
Gosto · 1 · 29/9 às 16:39


Gulumba D. Mutemba Claro que não ficarão desempregados,vão gerir os seus impérios que construíram com dinheiro roubado dos moçambicanos.
Gosto · 4 · 29/9 às 16:56


Gilberto Jonathan Chirindza Kkkkk
Gosto · 29/9 às 19:30


Mitu Atansio Damiao Damiao Serio
Gosto · 29/9 às 16:48


Falk Eugenio Hehehe hehehe hehehe
Gosto · 29/9 às 16:52


Jaime Jose Chambule Comentando a parte da nomeiação dos governadores.

Eu apoio a ideia de descentralização dos poderes, principalmente do presidente da república, em moçambique vivemos uma democracia da meia tigela. O presidente da república em moçambique quase é Deus na terra ,decide tudo. Porquê não copiamos por exemplo a constituição de portugal? Chefe do estado não é chefe do governo! Primeiro ministro devia ser eleito, não nomeiado. Como outras instituições que deviam ser mexedos. A frelimo tinha que ter barreiras em algumas instituições.

Como é possível num estado de direito com 3 poderes separados, em moçambique não estão separados? ( Legislativo, judicial e executivo)?
Gosto · 6 · 29/9 às 20:41 · Editado


Antonio Rungo Nhampossa Que não façamos de Portugal um exemplo a seguir; que estudemos o que é bom para nós. Na minha opinião, não é problema - e até é necessário - que o Presidente da República esteja acima de tudo e todos, desde que seja equidistante em relação aos três pod...Ver mais
Gosto · 29/9 às 18:36


Jose Mani Samuel A nossa constituicao e que assim dita, para resolver isso a assembleia com apoio da bancada maioritaria deve alterar o legislato
Gosto · 29/9 às 20:39


Neves Nhavene A Renamo ganhou em duas províncias e não seis ?
Gosto · 3 · 29/9 às 16:56


Egidio Vaz Duas apenas.
Gosto · 29/9 às 17:28


José Luís Iii afinal??? E a Estória das 6 como ee que fica ooh mais velho Egidio Vaz
Gosto · 29/9 às 17:37


Egidio Vaz Fui eu quem disse seis. Perguntem eles. Kkkkkk
Gosto · 1 · 29/9 às 17:38


José Luís Kkkkkk...
Gosto · 29/9 às 17:44


José Luís Vejo que o 6 sofreu uma raiz quadrada. Kkkkk
Gosto · 1 · 29/9 às 17:45


Arlindo Francisco João João ✔2=6.
Gosto · 29/9 às 18:36


Lhuvanhane Ticatica 😲
Gosto · 29/9 às 18:40


Agostinho Augusto Dhlakama ganhou em 5.
Gosto · 2 · 29/9 às 21:12


Elias Valente Langa São 4
Gosto · Ontem às 8:00


Elias Valente Langa Duas depende também do MDM.que são Manica e Nampula
Gosto · Ontem às 8:01


Zeca Becane Felisberto Sibia Tipo estas a propor vagas para os dois de forma que nao fiquem desempregados. Faco chegar a sua proposta ao PR
Gosto · 1 · 29/9 às 16:58


Fred Cossa Concordo contigo Egidio Vaz acompanhei os trabalhos dele em Nampula.... que mesmo com os escândalos da mulher ele esteve firme....
Gosto · 2 · 29/9 às 17:07


Rutuane Valgy Caro Novo Combatente o PR nomear pessoas indicadas pela renamo nao fere a CRM
Gosto · 3 · 29/9 às 17:16


Movimento Antibulling Acho que nao. Desde que nao seja retirada a subordinacao necessaria p exercer cabalmente a sua posicao de chefe de estado
Gosto · 29/9 às 20:08 · Editado


Jose Mani Samuel A constituicao nao diz que o presidente deve apenas nomear pessoas do seu partido e nao nomear de outros partidos e muito menos os que sao apartidarios se forem competentes
Gosto · 29/9 às 20:42


Raúl Nhagumbe Eu também não quero perder a minha mamã Taipo. Ashinene como é popularmente conhecida aqui.
Gosto · 29/9 às 21:19


Moniz S. Walunga Mas diz-se que a Helena Taipo e' nacionalista, etc., etc. A minha pergunta e': ela e' nacionalista que fez o qu^e para merecer esse elogio?!?
Gosto · 1 · Ontem às 3:59


Jeremias Goba Sofala duvido
Gosto · 15 h


Tiago Valoi Wene pah
Gosto · 29/9 às 17:21


Novo Combatente De Moz Segundo o Artigo 133 da Constituicao da Republica o Presidente da Republica eh um Orgao da Soberania. Como eh que um individuo pode ser um Orgao? O Chefe de Estado pode nomear e demitir o Governo. Os poderes excessivos de nomeacao que o Chefe de Estado tem O tornam num Deus, faz-nos lembrar a Alemanha de Hitler ou o Egipto do Farao. O Primeiro Ministro, Procurador Geral da Republica, Presidente do Conselho Constituicional e Governadores deviam ser eleitos e nao nomeados.
Gosto · 6 · 29/9 às 17:28


Jose Mani Samuel Ai esta o problema. A constituicao e que deve mudar para o presidente deixar de ter poderes excessivos
Gosto · 29/9 às 20:46


Ricardino Jorge Ricardo Dr, e que pessoas a sugerir para a renamo colocar nessas duas províncias se assim a proposta for aceite?
Gosto · 29/9 às 17:43


Mavuto Cachingamba Viola

Gosto · 1 · 29/9 às 17:59


Ramalho Edson Paris Ta quase
Gosto · 29/9 às 18:26


Lhuvanhane Ticatica Opahhhhh
Gosto · 29/9 às 18:41


Zarito Angelo Meu caro E.V. De facto os dois sao bons dirigentes. Ja provaram isso durante o exercicio (anterior e actual) das suas funcoes. Caso cessem a funcao de governadores, de facto eles merecem ser nomeados (indicados) para outros cargos. Nao para nao ficarem desempregados mas, sim, porque eles tem merito e pk darao um grande contributo para o País.
Gosto · 2 · 29/9 às 19:14


Manuel Gil Uane Mas sera k a Renamo sairà a ganhar politicamente se tiver os ses governadores nomeados nessas provincias tendo em conta k os mesmos terao k cumprir com os programas do seus antecessores e k as eleicoes nao estao assim tao distantes ???
Gosto · 1 · 29/9 às 19:25


Theo Nhaduco Manuel Gil Uane, na minha humilde opinião a renamo deve lutar no sentido de consegui que os Governadores sejam nomeisdos apartir das proximas eleicoes. ..
Gosto · 5 h


Domingos Gundana

Gosto · 29/9 às 19:56


Andre Mahanzule E Graça Machel tinha razão já estamos a inventar o impensável. Nada mau. No fundo Dr o nosso problema não é tanto de quem dirige os ministérios ou pelo menos não é mais por aí porque há muita capacidade técnica cá em casa. O problema daqui é estrutural, o ambiente em q se governa q não é saudável. Os governantes tem q ser mais ou menos Bros do q Excia! N sei se me entendem.
Gosto · 1 · 29/9 às 20:04


Novo Combatente De Moz Caro Egidio Vaz a Renamo ganhou em 2 Provincias ou 5? Aqui na patria amada ha Drs. Lambebotas.
Gosto · 3 · 29/9 às 20:30


Egidio Vaz Mencione as províncias em ganhou e com quantos votos?
Gosto · 29/9 às 20:44


Novo Combatente De Moz Manica, Sofala, Zambezia, Tete, Nampula. Mas revindica a victoria em Niassa, totalizando sao 6. NB: Eu nao sou membro nem simpatizante da Renamo pior a Frelimo.
Gosto · 29/9 às 20:53


Egidio Vaz Mas você viu isto onde?
Gosto · 4 · 29/9 às 20:53


Novo Combatente De Moz Claro. A Frelimo nunca ganhou eleicoes em Mocambique. Nas autarquicas perdeu 10 municipios e apenas aceitou a derrota em 4.
Gosto · 2 · 29/9 às 21:02


Euclides Flavio Formalmente a Renamo ganhou 2 Províncias, nomeadamente: Sofala e Zambezia. Em Sofala, ganhou com 183.460 votos contra, 138.865. Na província da Zambezia obteve 297.821 contra 297.821. Porém, é aceitável assumir-se que tencnicamente ganhou também a nível das províncias de Manica, Tete, Nampula e Niassa, tendo em conta o argumento anterior. Digo tecnicamente pois, o MDM terá um jogo muito importante na nomeação de Governadores em pelo menos 3 províncias onde se estabelece o equilíbrio a nivel das assembleias províncias. O MDM não irá decidir mas sim irá influenciar na escolha dos governadores de Manica, Tete e Niassa. Pois, tem um número considerável de votos para se decidir sobre quem poderá ir em frente. poderá ser eleito Para mais informações, pode ler o jornal Savana de 23/09/ 2016, número 1185.
Gosto · 1 · 29/9 às 21:27 · Editado


Mírcido Melembe Nao venhe atrofiar a nossa mente senhor vaz, com todo o respeito, a Renamo revendica as 6 provincias e pronto
Gosto · 3 · 29/9 às 21:26


Loló Ubisse Nampula MDM 55.353. RENAMO 319.498. FRELIMO 313.675. Ficou claro agora?
Gosto · 1 · 22 h


Jose Mani Samuel Para mim sem querer tirar merito da reclamacao da renamo acho que se a renamo olhasse para o futuro seria melhor. Como a condtituicao diz que o presidente nomeia governador o presidente pode nomear os da renamo para inhambane gaza cidade de maputo provincia de cabo Delgado e provincia de Maputo. Lembrem se daconstituicao.
Gosto · 29/9 às 20:54


Jose Mani Samuel Portanto from a long term point of view porque as eleicoes passadas foram feitas neste quadro constitucional preparem se condicoes para o futuro. Parafraseando Samora Machel "a vitoria organiza se, Vitoria prepara se"
Gosto · 29/9 às 20:58


Jose Mani Samuel A renamo que se prepare e se organize
Gosto · 29/9 às 20:58


Carla Massunda Pene Seriam uma perda para as duas Províncias e para o país. Espero que o PR tenha um bom plano B para eles caso a Governação da RENAMO avance.
Gosto · 29/9 às 21:13


Helio Ribeiro Pork é k perdem tempo cm este encravado de vaz,?!!!Procurem saber kual foi a proposta da renamo na mesa do dialogo em curso???Gastarem megabites pa ficarem atrofiados cm est daí,oxala meus caros companheiros.
Gosto · 3 · 29/9 às 21:37


Francisco Banda dos 11 governadores em exercício de suas funções, apenas 2 e logo nas províncias onde a oposição tem maior destaque, é que trabalham bem! kkkk
Gosto · 2 · 29/9 às 21:46


Jose Mani Samuel Entao estar na opisicao ajuda a governancao. Se assumirmos isso como verdade entao ....
Gosto · 1 · 29/9 às 21:53


Novo Combatente De Moz Egidio Vaz devia trazer ideias sobre Descentralizacao para debate porque eh o problema que provoca tensao pos-eleitoral. Quando alguem tenta nos puxar sempre para o lado da Frelimo nao podemos lhe considerar imparcial. Os Mocambicanos estao mais instruidos e actualizados que nunca nao ha espaco para manipulacao das mentes.
Gosto · 3 · 29/9 às 21:58


Egidio Vaz Não discutirei um disco encalhado. Fui dos primeiros a expor de forma clara estas ideias publicamente, lá para o ano transacto. E ainda recentemente, fi-lo. A vantagem desta plataforma é de que tudo está escrito. Portanto, deixe-me avançar para outros assuntos não explorados. Ultimamente sinto que não tenho mais nada a dizer. Estão as pessoas a implementar umas e outras coisas. Aguardo pelos resultados.
Gosto · 1 · Ontem às 6:52


Helio Ribeiro Xtas a mentir vaz!!!!!!Não sejas oportunista cala te.
Gosto · Ontem às 7:19


Elias Valente Langa Vaz é um que sopra para todos lados.não é firme em sim mesmo.hoje tu podes achar que é da renamo,amanhã podes achar que é da frelimo.toma uma posição meu irmão.
Gosto · Ontem às 8:13


Egidio Vaz Elias Valente Langa soprar o quê? O que você prefere? Alinhamento ideológico ou coerência do argumento?
Gosto · 1 · Ontem às 8:14


Egidio Vaz Helio Ribeiro prove-me o contrario. Nãos vens aqui mandar-me calar. Pesquise-me e contrarás. Entrevistas na TV e Radio e Blogs. Tudo limpo. Desde 2013, para tua informação
Gosto · Ontem às 8:26


Novo Combatente De Moz Se acompanharmos atentamente os posts do ilustre Egidio Vaz constantaremos que ha uma propaganda enganosa semelhante a dos G-40. Quer tentar enganar-nos que a Frelimo eh o unico partido em Mocambique com capacidade de governar. Compara os Municipios sob gestao do MDM e os da Frelimo. Onde eh que ha boa governacao? Diz ainda que a Frelimo e Nhusi serao os vencedores das proximas eleicoes gerais. Diga juro. Isto significa nao reconhecer que o eleitorado eh dinamico. Ademais, a Frelimo nunca ganhou justamente as eleicoes. Recentemente houve tentativas de assassinato a Ivone Soares e o PhD Manuel de Araujo. Qual foi o seu posicionamento? Ha coisas boas que o MDM e a Renamo tem feito. Porque nao elogia? Somente elogia Nhusi e a Frelimo mesmo sem merito. Eh isto que se chama imparcialidade? Se eh para criticar faca para todos, se for para elogiar tambem tem que ser para todos. Nao se constroi um analista politico defendendo os interesses de um regime corrupto e mafioso. O que os Mocambicanos querem eh alternancia politica e nao a Frelimo. Espero mudancas nos seus posts. Abracos!
Gosto · 2 · 23 h


Elísio Nhantumbo Se a RENAMO quer tem que ter e ninguém traz ao debate argumentos irrefutáveis apenas a mesma ladainha. Por falta de argumentos outros apelam a agressão verbal. Porquê será? Talvez seja essa a génese. Violentar quando faltam palavras razoáveis.
Gosto · 18 h


Fernando Jorge Francisco Cumbana a dica foi dada,vamos esperar o PR acordar com disposiçao e executa la kkkkkkkk
Gosto · 29/9 às 23:16


José Tiago Mas precisava dar tantas voltas pra dizer coisa simples?
Gosto · 1 · 29/9 às 23:49


Elias Valente Langa Esses historiadores também.
Gosto · Ontem às 8:09


Egidio Vaz Elias Valente Langa você pa. leu e pronto
Gosto · Ontem às 8:25


Elias Valente Langa É realmente a tua opinião,porque não ir buscar novas pessoas? Troca,troca não funciona. Leva um quarda redes,para pota de lança.temos que admitir o nosso presidente darepública é fraco.
Gosto · 1 · Ontem às 8:07


Egidio Vaz O nosso PR não é fraco. Só não é ditador como os anteriores. Está habituado a ser dirigido com mão de ferro. O problema é seu ou da sociedade, que não obedece as leis.
Gosto · Ontem às 8:15


Elias Valente Langa Essas mudanças não muda nada.o mundo tá preocupado com a paz,e ver os ladrões do maior roubou da história de Moçambique na cadeia.
Gosto · 1 · Ontem às 8:20


Egidio Vaz Elias Valente Langa kkkkkkkkkkkkkkkkk. maningue
Gosto · 2 · Ontem às 8:25


Eliseu Soares Deixem a Renamo governar as 6 provincias. Ja estamos com 40anos de incompetencia, quem disse que a Fraude é constitucional? Vamos experimentar o novo sistema de governação, diminuir os poderes absolutos do Presidente, uma democracia consistente. O que acontecera e que teremos a democracia participativa, eleição de governadores, administradores, e por ai em diante. O que vimos hoje ainda é governação de regime unico, partido unico, ou mesmo sistema comunista. Mudemos as mentes quebradas, libertemo nos.
Gosto · 7 · Ontem às 8:17


Egidio Vaz Que a Renamo hange as eleições primeiro. Veja o meu post mais recente e baixe os resultados eleitorais. Has-de ver que a Renamo ganhou em poucas provincias ou pelo menos não consegui controlar os votos nas demais. Analise os resultados e verás que a c...Ver mais
Gosto · 1 · Ontem às 8:20


Muzila Wagner Nhatsave e quanto a mim, os melhores governadores
Gosto · 21 h


Vassili Vassiliev No mundo que conheco, quem aponta a arma e quem faz as perguntas. Nunca o contrario. Que coisa linda que e a ciencia de alucinar no Bunker.
Gosto · 11 h · Editado


Mathusso Jucuiana Helena Taipo! Essa que trousse politicas incorretas para as pessoas que faziam horas extras e nos tirou a pouca miséria que recebemos. Não ao acho nacionalista. Porque no mínimo este ano devia pedir demissão, ao saber se que foi ela que trousse a nova formula que fez subir o valor das horas extras de todos os distritos e ainda teve a coragem de vir acusar as direções de atribuir sem fundamentos as horas. Desde Fevereiro, so este Setembro que alguns sectores receberam seu valor de horas extras. E mais, desde dia 18 de Agosto ate hoje nao se tem salário.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook