sábado, 24 de setembro de 2016

Eles recebem parte do salário em meticais e outra parte em dólares,


Presidentes de conselhos de administração, administradores entre outros altos funcionários de centenas de instituições estatais tais como o Fundo do Ambiente, Fundo de Estradas, Fundo de Energia, Caminhos de Ferro de Moçambique, Electricidade de Moçambique, Linhas Aéreas de Moçambique, Aeroportos de Moçambique, entre outras, recebem parte do salário em meticais e outra parte em dólares, não se guiando pelas carreiras profissionais da Função Pública para o estabelecimento das suas remunerações que totalizam, em alguns casos, mais de cem salários mínimos, valor diga-se muito superior ao que aufere até um ministro ou mesmo deputado da Assembleia da República.
“Naturalmente que é um assunto que tem que ser resolvido, mas existe infelizmente”, disse a jornalistas Hermíno Sueia, durante uma formação sobre o SISTAFE e o e-SISTAFE que aconteceu na cidade de Maputo.
“Por Lei o SISTAFE deve também cobrir as empresas Públicas, mas é um processo gradual. Essas empresas usam uma contabilidade que não é Pública, usam outro tipo de contabilidade, geral e comercial” explicou o director geral do CEDSIF precisando que de acordo com a Lei 2/2009 não só as empresas Públicas como também as autarquias devem ter a escrituração dos actos e factos administrativos em moeda nacional.
Gosto
Comentar

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook