domingo, 11 de setembro de 2016

Combatentes marcham pensando na paz e inclusão

7 DE SETEMBRO: 


Sob o lema  na vanguarda pelo aumento da produção e desenvolvimento”, combatentesdevárias gerações juntam-se na próxima quarta-feira na cidade de Pemba, em Cabo Delgado num desfile para assinalar as festividades do 7 de Setembro, Dia da Vitória e da passagem do 42º aniversário dos Acordos de Lusaka.
Será um desfile de cerca de 7.063 combatentes sendo 7 mil provenientes de todos os distritos de Cabo-Delgado, 25 de Nampula,22de Niassa e os restantes 16 das províncias do Centro e Sul do país, numa cerimônia a ser dirigida pelo presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi.
Este desfile tem como objectivo juntar os diversos extractos sociais de combatentes com o propósito de transmitir à sociedade moçambicana em geral e às novas gerações em especial, o significado histórico do dia 7 de Setembro, promover os valoresda paz, unidade nacional, e  do patriotismo. 
Esta é a terceira vez que o dia 7 de Setembro é celebrado com este figurino depois de as províncias de Cabo-Delgado em 2014 e Tete em 2015 terem acolhido as cerimónias centrais onde participaram cerca de 5.150 combatentes entre veteranos da Luta de Libertação Nacional,  Combatentes da Defesa da Soberania e da Democracia e Combatentes com deficiência
Antes deste evento os combatentes estiveram envolvidos num leque de actividades com destaque para a Feira da Memória do Combatente onde foram expostos vários momentos retratando a vida e obra dos libertadores da pátria.
A Feira da Memória do Combatente incentiva a participação de estudantes e académicos na promoção da investigação científica e pesquisa da História da Luta de Libertação Nacional para além de divulgar as obras escritas pelos combatentes sobre a sua participação na epopeia da Luta de Libertação Nacional e da Defesa da Soberania e da Democracia.
O evento serviu igualmente para constituir uma plataforma de diálogo entre os combatentes, incentivar a estes a escrever sobre as suas memórias e transmitir a sociedade os contornos do processo de libertação do país desde o início da Luta de Libertação até a actualidade.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook