sábado, 24 de setembro de 2016

A terra tremeu no Centro de Moçambique

A terra tremeu no Centro de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira  em 23 Setembro 2016
Share/Save/Bookmark
 Instituto Geológico norte-americanoUm terramoto de 5,5 graus na escala de Richter foi registado na noite desta quinta-feira(22), a sul da província de Manica, no Centro de Moçambique. O epicentro foi localizado num local ermo mas cidadãos residentes em edifícios com alguma altura, nas cidades da Beira e Chimoio, disseram ter sentido em “abalo muito ligeiro”.
O sismo, de acordo com Instituto Geológico norte-americano (USGS), ocorreu a uma profundidade de 10 quilómetros às 22 horas 06 minutos e 12 segundos, teve o seu epicentro a sul da província de Manica, no distrito de Machaze próximo ao rio Save.
“Tremor de terra na Beira” reportou um cidadão residente na capital provincial de Sofala. “Abalo sísmico muito ligeiro sentido no Chimoio”, disse um outro que mora na capital da província de Manica.
Um repórter de uma rádio comunitária no distrito do Buzi, próximo ao local do epicentro, disse que na região nada foi sentido, “talvez porque não existem edifícios de alvenaria com alguma altura”.
Na cidade da Beira há relatos de vários munícipes que acordaram sobressaltados e abandonaram as suas residências, em prédios, durante algumas horas.
Este terremoto foi registado numa região tradicionalmente de actividade sísmica em Moçambique.
Google EarthAté a hora do fecho da edição não foi possível contactar nenhuma autoridade local, todavia, através do Google Earth o @Verdade não conseguiu vislumbrar habitações num raio de 5 quilómetros do local, que é aparentemente ermo e pouco habitado.
O nosso País é atravessado pela Grande Fenda africana, também conhecido por “Vale de Rift”, que é um complexo de falhas tectónicas existente há cerca de 35 milhões de anos. Esta estrutura estende-se no sentido norte-sul por cerca de seis quilómetros, desde o norte da Síria até a região centro do país. Geologicamente, as províncias de Manica e Sofala são as mais afectadas por tremores de terra.
De acordo com o plano de contingências do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, na eventualidade de um sismo forte, cerca de 2.500 pessoas poderão ser afectadas nas províncias de Manica e de Sofala.
Em 2006 um tremor mais forte, de 7,5 graus, sacudiu a terra, causou pânico nas cidades do Centro até na capital, no Sul de Moçambique.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook