sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O Colapso (10)

Colapso (10)

Como tenho vindo a dizer nestas minhas humildes contribuições sobre a economia nacional, Moçambique - o nosso país - ainda vai conhecer dias amargos. É a tensão político- militar em curso e sem previsão de parar, visto que na mesa de negociações o Governo e Renamo não têm alcançado consensos, embora haja mediadores internacionais. Por outro lado, temos a questão dos refugiados que debandam das províncias onde o conflito armado se faz sentir, e Afonso Dhlkama não parece vergar na sua exigência de governar as seis províncias onde alega ter vencido as últimas eleições.
Eu, Nini Satar, um moçambicano que ama o país que o viu nascer, tenho sérias dúvidas de que a Frelimo irá ceder às exigências da Renamo e seu líder, mesmo que isso custe a vida de 10 milhões de compatriotas nossos inocentes. A Frelimo nunca cederá a estas pretensões de Dhlkama. Na eventualidade da Frelimo “entregar” essas seis províncias (um mera hipótese), estaria a legitimar que a Renamo pode ter ganho as últimas eleições. Aos incautos isto pode passar despercebido. O facto é que enquanto se medem forças, milhares de inocentes vão morrendo diariamente, as escolas estão fechadas, algumas actividades económicas estão encerradas e os camponeses não produzem.
Há dias, vi uma reportagem que retratava que cerca de 15 escolas estão encerradas na provincial da Zambézia, devido a guerra que se alastra aos poucos pelo país afora. Não sabemos quantas mais escolas poderão encerrar nos próximos tempos devido a esta situação. Imaginam o que se avizinha se o Governo e a Renamo continuarem a extremar as suas posições?
Afonso Dhlakama já esteve 16 anos nas matas. Portanto, é uma pessoa habituada à guerra. Tudo o que quer pede movendo uma guerra, enfraquecendo o país. Quem quer imaginar um cenário parecido com os passados 16 anos? Não seria catastrófico? Qualquer mente equilibrada sabe que não é fácil vencer uma guerra de guerrilha, porque está ataca de surpresa, ataca e foge. É esta guerrilha em curso que esta a matar, destruir infra-estruturas e a economia a colapsar.
Colapso em tudo
Vendo as fotos aqui postadas, vê-se claramente que estamos a recuar a olhos vistos para os velhos tempos, onde havia escassez de quase tudo.
Em Novembro passado, em um dos meus posts desta série de análise da economia e seus efeitos, alertei quando a moeda estrangeira começou a valorizar-se face ao metical que as importações iam reduzir e, eventualmente, até podiam parar.
Qualquer comerciante lúcido que fizer uma importação nesta economia ‘dolarizada’, de qualquer que seja o produto estará a perder o seu dinheiro. Se formos a fazer uma análise honesta e minuciosa de todas as moedas do mundo, o metical é que esta a sofrer a maior depreciação, pois de três em três dias, esta moeda esta a inflacionar em passos largos.
No mercado negro a unidade do dólar está por 81 meticais e o rand sul-africano a 5.5. Enquanto a moeda sul-africana está se fortificando, o metical esta perdendo o seu valor. Ora vejamos: há três meses atrás 1 dólar correspondia a 16 randes e hoje, 1 dólar esta a custar 13.7 randes. Isto quer dizer que o rand esta a recuperar a sua robustez perante o dólar e, desse modo, vai ganhando mais peso sobre o metical. E esta situação em nada beneficia Moçambique, já que importa quase tudo da África do Sul.
Colapso eminente nas cadeias de supermercados
A famosa cadeia de supermercados Pick n Pay que tinha aberto em tempos em Maputo, já fechou as portas. Já era. Os seus gestores concluíram que não compensava continuar em Moçambique. A Brithol Michcoma está por um fio e a qualquer momento pode encerrar. O GAME esta a acumular prejuízos incontroláveis. Eu, Nini Satar, não sei como este supermercado continua sobrevivendo até hoje, mas pelo actual rumo acabará por fechar as portas, seguindo o mesmo caminho do Pick N Pay.
A Woolwhorths está com as prateleiras vazias, como ilustram as fotos deste post. Este grupo também poderá fechar, talvez até esteja à espera de esgotar o stock ou o que resta das prateleiras. Se forem a fazer novas importações os preços dos produtos irão ser ajustados ao dobro ou ao triplo e a maioria dos seus clientes não terá como comprar. Até as fábricas que importam matéria prima não estão a conseguir obter os seus produtos por falta de divisas nos bancos comerciais.
Colapso dos ‘Mukheristas’
Os comerciantes informais, vulgos ‘Mukheristas’, também estão à beira do colapso. Os que tinham um capital de 500 mil meticais, o equivalente na altura da estabilização da economia a qualquer coisa como 150 mil randes, hoje aquele capital compara-se a 80 mil randes.
ALFÂNDEGAS
Os custos das deslocações e as extorsões nas fronteiras não compensam para que continuem a ir à luta neste cenário caótico. As alfândegas que vivem dos direitos aduaneiros vão ver as suas receitas reduzidas de forma automática por falta de comerciantes, que se irá reflectir num duro prejuízo para o Estado.
FINANÇAS
As finanças que dependem dos impostos também irão ver as suas receitas às migalhas porque comerciantes no activo serão poucos já que o grosso vai declarar insolvência. Aí, mesmo aos olhos dos leigos, o colapso ganhará forma!!!
Em jeito de conclusão
Nas minhas habituais conversas com amigos economistas, administradores de bancos e grandes empresas, gestores bancários, fico com a sensação de que a maioria deles estava convicto de que o dólar pudesse voltar para a casa dos 30 a 40 meticais a unidade em pouco tempo.
Eu, Nini Satar, tenho mais de 22 anos de experiência empresarial e sempre disse que o dólar não iria arrefecer. Os meus interlocutores hoje já me dão razão. E, por este caminhar, o dólar poderá chegar aos 110 meticais até ao final do ano e isso irá trazer grandes problemas ao povo.
É hora dos cérebros da economia moçambicana buscarem soluções palpáveis que a breve trecho ajudem a economia a respirar, sob pena de estarmos ao níveis dos colapsos vividos no Zimbabwé e Angola.
Nini Satar
LikeShow more reactions
Comment
70 Comments
Comments
Paula Maria Raiova
Write a comment...
Bernardo Sumaila Mariana Thai Meu Deus, peço a si senhor todo poderoso que estenda a sua mão sobre meu país, antes era uma bênção viver aqui, hoje é uma incerteza viver em Moçambique, dormimos sem saber uque será do amanhã..
Abdul Remane Ibraimo Realmente o pais esta muito mal,alguem de direito deve resolver esta situacao de conflito o mais rapido possivel,caso nao estaremos mal,muito jovens a se formar, e no fim sem emprego, mesmo para abrir empresas mas sem dinheiro nao tens como,Viver assim nao da.Nem quero imaginar o futuro do pais.
Arafat Calu Calu Obrigado mais uma vez Niní , eu tenho dado atensao no ki sempre nos alertas e vejo k tudo é verdade .Por isso tenho novas ideias graças a ti e vou m precavendo da minha maneira. Gosto muito essa parte em ti, t preocupas cm nosso País .Pke s fosses como os outros , n nivel onde taz j nem ias t preocupar mais cm Moz.
Sousa Picasso E triste o olhar que temos do nosso que um dia diziamos belo Mocambique, os forte elos da nossa economia estao em constante degradacao, a falta de de entendimento que nos leva a passar por pragas macro e microeconomicas, tais como: elevado numero de criminalidade, o nivel de alfabeto, familias desalojadas, a falta de socialismo e entre outros que cada um de nos pode por si observar, e sou da opiniao mesmo com a se possivel estabilidade economica deste pais precisariamos de varios intervenientes socias para que possa existir um vivencia condigna.
Salimo Hemed De facto estamos numa situação de um verdadeiro colapso financeiro e econômico, pena que as autoridades competentes não estão preocupados com esse cenário, diz o PR que devemos nos preocupar com a produção e não com a paz e me pergunto sem a paz como vamos escoar a tal produção? Primeiro devemos sim todos alcançar a paz efectiva para depois nos preocupar com outras variáveis porque nesta situação actual não será fácil produzir. Mas uma vez muito grato Nini pela sua explanação.
Chita Chambas Caro Nini, as suas análises sao de um visionista e de alguém que se preocupa com a derrapagem da nossa economia.
Os cérebros que comandam esta pérola do indico nao tem este tipo de visao.
Até que podemos ter bons economista neste pais mas a camaradagem(escovismo) é a principal causa para este colapso
Zacks Caetano O Nini sempre esteve certo na sua analise sobre a crise economica em moçambique..na minha opiniao sobre essa crise acho que nao tem soluçao...porque para mim assa crise parece algo progectado..por um grupo de pessoas que estao a tirar proveito de tudo isso..por mim isso tem a mao do BANCO MUNDIAL
Luis Maya tens razao caro Zacks em todos os paises emergentes com forte poder em recursos naturais e minerais. o Banco mundial/ FMI sempre estiveram no controlo da economia desses paises. esta ai a Libia em patamar economico estava mas com as enormes reservas de petroleo e o inicio de exploracao do uranio levou o pais ao colapso
Zacks Caetano E isso mesmo e capitalismo!!essas crises em paises diferentes e tempos diferente sao elas que fazem a maquina do capitalismo andar..
LikeReply15 hrs
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Baptista Macamo Thanks Nini Por nos abrir as mentes. Na sua humilde opiniao Nini, qual seria o teu conselho para OS nossos governantes para travar esta subida galopante do dollar e do Randi? E qual seria tambem o teu conselho para o povo mocambicano que a cada dia ve o seu salario reduzido por causa da desvalorizaca do metical? Espero ouvir de t o mais rapido que puderes
Antonio Gulube Li com bastante atencao o post de Novembro, e oque vivemos hoje. Oque contavamos aos nossos filhos em volta da crise das partileiras na decada de 80, infelizmente eles tambem estarao sujeitos a isso. Vai reeditar se o cartao de abastecimento, etc. Que pecado.
Paulino Ricardo Munguabe Realmente o quadro geral da economia mocambicana esta de mal a pior nao sei ate quando vamos superar esta crise economica a nivel nacional . Se calhar copiarmos os metodos que foram usados para superar a grande crise economica de 1929 embora esta foi mundial
Claudio Mapulango Pelo cenário a que nós é apresentado tanto na mesa de negociação, com ao nível de resposta da situação conjuntural pelo governo, sem se esquecer da situação da dívida, não vejo uma solução a curto e médio prazo. A falta de flexibilidade concorre para o tal colapso.
Bento Abdul Taibo Eshy ê lamentavel isso, ta de mal ao pior, i nos pobres ê que pagamos as dividas dos #Ricos.... So #Jesuscristo pode ajudar os#Moçambicanos.
Ray C Rafa O pais ta num caos total,que nao esta abalizado nisto ate pode pensar q nao le afecta mais ja ta afectar é colapso total estamos a caminho do abismo.
LikeReply21 hrs
Pierre Yves Chiniah E depois o outro viaja de província a província a querer desafiar o povo
Desafio isto desafio aquilo
Em vez de meter o Manuelito e Guebuzinha a prestarem contas.
FRELIMO vocês verão nas próximas eleições
Jorge Elias Giralt e uma pena que um país com tão poucos recursos se meta numa aventura militar . quem paga isso sempre é o cidadão comum
Hobety Luys Muhamby Já é notório de que Moçambique está doente e isto ja vai de mal ao pior.
Wiliamo Antonio Antonio E triste que tá se viver em Moçambique. Onde estão os dirigente desse país nem se pronunciam parece nada ta acontecer
Dario Ilustre Nini e muiiiito grave isto da ate do ver o pais afundar assim por culpa de um punhado de gananciosos.

Porque nao devolvem o dinheiro para ond foi afinal....??? Povo amado vamos votar na mudança este partido esta a matar nos aos poucos
Muhove Tata Me parece que o que a frelimo quer mesmo, é nos matar de fome e desgosto
Domingos Estevao Fumo Eu já morri e meu enterro está marcado para amanhã as 14h no cemitério de michafutene e o mano Nini está convidado
Munir D'monkhada Se podessse implorar para os portuguêses voltarem a nos colonizar seria bom pq com esse governo isso está uma merda de pais
Claudio Mapulango Irmão Nini quais são as prováveis saída dessa situação, como pensa que deve ser implementada?
Aderito Mario Mateus infelizmente esta é a dura realidade,da nossa pérola do indico.
Joisse Mahungule Tens desejo de morrer,de me os anos que te faltam eu quero viver muito mais e mais
LikeReply23 hrs
Aunidio Luis da AN isso está muito grave estamos a pagar a dívida das pessoas que contraiaram sem dar nenhum relatório ao público
Manuel Lucas Joaquim Senhor nini é bom saber que te preocupas com o povo e as situações alarmantes que temos vivido, sendo o senhor com mas de 22 anos de experiência na área empresarial qual é a tua opinião(SAÍDA) face a situação que o país se encontra? Atenciosamente aguardo pela resposta
LikeReply22 hrs
Danilo Áfrico Isso já era de se esperar, voltaremos era do repolho e ervilha...
Keitha Aboobacar Ja nos comeram a carne, agora tao a comer _nos os ossos.
Joao Florencio Se houvesse no mínimo, um grão de consciéncia dos nossos dirigentes que tanto amam de se perpetuar no poder, até parece que nunca vão morrer; de se preocuparem connosco, colocariam um fim nisso tudo. Mas, ja que eles comem dos nossos custos e esquecem da nossa existéncia. Mas será que eles não se lembram que são parasitas e vivem dos nossos impostos??
Elidio Afonso Afonso Muito kanimambo nini como preocupar se cm a producao nao cm a paz como e k o campones ira produzir cm a tencao politica? Sinceiramente ,
Magaia Magaia Palavras sábias Sr' Nini satar essa ganância dos nossos governantes estao a pôr o país num beco sem saída, como diz se na gíria popular'' bem com o conforto que eles tanto gozam não sentem isso a população paga com essa ganância'' so de lamentar e pider a Deus que nos proteja desses ímpios.......
Anderson Fernandes Mpembe Qual a solução viável para contornar esse tragico fim que se aproxima Doctor Momade Assife Abdul Satar?
Jr Chauque esta TUDO DITO.PARABENS GOSTEI O QUE PENSAVA EM ESCREVER MESMO SEM CONHECIMENTOS DA CAUSA ESTA TUDO AKI AMEI
Carlos Mbira Quando será o colapso (11)?
Muchuquetane Guenjere "Eu, Nini Satar, um moçambicano que ama o país que o viu nascer, tenho sérias dúvidas de que a Frelimo irá ceder às exigências da Renamo e seu líder, mesmo que isso custe a vida de 10 milhões de compatriotas nossos inocentes. A Frelimo nunca cederá a e...See More
Paulino Chuva Chuva As moscas ainda ta piscar d laranja para vermelho atenção pessoal
Tocova Amisse ISTO É DE ESPERAR UMA VEZ Q OA INTOCAVEIS NAO QUEREM DEIXAR O PAÍS EM PAZ. ASSINAM UM DOCUMENTO E VOLTAM AMOSTRAR ARROGANCIA E FALTA DE RESPEITO AO POVO.
Cassam Ibraim Ixu ja xta quase fexado nao tem ndah ai.
Ermelindo Da Conceicao Momade Assife Abdul Satar acredita que mesmo a EDM já faliu??
Agora em Moçambique não há novas ligações de energia isso implica o quê??
Falta de divisas para fazer face ao seu próprio negócio
Isso tem seus impactos negativos principalmente para quem ainda não fez nada só resta lamentar
O Tall PutoChefe Chinho Onde você teve essas imagens?

Na europa nem?
LikeReply16 hrs
Negro Bruto e a val que era uma das hipotise tambem aqualquer altura pidera fechar completamente porque do momento tem um pessoal parado como guarantia aguardando a resolucao do conflito
Curriculo Ensino grandes obras da frelimo, subnutricao, guerra , robos a vista e muito maís.
Mario Lalas Ya xta mal isto, e com o Palhaço do Dlakhama a matar a situação do país vai piorando. É só lamentar e deixar tudo nas mãos de Deus.Thanks Nini Satar
LikeReply7 hrs
Tony Jovana Oi Nini és experiente nesta matéria de negócios, és um empresário de mão cheias, quero saber o seguinte : O que tens feito para ajudar o seu país para arranjar soluções o mais rápido possível para resgatar o valor do nosso metical, ja falaste ou tentas...See More
Devane Boss Soluçoes senhores...
Elsa Chea A coisa ta feia
Lourenco Mascarnhas Jr. Muiiiiiiiito triste mesmo!
LikeReply16 hrs
Cecilia Bie Dura realidade.
LikeReply19 hrs
Didier Manuel oque e' isso Cara.
Salman Dash Então Clóvin Chiambe dizias tu que não há crise ? Ehh ?
Felix Massango Aguardo atenciosamente pela chegada da próxima carta dirigida ao PR.
Nelson Mendes Apoiado

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook