quarta-feira, 31 de agosto de 2016

GABÃO / CANDIDATO DA OPOSIÇÃO DIZ AO PRESIDENTE PARA ACEITAR DERROTA


Listen to this post. Powered by iSpeech.org
O candidato da oposição do Gabão, Jean Ping, apelou, segunda-feira, ao Presidente gabonês, Alí Bongo, para “reconhecer a sua derrota” nas eleições presidenciais do último fim-de-semana, afirmando que resultados não oficiais dão-lhe uma clara margem de vantagem.
Reagindo à reivindicação de Ping, o Ministro gabonês do Interior, Pacôme Moubelet-Boubeya, advertiu como sendo prematuros os pronunciamentos de Ping sobre os resultados da votação, a ser conhecidos hoje, e de tentativa de manipulação do processo democrático no país.
Apoiantes do Presidente Bongo e seu rival declararam que ambos iriam ganhar as eleições, que são consideradas como um grande desafio para o poder da família, que se alastra há mais de meio século.
Os apoiantes de Ping também alegam ter havido fraude eleitoral, facto que poder vir exacerbar o clima de tensão, que caracterizou a própria campanha eleitoral.
Tudo indica que somos vencedores desta importante votação, disse Ping aos seus apoiantes e a jornalistas, acrescentando que apesar de uma série de irregularidades, conseguimos inutilizar as armadilhas congénitas deste regime de fraude.

Bongo, de 57 anos, ganhou pela primeira vez as eleições depois da morte do seu pai, Omar Bongo, em 2009, após 42 anos na presidência do país.
Entretanto, Alain Claude Billie Nzé, porta-voz de Bongo, afirmou que o Presidente estava a liderar os resultados da votação em cinco das nove províncias do país.
Ping, um dos 10 candidatos a Presidência da República, foi antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comissário da União Africana (UA).
Há vozes no país que apelam para investigar a nacionalidade de Bongo, após reivindicações segundo as quais teria sido adoptado a partir do leste da Nigéria, uma acusação que poderá fomentar sentimentos xenófobos.
SUNDAY TIMES/ JD/SG
AIM – 31.08.2016
Poderá também gostar de:

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook