quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Convocada manifestação contra as dívidas escondidas e a guerra

Listen to this post. Powered by iSpeech.org

Para o próximo sábado, em Maputo
O Parlamento Juvenil, através do “Painel de Monitoria do Diálogo Político para a Paz”, que foi criado por si, organiza uma acção popular pela paz e contra a deterioração da economia.
Esta acção surge da preocupação com o prolongamento da guerra e com a falta de responsabilização no caso das dívidas ocultas, e está convocada para o próximo sábado, 27 de Agosto, com concentração às 7h00, na estátua de Eduardo Mondlane, no Alto-Maé, na cidade de Maputo.
Para o lançamento da iniciativa, esta manhã, às 9h00, uma conferência de imprensa, na Associação ACAM, situada na Rua Eusébio da Silva Ferreira, no Bairro da Mafalala, na cidade de Maputo.
O encontro com a comunicação social vai servir para a apresentação geral do programa e para esclarecimentos sobre este movimento civil.
Espera-se que seja conhecido o itinerário da marcha, as motivações da mesma e a atitude que deverá nortear o comportamento dos participantes.

Segundo uma nota do Parlamento Juvenil recebida ontem na nossa Redacção, a marcha surge como recomendação da Conferência Nacional “Pensar Moçambique”, que juntou cerca de 400 pessoas em Maputo, em sinal de indignação com o nível grave do abuso e violação dos Direitos Humanos nesta conflito armado que está a transformar cerca de 25 milhões de vidas humanas em meras estatísticas aterrorizadoras, onde ao direito à vida é atribuída cor partidária por causa de diferendos políticos. Os organizadores declaram que acreditam num esforço sincero de procura de uma paz duradoura e sustentável.
Há opiniões que consideram que as autoridades policiais vão reagir de forma violenta, como tem sido habitual.
O Governo tem repelido sistematicamente este tipo de iniciativas. Mas os organizadores dizem que todos os procedimentos legais para a realização da marcha foram observados e esperam um movimento pacífico.
Moçambique vive uma das piores crises económica e financeira da sua história. O facto está ligado a elevadas dívidas privadas – que depois foram inscritas como sendo públicas, pelo Governo da Frelimo chefiado por Armando Guebuza – e ao conflito político militar que afecta principalmente a região centro do país. (Eugénio da Câmara)
CANALMOZ – 24.08.2016

No Sábado irei a marcha. E através desta, venho convidar a todos meus amigos desta rede e seus amigos para que também vão.
As razões são tipicamente minhas.
1-Vou à marcha porque não a considero anti-governamental. É UMA MARCHA onde os cidadãos exercem o seu direito de acção popular e principalmente uma acção cívica. Vou dizer ao envolvidos na guerra (Renamo e governo) que o povo não está a gostar do que estão a fazer, principalmente ao matar através da guerra, os cidadãos indefesos. Aqui há duas falhas: um que não consegue manter a ordem e segurança e por esta via proteger o cidadão e outro, que de forma furtiva, destrói vidas e bens.
2-Se Dhlakama e seus homens armados fossem boa gente, eu também iria marchar até Santinjira para dizer o mesmo que direi no sábado. Mas Santunjira é um terreno perigoso. E eu preciso de viver ainda. Lá, os homens armados matam. Por isso não irei. Irei aproveitar os holofotes das câmaras de TV e Rádio e da imprensa para dizer a todos que estão no caminho errado. E que a história deste país provou que a única alternativa à Paz é a própria Paz.
3-Também irei dar um recado especial a Dhlakama: neste mundo existem muitas pessoas injustiçadas. Se todos agissem como ele, o ARMAGEDDOM chegava cedo. Ou seja, grande parte deste mundo está em Paz porque as pessoas injustiçadass, que são a maioria - incluindo a maioria dos moçambicanos - procuram resolver os seus problemas de outra forma. Dhlakama e seus amigos militares devem parar com esta guerra, pois, para além deles, que são poucos, prejudicam de forma irremediável a maioria.
4-Ainda sobre o ponto anterior, imagina que se cada um injustiçados pelos regime da Frelimo decidisse iniciar a sua guerrilha (que não é tão difícil), quantas guerrilhas teriamos? Uns foram expropriados aquando das nacionalizações; outros baleados; outros familiares mortos a tiro; os Simango ficaram órfão em tenra idade; cada um dos 25 milhões de moçambicanos perdeu pelo menos um familiar ou conhecido. Imagina todos estes revoltando-se contra o Governo da Frelimo! Morriamos todos.
5-Também para Dhlakama, vai outra mensagem: a guerra é a forma mais imbecil de resolver ou pretender resolver conflictos. Só assaltantes sem criatividade enveredam por esta via. O mesmo que digo em relação a Frelimo.
6-Ao governo da Frelimo, uma simples mensagem: vocês governam este país sozinhos desde 1975. A melhor forma de sonhar em continuar a governar é pensar seriamente na descentralização. Aproveitem enquanto os partidos políticos da oposição ainda estão na sua tenra fase de organização para se antecipar aos conflictos e à derrota. Se continuarem com a guerra até próximo ano irão perder as eleições municipais e nas gerais, serão claramente um partido rural como o ANC.
Vamos à marcha, cada um com sua razão e todos em prol da Paz e da cidadania.
Até lá.

Like
Comments
Martins J Alfândega Alfândega Bem haja pessoas com esta visaõ...parabens pela mensagem
Like5 hrs
Adriano Victorino Eu esto em nampula como manifestar o meu interesse a essa nobre accao que é tao possetiva para o povo. É uma grande oportunidade de o povo começar a preceber dos seus direitos e de exigir a ser bem governado por aqueles que os elegemos.
Like5 hrs
Like5 hrs
Like5 hrs
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde Recado e recadozinho para dois que agem de forma semelhante. Eu vou a marcha levando recados com o mesmo peso.
Like15 hrs
Narcísio Mula Tem que ser assim. Concordo com essa tua abordagem. Até porque se fosse tudo verdade o que o post diz não teria sido necessário pegar em armas para derrotar o colonialismo.
Like25 hrs
Inacio Fernando Essa propalada marcha quem tem vindo a ser anunciada ou promovidas pelo PJ, LDH, etc, devem merecer algum questionamento e pelas seguintes razões:
- Essas supostas "organizações da sociedade civil" vivem e obedecem a comandos externos, ou seja, recebem doações financeiras e como é óbvio, condicionadas para o exercício das suas actividades;
- Uma marcha organizada por essas organizações que são financiadas por entidades externas, pressupõe que o doador seja o patrão/promotor, as organizações - veículos, o povo - objecto, o doador - beneficiário final. Qualquer que seja o resultado dessa marcha, os doadores são os beneficiários finais.
Irmãos, não sejamos distraídos. Enquanto acordamos de manhã para produzir nas diferentes frentes de produção, para prover alimentos para nossas famílias, essa malta PJ, LDH, recebe dinheiro para satisfazer os interesses dos doadores. Esse é o trabalho deles. Vivem disso. Desse dinheiro, eles alimentam as suas famílias, ou seja, no final da marcha, eles vão beber um whisky enquanto, você, jovem, usado, gastou o tempo que devia investir na concretização daquela tua ideia de negócio, ou a realizar aquele trabalho que no final iria te dar algum dinheiro. Não interessa se alguém chame isso de biscato - é trabalho. Sobre os temas da marcha, deixemos que as negociações fluam e tragam resultados. Querem te usar na marcha para te entreter e justificar os dólares que eles recebem. Eles vivem disso. Não é pouco dinheiro, não.Portanto, meu caro jovem: Não vá a marcha. Vai produzir. Você não é objecto para ser usado. Você merece respeito. Valorize-se.
Like25 hrs
Inacio Fernando Wilson Assumane sao extensoes da renamo, ha que ter cuidado
Like5 hrs
Inacio Fernando É uma marcha da renamo canflulada pelas suas extensoes
Like15 hrs
Holden Macuapa MESMO QUE SEJA,SE O MOTIVO FOR O ESTADO EM QUE O PAIS ESTA ,DA PRA IR POIS OS QUE NAO SAO DA RENAMO ESTAO A AFUNDAR O PAIS DE OUTRAS MANEIRAS 。。。。INDIVIDARAM NOS PARA FINS PESSOAIS,E HOJE ESTAMOS NA MERDA ATE TSEKE SUBIU DE PRECO 。。。QUEREMOS K APARARECA O VALOR K NAO TA COM A RENAMO, KEREMOS K SE RESPONSABILIZE O AUTOR K VIVE PROTEGIDO POR SIRENES PAGAS COM NOSSO IMPOSTO QUANDO ELE OU ELES SAO DETENTORES DE MUITO DINHEIRO PESSOAL, KEREMOS K VAO RESOLVER AS MATANCAS FEITAS PELA RENAMO E PELA TROPA DO GOVERNO
Like3 hrs
Rogerio Antonio A luta continua!
Like5 hrs
Edgar Barroso A quantas marchas do género tu já foste, Egídio? A partir da tua resposta, conjugada com o facto de seres um dos nomes que consta desse painel por detrás da organização dessa marcha, posso tirar algumas conclusões interessantes.
Like25 hrs
Celso Guirrugo A Marcha"
(álbum Version)

I
Eu falo de povo para povo
Porque eu sou povo e tu és povo
Usamos a mesma linguagem
E quando tu falas eu te oiço
Quando eu falo tu me ouves
Partilhamos as mesmas dores
Se te cansaste de pedir favores
Então venha para marcha

Tu que és mal pago
Mas te esfolas no trabalho
Tu que não és pago
E recebes esmolas no trabalho

Sim tu que és humilhado por não teres ido a escola
Ninguém percebe que tiveste que pegar cedo no trabalho

Tu que pagas impostos
Ficas sem nada nos bolsos
Tu que fazes dirigentes engordarem como porcos

Tu que não percebes economia nem politica
Dizem que o país desenvolve mas no teu prato não vês comida

Tu que serás lembrado só nas próximas das eleições
E verás o candidato em helicópteros e aviões

Tu que vieste pra cidade a procura de sustento
Porque no campo a agricultura não dura sem investimento

Tu que te apertas com os teus filhos num quarto de dependência
Acordas cedo, dormes tarde a lutar pela independência

Sim tu que és escorraçado nos passeios da cidade
A mesma policia que te escorraça não quer criminalidade

Tu que te formaste mas isso não basta no currículo
Mais importante que habilitações é ser membro do partido

Tu que és do Centro, és do Norte e as vezes doe-te muito
Ver tua província empobrecer, será que Moçambique é só Maputo?

Tu que perdeste a tua família no Paiol de Malhazine
E não viste os culpados serem julgados pelo crime

Tu que perdeste heróis e amigos vitimas deste regime
Se não gritares comigo eles não pagam pelo crime

Refrão:
Ladroes----fora
Corruptos----fora
Assassinos----fora
Gritem comigo pra essa gente ir embora

II
Agora que estamos juntos, vou vos contar um segredo
Eles não podem connosco
Eles agora é que têm medo
E na nossa causa justa eles não podem se infiltrar
E eu vou vos dar a lista dos que temos que rejeitar

Não tu que queres fazer deste país tua propriedade
Vens com discursos democráticos pra disfarçar tua identidade

Não tu que multiplicas diariamente a tua riqueza
E depois dizes ao povo, vamos combater a pobreza

Não tu que em vez de fabricas constroes supermercados
Aumentam os preços dos produtos muito mais que os ordenados

Não tu que constroes estradas pra servirem de corredores
Porque é que nao constroem fabricas esses investidores

E no país do deixa andar surgiu um novo mistério
Será que quem não consegue andar manda queimar o ministério?

Mas a culpa não é só deles, nós também temos Judas
Vou apontar alguns deles, e ve-lá se tu me ajudas

Não tu que só és do povo até que eles te comprem
Não tu vives bem hoje e esqueces como era ontem

Não tu que não dás a mão porque o problema não é teu
Sim tu que só dás a mão porque queres o que é meu

Não tu sobes pisando nos que sofrem como tu
E não percebes que somos povo e o problema é comum

E quando chega a hora do voto tu passas pra outro lado
E voltas a eleger esse teu deus diabo…

(Refrão 2x)

(Refrão variação)

O povo tem o poder
O poder de escolher
Aquele que vai governar
Nós é que vamos eleger
2x
E se tu não andaste na linha
Então põe te a pau
Não nos vais manipular
Pois o povo tá mau

III

Pra fora
...A velha desculpa já não cola
Este não é o povo de 75
Este povo foi a escola
Este povo esta cançado de processos arquivados
Ministérios queimados e paios rebentados
E o terror instalado as vossas pensões não pagam
E pelo mercurio roubado, os nossos caixoes é que pagam
Mandam e desmandam e há quem diga que são patrões
Mas se comem do meu ordenado eu diria que são ladrões

(Refrão 4x)
Like95 hrs
Yaqub Sibindy Dlhakama não é o autor moral desta Guerra!

O autor moral desta Guerra, são os promotores das dívidas secretas que até hoje não deixam o Nyusi implementar o seu programa de governação!

Dlhakama não é parte singular deste conflito!

"SE TÚ NÃO QUERES LUTAR COMIGO, EU VOU TI BATER!.."

Esse é o verdadeiro cenário que está a reger este presente conflito no nosso País!

Egidio Vaz, percebeu?
Like115 hrsEdited
Azarias Chihitane Massingue Desde que o Senhor emergiu no cenário político nacional, sempre me interessei com as suas intervenções algo camaleescas. Mas aqui quero apenas dizer que por ser líder de um Partido e por esta via sonhar um dia ser Chefe do Estado, de si se exige coerência e sentido de Estado, saber capitalizar de forma sábia as falhas que os adversários políticos cometem. Não me parece ser coerente ligar a guerra da Renamo a dividas públicas. O Senhor sabe que a situação de dívidas é recente em relação a guerra. Sabe que o que levou Dlhakama ir a Gorongosa não tem nada a ver com dívidas. O sr. Participou nas eleições de 2014, de certeza se recorda em que concorreu. Não acha Sr. Presidente que seria discutível se Renamo estivesse a reclamar governar o País todo porque a ter havido fraude foi no ambito de eleições para todo o País. O senhor conhece algum candidato que concorria para governar alguma província e que não o e porque foram lhe roubado votos? Nós queremos alternativa governativa no País, mas precisa de alguém com sentido de estado apurado.
Like24 hrsEdited
Mailito Ismail Sr Azarias Chihitane Massingue isso não vem ao acaso,o que interessa é que tudo isso machuca o povo deixa o povo no fundo do poço, a guerra e o problema da robalheira deixam o povo numa situação caótica e desagradável .
Like14 hrs
Gusmão Peixoto Mas os motivos dos ataques não passam sequer perto da questão das dívidas!
As reivindicações circunscrevem-se às eleições de 2014 e as dívidas foram contraídas entre 2013-2014.
Quanto ao autor moral:
O focal point moçambicano é Dhlakama.
Resta saber à mando de quem especificamente...
Like4 hrs
Ed Mazive boa explanação, sr Sibindy, o autor moral da guerra é certamente quem dá motivos ao dhlakama para fazer a guerra. lembro-me de que Dhlakama foi atacado no dia 25 de Setembro do ano passado em plena campanha política e não em campanha militar e teve de se refugiar no Mato. De lá saiu para a cidade da beira onde foi cercado e teve que fugir de novo ao mato.
Like24 hrs
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde Este debate requer frescura no cerebro, colegas. As muitas causas do povo em Mocambique sao UNICA "Mã gestao publica". Dhlakama é uma simples consequencia e nao a causa. Sibindy, gravei bem a sua frase: "SE TU NAO QUERES LUTAR COMIGO, EU VOU TE BATER" (SIBINDY,J. In comentario do Post do EV.2016)
Like32 hrs
Ernesto Nhaule O Dlhakama é porta voz de todos os injustiçados. Por isso, em algum momento as suas reivindicações são legítimas porque no fim todos saímos a ganhar. Agora, a questão de fundo é: porquê precisamos de nos matar pra ouvir a voz dos injustiçados?
Like15 hrs
Inacio Fernando mesmo com carros incendiados? Civis mortos?
Like5 hrs
Gusmão Peixoto Injustiçado ou injusticeiro?
Like4 hrs
Vino Graziano Mesmo com carros incendiados e mortes dos civis o Dhlakama nao eh culpado de o país estar na situação onde ela está. A frelimo tambem eh assassina porque onde eles enviam agentes das fds pra bombardearam e la na serra da gorongosa a populacao residente la a maioria sao civis
Like23 hrs
Tonny Guitarra Desculpa essas marchas, acho ke epa nao estao a surtir efeitos desejados, nao sei e nao me levem a mal. Acho ke a hora da pensar outro truk
Like5 hrs
André Mahanzule Wa hemba Yaqub Sibindy uni mawunua stereca wena.
obrigado Dr Egidio Vaz.
Like15 hrs
Muhamad Yassine Estou a ficar preocupado meu irmão, não pode ser o que está a parecer
Like15 hrs
Arnaldo Paulo Duvas Está mal isso mano!!
Like4 hrs
Fred Cossa Devo concordar com Yaqub Sibindy pq nao vejo pq o guebuza tinha que comprar armas se Mocambique nao estava em guerra. Mas sim ja sabia se que as dividas ocultas seria o pano do fundo por isso tinham que invetar a guerra para nos distrair.....
Like15 hrs
Danilo Tiago Mate Egidio Vaz com todo o respeito, essa guera nao vai acabar com marchas. A historia recente de Mocambique prova isso, quantas marchas ate entao tiveram lugar? Houve treguas? Essa teimosia dos nossos politicos vai terminar se o orgulho deles terminar e finalmente se darem conta de que em qualquer guerra, sao civis inocentes os sacrificados. Va a marcha, mas saiba que enquanto as partes beligerantes nao tiverem vontade de cessar - fogo, a midia, pelo menos a que tem coragem de reportar vai nos reportando mortes e mais mortes no teatro das operacoes.
Like14 hrs
Jeronimo Dacosta Mabote Sim, la vou eu pra repudiar a chuva de sangue que tem de forma sistematica e sem do de piedade banhado ao longo das nossas estradas, no centro e norte do Pais. Que se pare de uma so vez com essas tremendas e crueis mortes...Nao ha nenhuma razao para se justificar o sacrificio das vidas que dia pos dia perecem...
Like4 hrs
Arnaldo Paulo Duvas Mano Egídio, quital recuarmos aos atentados de Manica no dia 25 de setembro e do bairro das Palmeiras 2 a 11 de Outubro (salve-me o erro da data última)

Também recuarmos ao inicio desse conflito em 2012 quando os homens da Renamo foram escorraçado feitos porcos na sua delegação política na Beira e na madrugada seguinte como jeito de resposta houve o assalto a FIR.
Não nos tente desviar o olhar fixo que os moçambicanos tem sobre as situações actuais.
Condene o senhor Presidente da República que tem feito discursos cor de rosa enquanto as suas ações são todas negras.

Nos queremos a paz, independentemente de quem tem culpa no cartório!!!!
Like44 hrs
Naine Mondlane Bem dito meu irmão. Não poderei comentar muito pois as férias ainda não terminaram
Like12 hrs
Delcisio Mondlane Vamos...
Like4 hrs
Rito Marquele Eu bem que gostaria de participar mas como a marcha é carácter político prefiro ficar em casa ou me dedicar aos meus afazeres. Não me identifico com a causa política mas sim com a causa social e o promotor da iniciativa peca por encher de muito "tempero " político.
Like14 hrs
Elias Valente Langa Tes mendo
Like2 hrs
Jorge Carlos Cavele De. Vaz devia ter citado a génese deste último conflito armado, mas não o fez, não sei se é por distração ou foi de forma intencional, quando um não quer, dois não brigam, mais não digo.
Like14 hrs
Elias Valente Langa Cota com migo
Like4 hrs
Juma Mussagy Abdul Mutualibo Eu pessoalmente não hei de puder participar da marcha por estar a 500 Km da capital. Gostaria que as marchas fossem replicadas em todo o país para dizer de viva voz que tanto a RENAMO bem como a FRELIMO basta. Estes já não tem apoio do POVO. O povo só Não sai porque ambos tem armas que dia pós dia matam os moçambicanos. Somos um POVO sofrido desde séculos por isso é hora de darmos um BASTA. Além disso iria pedir ao Guebuza a devolução dos milhões de dólares que estão a sufocar a vida dos moçambicanos.
Like4 hrs
Egidio Vaz Você só olha. Epa, mana pá. Kkkkkkk
Like12 hrs
Rebeca Cipriano Oohhhh! !! Estou a analisar o teu post, mano.
Like2 hrs
Egidio Vaz Maníssima Rebeca Cipriano não há nada a analisar. Estou a ser cru (não vou dizer que estou nú, tenho calças aqui onde estou). Kkkkk
Like22 hrs
Rebeca Cipriano Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. ........ok, interrompida a análise . Bjhs
Like2 hrs
Salome Vaz Concordo com o k escreveste! Convence me falando e n me guerreando....abram espaço para k todos possam governar!
Like4 hrs
Novo Combatente De Moz A Frelimo quer fazer da guerra uma forma de o povo esquecer as dividas ocultas, do lado da Renamo Dhlakama luta para engordar a sua conta bancaria e para explorar os recursos minerais. Portanto a guerra da FRENAMO eh de interesses economicos, nao tem nada a ver com o povo.
Like4 hrs
Holden Macuapa COMO ESQUECER COM A FOME A APERTAR E ELES A APARECER TODOS CHEIOS DE CHARME A CUSTA DO NOSSO IMPOSTO?
Like3 hrs
Hélder Thavede Estamos juntos
Like4 hrs
Gusmão Peixoto O que falta neste tipo de marchas é um bocado de vigor e contundência. Não precisam de ser violentas mas definitivamente não devem ser pacíficas a ponto dos visados se darem ao luxo de as ignorar ou não se sentirem afectados por elas.
Se a marcha não tem surtido efeitos, há que partir para um boicote popular, geral e PACÍFICO.
Like14 hrs
Ed Mazive Concordo plenamente, se essas marchas não serem capazes de modificar vontade politicas, o melhor é acabar com elas. Outra coisa, essas marchas devem ter um alvo concreto de critica e não apenas simples disparos para todas as direcções misturando alhos e bugalhos. quem tem responsabilidade primária sobre a segurança e ordem nacionais é o governo o qual falha redondamente e até é cúmplice da desordem e da insegurança!
Like3 hrs
Ricardo Valentim A melhor marcha sera nas duas proximas eleicoes.
E o resto levem convosco pro inferno.
Voces tem a mania de que nao veem.
Porque sempre tem que usar os dias de descanso e feriados para essas palhacadas?
Like4 hrs
Ed Mazive Para mim uma marcha que faz mais apelos para a Renamo parar com a guerra é inútil porque a Renamo não tem a capacidade de parar a guerra e o governo, que tem essa capacidade, não tem vontade politica de parar a guerra. A marcha deveria ser no sentido de modificar a vontade politica do governo para esta deixar de ser favorável à guerra, ou seja, à solução militar. É necessário que o governo reveja a sua estratégia de resolver este conflito armado porque, se optar somente pela via militar, o conflito vai durar muito tempo e terá consequências imprevisíveis. tanto o governo ou a Renamo devem procurar meio termo para o conflito. Na minha opinião matam, os dois, inocentes, todos os dias, sem necessidade! E nenhum deles mata legalmente porque matar é ilegal em moçambique!
Like33 hrs
Julio Pinto Macitela Mario Cada um luta mediantes os seus meios,sera' que aquele k tem dificuldades de ouvir perante as armas ouvira' atraves de manifestacoes?Outras coisas,hum!
Like3 hrs
Ed Mazive Interessante questão! A verdade é que é possível vencer com manifestação pacífica desde que haja determinação e foco. Digo isso recordando a campanha de desobediência civil promovida por mahatma ghandi na india. Quem tem razão não será calado pela força das armas!
Like13 hrs
Curriculo Ensino Cada um tem sua maneira de ver, mas aquele que concentra asua vista numa única coisa, e que sao lágrimas.
Like3 hrs
Mateus Mateus Jr. "Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água", portanto, enquanto tinhamos a PAZ não soubemos valoriza-la, agora choramos por ela. Por THOMAS FULLER.
Like3 hrs
Skyno Francisco Mondlane Iniciativa louvável. Pena porque o estado moçambicano vê a manifestação "pacífica " como uma oportunidade Pra fazer a exibição das suas forças de segurança. Que no momento em que mais precisamos de segurança as mesmas forças viram "forças de insegurança " . E aproveitar esta página para lembrar que o custo de vida em Moçambique esta cada vez mais insuportável e eu como um simples cidadão pacato sinto isso na pele. Que os nosso governantes tomem isso em consideração.
Like3 hrs
Alfredo Macuácua Não à guerra!
Like3 hrs
Edmo Cussaia Essa marcha é importante só que não vai trazer resultados frutiferos quantas vezes o povo já marchou e o aconteceu nada
Like3 hrs
Mulandi HI Mina Kheni Mas vamos ser francos meus irmãos, quem começou esta guerra? A minha mente diz que não foi a Renamo mas sim a FRELIMO. Quem emboscou quem? E o que fariam se alguém te emboscasse sabendo que tens uma arma na mão? Não vamos nos enganar. Vamos marchar sim, mas não vamos dar força ao regime da FRELIMO através de discursos falsos.
Like23 hrs
Alfredo D. Baltazar Pela primeira vez vejo-me obrigado a concordar com Presidente Yaqub Sibindy pois a guerra começou com o cerco da Rua das Flores em Nampula e mais tarde em Sadnjira, incluindo as emboscadas do ano passado. Lamento a mudança brusca ou mesmo caranguejismo de opinião manifestado por alguns amigos. Li certa vez uma publicação que visava o Calton Cadeado sobre suas aparições, em que criticava e dava nomes hostis ao Preaidente Dhlakama. Hoje, as mesmas pessoas tornaram-se piores que Calton. Será que têm medo serem feitos COIXOS?
Like12 hrs
Juvenal Gabriel Maposse Exorto as forças de defesa e segurança para fazer de tudo o estiver ao alcance de modo a não permitir essas brincadeiras.
Like2 hrs
Tomas Mujovo Mujovo Mocanbique e de Mocanbicanos, Mao de frelimos e renamos.....Boa ver eles xperem....
Like2 hrs
Jose Bacar Hussene Uno mvnlbllv2ì6y.mbml.
Like2 hrs
Francisco Jaime Chipendulo Sera k eh cm marcha k o sofrimnto ds moçambicanos vai trminar????
Like2 hrs
Francisco Jaime Chipendulo Kants marchas k si realizaram la mpto e nada sucedeu?????
Like2 hrs
Eddy Waku Lombëla Uma marcha pra esses todos que estão sufocando o povo ouvirem deve ser feita num dia do normal funcionamento das instituições para tdo estar paralizado e aí vão ns ouvir, não esta d acontecer aos sábados, por isso ja nem colocam os cães d duas patas prk sabem que a tal marcha não lhes emcomóda em nada.
Like1 hr
Heleno Bombe não irei a marcha por me encontrar a 2000 kilometros de Maputo mas estarei a acompanhar de corpo e alma em prol da PAZ que todos os moçambicanos merecem
Like11 hr
Egidio Vaz Gesto honroso
Like1 hr
Bandeira Matsimbe Quem cala consente eu não me calo estarei em peso
Like1 hr
Dimas Xavier Pessoalmente me identifico e apoio os recados e/ou as mensagens supracitado.
Like1 hr
Cofe Emanuel Vilanculos marcarei a ausencia
Like1 hr
Isabel Paunde Egídio temos k acrescentar questões profundas, como eleições justas, portanto marchar contra o conselho constitucional, cne e stae partidarizadAs. 2 contra os Assaltos Aos fundos públicos feitos pelos partido no poder e pelos responsáveis destas instituições k servem ao partido e ao governo deste em detrimento do estado ( faça um levantamento só de custos com ajudas de custo dos institutos e ministérios. Se acrescentares as sobre ffacturacoes e as adjudicações dos concursos falsamente públicos, teu cabelos ficam brancos). Se conseguires combater só estes dois males e verás k dlakama não é o principal problema, alias essa guerra não existiria seker com algum pingo de justiça neste país. O dlakAma estaria isolado e não com tantos adeptos como se vê. Não a corrupção, não a partidarização de tudo, não as injustiças, sim ao conhecimento, justiça, transparência, eficiência. Não a um povo k entende k conformismo ou pacividade esta acima da injustiça e da corrupção, não a um povo k ker ser consumista e não produtor. Conhecimento, saber fazer, valores de justiça e de honestidade devem fazer parte da nossa cesta básica moral pAra termos um país melhor nos próximos 20 Anos.
Like31 hr
Francisco Banda se esta marcha/recado, tivesse sido logo que o Afonso Dhlakama foi 3 vezes brutalmente atacado, talvez, hoje não teríamos esta guerra! Força compatriotas! Apesar da distância, a minha vontade estará sempre aí.
Like1 hr
Dina Silva Vamos força! Este pais é de todos nós. E queremos ser livres e prosperos. Até as sociedades primitivas eram melhores comparados ao comportamento de algumas dúzias de compatriotas nossos. Estas dúzias k estão fazendo do nosso país um lugar de pesadelos e indesejado. Tanta arrogancia por parte de alguns faz nosso pais mergulhar em sangue, lágrimas e uma pobreza super absoluta. Vamos sim dizer 'Cheeegaaaaaaa , basta, parem. Estamos cansados de
sofrer !!! '
Like1 hr
Badjai Namdhasse a visao desse egidio em relacao ao assunto k move a marcha e apenas sua e noa se vincula a marcha... na marcha e para chamboqueiar a todos e nao pintar de ouro a um e de negro ao outro... nesta , nimguem deve ser trtado como santo senhor egidio!
Armando Gild Vi e li o teu post, tem muitos recados para o LIDER da RENAMO e tem poucos recados para a FRELIMO. Nesse post voce deixou ficar claro que o LIDER da RENAMO e que quer a GUERRA , foi quem iniciou a GUERRA, nao concordo com essa forma de raciocinar e de expor. Na verdade o contrario é que é verdade! Quanto as eleicoes a FRELIMO podes crer que ja perdeu ha muito tempo. Por fim dizer que vamos sim a essa MARCHA, em forca vamo protestar
Like55 minsEdited
Saide Jacinto Ali So uma duvida,porque essas manifestacoes so sera na capital?Nas provincias nao tem a sociedade civil?ou os intelectuais estao ai n maputo?
Homer Wolf Jah Yahwah Matavele será um dos nossos porta-cartazes... Vamos lhe dar este (apesar de... tb está no âmbito)... eh eh eh
Like143 mins
Oliveira Meque Lundo Muito bem meu caro Vaz, é assim mesmo, a balança tem equilibrio aqui, nem tanto para lá, nem para àcola... Só paz mesmo.
Xavier Antonio Ilustre Egidio Vaz, fale tudo que lhe vem da alma, ironicamente, porque se te atreves ser directo e realista arriscar-se-à a ser vítima de... Este país tem donos.
Like26 minsEdited
Cristiano Matsinhe É preciso diversificar as formas de expressão cívica. É preciso capitalizar de todas as janelas de oportunidade de expressão de cidadania.
Like8 mins
Douglass Gerson Renamo + frelimo=arrogância.
Like7 mins

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook