quinta-feira, 30 de junho de 2016

Tribunal retira licenciatura a Miguel Relvas

O caso estava a ser julgado há mais de um ano.

© DR
PAÍS DECISÃOHÁ 4 MINSPOR ANDREA PINTO
O Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa considerou, num despacho datado de ontem, 29 de junho, que o grau de licenciado atribuído a Miguel Relvas pela Universidade Lusófona "é nulo", apurou a TSF.
PUB
Recorde-se que a Universidade Lusófona atribuiu equivalência a três cadeiras do curso de Ciência Política e Relações Internacionais que não constavam no plano de estudos do curso no ano de 2006/2007, ano em que o ex-ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares acabou o curso.
Em 2013, O Ministério Público no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa "intentou acção administrativa especial na qual peticiona, para além do mais, a declaração de nulidade do acto de atribuição de licenciatura a MIGUEL RELVAS. A acção foi proposta contra a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, tendo como contra-interessado Miguel Relvas e teve por base um relatório da inspeção-geral de educação e ciência".

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook