sexta-feira, 24 de junho de 2016

Colapso (6)

Colapso (6)
Numa entrevista à Lusa, publicada esta quarta-feira, o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, admitiu que Angola praticamente deixou de ter capacidade de importação e descreveu o ambiente económico do seu país como sendo extremamente complicado.
Angola, como disse o próprio José Eduardo dos Santos, praticamente vive de importações para bens alimentares, para matérias-primas, para a produção nacional, isto é, para a indústria, agricultura, materiais diversos para a construção, pagamento de especialistas estrangeiros. Se Angola deixou de ter essa capacidade de importação, o cenário é negro.
Ou seja, nas palavras do próprio Presidente angolano, o crescimento da economia do seu país diminuiu drasticamente, situando-se agora nos 2 por cento quando antes estava em cerca de cinco a seis por cento.
Isto tudo acontece porque o Orçamento Geral do Estado angolano, para este ano, foi calculado na base dos 45 dólares o barril do petróleo, a sua principal fonte de receita. Em Fevereiro, o mesmo barril de petróleo desceu para 28 dólares. É só imaginarem o caos instalado.
Para os países da língua oficial portuguesa, Angola era o expoente. Jovens angolanos circulavam com milhares de dólares na rua. A economia estava robusta. Portugueses abandonaram o seu país e foram fixar residência em Angola, onde abriram empresas, tiveram muitos investimentos, mas agora o caos está instalado.
Moçambique
Busquei o exemplo angolano só para estabelecer o paralelismo com a economia moçambicana. Efectivamente, Moçambique não foge muito de Angola. Quando o Presidente Nyusi assumiu o poder, no dia 15 de Janeiro de 2015, o dólar americano estava à venda a 32.5 meticais no mercado negro, nos bancos vendia-se a 31.5. 15 meses depois, o mesmo dólar no banco está cotado a 67.3 meticais e no mercado negro está a 66.5 meticais. Incrível não é!?
No mercado negro está a baixo preço também porque não existe metical na praça. As importações em Moçambique diminuíram quase 90 por cento e as exportações estão mesmo a zero por cento. Não estou a falar de exportações clandestinas de madeiras para a China. Estou a falar do oficial.
Se a memória não me atraiçoa, nunca o mundo conheceu uma desvalorização de uma certa moeda em 100 por cento num único ano. Isto é absurdo, para não dizer que é gravíssimo!!!!
Os produtos da primeira necessidade subiram na ordem de 40 por cento, em menos de um ano. Neste caminhar, não tenho dúvidas que daqui a nada estarão a custar 100 por cento mais do que o ano passado.
Nalguns contactos meus com alguns economistas, fiquei a saber que o dólar está a subir a galope e não se espera que haja limite da sua súbita. Brevemente, poderá até custar 80 meticais. E se isso acontecer, o país estará a entrar para o caos, estando neste momento a economia moçambicana em agonia.
Em Novembro do ano passado, fiz um post no qual falava sobre a decadência da economia moçambicana. Os que estiverem interessados podem procurar aqui na minha página e vão encontrar. Trata-se de uma decadência que já estava prevista.
Só para dar um exemplo, a província de Tete, até há bem pouco tempo atrás, era considerada o el dorado. Os negócios e investimentos subiram de 10 para 500 por cento. Estava claro que nesse ritmo, Tete seria a cidade mais movimentada de Moçambique. Até havia voos directos da África do Sul para Tete.
Hoje, Tete vive dias dramáticos. Os negócios caíram de tal sorte que até arrepia. Os hotéis construídos com investimento privado estão agora às moscas. O desemprego voltou a tomar conta da província.
E esta situação não é só de Tete. Alastra-se em todo o país. Moçambique está à beira do caos. Medidas draconianas devem ser tomadas para que amanhã não vemos as prateleiras dos super-mercados vazias. Não haverá o que comer. E Moçambique não produz praticamente nada. Vive de exportações que até o próprio tomate tem que vir da África do Sul. E como comprar esse tomate sem divisas?
Nini Satar
LikeShow more reactions
Comment
49 Comments
Comments
Paula Maria Raiova
Write a comment...
Vasco Lebre Malate Moz vive de importações, não havendo dólares para importar produtos diversos, nada nos resta a não ser que voltar aos anos 80
Ayub Abdul Gaffar e depois vem o presidente da republica dizem para pararmos de importar tomate para consumir o nacional se nem o nacional temos
LikeReply1June 23 at 2:15pm
Sheinhani Waka Wetela Vasco Lebre Malate, vi esta semana que rubis de Moz foi leiloado a 44 milhoes de dolares. Num outro leilão feito no ano passado sairam, também, valores bem saudáveis em dolares. Onde foi ou onde vão esses valores?? A não que sejam de pessoas particulares...Nos temos capacidades internas para dar um ou dois passos a frente e não voltar para os anos 80. É uma questão de falta de vontade e usurpação...ou então gestão danosa...Mas enfim é apenas uma opinião.
LikeReply3June 23 at 11:23am
Bone Mjt Uma situação no mínimo ridícula. Concordo plenamente com muitas das exposições e desabafos aqui apresentados.
Caminhamos a uma aceleração acima da média para um precipício....See More
LikeReply4June 23 at 10:13pm
Omadio Harissancar Meu Deus! Estamos mergulhados num caos total. Tudo isto graças aos nossos super dirigentes. África jamais sairá da dependência estrangeira para o seu desenvolvimento
LikeReply1June 23 at 8:29pm
José Abdul Amade Somente para corrigir no último parágrafo "Moçambique na produz praticamente nada. Vive de importações que até o próprio tomate tem que vir da África do Sul. E como compra esse tomate sem divisas?
LikeReply1June 23 at 1:56pm
Taurus Pondja Muito complicado! So nao entendo como ainda esta-se a construir mansoes no Belo horizonte, Tchumene 1 e 2, Triunfo, Zimpeto, Intaka, Minguene, Matola rio, Chiango "and so on" com esta situacao que o nosso pais esta a passar....sera que estes sao os que estao a se beneficiar com esta subida do verdinho?
LikeReply1June 23 at 11:41amEdited
Bia Baloi Situaçao triste...
LikeReply1June 23 at 10:36am
Merito Costa Penga Tchakala Xii,aqui tambem ha combatentes da fortuna olha bem pra o nosso pais esta ir.
Æbëll MägrëlLö Dïås Verdade, Tetê ta muito down, desemprego, os hotéis pastelarias alguns fechados com cartaz"Aluga-se".
LikeReply18 hrs
Raúl Chibindje É um colapso mesmo, só Deus no comando de tudo para restaurar a nossa fé e voltarmos a vislumbrar um Moçambique melhor!
Francisco Mutola parabens Nini, gostei falas muito bem, só te critico quando falas dos americanos e Inglêses e fazes uma comparação com os dirigente africanos que andam com segurança.
Mindos Mindos Mindos Isso esta a dar medo
Zoheb Jussab "Exportações clandestinas de madeira para a China" 😂😂😂👌🏼perfeito
Joao Portugues Portugues Criou-se uma enorme expectativa devido a abundância dos recursos, todos olharam para os investomentos que isso e ia trazer como as infraestruturas, postos de emprego e esquecemos de olhar para o que é maos valioso para um pais em vias de desenvolvimento que é a terra arravel. Acontece que como muitos sabem a procura desses recursos no mercado internacional baixou drasticamente, Angola desde o fim da guerra civil tornou se num dos principais exportadores de petroleo e diamantes, com as divisas que isso lhes trouxe investiram em infraestruturas. Moç. e Angola eram anualmente citados na ONU como exemplos de crescimento, o que nós queremos não é crescimento mas sim desenvolvimento. O mais agravante para o nosso caso Moç. é k nos seus planos quinquenais sempre priorizou a agricultura como base do desevol. mas te hoje continuamos a importar quase tudo, Nossos supermercados dificilmente encontras produtos nacionais. O Pais precisa sim de infraestruras mas antes disso precisamos é do Pib Per-Capita. A mecanizacao da agricul continua sendo uma utopia, num pais com cerca de 36000000 de terra arravel nem 100mil latifundiarios temos. Sem querer ser pessimista mas a cada dia que passa parece me estamos maus proximos do colapso as portas do inferno estao mais proximas de ser abertas.
LikeReply2June 23 at 10:44am
Esmael Bata Nini, estou Abraços com a situação mas não tenho que fazer. Recordo como se Fosse hoje o seu post que falava da possivel queda drastica da economia moçambicana. So me resta rezar para que o pior não aconteça. Deus ajuda Moçambique a nossa Perola do Indico.
Joao Florencio E nós os pobres onde é que iremos parar? concerteza seremos todos dados a nossa sorte. Neste caso, Momade Assife Abdul Satar, qual seria a sua opinião em termo de solução?
LikeReply1June 23 at 10:33am
Mualinha Abdul Rajabo Sem duvidas, isto agora pertence ao reinado, vao fazer tudo a moda deles. Mas como mocambicano tambem, nao paro de chorar quando se fala desta situacao drastica.
Herminio Manuel Zefanias Sabias palavras nini. cenario e muito triste, pk ja ha escaces de produtos no pais... mocambique tem tudo pra dar certo, mas ao k tudo indica estamos as ser encaminhados para o abismo... Ainda espero por dias melhores...
Herminio Manuel Zefanias O cenario, quis dizer.
Herminio Manuel Zefanias Estamos a ser encaminhados, quis dizer.
Paula Maria Raiova
Write a reply...
Rei Do Gado Foi, bom ler seu post Momade Assife Abdul Satar, so pra uma observacao. No ultimo ponto acredito k kis dze importacao, pork exportacao é a saida e importacao é a intrada. Logo mocambique vive maioritariamente de importacao
Joåo Chiveva Vicente Palavras sabias sem dúvida que o país vai de mal ao pior quanto a situação política e económica ,eu a dois anos atrás com o meu rendimento mensal pagava escola para meu filho ,alimentação durante um mês ,mais hoje não é possível recebo hoje depois de 5 dias já terminou.
Bruno M Chitane estamos a ser forçados a aceitar a NEW WORLD ORDER,.
LikeReply1June 23 at 10:57am
Amonge Rafael Macuacua eu receio q a nossa moeda seja desqualificada igual a Zimbabwe, pior porque os nossos djs estao nem ai porque os bilioes de u$d que desviaram das ematum estao nos bolsos deles por isso estao fora desta crise e estao ai a vociferar
Bruno M Chitane cuidado com estes softwears de sistemas de integrados de gestao empresarial.
Dudu Dias Falou bem, ta de parabens
Zimba JC A corrupção pari crises.
Ancha Amaral Mestre. O meu idolo nas costas. Estas de parabens.
Rui Virchand Grande homen
Wandipissa Nguei Drastico. manipulam o metical para fortificar o nepotismo
Isaac AJ Boa observação.
Alberto Alfredo Inacio Ngomane isto esta muito pessimo mesmo.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook