quinta-feira, 2 de junho de 2016

Assim Moçambique não progride




Calton Cadeado
Ontem às 8:52 ·

Manos! Assim não! Assim Moçambique não progride!

Hoje, eu descobri o grande problema da baixa qualidade do nosso debate público.
Depois de ver o debate sobre a questão da vala comum, apercebi-me que quem comanda são os leigos com base em "achismos", eu acho, sem nenhuma base empírica, nem científica. Neste contexto, os especialistas estão calados, pois qualquer intervenção cientificamente fundada será ridicularizada, devido ao poder do "achismo" leigo.
Hoje, depois de visitar os meus dicionários confiados, Oxford Concise Dictionary of Politics, de Ian Mclean e o Dictionary of International Relations, de Graham Evans e Jeffrey Newnham, não encontrei o conceito de vala comum que, em inglês, se designa mass grave, fui a net e veio o lado grave da minha descoberta. Muitas pessoas, inclusive intelectuais, viraram "achistas" que baseiam as suas ideias em textos do Wikipedia.
Eu fiquei espantado em descobrir que há um coro enorme a dizer que a Organização das Nações Unidas (ONU) defende estamos perante uma vala comum basta que hajam três pessoas, sem ninguém demonstrar que instrumento/ documento concreto diz isso! Estou absolutamente espantado e até desapontado, pois ninguém me disse em que documento da ONU está escrito que Vala comum/ mass grave existe basta ter 3 pessoas. Eu quero aprender. Mas, em nenhum momento vou fazer do Wikipidia a minha fonte credível e, muito menos, confiada!
Manos! Assim não! Assim Moçambique não vai progredir! Assim não!


Calton
Ps: para quem não sabe, Wikipidia é uma fonte que não tem valor acadêmico, nem científico. Isto deve-se ao facto de as informações colocadas no Wikipidia não são, necessariamente, produto de pesquisa com o devido rigor metodológico. Acima de tudo, Wikipidia é uma plataforma aberta que permite que qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, por qualquer motivo, possa inserir todo o tipo de informação que quiser, sobre um determinado assunto!
Início  Política  Política  Não há vala comum em Canda, conclui Comissão dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos e de Legalidade

Não há vala comum em Canda, conclui Comissão dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos e de Legalidade

Conclusão surge depois de se contactar população local
A Comissão dos Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos e de Legalidade escalou, ontem, o distrito de Gorongosa, província de Sofala, bem escoltada pelas Forças de Defesa e Segurança. Acompanhados por diversos órgãos de comunicação social, os deputados da Assembleia da República estiveram na Vila de Gorongosa e na sede do posto administrativo de Canda a fim de se inteirar das autoridades locais dados relacionados com a suposta existência de uma vala comum. A resposta dos moradores foi sempre a mesma: “não existem valas comuns em Canda”.
“Já ouvimos muito sobre a existência de valas comuns aqui na zona, através da rádio, mas no tereno nunca conseguimos localizar”, disseram os moradores de Canda.
Já na região do rio Nhaduwe, que faz fronteira entre as províncias de Sofala e Manica, antes de a Comissão preparar-se para retornar à origem, manteve contacto com o régulo local. Na voz de Edson Macuácua, a Comissão confrontou o régulo com a pergunta. “Existe ou não aqui no regulado de Canda uma vala comum com 120 corpos conforme foi divulgado por um órgão de comunicação social?”. Com prontidão, o régulo respondeu: “nunca existiu. Eu até fiquei assustado. A boca mata e a mentira também. São pessoas invejosas que propagam essa informação, para me atingir”.
Depois de ouvir o régulo, a Comissão interceptou, de forma aleatória, vários residentes do regulado de Canda nas suas próprias casas a fim de ter dados sobre a existência da vala comum na região. A resposta prevaleceu: Não existem valas comuns.
Ainda naquela região, uma mulher local disse que acerca de um mês tem acompanhado o debate. “Nunca a vi. Se existisse, podem crer que nós saberíamos, pois esta região é muito pequena”.
No final dos contactos com a população local, a Comissão concluiu que em Canda não existe nenhuma vala comum com 120 corpos.
“Não há dados e não há provas materiais que sustentem a informação publicada a respeito. Queremos lamentar o facto de o jornalista da agência Lusa, que o convidamos para uma audição e para vir connosco ao terreno a fim de indicar as pistas, fontes ou local, não ter-se dignado a comparecer para cooperar na busca da verdade material e no espírito de investigação jornalística que deve nortear a actuação de um profissional exímio”, disse Edson Macuácua.


Alexandre Chivale Achistas e Sociólogos de Intervenção Rápida

Gosto · Responder · 4 · Ontem às 9:03


Rildo Rafael Alexandre Chivale Na intervenção "rápida" cabem todas áreas do saber e todas as profissões! Me parece que quando alude a SIR (se refere que o assunto só é discutido pelos ditos sociólogos de intervenção rápida)...Pessoalmente acho que isto pode reforçar o estereótipo sobre uma profissão, uma área do saber! Portanto intervenção rápida entendida sobre diversos prismas: Um abraço, caro amigo...

Gosto · Responder · Ontem às 13:21


Alexandre Chivale Nem eu disse o contrário. Não há nada contra os sociólogos. Eu me refiro aos Sociólogos de Intervenção Rápida, que não é a mesma coisa que Sociólogo..


Zefanias Augusto Namburete Isso quer dizer excia que para ti não existe vala comum?!

Gosto · Responder · Ontem às 9:32


Calton Cadeado Zefanias Augusto Namburete! Primeiro, nao sou excia. Em diplomacia, Excia eh um titulo atribuido a diplomatas, a governantes do nivel ministerial e ao chefe de estado. Vide a Convencao de Viena sobre Relacoes Diplomaticas e Consulares de 1961, se a memoria nao me trai! Quanto a questao da vala, eu nao fiz nenhuma investigacao para concluir que nao ha vala comum em Mocambique. As autoridades estao a fazer a devida investigacao...!

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 9:36


Zefanias Augusto Namburete Sos pedagógo!, eu tenho as duas convenções de viena; um fala sobre diplomacia ( CV 1961) e segundo sobre consular ( CV 1963 ), elas não prevê sobre as questões de vala comum. Quando a questão de investigação, que está a investigar ? Senão o próprio que não quer aceitar a verdade. Aliás o governo frelimo nunca aceito nada que vem de uma fonte externo.

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 9:45 · Editado


Calton Cadeado Zefanias Augusto Namburete! Good! Voce tem as Convencoes! Good! Quanto a questao da vala comum, contato que voce ja tem a verdade! Se eh pedagogo, entao, apresente a verdade com o devido rigor de um pedagogo. Acredito que todo o mundo vai lhe agradecer profundamente, inclusive eu, pois sera um claro acto de aprendizagem!


Antonio A. S. Kawaria Diga então o que vala comum, mano.
E acha que neste momento temos que nos reter no debate sobre onde repousam os concidadãos? Não é se mortos e as circunstâncias da morte?

Gosto · Responder · Ontem às 10:12


Calton Cadeado Mano Antônio A. S. Antonio A. S. Kawaria! Eu sei o que sei, mas não encontrei, ainda, uma fonte cientificamente credível para definir vala comum/ mass grave. Sugiro que sejamos, todos, sujeitos activismo nessa empreitada de trazer o conceito de vala comum/ mass grave.


Aurelio Magalhaes mano Calton Cadeado, é momento de descutir conceitos esse? com esse andar vamos questionar se os cidadão ali encontrados estao de facto mortos, até que nos provem com certificados médicos.

Gosto · Responder · 4 · Ontem às 10:23


Calton Cadeado Mano Aurélio Magalhães! Você sabe o poder os conceitos. Pelo menos não tenho dúvidas disso, pois estudamos na mesma escola, estudamos os mesmos conteúdos programáticos E com os mesmos professores. Você sabe a importância de clarificação de conceitos para impor balizas e guiar qualquer ação. Se você não assumir isso, então está a dizer-me que aquele conceito "vala comum" é indiferente. É isso que quer transmitir? Se é isso, então não será nenhum problema se nos sugerirmos a Lusa que refaça a peça jornalística e retire a palavra "vala comum" e coloque morte de treze pessoas. Depois preste atenção para ver se a atenção, o impacto é a repercussão será a mesma!


Américo Matavele O mano Calton está a dizer que essa de que "segundo a ONU", não passa de uma invenção inserida no Wikipedia para entreter pseudo intelectuais. Vão por aí. Ou também não tem bibliografia que sustenta isso? Deixem-se de pegar o post pelas golas e vamos ao que o mano Calton diz. Chirra!

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 11:31


Latino Mc Latino Mano Calton, o culpado dessa desinformação é o meu amigo #Egidio Vaz que tenho um respeito e admiração por ele mas que mais uma vez decepciona quadros como eu que nunca deu relevância ao ACHISMO, A WIKIPÉDIA pior nessa história de invocar o FMI sem mostrar a fonte, página ano etc.

Por favor esses senhores devem parar de cometer essas atrocidades

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 12:16


Julião João Cumbane Eu tenho dito, caro amigo Calton Cadeado. Mas na "Pérola do Índico" poucos sabem aprender, infelizmente. Os curadores do "Wikipedia" fazem um esforço enorme para consolidar os artigos propostos pelos contribuintes. Porém, como a torrente de contribuições é "acelerada" não é fácil eles (elas) consolidarem todos os artigos de modo a que o Wikipedia seja uma fonte fidedigna de conhecimento ou de verdades comprovadas. É preciso MUITO cuidado, quando se quer usar o Wikipedia como fonte. O artigo consultado ou citado deve ser cruzado ou confrontado com outras fontes, qual seja a Encyclopædia Britannica. (...).

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 13:15 · Editado


Murose Mussana O " achamanaria" devia virar teoria.... Pk "acham" em assuntos serios

Gosto · Responder · 1 · Ontem às 14:03

Domingos Saite É muito dicil encontrar uma plaforma que descuta de forma construtiva os grandes problemas que afligem a nossa sociedade sem que nos levem ao ridiculo. Apesar disto tudo, deixar de opinar equivale a uma traicao à inteligencia dos moçambicanos.
Lazaro Mabunda
4 h · Maputo, Moçambique ·

"Lazaro Mabunda digo te frontal e de decisivamente: NÃO HÁ VALA COMUM EM GORONGOSA. É MENTIRA! PONTO FINAL!". Com um dia de trabalho, no terreno, um dos membros da Comissão de Inquérito, Galiza Matos Jr, já tinha resultados do inquérito. Kkkkkkk, a Comissão de Inquérito foi a Gorongosa com resultados no bolso. Se não é farsa é uma encenação teatral.


Galiza Matos Jr Buscando protagonismo a minha custa? Seja como for, reafirmo: em Gorongosa não há nenhuma vala comum. Não há 120 corpos. Por mais que fossem todos os dias de trabalho necessários, não encontraríamos (como parece que muitos gostariam) nenhuma vala comum. Farsa ou encenação estão a ser os elementos trazidos pelos interessados na existência de vala alguma. Abraços

Gosto · Responder · 7 · 4 h


Isaac Sitoe Jr. nao se distraia ilustre Camarada essa inventona da vala ja fez uma fuga d mentor!!

Gosto · Responder · 3 h


Mondlane Dzowo É assim, Galiza Matos Jr, eu gosto da tua capacidade retórica, é uma das tuas qualidades se não a única que aprecio. Mas da maneira como vocês planificaram e executaram a investigação da existência ou não da vala comum com 120 corpos, uma resposta contra é suspeita.

Gosto · Responder · 3 h


Galiza Matos Jr Agradeço pela apreciação Mondlane Dzowo. Normalmente é assim, quem está no poder é sempre o mau da fita, o desconfiado, o causador dos males. Neste caso esquecemos de criticar um Partido político, diferente do PIMO e do MDM, por exemplo, que tem armas e homens armados a matar indefesos também em Gorongosa, Barue, etc. Preocupa me o facto de fecharmos os olhos as barbáries e matanças desse Partido.

Gosto · Responder · 1 · 3 h · Editado


Quivi José Faera Na minha zona o povo tem medo das fds do que os homens da farda verde.


Julio Lacitela Há muita mentira por aqui. Acompanhei trabalhos da Al Jazeera, France Press e BBC, todos com imagens e reportagens nos locais. Entao há uma urgencia de se intimar estes orgaos extrangeiros para a Comissao de AR.


Lazaro Mabunda De ti não posso buscar protagonismo, meu caro Galiza Matos Jr. Se nunca fui protagonista, não serei a tua custa. Nem me imagino a ser protagonista a tua custa, porque seria um protagonismo desprestigiante para mim. Nunca gostei de ser protagonista, mas sempre gostei de corrigir excessos de protagonistas.

Gosto · Responder · 15 · 4 h · Editado


Lidónio Luís Lazaro Mabunda, tuas palavras sao de um grande homem.......rendi..kakkkkkkkk

Gosto · Responder · 2 · 4 h


Galiza Matos Jr Já agora amigo Lidónio, se o teu celular permitir, veja está notícia da RTP. Obrigado

Gosto · Responder · 3 · 4 h


Galiza Matos Jr http://www.rtp.pt/.../encontrada-em-mocambique-uma-vala...




Encontrada em Moçambique uma vala comum com 120 corpos - Mundo -…
RTP.PT|DE RTP, RÁDIO E TELEVISÃO DE PORTUGAL - RTP

Gosto · Responder · 1 · 4 h


Antonio Zacarias Perguntas de indução não captam
resposta indemne.

Gosto · Responder · 2 · 3 h · Editado


Ariel Sonto ''Por mais que fossem todos os dias de trabalho necessários, não encontraríamos''. De facto, foram para la com resultados.

Gosto · Responder · 4 · 3 h · Editado


Galiza Matos Jr Pois, tanto nos tinham assegurado que em Gorongosa não viriamos vala alguma, que foi precisamente isso que sucedeu.


Sidinho Ngale Kkkk comedia de moz

Gosto · Responder · 4 h


Inocêncio Samuge Concordo com o Sr. Matos Jr, de que nao existem 120 corpos. Mas quero acreditar que a comissao encontrou pelo menos 3 corpos?

Gosto · Responder · 2 · 4 h


Galiza Matos Jr Lazaro Mabunda meu caro, fico satisfeito. Mesmo não querendo, conseguiu algum e bem haja pelo esforço empreendido em mais este post que entre outros, trás o meu nome. Parabéns

Gosto · Responder · 6 · 4 h


Galiza Matos Jr Inocêncio Samuge em Gorongosa, não há nenhuma vala nem nenhum corpo. Entretanto o nosso trabalho prossegue. Abraços

Gosto · Responder · 3 · 4 h


Inocêncio Samuge aguardo pelos resultados definitivos. continuacao de bom trabalho

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Lazaro Mabunda Kakaakkkkkkkk, Inocencio, os resultados definitivos sao estes que estao a ser anunciados. Sairam de Maputo com estes resultados no bolso.

Gosto · Responder · 5 · 3 h


Francisco Pacheco Chigogoro Kkkkkkkkk eram para os bois dormitarem, so que os pastores nao consiguiram fazer bois experientes dormirem,



Meque Magira Só hà mortos, corpos não!

Gosto · Responder · 2 · 4 h


Galiza Matos Jr Em Gorongosa, Localidade de Canda não há corpos, muito menos mortos.

Gosto · Responder · 1 · 4 h


Galiza Matos Jr http://www.rtp.pt/.../encontrada-em-mocambique-uma-vala...




Encontrada em Moçambique uma vala comum com 120 corpos - Mundo -…
RTP.PT|DE RTP, RÁDIO E TELEVISÃO DE PORTUGAL - RTP

Gosto · Responder · 2 · 4 h


Galiza Matos Jr Veja o vídeo no link e tire conclusões

Gosto · Responder · 1 · 4 h


Galiza Matos Jr Acho que chegamos a fase de discutir o supérfluo e as banalidades. Como não me identifico com isso, fico por aqui. Agradeço por todo o debate e opiniões. Bem hajam. Galiza



Stelio Massinga Lazaro Mabunda como tens a verdade, podes fazer a sua parte que é trazer a verdade.

Gosto · Responder · 4 h


Carlos Mindo Certo


Sidinho Ngale Galiza seraque vces chegarao na dita mina onde supostamente existe a vala comum

Gosto · Responder · 4 h


Carlos Mindo Mano tu sabes onde esta localizada a tal mina? Talvez podes ajudar muito no assunto...

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Sidinho Ngale KKKK Se fores a ver bem a minha pergunta eu disse bem a dita mina nao sei de nada so ouvi a falarem da tal mina


John Mazive


Gosto · Responder · 1 · 4 h


Carlos Mindo Entao que leve a enquipa de STV e o resto da impresa pra o local e nos traga a verdade


Pablo Osvaldo Osvaldo O mesmo filme dos refugiados

Gosto · Responder · 1 · 4 h


Lazaro Mabunda O actor do circo foste, Galiza Mato Jr. Foste tu que iniciaste ataques aqui. Eu apenas respondi questionando a tua encenação, sobretudo os resultados que estás a tirar do bolso antes do final do inquérito que estão a realizar. tenho razão de questionar, porque o dinheiro que estão a gastar é nosso. Por isso, exijo, como cidadão, que esta comissão seja séria e responsável. Agora dizes que eu estou a procura de protagonismo a tua custa. Estou a responder que nunca gostei de ser protagonista. Mesmo que estivesse a procura não seria a tua custa porque nada ganho em usar-te para ganhar protagonismo. Muito pelo contrário, seria um protagonismo desprestigiante.

Gosto · Responder · 15 · 4 h


Almeida F. Massango Em Canda nao ha vala comum falta ainda visitarem o lado de Manica...

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Kamba Chirombo Hummm! Mr Matos Jr, nem nenhum corpo? Os blindados que seguem para gorongosa vão à uma feira de exposição? E os B11? Unga entxi bay!

Gosto · Responder · 4 · 3 h


Galiza Matos Jr Calma amigo Lazaro Mabunda. Em momento algum quis atacar o que quer que fosse. Tudo o que fiz e faço é responder, incluindo a mentiras. Se achas as respostas, encenações, respeito. Respeito os questionamentos e reitero que nós somos uma Comissão seria e responsável. Somos pessoas de bem, a busca da verdade sobre esta matéria. Abraços a democracia e a liberdade de expressão.

Gosto · Responder · 3 · 3 h


Carlos Mindo E o resultado da enquipa enviada pela Dr Alice Mabota nunca mais volta? Com as verdades si é que existe a tal vala comum. Meu caro Galiza Matos nao si preocupe com esses senhores que a todo custo querem desenformar o povo...

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Claudio Portugal Portugal na verdade nem um estudante que fez seminario de pesquisa no primeiro ano aceitaria esses resultados porque ferem os mais elementares principios de pesquisa, como perguntar aos entrevistados na frente da policia e demais pessoas, onde esta a salvaguarda da sua identidade, como se explica no mesmo dia ja se tenha resultados? na verdade essa comissao nao se difere dquele que investigou as violacoes de DH em tete, chegou a resultados obvios para todo mundo. se fosse serio teriam aceitado incorporar orgazacoes da sociedade civil como pediu a renamo, e talvez vos ajudassem a eleborar bons instrumentos de recolha, para nao se levantar dados, analisar e divulgar os resultados no mesmo dia, mesmo nao se ter ido para o outro lado de manica.

Gosto · Responder · 3 · 3 h


Galiza Matos Jr Caro Claudio Portugal Portugal, posso dizer que está enganado. E digo porque! Porque não arregimentamos ou obrigamos as pessoas a pronunciar. E isso todos viram, incluindo jornalistas. Os populares, se tivessem sabido da existência de uma vala, teriaminformado as autoridades e a comunidade certamente saberia de algo anormal, o que não foi o caso. Não queremos ser iguais às outras comissões, longe disso. Queremos a verdade para que tu e mais moçambicanos possam saber. Os nossos instrumentos de recolha de informação a todos os níveis estão bem elaborados e a funcionar na perfeição. Confie em nós, embora imagine que seja difícil para si. Saudações

Gosto · Responder · 1 · 3 h · Editado


Jack Marcos Galiza, meu irmão, lembras te quando davas o programa matolinhas? tu inspiravas confiança e eu particularmente te admirava bastante, mas hoje tenho provas de que o poder corrompe, porque tenho exemplo vivo de um jovem que vimos crescer o nosso Galiza Matos Jr, fruto do Grande Edmundo Galiza Matos, por favor tudo que está acontecer neste Moçambique nos últimos tempos está a prejudicar o cidadão e o País está a ficar manchado além fronteiras...mas porquê? so pra proteger um punhado de pessoas? Isto é Tirania meu irmão...pense nisso!

Gosto · Responder · 4 · 3 h


Claudio Portugal Portugal Antes de mais elogio a sua disponibilidade em debater esse e outros assuntos, sim é e precisamos dos ilustres Srs. Que nos forneçam sempre informações relevantes de modo que não se crie este fosso que cada vez mais vai afastado os moçambicanos da sua identidade “PAZ”, foi meu posicionamento espero que tenha contribuído dentro do trabalho que estão a realizar. Abraço

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Raul Paulo Mamige Tanta palhaçada. Por favor respeitem as nossas inteligências. Não somos tão burros como nos querem parecer que somos. Todo mundo sabe que tudo foi incenacao. O canal internacionais estão a publicar a um mês a existência dessas valas comum


Galiza Matos Jr Kamba Chirombo, em Gorongosa não há vala comum nenhuma com 120 corpos.

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Raul Paulo Mamige E o que tu queres acreditar. Nos já temos o nosso julgamento. Tudo incenacao


Lazaro Mabunda Se respondeste mentira, quem te perguntou mentira?

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Galiza Matos Jr Acho que chegamos a fase de discutir o supérfluo e as banalidades. Como não me identifico com isso, fico por aqui. Agradeço por todo o debate e opiniões. Bem hajam. Galiza

Gosto · Responder · 3 h


Claudio Portugal Portugal Meus caros respeito muito os vossos posicionamentos mas acho que nao podems chegarm a um ponto de conflito nos nossos debates, sim temos que discutir algo que possa harmonizar os nosso posicionamentos sim esta e a chave para o alcance do bem estar

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Galiza Matos Jr Caro Claudio Portugal Portugal, creia, do meu lado não vejo conflito algum. De contrário, uma oportunidade para aprender dos outros. Como membro da Comissão mandatada para este trabalho, estou comprometido com a verdade dos factos. Abraços


Luìs Reinaldo Bonho Nhachungue Vou entrar como juiz do ringue para impedir esses nocautes.

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Rafael Ricardo Dias Machalela https://youtu.be/JdkDvXjSTw4




Au Mozambique, le retour de la guerilla terrorise la population
YOUTUBE.COM

Gosto · Responder · 3 h


Rafael Ricardo Dias Machalela https://youtu.be/JdkDvXjSTw4




Au Mozambique, le retour de la guerilla terrorise la population
YOUTUBE.COM

Gosto · Responder · 3 h


Rafael Ricardo Dias Machalela https://youtu.be/JdkDvXjSTw4




Au Mozambique, le retour de la guerilla terrorise la population
YOUTUBE.COM

Gosto · Responder · 3 h


Ciso LG Machava Pois é, Deus dará a resposta definitiva porque cá na terra a esperança de poder tê-la é reduzida e limitada pelas oscilações e especulações .

Gosto · Responder · 3 h


Donaldo Chongo Quero apenas felicitar o Cda Galiza Matos Jr pela calma e civismo na discussão de um assunto tão sensível como este. Penso que todos os comentadores deviam seguir-lhe o caminho.


Euclídío L. Mafuiiane outros com escovas de dentes pra engraxar os sapatos da v.excia...

Gosto · Responder · 5 · 3 h


Jack Marcos Mabunda, voce mais do que ninguem sabe quem é Galiza Matos, portanto poupe seu tempo e palavras, há muitas reportagens sobre vala comum e ainda ontem na STV ficou claro ao cruzarem informações da comissão e da Lusa. O Galiza fala pela bariga, primeiro porque é deputado do partido que sabemos, segundo porque faz parte da tal comissão que esconde verdade, terceiro porque não entende o que é vala comum segundo a definição da ONU e União Africana, quarto porque não quer entender nada que seja honesto para o povo. Eu sou um povo pacato e manipulado mesmo não sendo ignorante, não tenho como furar o sistema mas os que lá estão devem lutar em criara condições de cegar mais o povo para que os seus dias de glorias dentro do sistema sejam cada vez mais aumentados e assim usufruirem do sacrificio do povo. Portanto Lázaro, nós sabemos que existem mortes lá sim e isso pode valas, repito, valas comuns, mas que por alguma razão não vão ser reveladas tanto quanto outras comissões de inqueritos que nunca trouxeram nada de concreto ao público, apenas gastam dinheiro dos nossos impostos em ajudas de custo, alimentação, hospedagens, aluguer de viaturas de campo, aquisição de material de campo e outros custos que só eles inventam...epah eu tou cansado dessa palhaçada pah...UNGA TI SUNGA MANI....

Gosto · Responder · 5 · 3 h


Herdito Paulino Falou e disse tudo

Gosto · Responder · 3 h


Galiza Matos Jr Uma das respostas que nos surgiu foi que as mortes dos corpos espalhados por Macossa são de guerrilheiros da Renamo mortos por desobediência a liderança daquele partido para ir atacar pessoas ou de garimpeiros também a mando deles para vender o produto do garimpo ao preço que os apetecia. Verdade ou não, Jack Marcos, o que pensa disto? Acha que um Partido político que, ao contrário da Constituição e da Lei dos Partidos políticos, mata o seu povo, tem legitimidade naquela região? Ps: o Chefe da Localidade de Canda foi baleado por homens armados da Renamo. Sabia?

Gosto · Responder · 1 · 3 h · Editado


Herdito Paulino Lembre-se estamos no mês da criança, há muito que brincar

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Galiza Matos Jr O que o Jack e muitos não olham é que há um Partido (Renamo) e um líder (Dhlakama) que já mataram muito neste país. Mais de 3000 escolas foram destruídas numa brutal guerra de 16 anos. 1 milhão de moçambicanos deslocaram. Centros de saúde, hospitais, estradas, pontes e postos de energia destruídos por alegados "combatentes do comunismo". Hoje, com casa próximo a Ponta Vermelha, Estatuto do Líder do segundo partido mais votado, uma Lei Eleitoral aprovada como queriam, o que justifica essas pessoas andarem a matar?

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Jack Marcos Galiza, quem deu balas ao Vilanculos?, quem deu bala ao Macuane? quem chicoteou ao Massango? é a renamo? não digo que a renamo não está a matar, mas sabias tu que ha pessoas que andam na cidade a balearem outras pessoas que estão na posse de informações que comprometem alguns tiranos? Pra mim esta guerra beneficia mais a frelimo que a renamo....por isso é necessário a sua existencia para poder se justificar um monte de M...as cometidas....

Gosto · Responder · 6 · 3 h


Fatima Mimbire Faz todo o sentido! Qdo se está em guerra, todos os direitos estão tacitamente suspensos. Um mata e diz q 'e o outro é você versa. Como saber quem foi? Queremos ser livres, verdadeiramente independentes e viver em paz na nossa terra, única q deu-nos identidade.

Gosto · Responder · 1 h


Fatima Mimbire O Galiza tem razão quanto a quem pode ser. Mas As respostas so poderiam ser fielmente encontradas se o governo, por razões desconhecidas n tivesse se apressado a enterrar os corpos sem fazer perícia e todo o trabalho necessário de identificação das pessoas e avaliação do local. A questão q n quer calar 'e: aquilo são ou n são valas comuns? Como 'e q nos definimos valas comuns? E mais... como se explicam as contrDicoes entre a PGR, governo provincial e ministério do interior/prm?


José de Matos E enquanto nos querem entretar com teatro sem qualidade, o mundo vai conhecendo a relidade que alguns querem esconder!

https://www.youtube.com/watch?v=Qbt0LXLqqaY&feature=youtu.be




In Mozambique, A Return To The Horrors Of Civil War - Graphic…
YOUTUBE.COM

Gosto · Responder · 3 · 3 h


Galiza Matos Jr O que o Jack e muitos não olham é que há um Partido (Renamo) e um líder (Dhlakama) que já mataram muito neste país. Mais de 3000 escolas foram destruídas numa brutal guerra de 16 anos. 1 milhão de moçambicanos deslocaram. Centros de saúde, hospitais, estradas, pontes e postos de energia destruídos por alegados "combatentes do comunismo". Hoje, com casa próximo a Ponta Vermelha, Estatuto do Líder do segundo partido mais votado, uma Lei Eleitoral aprovada como queriam, o que justifica essas pessoas andarem a matar?

Gosto · Responder · 3 · 3 h


Galiza Matos Jr Uma das respostas que nos surgiu foi que as mortes dos corpos espalhados por Macossa são de guerrilheiros da Renamo mortos por desobediência a liderança daquele partido para ir atacar pessoas ou de garimpeiros também a mando deles para vender o produto do garimpo ao preço que os apetecia. Verdade ou não, Jack Marcos, o que pensa disto? Acha que um Partido político que, ao contrário da Constituição e da Lei dos Partidos políticos, mata o seu povo, tem legitimidade naquela região? Ps: o Chefe da Localidade de Canda foi baleado por homens armados da Renamo. Sabia?

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Eddy Waku Lombëla Un teatro barato e gratuito

Gosto · Responder · 3 · 3 h


Galiza Matos Jr Que custa dinheiro ao teu país e que os outros se aproveitam disso.

Gosto · Responder · 3 h


Gil Manuel Todos sabem que são historietas baratas, pelo que tenho acompanhado nao sendo de nenhum partido a Renamo goza de muita popularidade naquelas zonas quiça em todo País, parem com teatros baratos.


Jack Marcos Galiza volte a ser aquele menino humilde, aquele Galiza do Matolinhas, aquele irmão...desse lado que estás um dia passarás pra cá e te vais arrempender por teres estado ai desse lado e não ter ajudado os seus concidadãos, veja o que disse José de Matos, pura verdade...abraços

Gosto · Responder · 2 · 3 h


Galiza Matos Jr Jack, caro amigo, eu continuo a mesmíssima pessoa. O "Matolinhas" humilde que sempre foi. Não tenho que passar para lado nenhum que não seja o da verdade. A minha missão é ajudar Moçambique e moçambicanos, sobretudo jovens a encontrar o bem estar que merecem. Faço mal? Ao menos faço. Gostaria de fazer melhor. Abraços

Gosto · Responder · 2 · 2 h


Jack Marcos Tenho muitas duvidas Galiza, eu porque te admirava tanto tenho acompanhado atentamente os seus descursos na esperança de buscar algo que se identificasse com o bom caracter que outra tiveste...mas em fim, eu não sou a melhor pessoa para te julgar apenas queria desabafar e te dizer que me inspiravas muita confiança antes de mergulhares ate ao pescoço na politica...mas em fim continuem nos enganado e nos sacrificado com as vossas dividas búblicas de tal forma que hoje já dizem que o funcionário deve aumentar a carga horaria do trabalho, diminuir o periodo de férias, mas em nenhum momento falam de diminuirem as vossas regalias, viverem em vossas proprias casas, usarem vossos carros ja que até têm a prorrogativa de insenção de viaturas na importação, e diminurem vossos salarios que na verdade são ordenados, isso não falam, esse mesmo povo que vos colocou aí vai pagar a divida que contrairam sem consultarem e ainda por cima dizem que o povo é vosso patrão que patrão é esse que nunca lhe consultam?

Gosto · Responder · 3 · 2 h


Filho Do Cinzentinho CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP CLAP

Gosto · Responder · 2 h


Jack Marcos Bay a xi tsungo si karalile, qualquer dia o povo vai se rebelar , aconselho te a ler a obra why men rebels do autor TED ROBERT GURR na editado por Fortieth anniversay...


Kamba Chirombo 120 corpos agrupados num espaço podem não existir. Mas espalhados nas matas deve haver muito mais do que 120 corpos. Mr Matos Jr

Gosto · Responder · 1 · 3 h


Galiza Matos Jr Deve haver, dizes bem. Isso não é certeza, é suposição! Há? Não sabes, não viste, não tens a certeza. Sendo assim, não alarma o mundo com algo que não sabes. Em jornalismo, primeiro se investiga e depois se publica. Isso é básico. Compreendes ou não?

Gosto · Responder · 1 · 2 h · Editado


Kamba Chirombo E tu, Mr Matos Jr, qual é a investigação que fizeste para concluires que não há vala comum em Gorongosa, uma vez que as investigações prosseguem? Seja sério mr Matos Jr.


Francisco Pacheco Chigogoro EU GOSTAVA MUITO FILMES DE CHARLOT PORQUE ME DEIXAVA DESMAIADO POR RIR, ao do filme da primeira comissao so provoca vontade de dormir Porque ja sonequei demais, Galiza Matos Jr este filme vosso vao vender aos chineses que nao entendem a vossa lingua (frelimo)

Gosto · Responder · 1 · 2 h · Editado


Galiza Matos Jr Não há filme nenhum amigo Francisco. E nem te rias. Há sim trabalho e comprometido com a verdade. Obrigado

Gosto · Responder · 1 · 2 h


Francisco Pacheco Chigogoro Se querem trabalho parem de nos mentirem e nos roubarem, ai verao QUE todo vao serem elogiados, saiba que os mocambicanos de hoje ja nao sao de 1975/90 que frelimo ludibriava a bem seu prazer, Querem paz, gritam e mobilizam associacoes para o efeito, mais meia volta mandam contigentes e mercenarios para liquidarem adversarios, isso e Fazer politica ilustre?


Jack Marcos Eu tenho cartão vermelho e pago cotas, mas não me identifico com algumas senão mesmo muitas coisas erradas que estão sendo feitos por essa frente....

Gosto · Responder · 2 · 2 h


Galiza Matos Jr Parando para olhar, ler, compreender, vais perceber como o erro está a ser trabalhado. E bem trabalhado.


Germano Domingos Domingos Sr Galiza melhor desmentir unay s é mentira

Gosto · Responder · 2 h


Naldo Felipe Ndau Ok. Caro deputado Galiza Matos Jr não existe vala comum com 120 corpos em CANDA. Os 11 corpos que o governo enterrou como chamamos o local onde tinham sido depositados deliberadamente como indigentes?

E os corpos que AFP e al jazeera, mostraram nas suas reportagens está semana como chamos o local onde estão depositados deliberadamente???

Nota: Não deve ser o facto de ser aberto ou não um burraco( cova) que deve pesar na definição de vala Comum, mas sim o facto dos corpos serem depositados num local como indigentes, vítimas de execução.

Podemos sim não ter uma vala comum, mas várias.

Gosto · Responder · 2 · 1 h · Editado


Artur Jorge Cecilia Capitao Mais velho Galiza Matos Jr, os resultados difundidos são finais ou preliminares? 2. As noticias difundidas por diversas cadeias de informação da existência de corpos, independente do número, existem ou não?

Gosto · Responder · 2 h


Francisco Pacheco Chigogoro Galiza da forma que a primeira comissao julgou o jornalista da lusa atraves do Chefe ( juiz) da comissao Edson Macuacua deviam julgar tambem TODOS os membros do G40 , Porque para nos cidadaos atentos , esses e que mereciam serem ouvidos e condenados exemplamente por estarem a desinformar os mocambicanos TODOS os dias

Gosto · Responder · 3 · 2 h


Batista Cole


Gosto · Responder · 2 h


Batista Cole Hahahaha não foi a mesma equipe que na última campanha converteu o Herminio dos Santos numa conferência d imprensa? Esses filmes do famoso "Jossias Maluleque"já assisti há muito tempo

Gosto · Responder · 4 · 2 h


Filho Do Cinzentinho As mentiras da verdade.


Francisco Pacheco Chigogoro Nao ha protagonismo neste post, agradecia lhe ilustre Galiza se dissesse assim: Lazaro Mabunda o teu post me encularou pela verdade ntsee e ficar bem calado no seu cantinho

Gosto · Responder · 1 h · Editado


Naldo Felipe Ndau Deputado Galiza Matos Jr peço que responda as minhas questões no meu comentário anterior, porque pelo que estou a entender toda encenação visava desmentir a notícia da LUSA que dava conta da vala com 120 corpos em CANDA, e ofuscar a questão dos 11 corpos que foram depositados deliberadamente num local como indigentes.

Este local que nome chamam os ilustres deputados, e que nome deve chamar o POVO, segundo a ONU, vala comum é uma "cova" com 3 ou mais corpos, enterrados como indigentes, vítimas de execução, e o caro deputado diz que os corpos podem ser vítimas de execução por parte da RENAMO.

A questão que não quer se calar é como chamar esses locais que são depositados acima de 3 corpos como indigentes. A AFP e ALJAZEERA reportaram outros locais no mato com corpos.

Gosto · Responder · 1 · 2 h · Editado


Lucas Paulo Mabunda que documento das nações unidas é esse que diz que basta se ter mais de 3 corpos é vala comum??? podes me passar ou me recomendar???

Gosto · Responder · 1 · 1 h


Naldo Felipe Ndau Meu caro você é que está negar portanto cabe a tê, provar com outras definições que está não é a correcta.

Gosto · Responder · 1 h


Naldo Felipe Ndau Lucas Paulo Mabunda isto é uma coisa tão simples de resolver que 1+1, se tu tens outra definição das ONU que refuta está traga só.

Nota: tens alguma diferente????

Gosto · Responder · 1 h


Lucas Paulo Mabunda não é questão de negar... infelizmente somos "jovens de consumo sem censura", nem tudo que os nossos analistas dizem é verdade. quando consomes uma informacao, é muito importante que analisemos a veracidade da mesma informacao, e eu estou a fazer isso consigo. essa informacao da vala comum, viste de um poste de um analista de renome, consumiste a mesma e nao censuraste, eu estou a fazer isso consigo. nao andei a desinformar as pessoas, nenhum documento das nacoes unidas diz isso, eu te garanto!

Gosto · Responder · 1 h


Naldo Felipe Ndau Lucas Paulo Mabunda você é uma pessoa muito estranha sinceramente não estou a entender NADA do que estas a falar, pior estás a fazer alegações precipitadas e MEGA falsas, não sei de que analista falas, eu só adulto suficiente, e não tenho teu comportamento, quando eu quero conhecer um conceito procuro sozinho, não ando atrás de murais de ANAlistas que dizem coisas a pensar no estômago.

Nota: Vai procurar outras definições da ONU, que refutam está meu caro.... sinceramente não entendo onde querias chegar.
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Vala_comum

Gosto · Responder · 36 min · Editado


Naldo Felipe Ndau CaroLucas Paulo Mabunda tens outra definição, algum documento ou definição da ONU, que diz algo diferente traga só.

Nota: Tudo que falaste não ajudou nos em "NADA" sinceramente se trouxesse outras definições, sairíamos todos a lucrar, somente vieste aqui para disser NADA.


Speed McMacajo Junior Também afirmo que não existem 120 corpos ..talvez mas de 120 aí sim concordo a existência

Gosto · Responder · 2 h


Basilio Muhate Meu amigo Mabunda não ha vala nenhuma ali nem nunca houve, o protagonismo procurava quem inventou essa materia, nao sei com que proposito. Acredito que o objectivo era exactamente este, colocar pessoas umas contra as outras e fazer-nos todos de parvos, a velha tatica de dividir para reinar...
Todo o debate que veio a seguir e estas accoes todas sao o resultado da falta de isencao e profissionalismo que graca alguns sectores eacaba colocando em causa a imagem de toda uma classe quando sao casos isolados.

Gosto · Responder · 1 h · Editado


Lazaro Mabunda Se é você a dizer isso, não fazendo parte de alguma comissão parlamentar, posso tolerar. É uma opinião que respeito. Eu não posso dizer se existem ou não, mas posso dizer que há indícios. Agora, quando é elemento de uma comissão aí a coisa é outra.

Gosto · Responder · 5 · 1 h


Basilio Muhate Mano, os indicios partem de uma materia publicada em algum orgao de informacao, e a noticia, pela forma como foi publicada, não falava de indicios, mas de uma descoberta. Este debate todo parte dai ... Nos que nao estamos na comissao parlamentar nem somos jornalistas tambem temos o direito de nos indignar por isso eu considero que este assunto da forma como foi conduzido, tinha objectivos claros de nos colocar nesta situacao e se voltarmos a origem (reportagem) notaremos que nao houve brio profissional

Gosto · Responder · 1 · 1 h


Gabriel Muthisse Ya, conseguiram por-nos como tolos. A debater coisas tolas. A agredirmo-nos. Se a reportagem da Lusa teve sucesso foi nisso. Gente inteligente, sensata, válida, útil ao país, todos nós por acaso, a fazermos um triste papel. Alguém mesmo esconde uma vala com 120 corpos? Meu Deus!

Aguardo o que a CPI nos ha-de trazer de Macossa. Abraço a todos

Gosto · Responder · 2 · 1 h


Francisco Pacheco Chigogoro Ilustre agora ninguem vai abrir mais a boca mesmo sabendo a verdade, os fuzis ja estao apontados por todos lados e quem fazer piu piu bem sabemos que vai levar chumbo


Jonas Hunguana Olha os seguidores d José de José

Gosto · Responder · 1 · 1 h


Jonas Hunguana José de Matos versos nós tempos d Sérgio Vieira

Gosto · Responder · 1 h


Emerson Eduardo Nhampossa Eu pedi o edil da Beira para retratar-se e felo perfeitamente. Obrigado. Caso não tenham informações pessam as gravações a RDP e o seu correspondente em Maputo. 1- Falou das dificuldades para chegar no local uma vez que os militares dificultavam o acesso. 2- Possui vídeos enviados pelos seus delegados em Sofala e foi o primeiro a dizer que existiam nas províncias de Manica e Tete. 3- Falou do desaparecimento dos seus membros e de haver corpos espalhados nas matas. Pelo dito ou pelo não dito passaram 2 dias os jornalistas iam ao local e confirmaram corpos espalhados nas matas. Quero acreditar que o ilustre não sofre de cegueira.

Gosto · Responder · 1 · 1 h


Onésio Orlando Nhaduco Arma Tem jornais k trazem apenas a data como unica verdade

Gosto · Responder · 1 h


Inocêncio Samuge Escutando a EMBOSCADA do Mano Azagaia. os fortes perceberao

.... e depois ums ficaram pais da democracia por acidente.....uma paz que faz de poucos muito ricos e de muitos muito pobres.....e a quem a carapuça serviu que se suicide

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook