domingo, 1 de maio de 2016

Vala comum confirmada em Moçambique


mediaEstrada Nacional N.1
Uma vala comum foi identificada na região da Gorongosa por jornalistas que se deslocaram ao local. A zona está rodeada de militares, no entanto foram encontrados 15 corpos nas imediações da vala comum.
Camponeses da Gorongosa, na provincia de Sofala, afirmam ter visto mais de uma dezena de corpos espalhados pelo mato, alguns deles despidos.
No entanto, a presença de militares que investigam este caso não permite o acesso à vala comum onde, segundo camponeses, se encontram mais de cem corpos. Hoje foram encontrados mais de uma dezena de cadáveres nas imediações, espalhados pelo mato e alguns deles despidos.
Lembramos que na sexta-feira, o governo provincial de Sofala e a polícia desmentiram a existência de uma vala comum, denunciada à Lusa por camponeses.
Os testemunhos foram reafirmados hoje à Agência Lusa dando conta de 15 corpos encontrados próximos da Estrada Nacional número 1, a principal estrada de Moçambique.
Testemunho de um camponês moçambicano01/05/2016Ouvir
Um grupo de jornalistas no local apurou que quatro corpos foram largados numa pequena savana, a cerca de 200 metros do cruzamento de Macossa para o interior, e os outros foram deixados debaixo de uma ponte próxima da Estrada Nacional número 1, havendo registos fotográficos.
Os cadáveres são de mulheres e homens jovens, uns deixados recentemente no lugar e outros sem roupas, entre a presença de abutres, como descreveu um dos camponeses.
Testemunho de outro camponês moçambicano01/05/2016Ouvir

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook