quarta-feira, 11 de maio de 2016

O QUE FAZ NYUSI CORRER PARA A CHINA?

Por: Marcelo Mosse
Agora que a caridade e os mercados ocidentais se fecharam, Moçambique dá outra vez uma guinada em direcção a China. Mas como sempre se saberá, a China nunca será uma solução definitiva, sobretudo agora que precisamos de dinheiro fresco para alimentar a Tesouraria e sabendo que a China nunca dá dinheiro fresco para esse fim. Então, se é assim o que espera Nyusi ganhar na China?
Os últimos anos do consulado de Guebuza foram profícuos na abertura dumas fissuras dolorosas na relação com os doadores ocidentais. Porque havia a China. Mas a China com seu banco de exportação (o Exim) nunca se predispôs a dar dinheiro para caixa. Sua ajuda ou foi por via de obras públicas de urgência duvidosa ou por créditos concessionais igualmente para obras públicas ou de interesse discutível ou de qualidade questionável.
E é preciso dizer da inevitabilidade do crédito ligado (tied loan) desses exims banks…a china com suas empreiteiras (Ponte para a Catembe, Circular de Maputo, novo hotel em parceria publico-privado na marginal de Maputo), a BNDS do Brasil com suas Andrades Gutierrez e Odebrecht (Aeroporto de Nacala e Moamba Major) e a mais recente vaga do credito português com suas Teixeiras Duartes e Mota Engils (Ponte sobre o Zambeze e a Vila Olímpica dos nossos pesadelos).

Pois, o que faz Nyusi correr à China? Não sei. Mas se vai para ir buscar mais crédito isso não ajuda em nada. A não ser que Nyusi tenha decidido assumir as despesas de uma reestruturação dos créditos da China para a Ponte da Catembe e para a Circular de Maputo, para atrasar o calendário do pagamento de juros e capital e permitir ao Estado alguma liquidez enquanto recupera a confiança com a caridade e mercados ocidentais.
Seja como for, a partida para a China mostra que o Governo está numa encruzilhada de cuja saída depende um acesso de genialidade. Porque Moçambique precisa não apenas de dinheiro para seus gastos correntes mas sobretudo para não atrasar o benefícios que o país espera do Gás do Rovuma.
Para ter esses benefícios, a ENH, que participa nos projectos da ENI e da Anadarko, também deve de investir…pelo menos 1 biliao e USD nesses projectos antes de a exploração iniciar. Se não investirmos, corremos o risco de perder a receita inicial com royalties e com recebimentos em espécie (Gás). E seria expectável que a ENH se fosse endividar lá fora para viabilizar sua comparticipação mas isso é hoje impossível porque os mercados estão fechados.
Será isto que leva Nyusi à China? Não sei. Como os negócios do nosso Estado são sempre em segredo como se não fossemos uma democracia só resta especular. Mas que é encruzilhada lá isso é. Com o dilema de que nossa margem negocial no gás do Rovuma também está reduzida. (Redacção, extraído daqui:https://m.facebook.com/story.php…)
Revelado: O banqueiro Credit Suisse agora no pagamento de EMATUM ship-builder
Um banqueiro sênior do Credit Suisse, que estruturou duas ofertas controversas que agora ameaçam a falência Moçambique deixou o banco suíço pouco depois de trabalhar diretamente para um beneficiário chave dos negócios, o empresário libanês Iskandar Safa,
Zitamar Notícias pode revelar.
Este relatório é parte de uma investigação tornada possível por uma concessão do programa Continentes Conexão de Journalismfund.eu
Andrew Pearse, um neozelandês que ajudou duas empresas detidas pelos serviços secretos de Moçambique emprestar US $ 1,47 bilhões em ofertas que foram escondidos do público moçambicano e do parlamento, entrou no negócio com Iskandar Safa, ao mesmo tempo que a maior parte do dinheiro que ele levantou para Moçambique foi transferido para a empresa de construção de navios de Safa nos Emirados Árabes Unidos, chamado Abu Dhabi março
As ofertas causaram uma crise económica e política sem precedentes em Moçambique, cujo governo garantiu os empréstimos, mas encontra-se agora lutando para manter-se com os pagamentos de mais de US $ 300 milhões por ano. Desde que o empréstimo escondida para ProIndicus foi descoberto em abril deste ano, o FMI e os doadores internacionais suspenderam a ajuda financeira ao país que é ter que fazer cortes profundos nos serviços básicos, a fim de evitar a falta de empréstimos.
As ofertas EMATUM e ProIndicus foram realizadas durante 2013, estruturado por uma equipe no escritório de Londres da Credit Suisse, que incluiu Pearse. EMATUM veio à luz em setembro daquele ano, quando Credit Suisse e BNP Paribas vendeu a $ 850.000.000 empréstimo EMATUM nos mercados de capitais internacionais, sob a forma de títulos de participação empréstimo. EMATUM combinou uma frota de pesca com embarcações de defesa naval, enquanto ProIndicus é puramente um negócio de equipamentos de defesa costeira, de acordo com o governo de Moçambique.
As contas da EMATUM mostrar transferiu quase todo o seu dinheiro - $ 836.300.000 - para Abu Dhabi Mar, uma empresa de propriedade conjunta da Privinvest e da família real de Abu Dhabi, em Setembro e Outubro de 2013. Privinvest é a família de Safa empresa que atua na construção naval, segurando, transporte marítimo, imobiliário e exploração de petróleo e gás. O resto do dinheiro EMATUM emprestado foi gasto em taxas bancárias, contas da empresa mostrar.
Esses detalhes ainda não estão disponíveis para ProIndicus, cujo empréstimo de US $ 622 milhões em 2013, contra o Credit Suisse eo banco russo VTB Capital não foi vendido no mercado de capitais. Ministro das Pescas Agostinho Mondlane disse em uma conferência de imprensa em Maputo em 28 de Abril de 2016, que o equipamento para EMATUM e ProIndicus tinha vindo do mesmo fornecedor - Abu Dhabi Mar -, a fim de manter os custos baixos.
Pouco depois dos EMATUM e ProIndicus negócios fechados em 2013, Pearse assumiu diretorias em uma série de empresas de propriedade da Iskandar Safa, todos usando o nome Palomar. Em setembro de 2013, ele estabeleceu Palomar Recursos Naturais com óleo americano e executivo de gás John Buggenhagen.
Em outubro, foi nomeado
diretor da empresa de consultoria financeira com sede em Zurique, Palomar Capital Advisors, e um mês depois assumiu assumiu a presidência da empresa de Christopher Langford, um advogado do Reino Unido que é um diretor de uma série de empresas de Iskandar Safa - incluindo Abu Dhabi Mar Europa, e Abu Dhabi Mar Reino Unido.
Pearse já foi juntado no Palomar Capital Advisors por outro empregado da emergente equipa dívida mercados do Credit Suisse - o Dominic Schultens alemão. Fontes do mercado descrever o papel Schultens 'como sendo para providenciar soluções de financiamento para os contratos de segurança marítima semelhantes a EMATUM e ProIndicus para outros países africanos.
documentos vazados do escritório de advocacia de Panama Mossack Fonseca mostram que Pearse e Langford são ambos diretores e acionistas de Palomar Holdings Limited, registradas nas Ilhas Virgens Britânicas - cujos outros acionistas incluem a empresa de construção de navios de Safa Privinvest Shipbuilding LLC, e Privinvest Segurar SAL.

No Liechtenstein, uma empresa chamada Palomar Invest está actualmente em liquidação - mas oferece mais evidências de ligações de Palomar a Safa. A empresa foi fundada em outubro de 2013 como Privinvest África - uma empresa que, de acordo com o perfil do LinkedIn de um dos seus diretores com base na Nigéria, é "um grande promotor de transferência de tecnologia para a África em sistemas de armas e construção naval."


CASA SUJA, MOBILIÁRIO NOVO
Então o PR vai a China. O que procura? Se for mola, ainda pode ter. E depois? A mola será usada para fechar as lacunas dos doadores sem dúvidas. Mas só lacunas. O status quo não vai mudar?
A ser assim equivale a ir comprar mobiliário novo para uma casa velha. Uma casa que necessita de reabilitação. O novo mobiliário será ofuscado pelas paredes, tecto, chão, cozinha, toilettes velhos.
O presidente precisa antes de mais nada, arrumar a casa. Sim. Limpar todas as possíveis fontes de abastecimento de corrupção. Se o PR fizer isso, o país irá economizar uns bons milhões de dólares.
Caso não faça isso, irá pedir empréstimo até ao Estado Islâmico, Al Shabaab, Boko Haram, Al Qaeda (até porque o Estado negoceia com bandidos eh eh eh) e até iremos a Marte e Júpiter...
Outra coisa que o PR não deve se esquecer é das prioridades. Ouvi o nosso MALEiane dizer que haverá cortes de serviços dispensáveis.

O meu problema é como definem esses serviços dispensáveis. Vimos nós que enquanto o povo se acotovelava nos "my loves" os senhores importaram viaturas de luxo para um punhado de gente. Logo, o transporte público é dispensável... houve mais investimento na área militar que na saúde, logo, a saúde é dispensavel.... A minha lista de memórias é longa...
Qual é a dificuldade de organizar e limpar a casa antes?
PS: Talvez, agora mais do que nunca, é este o momento para escrevermos em dose tripla nos nossos Facebook. Se calhar os sonhos podem ser alcançáveis, visto que a presidência da República anda a ler as nossas conversas segundo o Canal.

Esta coisa de política anima…
Bastou o Presidente Filipe Nyusi anunciar a intenção de visitar a China e a consequente autorização pela Assembleia da República, eis que recebemos uma visita “in extremis” de uma equipa do FMI para “avaliar as condições do relacionamento com Mocambique".
Também não entendi esse desdobramento explicativo dos gringos em tentar dizer o oposto do que vem no comunicado. Venha dai Donald Trump…
Não vi a habitual correria para anunciar tal facto, nem mesmo destaques no Jornal da Noite ou Noite Informativa e muito menos um debate, quer seja no feminino ou masculino.
Ai China, o que é que tu não provocas?
Quem tem da China?
Estive ausente nesta plataforma que serve para derramar emoções, e quando hoje volto o que vejo? Um medo quase que terrificante da visita que Nyusi vai efectuar à China.
Não tive acesso ao programa, por isso não vou discutir os objectivos da visita, mas se não me falha a memória, todos, mas todos os presidentes moçambicanos, visitaram a China durante o seu consulado.
Aliás, não são só presidentes de Moz, mas também dos Estados Unidos, da Franca, da Itália, da África do Sul, do Brasil, and you name it.
A visita de Nyusi calha numa altura em que, como sói e anima dizer, "as torneiras (portas) estão a fechar-se", e as pessoas que estão a abanar o Facebook de tanto tremer, sabem que a China é uma mãos largas, que até é o principal credor dos Estados Unidos, e temem que o Presidente possa apanhar uma válvula de escape ao sufoco económico programado.
Mas quando olho no horizonte, penso que esta visita não tem nada a ver com essas coisas, pois este é o segundo ano de Nyusi na presidência, e houve espaço para se fazer um programa anual, pois sabemos que as visitas são orçamentadas, e este é planificado por ano.
E que me lembre, no ano passado, antes de os tipos saberem que Moz tinha comprado material para protecção da costa, e que os futuros USD que daí viriam cairiam directamente no cofre nacional e não nas multinacionais que recrutam ex-combatentes das várias guerras alimentadas para criarem emprego dos jovens de lá, as torneiras eram uma autêntica GEOMOC ou "guvera", deitando água até dizer ya.
Por isso, acho que este medo é injustificado, e é uma teoria de conspiração que vem acrescer a outras que viraram moda e lema revolucionário dos iluminati de sempre que se guiam pelo dizer dos outros.
Portanto, meus patrícios, tirem o vosso cavalinho da chuva, e continuem a festejar a nossa desgraça colectiva, porque para sair dela, nenhuma China vai nos valer, mas o cometimento de cada um de nós em fazer algo para, como um conjunto ou equipa em dificuldades, (style Benfica contra o Marítimo, depois da expulsão de Renato Sanchez), sairmos desta mais conscientes da necessidade da nossa contribuição para o bem colectivo.
China? Se ela abrir os cordões à bolsa, esse taco será bem vindo, porque na verdade o país precisa dele, mas esse não é o objectivo principal, podendo ser se houver condições objectivas e vontade por parte dos kung-fu de nos dar o taco.
Claro, não vejo motivo para deixar de aceitar esse taco, mesmo não sendo de graça, porque a China não é maluca para dar o taco sem querer nada em troca, aliás, mesmo os magos do ocidente zangaram-se porque viram um dos seus interesses bloqueados (uso de empresas deles para a protecção da nossa costa), mas é melhor ceder por vontade que coagidos.
Portanto, continuem a festejar o "fechamento"das torneiras e das portas, que da China nada de novo vem aí.
Mas afinal quem tem medo da China?
Pessoas não são, mas sim países que olham para aquela como concorrente na corrida pelas nossas tetas (melhores que as da Matilde), e, como sempre, usam esses cavalinhos de Tróia.
Oh pá, mas por cá não temos cavalo, mas temos um animal semelhante.

Paula Martins, Zefanias Augusto Namburete, Mandasse Sitoe e 17 outras pessoas gostam disto.
Comentários
Mablinga Shikhani
Mablinga Shikhani "Quem tem medo da China?"
14 h
Eliminar
Dereck De Zeca Mulatinho
Dereck De Zeca Mulatinho Quem assim fala, gago não é.
Avante, o caminho é sempre para frente.

4 h
Eliminar
Domingos Gundana
Domingos Gundana Kikikiiiiiiii, de facto a China não dá nada, a China da produtos prontos a usar e confeccionar pelas empresas chinesas. Depois a factura para pagares. Aliás as maiores empresas de corte e exportação de madeira na zona centro são Chinesas.
24 h
Eliminar
Filho Do Cinzentinho
Filho Do Cinzentinho Hehheheh
4 h
Eliminar
Muhamad Yassine
Muhamad Yassine Recordar que esta visita já tinha sido pedida no ano passado e o PR da China Declinou na altura receber a delegação Moçambicana. Estão com sorte agora kkkkk. Falo com conhecimento de causa
34 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Entao estamos juntos quando digo que os que temem a visita não têm poruê fazê-lo. Mano Yassine entende das coisas. Escrevi para sossegá-los (galos). Eh eh eh eh eh eh...
13 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Entao estamos juntos quando digo que os que temem a visita não têm poruê fazê-lo. Mano Yassine entende das coisas. Escrevi para sossegá-los (galos). Eh eh eh eh eh eh...
3 h
Eliminar
Homer Wolf
Homer Wolf Mas fazendo um shortcut Jah Yahwah: voce quer ou nâo quer os chinocas a pilh... ops, a "apoiar-nos"?...
3 hEditado
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele A minha preferência é que sejamos autosuficientes. Mas se não somos, então os nossos amigos que nos ajudem, afinal amigo é para isso e não por zangar quando o outro brada faz boas coisas para si.
23 h
Eliminar
Homer Wolf
Homer Wolf Ok... Entendi.
Está muito melhor que aquele discurso patético de "temos que arregaçar as mangas, aumentar a base produtiva, a produtividade, e blá blá...", tipo ninguem trabalhava - ou sequer sabia disso - neste país, antes da trafulhice...

13 h
Eliminar
Isaias Adelino Joao
Isaias Adelino Joao Comemorando a desgraca que vem em sua propria casa.... Que raio de gente sao alguns mocambicanos?
14 h
Eliminar
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba Raio de gente que quer tu trabalhas,deixar de depender do sacrifício dos outros.
3 hEditado
Eliminar
Lindo A. Mondlane
Lindo A. Mondlane A ruina aumenta quando alguem pede emprestimo para pagar outros emprestimos...
34 h
Eliminar
Dereck De Zeca Mulatinho
Dereck De Zeca Mulatinho Ehehehehe😂😂😂😂
4 h
Eliminar
Dereck De Zeca Mulatinho
Dereck De Zeca Mulatinho Nem sempre meu caro.
4 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Ninguém vai pedir nada para pagar nada, mano. Isso é pura apalpadela.
13 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Ninguém vai pedir nada para pagar nada, mano. Isso é pura apalpadela.
3 h
Eliminar
Fernando Lavieque
Fernando Lavieque Concordo mas a frelimo não tem outra saída senão o apertar da corda para o enforcamento definitivo na China. Cade a mola Guepato?
3 h
Eliminar
Lindo A. Mondlane
Lindo A. Mondlane Os economistas nao recomendam e a nivel familair vi muitas familias aqui, durante oa tempos de bonanca (pouco antes da nossa crise) pedir dinheiro ao banco para pagar oustros emprestimos... Nao recomendo a ninguem, nem a nenhum estado Dereck De Zeca Mulatinho....
mano Américo Matavele, eu diria q sim.. o pais nao esta fino, e o que esta mal feito, esta mal, independentente de que o faca o meu amigo.... ja javia referido antes que criar uma marinha de guerra privada, por mais q se diga q é para q os ingressos terminem no bolso de todos, é suspeitoso e muito... entao para q temos esse ramo nas fds????

1 hEditado
Eliminar
Mendes Mutenda
Mendes Mutenda Hehehehehe... quem tem medo da China? Boa noite Sura Rebelo de Oliveira, tudo bem?
4 h
Eliminar
Homer Wolf
Homer Wolf eh eh eh... nos distraindo, so para não começarmos já a escrever o prefácio do dossier "Adeus florestas", ntsém
Homer Wolf
Homer Wolf Nem parece o mesmo que, ainda há poucos dias, dizia que era tudo alarmismo "apostolico", que não havia dívida escondida nenhuma, que ninguem ia fechar torneira alguma e patati-patatá...

Com este andar de coisas, um dia destes, a propria serra do Vumba zanga-se e... adeus água Emoji grin

13 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Kakakak... Essa não, mano. Não rogue pragas, pá.
23 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Até que pode escrever Homer. Se a China impor isso como condição, não vejo porquê não se pode aceitar. Afinal não conseguimos vender nem uma lenha a um país, para além de que estamos mal mesmo, e precisamos de dinheiro. Não vejo porquê não podemos despedir as florestas e não as pessoas.
13 h
Eliminar
Homer Wolf
Homer Wolf Uauh!... Por essa não estava à espera. Boa bola!
13 h
Eliminar
Estevao Mabjaia
Estevao Mabjaia Américo Matavele, esta de "despedir as florestas" é demasiado triste e assustador porque vindo dum/dito por um ferrenho patriota - que acredito seres - cuja voz chega aos mais altos decisores deste país. Para além de insustentável quando visto como solução a longo prazo, soa a irresponsável, ambientalmente falando. Imagina o quê significa um planeta/país sem florestas? Que tipo de planeta - e país, em particular - queres deixar para teus filhos, netos, bisnetos e demais gerações subsequentes? Um planeta/país desprovido de florestas?! Se este é o tipo de assessoria que chega ao nosso presidente e ele lava-a à letra e implementa, estamos condenados; isto explica também o porquê de tantas cambalhotas ou descalabros em termos de políticas neste país (incluindo esta das dívidas "escondidas"). Assumindo que isto se concretiza os Chineses aniquilam as florestas e daqui a uns estaremos nós a gritar que foi o "ocidente" que nos tramou! Haikhona mani! Unga yentxi leswo nduena pah.
13 hEditado
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele MAno, primeiro minha voz não chega a nenhum dirigente. Eu escrevo aqui e quem quer ler que venha ler, seja ele dirigente ou um mutuma como eu. Segundo, a exploracão da madeira é regrada, e felizmente em Mocambique há lei claras sobre isso. Se os chineses, libaneses, americanos ou sei lá quem mais quiserem vir explorar a madeira, que venham! Talvez o mano podia falar da necessidade de controlo, porque a questão da madeira, dos recursos marinhos, minerais e outros, não é a exploracao (afinal é mesmo para serem explorados), mas a existência dos oportunistas que aproveitam-se das suas posicões para estragar. Vá ver o quinto pilar do PQG e vai saber que o Governo tem uma visão aberta sobre este item, por isso que se criou o Ministerio do ambiente e desenvolvimento rural, que na verdade é um ministerio do ambiente reforcado. Portanto, nao vejo o porque do medo de deixar que quem tem capacidade de explorar o faca, claro, cumprindo com as normas. Repito, não assessoro ninguem, e quem disse ao mano isso está a te levar ao mato. Quem sabe ,melhor sobre sobre mim sou eu, e se quiser saber um pouco mais, pode perguntar-me, mesmo aqui no facebook. Sou um livro aberto. Sobre mim oica a mim, e nao aos outros.
3 h
Eliminar
Estevao Mabjaia
Estevao Mabjaia Américo Matavele, mesmo que sejas um "mutuma" qualquer como nós outros, que discute os assuntos apenas aqui no face, é incorrecto pensar que tua "voz não chega a nenhum dirigente". Temos muitos dos nossos dirigentes e seus "olheiros" aqui no face e deves saber muito bem que nada passa aqui despercebido. Exemplos de que isso aconteça não faltam - aqui uns dois apenas: o Presidente Guebuza já chamou esta plataforma de fábrica de sonhos inalcansáveis; há uns dias, a polícia saiu em peso às ruas de Maputo, para evitar que acontecessem manifestações alegadamente convocadas através de redes sociais. Não precisa ir ao gabinete de nenhum dirigente para os dirigentes terem acesso a tuas opiniões/ideias ou tua "voz".
Melhorou, quando fala de exploração regrada e controlo - acrescento sustentável - das florestas. A essa de "despedir as florestas" é que não consegui ficar indiferente e cúmplice por via do silêncio.
Mais uma vez, os dirigentes ouvem/leem as opiniões que circulam por aqui e não queremos que eles achem normal/aceitável essa de adeus às florestas em troca de seja lá o que for.
Eu oiço a ti, apenas a ti, sobre ti e, por incrível que pareça, para mim és um dos fazedores de opinião pública mais influentes aqui da rede. Isso é responsabilidade e requer maior cuidado não só no que dizes mas também como dizes.

12 hEditado
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Entendo.
2 h
Eliminar
Estevao Mabjaia
Estevao Mabjaia Obrigado.
12 h
Eliminar
Paula Martins
Paula Martins Concordo em absoluto
1 h
Eliminar
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba Os presidentes europeus,americanos e asiáticos vão a China para fazer troca de experiência.
E os presidentes africanos?onde fazem parte os de Moçambique,vão fazer o quê?para além de irem pedir esmola.

3 hEditado
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Kakakakakakakakakaka... Jura? Nào vão pedir dinheiro? Sabe quem é o maior devedor aos chineses? Se não sabes não tens currículo para este papo. Volta para lá em baixo.
3 h
Eliminar
Carlos Jossia
Carlos Jossia Ficamos todos de olhos em bico , fazemos a vênia e dizemos : OBLIGADO!
3 hEditado
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Não vejo problemas se resolverem o nosso PLOBLEMA.
3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Não vejo problemas se resolverem o nosso PLOBLEMA.
3 h
Eliminar
Carlos Jossia
Carlos Jossia Vou esperar para ver! Nem que tenha que afinar os olhos....
3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Mas quer ver o quê? Se Nyusi nem vai lá para isso? E se for, há problema?
3 h
Eliminar
Carlos Jossia
Carlos Jossia Ver a cor do taco ... da mola
3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Que taco, mano?
3 h
Eliminar
Carlos Jossia
Carlos Jossia Da China... pós claro afinal o PR vai lá para ver chineses?
3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Ah, mano Jossia já teve acesso ao programa afinal...
3 h
Eliminar
Carlos Jossia
Carlos Jossia Não, estou a deduzir ... tendo em conta a actual situação....
3 h
Eliminar
Hermenegildo Cossa
Hermenegildo Cossa A China e um parceiro estratégico.... Por isso não deve haver espaço para medos
3 h
Eliminar
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba Tu é que achas,a China é uma merda.
3 h
Eliminar
Hermenegildo Cossa
Hermenegildo Cossa Se eu tb usar a tu expressão "tu é que achas" vais aceitar???
3 h
Eliminar
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba Acho que foi na semana passada que a China veio a público dizer que vai continuar a apoiar o nosso país. Se já temos o apoio garantido da China,o que o nyusi vai lá fazer?
Movimentar boladas do guebuza, da madeira dos pachecos?
Ou vai negociar material bélico?
Só não fica preocupado quem vivem ás custas dos que trabalham.
O povo não está interessado com dinheiro chinês,porque só beneficia a elite política e seus lambebotas.

3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Kakakakakakakakakakakakaka... Há cada cego estrutural por aqui. Nhanisse!
23 h
Eliminar
Edwin Hounnou
Edwin Hounnou Esses chineses estão a desertificar a nossa terra com cortes indiscriminados da madeira.
13 h
Eliminar
Fernando Lavieque
Fernando Lavieque O sr vai a merda dos chineses. Nós queremos comunismo em Moçambique por isso o tal tako da China que vá você buscar e seu Nyusi. Nós queremos o dinheiro que você e o Guepato companhia limitada levaram em nosso nome sem nos consultar. A protecção da costa não depende de Guepato e seus amigos mas sim de todos nós. Por isso deveríamos saber que precisamos de dinheiro para protege-la. OJM de merda.
3 h
Eliminar
Américo Matavele
Américo Matavele Mano Edwin, nesse caso pode pegar serrote e ir cortar a tua quota de madeira e deixar em casa. Deixa a quota de outros, porque como disse, "é nossa madeira". Não queira abocanhar tudo e condicionar os outros com esse "nossa"que cheira a particular. Leva machado, serrote, motoserra e vai cortar a tua quota e não falemos mais nisso. É explorador de madeira? Os chineses já chegaram na tua coutada e serraram tudo? Ou nem sabe qual é o tamanho das florestas mocambicanas e cada camião com madeira pensa que é dos chineses? Viaja um pouco pelo teu país e vai zangar porque "ninguém" está a explorar a madeira. Por outro lado, se os chineses pedirem a madeira para nos tirar do ;poco, não vejo porquê devemos negar. Afinal estamos à nora mesmo, e qualquer ajuda é bem vinda para quem quer continuar a seguir. Para os que só pensam daqui para aqui...
23 h
Eliminar
Arlindo Armando Matavele
Arlindo Armando Matavele A arma que vem no nosso Símbolo da República é de fabrico chinês,por isso,não vejo demasiadamente alarme ou motivo de se continuar a ignorar o fiel parceiro de todas as crises
Comentários
Olivio Kilumbo Kilumbo É quase sempre assim. . . A China é Amiga e Inimiga do Ocidente!
GostoResponder15 h
Américo Matavele O mundo é bilateral e não unilateral. Lição básica de diplomacia.
GostoResponder45 h
Titos Cau Viva os Brics. Viva um mundo multi-polarizado.
GostoResponder14 h
Geronimo Rushagonna Às vezes é mesmo por birra, tipo: "esses chinocas não podem levar a melhor"
GostoResponder4 h
Laudelino Fani Bem que China tambem não ta grande coisa nos ultimos tempos
GostoResponder4 h
Alvaro Artur Garrine Vocês não parecem acadenicos estão sadisfeitos com que nos paguemos divida d roubalheira. Quem roubou que devolva. Ja não aguento com o meu magro salario.
GostoResponder14 h
Alexandre Chivale Alguém falou do Benfica aqui? O máximo que podia acontecer é falarmos do Papeline da Maforga!
Alvaro Artur Garrine Voces são uns labibotas
GostoResponder12 h
Alvaro Artur Garrine So pessam no vosso estomago
GostoResponder2 h
Alvaro Artur Garrine Fazem d tudo para serem bem vistos. A univercidade q estudaram é refletirem e terem ideias construtivas
GostoResponder2 h
Filimao Suaze Sr. Alvaro Artur Garrine, Até mesmo para insultar os outros, amigo, é preciso, no minimo, respeitar a ortografia que, certamente, até prova em contrário, não tem qualquer culpa na nossa diferença de opiniões.
Filimao Suaze Académicos? Estäo aqui? Quem se outorgou esse titulo? Esqueceu que em moz esse titulo está reservado p aqueles cujas pesquisas e estudos visam,exclusivamente, chegar a conclusao de que o governo está errado? Duvido que estejam aqui.espreitam Estes murais de esguelha e fecham,sempre a chorar.nao sabias mano? Sorry. Ahhh faltou lembrar que, muito deles, ja foram conselheiros de governos anteriores, do mesmo partido no poder, doendo-lhes hoje, o facto imprevisto, de estarem na bancada sol, se bem que nesse lado, queima-se muito... Diga-se de passagem...
GostoResponder43 hEditado
Filimao Suaze Outro sim, falo-se de roubo, roubalheira e de quem roubou. Se se decifrar essas coisas todas, debateríamos com mais alinhamento. Quem são e o que é isso, em concreto?
GostoResponder3 h
Forbes Nhaca Meu caríssimo Chivale, o presidente devia continuar com caminho mais seguro e menos perturbador, CHINA, RÚSSIA, EMIRATUS ÁRABES UNIDOS E ÁFRICA DO SUL que são nossos verdadeiros amigos quando se trata de ajudar e em silêncio. Ocidente ajuda sim mas depois de muito ruído um pouco estranho, e esse tipo de ajuda na minha zona em mafuiane costumamos dispensar. Boa viagem senhor presidente os meus cumprimentos aos nos amigos chineses ( hujim tau)
GostoResponder1 h
Julião João Cumbane Compatroitas (moçambicanos de gema), deixai os artistas do circo Ocidental nos divertirem! De pobreza eles não nos vão matar de certez; se fosse caso para ser, nós outros não teríamos nascidos!
GostoResponder152 min
Chandrek Niconela Uma amiga Argentina sempre me disse que o FMI e suas companhias nunca são uma amizade leal, elas representam uma neo colonização ocidental e a mais perigosa, querem roubar a nossa soberania em troca de pequenos molhos de dólares norte americanos, como consequência disso o País não pode pensar por si e para si, irmãos pátrios estamos ancorados mas tenho fé que vamos cortar a âncora e Moçambique vai vencer.

1 comentário:

李晨 disse...

Lamento tenho vista os comentarios daqui.Por sou da china.Eu nao queria ofender ninguem dos amigos mocambicanos.Somente queria afirmar os factos com base de os paises nao sao santos e nenhum paises tem qualificacao natural a conseguir ajudas e apoios sem fazer nada,mesmo que sem um obrigado.
E possivel se os paises ocitentais deram apoios gratis?

Ha amigo disse que a china desenvolveu construcoes estrutuais e para fim de conseguir petrorios,ou voce acha que o pais deve fazer o que.Quandas pessoas perderam a vida la no Angola!o menos que,os chineses sabem trabalho com toda o espirito ,mesmo que perder a vida.Se nao,Quem ajuda eles?O governo china,dou 60bilhoes dolares aos paises africanos,mas voces sabem a china tem quandas populacoes pobres ainda?Nos temos opinioes diferentes a este politica,por muitas pessoas,incluindo eu,nunga conseguimos nenhuma subsidios e apoio do governo.Basta o governo faz um ambiente estavel para a vida,nos nao vamos pedir ninguem,com maos proprios chega!

Self-aperfeicoamento consegue o ajuda do adeus e e assim,pode ganhar os respeitos e ajudas sinceras das outras. O que pode fazer para melhorar a situacao actual?Eu sei a esperanca do pais nao depende de muitas bate-papos.

Ainda,nao faz se como sabe tudo,vies!Cabinda do Angola ,ha tropas do EUA.mas nao ha da china.Cabinda e zona para exploracao de petrorio,este e a causa porque os tropas estrangeiros nao senten se no Luanda.

Angola ja ganhou,mas nao gastou bem.Portanto,afectado profundamente pela crise economial.O governo tinha tido capacidade financeira a aperfeicoar a sistema economica.Mas eles fizeram……

Desejo que o Mocambique consiga passar esta vez,o pais ainda esta jovem.

Windows Live Messenger + Facebook