quinta-feira, 5 de maio de 2016

Investidores ponderam processar Estado de Moçambique


maio 05, 2016

Redacção VOA


Presidência de Moçambique
Partilhe



Financial Times diz que investidores acusam o Governo e os bancos Credit Suisse e VTB de não lhes ter fornecido detalhes suficientes sobre a dívida.


Um grupo informal de investidores, que aceitou trocar as obrigações da Empresa Moçambicana de Atum (Ematum) por títulos de dívida soberana de Moçambique, estuda a possibilidade de avançar com uma acção judicial contra o Estado moçambicano.

O jornal britânico Financial Times (FT) diz na sua edição desta quinta-feira, 5, que alguns investidores, cujos nomes não identifica, acusam “Moçambique e os bancos Credit Suisse e VTB de não lhes ter fornecido detalhes suficientes sobre a dívida com garantia estatal durante as negociações sobre a recompra de obrigações e troca por novos títulos de dívida do Governo".

"Esta disputa é a primeira consequência de uma subida geral de investimentos em dívida dos mercados emergentes que canalizou milhões de dólares para países com perfis de crédito deficientes, com os investidores a procurarem retornos positivos num contexto de taxas de juro historicamente baixas nos mercados desenvolvidos", escreve o FT.

O jornal especializado em temas económicos e financeiros revela que o Credit Suisse não quis comentar o assunto, enquanto o VTB disse ao FT não acreditar "que exista qualquer conflito de interesse não divulgado e não houve qualquer não-divulgação material".

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook