quinta-feira, 5 de maio de 2016

Há ou não vala comum?

A questão do massacre de civis naquela area ja foi provada e esses pseudo debates a volta do assunto pelos nossos "academicos de Maputo" e uma va tentativa para "qualquerizar" o assunto. A famigerada vala comum e na verdade uma "lixeira para militares mortos"  e o número real pode ultrapassar os 200. Deve se esclarecer que o assunto ja vinha sendo tratado secretamente sob ordens directas do Marechal Dhlakama uma semana antes de cair na imprensa. Ja filmaram tudo e entregue a organiismos internacionais. Esta e a verdade.
Há ou não vala comum?
As informações até aqui disponíveis não são concludentes. O facto de ser já mais do que confirmada a existência de "cadáveres nas redondezas" pode ser um sinal muito forte, ou mesmo indício, de que algo mais pode haver por ali.
Se os corpos foram localizados algures na província de Sofala ou algures em Manica, tal me parece de somenos importância; para os nossos irmãos camponeses, uma zona limítrofe entre duas províncias ou dois distritos de duas províncias pode ser um ou outro local. Aliás, há muitas pessoas que, vivendo no distrito de Boane, pensam que estão no Município da Matola; ou estando no distrito de Marracuene, pensam que estão no Município de Maputo...
O que deveria, então, ser feito para o esclarecimento definitivo desta situação? Algumas ideias:
1. A Renamo e o Governo deveriam, de imediato, parar os "mimos" militares entre si em todo o país e naquela região, em particular, para que os interessados, jornalistas em particular, se possam movimentar sem restrições;
2. Uma Comissão Independente de Inquérito, ou pelo menos uma Comissão Parlamentar de Inquérito, deveria ser imediatamente criada para investigar a situação (mas, sem que haja liberdade de circulação por aquelas zonas, o princípio da verificação se verá condicionado).
Achar que a situação já está "definitivamente esclarecida", com as reportagens da última noite, que até confirmaram a existência de cadáveres por aquelas bandas, pode não passar do que a metodóloga Eva Lakatos denomina de "adesão imediata ao aparente"!
Thaulany Farias Mapsanganhe, Aurora Manuel Manuel, Rachi Picardo and 64 others like this.
Comments
Henriques Malas
Henriques Malas Vala comum não há cara Ericino de Salema mas sim corpos espalhados pela mata dentro e isso está confirmado.
311 hrs
Remove
Eddy Waku Lombëla
Eddy Waku Lombëla Mais velho #Ericino d #Salema acha msmo que o governo e o seu partido que tem a maioria n parlamento pode desta vez aceitar uma criação d comissões d inquérito?? para serem desmascarado cm mais evidências? Eu tenho dúvidas
211 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Carro Eddy Waku Lombëla de princípio apareceu um burro mandado ou melhor burros negado a existência de cadáveres naquela mata ex:o porta voz da Polícia da beirra,um tal admnistrador que mal sabe falar a refutarem o mesmo assunto é logo se vê essa toda cena de corpos jogados pela mata isto não é governo e sim um exército do diabo ora bolas.
411 hrs
Remove
Ericino de Salema
Ericino de Salema Henriques Malas, gostaria que não houvesse, mas o que foi até aqui tornado público não é, para mim, concludente. Se o é para ti, respeito!
911 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Bom caro Ericino de Salema respeito o teu rasciocinio nem tudo que a gente vê pode crer e possível que haja mais factos a serem provados? como eu não estava no terreno?apenas fiz uma afirmação verbal e não definitiva do mesmo genocídio.
111 hrs
Remove
Nito Ivo
Nito Ivo Os Responsáveis do governo e da Renamo devem responder pelas mortes. Ainda que haja amnistia TPI não pode descansar.
211 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Nito Ivo que tal assim (frelimo) e depois a renamo(,assim acho que soava melhor kikikikikikiki.
111 hrs
Remove
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba A frelimo é claro.
9 hrs
Remove
Eduardo Matine
Eduardo Matine Estao mais preocupados com delimitaçao territorial, porque daqui pra ali e outra provincia e nao podemos la chegar sem autorizaçao! Come on!Shame on our leaders!Politizam ate a morte!
611 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Muita água fora do Rio só em Moçambique mesmo.
111 hrs
Remove
Lenon Arnaldo
Lenon Arnaldo Não concordas que tem as a ver estar me respeito pelos limites administrativos
111 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Lenon Arnaldo o governo e o mesmo bastou um telefone local para se investigar melhor esse cenário nada de admnistrativo a não ser que a existe PRM de sofala e PRM de gorongoza kikikikikikikiki.
110 hrs
Remove
Lenon Arnaldo
Lenon Arnaldo Com que então, as delimitações territoriais ou administrativas não são de respeitar. Basta uma chamada

Essa é boa. Confesso que não sabia
210 hrs
Remove
Eduardo Matine
Eduardo Matine Lenon Arnaldo pa!
110 hrs
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Então qual seria a tua ideia Lenon Arnaldo seria invadir apenas uma admnistracao achas que um telefonema entre admnistradores não seria a melhor via kikikikikiki.
10 hrs
Remove
Salomão Nhantumbo
Salomão Nhantumbo Doutorado em administração territorial achas que basta um telefonena? Pra vossa informação a prm tem zonas de jurisdição
6 hrs
Remove
José de Matos
José de Matos Faz diferença se é vala comum ou corpos espalhados pelo mato ?
Estamos a falar de atrocidades!
1111 hrs
Remove
Yussuf Adam
Yussuf Adam A nasa e outras agencias especializadas ja devem ter fotos satelites do local. Nao tenho dinheiro para comprar..Quem tem_ Os jornalistas que usem drones de bolso...
810 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele "Achar que a situação já está "definitivamente esclarecida", com as reportagens da última noite, que até confirmaram a existência de cadáveres por aquelas bandas, pode não passar do que a metodóloga Eva Lakatos denomina de "adesão imediata ao aparente"! Esta é a ùltima parte do post de hoje. A seguir vem o post do mano Ericino de Salema no dia 1/5 às 22:29 ·
"Verdade ou mentira?
Infelizmente, nao eh falsa a noticia de vala comum algures em Sofala!
Para onde vamos?
PS 1: Por opcao, nao (re)publico as fotos do Andre Catueira.
PS 2: Para onde vamos, mesmo, com coisas vergonhosas como estas?"
210 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele No comentário acima só queria mostrar que a ""adesão imediata ao aparente" tem donos. Não é para qualquer um.
110 hrsEdited
Remove
Estacio Valoi
Estacio Valoi Ericino de Salema.De facto a as reportagens feitas sao inconclusivas. Pior ainda, pareceram -me a negacao e/ou tentiva de refutar a possibilidade de existencia/ mesmo existencia de vala comun e ficar-se pelos " "cadáveres nas redondezas"!!! Taambem , senhores jornalistas que la estiveram.Existe vala comum . Aqui vai a Wikipedia, a enciclopedia "Vala comum é uma cova normalmente localizada nos cemitérios onde um conjunto de cadáveres que não podem ser colocados em sepultura individual, ou que são de origem desconhecida ou ainda não reclamados são enterrados sem cerimónia alguma.Na maioria das vezes os mesmos não são registrados nos locais onde foram enterrados.A Organização das Nações Unidas (ONU) define como vala comum a cova que contém três ou mais vítimas de uma execução (Massacre)."
310 hrs
Remove
José de Matos
José de Matos Eu repito a pergunta: faz diferença se os corpos estao na vala comum ou espalhados pelo mato ?
Estamos a falar de atrocidades!
Ficou provado que existem corpos, nao ficou provado que nao existe vala comum!
Eu nao me vou distrair, estou concentrado nas atrocidades!
1610 hrs
Remove
Ericino de Salema
Ericino de Salema Américo Matavele, depois de "séculos", bom vê-lo de novo aqui no meu sítio virtual!
Veja qual é a definição de vala comum, já que queres ser formalista. Aliás, o Estacio Valoi já terá te ajudado...
Mas estás claro que foram confirmados 13-15 cadáveres por aquelas zonas?
310 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Thanks, mano Ericino. Mas a minha questão não é essa. Falo aqui da "adesão imediata aparente. No seu post do 1 de Maio, disse, que, e cito: "Infelizmente, nao eh falsa a noticia de vala comum algures em Sofala!". Essa é uma afirmação peremptória e defi...See more
210 hrs
Remove
Ericino de Salema
Ericino de Salema Américo Matavele, os números nem me interessam, para ser-te honesto; se 15, se 100, se 30...numa ou noutra situação, são vidas; e posso te garantir uma coisa: tenho plena confiança no jornalista André Catueira, o primeiro a reportar o caso e a providenciar fotos dos 15 cadáveres.
Sei que o Americo Matavele nem acredita na existência dos 15 cadáveres. Sem se confirmarem 100, continuarás a dizer "..."...
510 hrsEdited
Remove
Henriques Malas
Henriques Malas Kikikikikikikikiki essa é boa Ericino de Salema
10 hrs
Remove
Unay Cambuma
Unay Cambuma Atenção: A questão do massacre de civis naquela area ja foi provada e esses pseudo debates a volta do assunto pelos nossos "academicos de Maputo" e uma va tentativa para "qualquerizar" o assunto. A famigerada vala comum e na verdade uma "lixeira para militares mortos" e o número real pode ultrapassar os 200. Deve se esclarecer que o assunto ja vinha sendo tratado secretamente sob ordens directas do Marechal Dhlakama uma semana antes de cair na imprensa. Ja filmaram tudo e entregue a organiismos internacionais. Esta e a verdade.
710 hrs
Remove
Reinier Cedeno
Reinier Cedeno Kakaka "qualquerizar" copiado.
9 hrs
Remove
Adelino Branquinho
Adelino Branquinho Haja ou nao vala comum, o importante agora, `e terminar com este imbroglio, e resolver a questao da verdadeira reconciliacao que infelizmente, nunca chegou a acontecer. Ainda continuamos a olharmo-nos como estranhos, ainda assistimos discursos de odio em mentes doentias, mentiras com cunho patologico, quando alguem diz a boca cheia que os roubos vao continuar... que havia certa normalidade em fuzilar...`E obvio que nao se pode esperar que a ostra produza uma perola vistosa.
59 hrs
Remove
Unay Cambuma
Unay Cambuma Em outras palavras, a frelimo foi vítima de mais um golpe de mestre do grande Afonso Dhlakama. Que ninguém pense que ele esta "no mato" ou em "grutas" sem contacto com o mundo como se de um asceta se tratasse. Nao estamos na idade de pedra...
29 hrsEdited
Remove
Antonio Rungo Nhampossa
Antonio Rungo Nhampossa https://youtu.be/iicMwHAnYHA
Visita de jornalistas ao local onde não poderiam negar a existência de cadáveres. Claro que onde estarão as valas não foram deixados a deslocar-se. Mas põe-s...
youtube.com
9 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Repito: a questão não é dos números. A questão é de coerência. No dia 1 de Maio assumiu que havia vala. Isto é, teve uma "adesão imediata ao aparente". É esta questão que deve discutir comigo. Nunca vim com números aqui. Estou a falar de questões metodológicas que o mano Ericino usa. Só isso. Podemos?
9 hrs
Remove
Homer Wolf
Homer Wolf Manobras dilatórias, ntsém!... O que é que nos importam as questões metodológias a esta altura do campeonato? Mesmo que estejas certo (que ele "aderiu imediatamente") isso não muda nada agora...
18 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Claro que não muda.
7 hrs
Remove
Homer Wolf
Homer Wolf Então, em vez de chover sobre o molhado, que tal procurar terras secas, que precisam de irrigação?...
17 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Não entendi. Já estamos a falar de agricultura?
7 hrs
Remove
Inocencia Massango
Inocencia Massango kkk...
17 hrs
Remove
Carlos Shenga
Carlos Shenga Durante o seu trabalho, uma certo jornalista perguntou a um líder comunitário: Quantas pessoas nesta comunidade morreram vitimas das calamidades naturais. O líder comunitário respondeu: 54 pessoas. O jornalista publicou isso e ate chamou de mentirosas as informações do INGC que apontavam apenas para 11 mortes de pessoas vitimas das calamidades naturais, tendo acrescentado que ele teria feito uma investigação de base/no terreno na comunidade afectada. MAS na verdade o líder comunitário (pouco letrado) teria incluindo nas 54 mortes pessoas que morreram vitima de doenças (malária, tuberculose, HIV/SIDA, etc.) e ate acidentes de viação. Ainda, o numero de 11 mortes vitimas de calamidades naturais era um dado meticulosamente avaliado pelo INGC e era o numero mais próximo da realidade que aquele reportado pelo jornalista. Note que o jornalista tem pressa de publicar aquilo que lhe eh dito. O mesmo acontece aqui agora com o assunto da vala comum. Ele não viu vala comum coisíssima nenhuma. Apenas um camponês que possivelmente não sabe oque eh vala comum lhe falou sobre isso ele saiu as corridas para publicar. Possivelmente tenha visto alguns corpos putrefados por ai como reporta o Noticias de hoje. mas acredito que nao exista vala comum. Em suma, informação jornalística eh algo feito com pressas e sem muitos cuidados em triangular informação. Algumas vezes eh só para nos entreter, desviar, confundir mas também algumas vezes para nos informar. Sem o jornalismo não eh possível construirmos uma sociedade democrática como a nossa. Forca o jornalismo, mas com muita critica sobre a fonte de informação!
49 hrsEdited
Remove
Silvio BieMavila
Silvio BieMavila Perfeito meu caro Carlos Shenga. Pontual observação...sobre as verdades que se nos oferecem!!!
5 hrs
Remove
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador Jah Américo Matavele, discutir se existe ou não a vala comum é um assunto irrelevante, a meu ver! Vamos nos concentrar no essencial, que são os corpos espalhados pela mata! Pelo menos, quanto estes não há dúvidas! Algumas autoridades estavam lá e, confirmaram-se os corpos. Para mim, nem que fosse pedaço de um corpo humano, devia nos causar revolta e exigir responsabilização!
19 hrs
Remove
Samuel Justino Ernesto
Samuel Justino Ernesto Mas voces acham que neste Pais a Frelimo vai permitir essa coisa CPI e publicacao de reportagens que comfirmam a existencia da vala comum? Se mesmo o assunto de refugiados, com imagens na mao alguem ousou em negar.
8 hrs
Remove
Gulumba D. Mutemba
Gulumba D. Mutemba Mano Ercinio de Salema,nao perca tempo discutindo com uma pessoa que é mais que um por voz de um partido no poder.
Com Americo Matavele vai discutir até sentir dores nos seus dedos,mas nunca vai reconher que o governo do partido dele está errado.
E isso coloca lhe num nível muito pior que de um individuo como eu,que nao tem nenhum grau de escolaridade.
18 hrs
Remove
Gabriel Jopela Nhapossa
Gabriel Jopela Nhapossa A procissão ainda vai no adro. Existem ou não corpos? 13, 15, 120 ou 1001, não interessa. Uma morte é uma perda, assim como um voto faz diferença.
8 hrs
Remove
Armando Tomas Fernando Fernando
Armando Tomas Fernando Fernando Só por aquele palhaco de adimistrador negar entrar naquelas mata alegado, que distrito não lhe pertece é motivo desconfiar, como não se bastasse 15 corpo espalhado não é pouca coisa
7 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Para que conste: não neguei a existência de corpos ou de qualquer vala comum. A pessoa a quem me dirigi entendeu a mensagem das colocações aqui feitas. Aliás, eram dirigidas á uma pessoa. Sobre os corpos, os jornalistas dizem que encontraram 15 corpos ou mais. Isso é irrelevante? Não! Isso é tão preocupante, da mesma forma que o seria se fossem 100 ou 200. São vidas humanas, e há necessidade de se investigar e saber qual foi o motivo da sua morte, e responsabilizar os autores. Isso revolta-me como pessoa. Assim como revolta-me a dualidade de critérios do mano Ericino.
7 hrs
Remove
Ericino de Salema
Ericino de Salema Estou muito feliz, mano Américo Matavele, por saber que exiges de mim o que nem do Governo exiges! De resto, já percebo porque és dos que mais visitam o meu mural, mesmo fazendo um comentário em cada 3 ou 4 anos!
Se Ericino fosse EMATUM, PROINDICUS, MAM, etc. teríamos no cidadão Americo Matavele um bom "accionista exemplar" do Estado...
37 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Kakakakakakakakakakakakakakakaka... Escudando-se na multidão? Eu não visito teu mural, mano. Tenho o meu. Aliás, isso nem é papo para mim. Vejo que não gosta que te mostrem um espelho. O que te olha de lá te assusta. Mas estou feliz porque sei que entendeste, por isso essas fugas. Abraços. PS: A mim não me engana, mano. Outro abraço.
7 hrsEdited
Remove
Sergio Serpa Salvador
Sergio Serpa Salvador O jah Américo Matavele está tentar de forma inglória desacreditar a informação! Mas a sua linha editorial já é conhecida!
7 hrs
Remove
Ericino de Salema
Ericino de Salema Américo Matavele, tu mereces um prêmio até...por estar sempre no meu mural, em surdina. "Agramo" maningue de ti kkkkkk
17 hrs
Remove
Américo Matavele
Américo Matavele Kakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka... Não engana você.
7 hrs
Remove
Eduardo Domingos
Eduardo Domingos Nada vai se ocultar o tpc ja foi feito. Neste momento pede se a honestidade da frelimo pra ela dizer se tem ou nao a lixeira humana? Deve confirmar tambem se havia garimpo na zona. So o facto de se confirmar cadaveres espalhados pela mata é motivo bastante para se questionar quem costuma ir deitar corpos ali. Pelo que os corpos foram deitados em ocasioes diferenças mas o mesmo grupo de pessoas ia deitar ali.
Espero resposta da perg de jose José de Matos.
7 hrs
Remove
Juliao Gasolina Mapoda Mapoda
Juliao Gasolina Mapoda Mapoda Eziste sim
6 hrs
Remove
Jorge Macassane
Jorge Macassane Irmaos moçambicanos ja esta provado qui em moçambique a crimes d guerra feita pela frelimo e so esperar para tribunal penal internasional toma d istos so
6 hrs
Remove
Abel Zico
Abel Zico Informações em voz baixa da propria policia dizem estar confirmada a existencia da vala comum... So que estão a fazer como sempre, tentar esconder a verdade é mais nada!
6 hrs
Remove
Elsa Xerinda
Elsa Xerinda Para mim a questão não deve ser apenas se existe ou não alguma vala comum.Mas, a questão de fundo é a existência de pessoas que morreram nas zonas referidas. E o governo parece -me que não está preocupado com as 15 ou 13 vidas que se foram, mas sim em vir ao público e desmentir a existência da suposta vala comum . Sinceramente que governo é este que está preocupado com a delimitação territorial do país quando temos corpos espalhados numa determinada região. Será que a questão da delimitação territorial é mais importante que os corpos ali espalhados a apodrecerem sem nenhum rumo?
15 hrs
Remove
Joanguete Celestino
Joanguete Celestino Os jornalistas no terreno não estão a fazer um bom trabalho. Há todos sinais de poder haver mais informações.
3 hrsEdited
Remove
Calisto Cumbana
Calisto Cumbana Se até a dívida pública o governo negava não se esperava outra resposta além de desmentir só talvez mais tarde vão concordar
2 hrs
Remove
Armando Gild
Armando Gild Pode ser que haja uma VALA COMUM na medida em que ha condicionalismos para chegar-se ao local, ouvi na Tv que a tal zona esta a ser vigiada pelas FDS. Se nao tivesse nada nao haveria condicionalismos. Autorizava se logo os Jornalistas fazerem o trabalho no sentido de dissipar todas duvidas. As FDS o quê que estao a fazer no tal SITIO?
1 hrEdited
Remove
Astério Arlindo Chume
Astério Arlindo Chume Penso que de momento os moçambicanos deveriam estar preocupado com o fim do espectáculo de guerra que se vive no país do que estar a discutir de pessoas que jamais voltarão à vida.
Este tipo de discussão só abre espaço para nos dividir pois haverão grupos a procura de culpados. Temos que nos unir e dizer aos beligerantes que não queremos guerra, o resto discutimos quando estivermos em paz.
Remove
Nino Chirrime
Nino Chirrime Oh sr Carlos Shenga, esses problemas que enformam a sociedade moçambicana são variáveis que demonstram a falsidade de um Estado falhado.Instituições fracas,centralismo do poder,clientilismo,isto é, tudo que dwsconfiguradores um estado democrático.Questiono eu ao senhor,quem falou da existência de uma vala comum,quem tirou e veio confirmar a existência de corpos deixados a deriva e sem serem sepultados?engraçado é hoje comentas acerca do assunto,esta claro que numa argumentação precisamos de uma tese,antítese e síntese.O senhor foi ao encontro para ter a certeza que nada pode ter acontecido apenas profanação ou mentira,pelo menos eu como moçambicano acredito nos órgãos de informação que foram lá e reportaram, agora nas minhas instituições moçambicanas perdi credibilidade e é preciso ter muita coragem para aceitar elas.eu estou de acordo que existe vala comum e possível a existência de outras....

Verdade ou mentira?
Infelizmente, nao eh falsa a noticia de vala comum algures em Sofala!
Para onde vamos?
PS 1: Por opcao, nao (re)publico as fotos do Andre Catueira.
PS 2: Para onde vamos, mesmo, com coisas vergonhosas como estas?


LikeShow more reactions
Comments
Leonilda Sanveca Estamos muito mal como país. Vive-se uma incerteza total!
El Patriota O que mais me preocupa é o ânimo leve com que os tais "guias incontestáveis" lidam com o caos em que vivemos. Estão todos serenos, alegres e nem aí pelo abismo pra onde caminharmos. Triste.
Innocent H. Ab Estamos a caminhar para um momento em que todo pais vai ser uma vala comum.
Ericino de Salema Sofala e nao Manica, Innocent H. Ab. Ja rectifiquei!!!
Innocent H. Ab Esta bem mano...
Vitorino David De Quem seria a autoria das tais valas? Tá-se mal!
Muhamad Yassine Quando desmentiram fiquei feliz, convencido que desta vez era mesmo mentira. Agora com imagens e tudo .....
José de Matos Suspeito que os mesmos de sempre vao continuar a desmentir, apesar da evidencia!
Antonio Urbano Quem está dificultando o acesso?
Antonio Zacarias Dois apectos para reflexão! Catueira disse-me isso e muito bem, quando lhe perguntei sobre a veracidade desta noticia repugnante!
E agora, quem mexe com os que durante este tempo, seguiram os ideiais do passado!
Segundo, o mais relevante, à semelhança do anterior, foi activado o gabinete de fusilamentos lá no partido???

Izidro Ractone Acho que Innocent H. Ab não entendeu o post do ilustre ErciniiEricino de Salema . Manica é o local da fonte (André Catueira). Não é o local da vala comum. Não é verdade ilustre Sulema?
Ericino de Salema Ja corrigi, Izidro Ractone. Obrigado!
Izidro Ractone De nada ilustre Ericino de Salema
Innocent H. Ab eu tambem vou corrigir..
Armando Cuna Ericino sabes o que assistimos ha cerca de tres semanas no troco Caia-Nhamapaza? De repente a coluna para e do blindado sai um grupo de jovens armado ate aos dentes que estava a circular pela. Depois de uma breve troca de palavras o jovem eh preso e metido no blibdado. 4 dias depois na viagem de regresso calhamos com o mesmo grupo que nos escoltara na ida. Perguntamos pelo jovem que fora preso. Com um cinismo de bradar os ceus nos informaram: esse foi morto no mesmo dia. Curiosos quisemos saber se achavam que tinham feito. A resposta pronta: eles tambem quando nos apanham fazem isso. Eh terrivel nao eh? O Estado a coberto do Servico Militar Obrigatorio, pega no teu filho e lhe converte num vulgar assassino.
Adelson Rafael Triste o rumo que estamos dando a nosso Pais!
Armando Cuna ...interpela um jovem que estava...
Fernao Pengapenga Pois é! O que pareciam histórias dos outros, já acontece connosco. Não evoluímos em Direitos Humanos! Nunca a dignidade humana foi tão violentada como agora em Moçambique.
Fernao Pengapenga Pois é! Caríssimo, Ericino de Salema não há como promovermos uma acção popular ou coisa do género com vista a destituição deste governo. Isto é de todos os ângulos intolerável. O pior é quando se desmente algo tão sério. Já não cabe lamentações, uma acção cidadã, alguém disse que "'é preciso provocar um caos para gerar uma estrela". Se não acabarmos com isto, acabam connosco. É!
Like5May 2 at 1:13amEdited
Moty Farida Isto é um HORROR.Um Governo que mente publicamente mesmo quando há muitas evidências e antecedentes . Só passamos vergonha
Aziza Throne Nao sao coisas vergonhosas. Sao crimes hediondos
Elio Jonasse Lamentável.
Homer Wolf Sicqueê, com que então, segundo o Lenon eram apenas boatos de agencias a soldo do que ele chama de MNR, né?...
Abdul Jabaru Esta bem confirmada a existencia de corpos depositados numa vala aberta ha anos aquando da reabilitacao da estrada N1, sao corpos de militares tombados em combate, os restantes corpos encontrados na cercanias do tal buraco sao de camponeses barbaramente assassinados pelas FDS por suspeitas do seu apoio as forcas da Renamo. Nao ha como desmentir, estal la, e o cheiro nauseabundo vem de la.
Nito Ivo Mortos pelas armas compradas com dinheiro dos empréstimos ilegais. Pena mesmo não termos PGR neste país.
Like4May 2 at 10:06amEdited
Lenon Arnaldo As fotos de André Cuteira, são as que sustentam Sic, TV24 e agência lusa, incluindo, as redes sociais.

A pergunta que se impõe, até que ponto essas fotos são reais,ou melhor, tiradas na vala em Gorongosa.

A vala tem 120 ou 15; E pelas imagens que o AC postou no seu FB não passam 5/6 cadáveres.

Essas fotos foram tiradas na (des) vala em gorongosa ou, baixaram da net como o fizeram em relação às chamas do edifício da contabilidade pública a duas semanas atrás.

PS: AC é o mesmo Jornalista freelancer que cobria as visitas do líder mor, incluindo, no dia do ataques contra o líder

As agências de informação internacional ao citar um grupo de jornalistas como as fontes referem-se a pessoa AC.

Se a resposta for positiva então não vejo novidade.

Homer Wolf Simples; procura-as na net e vê se elas efecticvamente existem catalogadas como sendo doutro lugar qualquer...
Ariel Sonto Ntsem.
Ariel Sonto Ou mesmo ir ao local averiguar.
Lenon Arnaldo Simples, ir ao local.

O próprio AC no seu post cita como fontes "camponeses". À pergunta é: serão os mesmos que forneceram a foto daquela vala na Síria.

Homer Wolf Vá você. ora!... Afinal quem é que está aqui cheio de dúvidas e objecções? tsc
Elson Guila O próprio edil da Beira diz que mandatou os seus homens para o local mas o acesso não foi permitido por militares. Para o Lenoné caso para dizer mesmo "Vá você. ora!... Afinal quem é que está aqui cheio de dúvidas e objecções? tsc"
Like1May 2 at 10:59amEdited
Lenon Arnaldo Homer Wolf pelos vistos os boatos satisfazem-te. Do mesmo modo ontem acreditaste na vala da Síria e hoje acreditas na foto possivelmente do Sudão ou Nigéria.

Se isso satisfaz a alma, quem sou eu para contrariar.

Lenon Arnaldo Elson Guila o edil da Beira tem homens. São também forças residuais
Elson Guila Você só acredita no pronunciamento da Frelimo né? Espera pouco até reconhecerem. Não seria a primeira vez
Homer Wolf Não Lenon... Do mesmo modo que ontem também não acreditei quando defendeste (junto com os teus acólitos grin emoticon ) que não haviam refugiados mozes no Malawi...
Lenon Arnaldo Elson Guila não estou preocupado com a Frelimo, mas com a verdade.

Se para si mentir é defender uma causa ou, demostrar a sua militância a qualquer que seja o partido, claro, que não seja a Frelimo, é um problema só seu.

O que disse e digo, a haver uma vala ou corpos é possível até porque na zona em referência é uma zona de conflito permanente. Mas isso, não dá direito a quem seja para andar a distribuir rebuçados e mentiras.

Jornalistas que se preze não deve difundir uma informação tão grave como essa sem se ter dado o serviço de usar todos meios de prova que inclui ida ao local

Foi por isso, não tendo imagens da vala, que pegaram uma foto na net e colaram "vala em Gorongosa". Isso chama jornalismo meia tigela.

Homer Wolf Arrasta a foto para o campo "search" do Google e clica "enter"... eishiii
Elson Guila Lenon, mantenha a sua posição até morrer. Não sei porquê você insiste em falar das imagens da vala que, primeiramente, apareceram nas redes sociais, pois não foi a LUSA que as publicou no seu site. Houve sim uma reprodução da notícia nos sites locais q...See More
Like2May 2 at 11:29amEdited
Lenon Arnaldo Quando se tem ódio visceral como diria alguém por estas bandas, até absurdos se aceitam. Fazer oquê, fico com as minhas dúvidas e tu e seus arautos com a vossa verdade; O tempo e mister.

PS: qual é o governo que defendes, só a título de curiosidade.

Narciso Macuacua Lenon Arnaldo sabe muito bem que esse é o coro do partido. Quando quer ganhar tempo de apagar as evidências ou de reescrever a "história" diz que são "boatos" à semelhança das DÍVIDAS...
E nós que não somos distraídos SÓ estamos a espera... o tempo vaidizer.
Em vez de refutar a posição de AC apenas porque não trazer as suas evidências de "não autenticidade/ veracidade" das imagens do outro.
Use os meios disponíveis para desmenti-lo (e não calunia).

Lenon Arnaldo Quem alega deve provar e não mentir.
Homer Wolf Se quando prova vc não acredita... tsc
Lenon Arnaldo Homer Wolf fotos da Síria, caxemira é isso queres eu acredite. Tsc digo eu

Meus caros, estão muito nervosinhos, calma. O tempo é mister

Homer Wolf OK... vala dele está na Síria. Em Aleppo... tens razão
Nelsoncarlos Tamele Afinal a LDH ainda sta a espera do que? Devia ter sido a primeiro logo q rondou a primeira informacao dando conta a existencia da vala comum em canda!
Abdul Jabaru E preciso que a comissao dos DH, a LDH, os partidos politicos e outras ONG se juntem e exijam que lhes seja permitida uma viajem para esse local, os jornalistas internacionais tambem. Desde ja adianto-vos que os verdugos da frelimo vao recusar
Mussá Mohamad Mas afinal o desmentído era para provar oquê exactamente?

Que em "conflictos localizados" não há mortes?

Ou que os mortos são tratados com dignidade, trazídos para junto de suas famílias,assim que tombam?

Chande Puna E mesmo assim vao continuar a negar a sua existencia
Alex Paulo Dos Anjos O povo é tipo Tomas da Bíblia, só acredita vendo na STV.
Nito Ivo Se conseguiram esconder de todo mundo uma divida de "2mil paus" de dólares e ainda conseguir passar-se por um dos meninos mais bonitos do mundo, o que são 120 corpos?
É só fazer matemática simples: Cada um dos 40 só tem que esconder 3 corpos. Com o espaço que tem direito na AIM/TVM/RM/Sociedade Do Notícias fica simples.

Leonel Andre Matavele Hoje cedo ouvi o correspondente da RDP Arão Cuambe, no Africa Bom Dia a dizer que o Governo de Sofala e o governador da Gorongosa desmentiam e negavam a informação.
Pio Cassicasse Vamos a meio do ano 2016, já quase 1 semestre sem guerra mas com disturbios armados, aqui e acola...
Preocupado,
Foi localizada a Vala? Confirmam se os números? A comunidade internacional já endureceu as medidas? Já há candidatos ao TPI?
PS: Dados please...




Gosto
Comentar
Comentários
Egidio Vaz Perguntas bobas. E Júlio joga-se ao ridículo como uma criança ao ver um doce. Será que as 15 pessoas espalhadas pela mata afora e em estado degradado não é suficiente para achares que até era preferível a descoberta de uma vala comum? Onde está a sua sensibilidade humana? Jurista que és, ainda perguntas de forma cínica se há ou não candidatos ao TPI? Não vês que estás perdido?
GostoResponder512 h
Júlio Mutisse Responde às minhas perguntas. Há vala?
Júlio Mutisse Egídio, responde a minha pergunta sem adjectivar. Não vi noticiários por força do engarrafamento. Há vala? Diga sim ou não
GostoResponder312 h
Júlio Mutisse Há vala? Respondam please! A noticia indicava haver uma vala com centenas de corpos. Isso deu volta ao mundo. Egidio Vaz deu eco a esse assunto. Perante minha tentativa de confirmar a vala e as centenas de chassinados ninguém confirma.....???
Haviam ossadas...

GostoResponder512 h
Egidio Vaz Eu dei eco à uma notícia que partilhei. Não sou fofoqueiro. Está no meu mural. Foi aquilo que se confirmou hoje
GostoResponder112 h
Júlio Mutisse Então há vala. Obrigado por confirmar
GostoResponder112 h
Egidio Vaz Você Júlio, vá ler o que escrevi. E o que citei. Se citei Vala ok. Caso não a info está lá ainda.
GostoResponder112 h
Júlio Mutisse Egidio, a notícia de que falas falava de centenas numa vala, ossadas inclusas. No seu comentário fala de 15 mortos espalhados, se esses 15 confirmam a vala de centenas incluindo ossadas estamos kits meu irmão. Eu só queria confirmar isso.
O passo seguinte é saber como e porquê aquelas pessoas morreram e às mãos de quem. Há que responsabilizar essa gente.

GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Júlio Mutisse A STV anunciou hoje que os camponeses confirmam existir valas. Recordo me que a STV reportou casos de refugiados em Malawi no entanto houve tentativa por parte do governo de desmentir isso inicialmente ate que aceitaram publicamente. Nao sera diferente com as valas porque OSSOS DE UMA PESSOA nao tens como destruir facilmente.
GostoResponder11 h
Egidio Vaz Júlio, a notícia está construída exactamente ao contrário do que conta. Os jornalistas viram e contaram 15. Só não se fizeram até a Vala porque segundo eles, encontra-se guarnecida e ainda Assim era perigoso.
GostoResponder111 h
Egidio Vaz Agora Júlio, porquê é que o teu governo cagou três vezes em frente do povo recusando qualquer alegações de mortes em massa sem antes ter ido verificar?
GostoResponder111 h
Júlio Mutisse Egidio e Assis... havia uma vala, o Governo anunciou uma expedição com guarnição e tudo. Encontraram a Vala ou não? HÁ VALA?
GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Egidio Vaz nolstagia do Governo
GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Júlio Mutisse Tenho absoluta certeza que se fizeram ir a espacos longe dos que sao dados como verdadeiros como fez o Joaquim Verissimo aquando do inquerito as zonas ditas dos refugiados.
GostoResponder11 h
Egidio Vaz A missão ficou pelo caminho. A zona dos eventos é limítrofe com Manica pelo que os Sofalenses se limitaram em provar que na sua província nada havia. Mas o assunto é interprovincial. Se quisessem dissipar os equívocos a equipa entrava em Manica e fechava o assunto. Ou seja, mesmo quando o governo entende fazer bem, abandona o bem pelo meio.
GostoResponder111 h
Júlio Mutisse Para mim os factos são relevantes. A ficção é irrelevante.
Parto da notícia que órgãos de reconhecido prestígio deram eco: vala com centenas.
Quero o Double check.
Depois a conclusão. Ficamos na notícia primária ou na verificação de hoje?

GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Júlio Mutisse Concordo vincadamente consigo no entanto as vezes temos que levar conosco este ditado "Nao ha fumo sem fogo" porque so assim nos conduzimos para as verdades.
GostoResponder11 h
Egidio Vaz O que VI hoje não é novidade. Sei desde o dia 1. Você é que quis ouvir de uma fonte governamental. A Vala existe de princípio. O mais difícil seria dizer que não existe. A razão é simples. Nem o próprio governo deu a entrevista no local dos corpos. Júlio pá, você é muito sério para este debate pequeno.
GostoResponder211 h
Carlos Edvandro Assis Egidio Vaz e nao é de nos surpreender porque ja estamos habituados a este ping pong do nosso governo em que dao por nao dito inicialmente para depois darem por dito.
GostoResponder11 hEditado
Júlio Mutisse Egidio o Adilson juntou um link interessante. A ONU quer ter acesso a vala. Acho que aí já vais concordar com a ideia.
Sou mesmo muito sério meu irmão. Mas era fundamental, para mim, confirmar cruzando várias fontes testemunhais. Como dizes, se a vala já se movimentou de Gorongosa para manica, no mínimo há imprecisões que é importante limar.

GostoResponder11 h
Júlio Mutisse Eu quero saber bem não para usar como arma de arremesso ao Governo, mas para poder juntar a minha voz de consciência clamando pela responsabilização.
GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Júlio Mutisse Ainda ontem tive a oportunidade de conversar com um jovem vizinho militar que desertou as fileiras largando a arma no mato e pedindo por roupa civil nas aldeias de modo a que ele podesse chegar a casa e ele diz existirem inumeras valas por aquelas zonas de conflicto. Mais ainda, ele diz a situacao ser dificel porque esta se sacanando pessoas a morte.
GostoResponder11 hEditado
Carlos Edvandro Assis E mais estes tipos de relatos vem de fontes seguras (cidadaos tanto militares como civis) que vivenciam estas atrocidades porque estes tem pais, primos, sobrinhos, avos, tios etc etc com quem eles partilham as suas experiencias.
GostoResponder11 h
Júlio Mutisse E a vala depois desses relatos? Cadê? Veja um comentário do Egídio mais acima sobre interprovincialidade deste assunto. A vala já estará em Manica... imprecisões. Podemos acertar isso.
Carlos, eu faço fé deste meu amigo Egídio. Vamos limar as pontas soltas e procurar responsáveis...

GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Vou dar te um simples exemplo: Quando ha um acidente entre dois carros muito longe donde a Policia de transito esta quem traz vestigios de como as coisas aconteceram sao as pessoas que presenciaram in loco (in situ) mas no entanto a Policia trara as suas conclusoes mediante relatos de testemunhas e aquilo que eles acham conveniente para traducao dos seus mapas e etc. Aponto a questao das valas para a mesma situacao.
GostoResponder11 hEditado
Júlio Mutisse Se quisermos responsabilizar quem quer que seja nos termos em que esta notícia foi difundida há que localizar a vala. Se não for achada...
GostoResponder11 h
Carlos Edvandro Assis Confesso que gosto assaz o jornalismo profissional que fazem o pessoal das cadeias de televisao como CNN, Al Jazeera, BBC World e etc eles fazem trabalho de campo sem medo, receio, vergonha, intimidacao e puxismo trabalham em baixo de balas, bombas etc etc riscando as suas vidas pra trazer a imagem real do factos no campo. Tenho a certeza que estes poderiam ajudar nos a sacudir a duvida em relacao a questao das valas coisa que os nossos jornalistas nao conseguem fazer. Os nossos jornalistas contentam se por fazer reportagens de festas, casamentos e etc e orgulha-se de estarem a trabalhar.
GostoResponder10 hEditado
Júlio Mutisse É isso que quero.
GostoResponder10 h
Afifa Taquidir Pelo que pude acompanhar nas notícias os nossos jornalistas não tiveram tomates para entrarem nos carros e ir até a província de nanica que dista a 5km para verificar a veracidade da vala. Limitaram-se a seguir o que dizia a pessoa que os acompanhou " aqui na província de sofala não ha vala, talvez na de manica mas isso ja carece de outro tipo de trabalho. O administrador do Distrito tem que comunicar com o governador que por sua vez comunicará com a governadora de sofala,blá blá bla" e ficaram por ai. Tipo ja fizemos nosso trabalho.
Forbes Nhaca Não foi apanhada vala nenhuma, mas sim os 9 cadáveres que estavam por baixo de uma ponte e outros nas matas próximas no total pré faziam 15, também isso foi na província de Manica. Foi mais uma desinformação protagonizada pela agência Lusa.
GostoResponder212 hEditado
Egidio Vaz Acho que o ilustre não lê notícia nenhuma. Nem da Lusa muito menos o Desafio. Quem leu a Lusa ou DW sabe do que digo.
GostoResponder212 h
Forbes Nhaca Meu caro Egídio Egidio Vaz,quem te disse que eu respondia a ti, eu estava a responder a pergunta do Júlio Mutisse, quanto a outra coisa eu não preciso de ler noticias da lusa nem de outros paises para ter noticias do meu país. Mas para teu conhecimentoeu tenho acesso a quase todos orgãos de informação e canais de televisão mesmo os por satélites e a cabo. Quando alguém não é mal educada não ofende quem não conhece, a tua dita intelectualidade pode levá-lo ao cúmulo de pensares que sabes tudo,enquanto na realidade não passas de um palhaço.
GostoResponder211 hEditado
Júlio Mutisse Moderem... minha casa anda arrumada e com a loiça no lugar. Não a partam.
GostoResponder111 h
Egidio Vaz Forbes Nhaca, assumamos que esteja a falar a verdade, que sou um palhaço. Oque isso muda em ti? O senhor leu o Lusa? Têm pelo menos a noção das vias pelas quais é distribuído? Hum?
GostoResponder14 hEditado
Arlindo Chibebe Ilustres, acho que sendo Macossa vizinho de Gorongosa é provável que os corajosos jornalistas da Lusa e DW tenham se enganado.
Em nenhum momento os ditos jornalistas afirmaram ter encontrado uma vala comum. Falaram dos corpos espalhados e da dificuldade em chegar a tal vala comum.

GostoResponder4 hEditado
Júlio Mutisse Portanto, a tal vala comum existe. Há de se chegar a ela. Espero. Pela dignidade de quem lá está.
Júlio Mutisse Não sou insensível aos tais 15 corpos encontrados meus conterrâneos mortos num conflito sem sentido. Mas estamos a falar de vala com centenas... foi essa vala onde se encontravam os 15 Chacate Joaquim?
GostoResponder212 h
Zarito Mutana Falta de sensibilidade hem brada.
GostoResponder111 h
Júlio Mutisse Zarito, há vala? Não venha com demagogia aqui. Responde.
GostoResponder11 h
Ser - Huo Vai ser difícil ter essas respostas. Eu estou a espera dessa informação localmente, e não só pela Lusa.
GostoResponder11 h
Nadinho Mate Tou preocupado.
Ora nao existe vala comum(alguem do Governo disse) hoje ha vala comum mas não tem bala.

Onde está a verdade?

GostoResponder111 h
Júlio Mutisse É essa verdade que procuro Nadinho e acho a atitude da ONU sensata conforme link do Adelson acima. É que doutra forma andaremos aqui a fazer ficção de eventos só.
Não vi noticiários e eu tenho interesse em saber, de facto, o que se passa. É fácil pela conveniência fazer fé só a LUSA que até pode estar a dizer verdade. Mas é importante o acesso e verificação até para se conhecer quem está lá e dar funeral condigno.

GostoResponder111 h
Alfredo Chambule "Veritatis simplex oratio." Já diziam os Romanos, na seu latim erudito.
GostoResponder11 h
Júlio Mutisse Edgar Barroso chamou me a outro sítio onde se discute este assunto. Tanto la como aqui há quem jura que a vala existe apesar de não ter la chegado. Um facto mesmo são os 15 mortos achados e há quem jura poder juntar outros.
Como ja disse aqui, Morreram ali moçambicanos em circunstâncias em que não deviam morrer. A mim interessa saber que não existe a vala por isso estou a perguntar se alguém a viu. 120 pessoas é muita gente... se não morreram todos esses e não foram depositados indignamente num sítio ignóbil desses fico feliz.
Isso me torna insensível aos 13/15? não. Mas se a vala não se confirmar ficarei feliz, não pelo governo. Mas pela minha consciência humana.

GostoResponder311 h
Benny Matchole Khossa Júlio Mutisse, a tua questão é não existir uma vala (tipo, algo cavado) ou é não existirem corpos? Preciso mesmo perceber, para ver se continuo...
GostoResponder211 h
Júlio Mutisse Toda esta celeuma se levanta pela vala comum com 120 corpos meu irmão. Meu ultimo comentário é elucidativo
GostoResponder11 h
Benny Matchole Khossa Júlio Mutisse, Julioooooooooooooo, unga hlamula. O problema é a vala ou são os corpos?
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse A vala com 120. É que os corpos reportados podem ser um número a acrescer aos 120 e ninguém me está a dizer que sejam parte dos 120
GostoResponder10 h
Benny Matchole Khossa Os 120 são mais mortos que os 15 da imagem?
GostoResponder10 h
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse Não te chocam 120 pessoas mortas? Não te interessa saber onde estão? Não te interessa que lhes seja dado funeral condigno, que as famílias rezem por elas?
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse Como moçambicano, o país está no mundo pelas piores razões, com risco de ser sancionado. Isso não te choca Benny? Como jurista, para clamares por responsabilização não te interessa o todo?
GostoResponder10 h
Benny Matchole Khossa Sanção, bem merecida, diga-se de passagem. Quando tens um miúdo mal comportado, falas, falas e falas e nada, tens de escalar o nível. Aplicar sanções mais severas. Estamos mal, é preciso reconhecer. Estamos na boca do mundo pelas piores razões, por mérito próprio. Elegemos os errados, os errados fizeram o que melhor sabem fazer: coisas erradas, que nos levaram a uma guerra e depois à bancarrota que aí se aproxima. Estamos no cadafalso, só falta abrirem a escotilha para se consumar o enforcamento. Temos uma classe política que come tudo e come sozinha, são gestores duvidosos, porque nada produzem (só se metem em prestações de serviço com objecto duvidoso... Todos, sem excepção). Não vejo porque é que a diferença de 120 para 15 irá melhorar nossa imagem internacional. De facto não entendo. Reconheço que pode ser problema de compreensão meu, mas não consigo perceber como é que o número melhora a nossa já corroida imagem internacional. Podes me ajudar a perceber, Júlio Mutisse?
GostoResponder110 h
Benny Matchole Khossa O bem Jurídico vida de um indivíduo não tem menor valor que o bem Jurídico vida de 15... Ou De 120...
GostoResponder10 h
Benny Matchole Khossa A mim chocam os 120 sim. Como chocam os 15 e choca também a pessoa que morre assassinada em plena marginal por falta de segurança quando preferimos investir em matérial para a polícia reprimir manifestações, em detrimento de material para descansar sequestros, assassinatos que afugentam os investidores e a pouco classe média do país. Isso me choca também e a ti não, Júlio Mutisse?
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse Devemos nos envergonhar de 1, 15 ou 120 meu caro. Vai convir comigo que 120 mortos são 120....e não 1. Se isso lhe é indiferente epa. Respeito.
GostoResponder10 h
Benny Matchole Khossa Júlio Mutisse, em verdade lhe digo, que a minha indignação seria a mesmo se já estivesse abandonado e sem explicação um só corpo humano, não interessando de que nacionalidade, região oh partido político... É uma questão de humanismo... Pelo menos é assim como entendo a questão
GostoResponder210 h
Júlio Mutisse Entendemos da mesma forma Benny. Estou indignado com tudo isso. Tão indignado que quero que a questão da vala seja esclarecida para que esses moçambicanos oi esses seres humanos sejam sepultados condignamente. Se o mundo a anunciou há que a encontrar também, ou se alguém mentiu sobre um tema tão sensível que seja desmascarado.
GostoResponder111 h
Egidio Vaz Este post é de um dos jornalistas que hoje esteve na tal comitiva. E veja como ele escreve...a caminho da vala comum...atenção
GostoResponder111 h
Júlio Mutisse "A caminho da vala comum"
Ele chegou lá?
Esses corpos existem e só temo que existam mais 120 já anunciados pelo mundo fora. Ele, parece, já parte do princípio de existir mesmo não reportando sobre ela em termos do que viu lá.

GostoResponder10 h
Egidio Vaz Tchau.
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse Boa viagem.
GostoResponder10 h
Adelson Rafael Julgo que ha consenso sobre a existencia de corpos, somente discuti-se a veracidade dos numeros, 15 contabilizados ou 120 mencionados em suposta vala comum
GostoResponder10 h
Júlio Mutisse Exacto Adelson.
GostoResponder110 h
Ser - Huo O problema desse "a caminho" é que nunca se chega ao destino.
Júlio Mutisse O país deve se envergonhar dessas mortes todas. Entre os que aí jazem e os condignamente enterrados.
O país deve levantar a voz e buscar responsabilização dos que aí plantam terror, dos que matam etc.
O país deve se preocupar quando o mundo anuncia 120 numa vala. O país deve encontrar essa vala, engajar seus melhores profissionais e procurar dar dignidade as pessoas e conforto às famílias.
Estará alguém contra?

GostoResponder10 h
Rildo Rafael O país deve se envergonhar de todas as mortes sem distinção! De todos os moçambicanos que perdem suas vidas! Este tem de ser o caminho que devemos seguir! O país deve envergonhar e buscar consenso! ConcordoJúlio Mutisse...
GostoResponder110 h
Feliciana Patricio Meu eterno chefe, nao interessa se ha corpos na vala ou a ceu aberto o que interessa é que nao haja mais moçambicanos a morrerem de qualquer maneira,atirados como se de ratos se tratassem por motivos que nao se justificam, aliás,nada justifica o assassinato de humanos e até mesmo animais.
GostoResponder4 h
El Patriota Aguardemos com serenidade. Não há nada encoberto que não virá a ser descoberto....
GostoResponder24 h
Fernandes Muchanga O governo nunca irá admitir a existência da vala comum, do mesmo jeito que nega que estamos em guera.

Resta cada um saber que a informação é deturpada da melhor forma possível para não agitar o cidadão...

GostoResponder3 h
Zarito Mutana Este país me dá vergonha. E muito triste o que está acontecer,Júlio Mutisse acho que estas todas provas são suficientes para remover este post. Bom dia amigo
GostoResponder3 h
Amelia Jasse Kkkkkkk,nao tera nenhuma resposta positiva
GostoResponder2 h
Celso Cossa Meu caro Júlio Mutisse, Ontem 05/05/2016 uma comitiva de governo de Sofala deslocou-se para Gorongosa e foram vistos pelas redondesas do fomoso buracao, os corpos de seres humanos espalhados. Reconfirmou-se as noticias da Lusa e DW (Português para África). As fotos ja estao a circular, e sao chocantes. Queres ver?
GostoResponder11 h
Júlio Mutisse Feliciana minha querida, já me pronunicei sobre a minha preocupação e vergonha com as mortes que ocorrem. Estou chocado com estes 15 jogados ali onde foram encontrados e muito envergonhado pelo retrocesso nos nossos valores como homens e como pessoas. Não estou preocupado em provar que não existe a vala, estou preocupado que ela possa existir e, mais do que isso, quero que as 120 almas anunciadas possam ser humanamente tratadas como estas 15 encontradas. Só isso...
Júlio Mutisse Zarito Mutana coloquei perguntas para as quais não tenho respostas ainda e este post continuará aqui. Se já está satisfeito mantenha se quieto. Quem decide o que se escreve aqui e o que sai sou eu. Quem define o nível de satisfação às perguntas feitas sou eu. Deves ter um mural vá tomar as decisões lá.
Júlio Mutisse Celso Cossa dessa expedição de ontem a única coisa infeliz confirmada são as mais 15 almas que jazem ao relento. Pergunto pela vala pelas razões expostas no comentário anterior e em muitos outros anteriores e nas respostas a insistências de outros amigos.
Júlio Mutisse Celso Cossa dessa expedição de ontem a única coisa infeliz confirmada são as mais 15 almas que jazem ao relento. Pergunto pela vala pelas razões expostas no comentário anterior e em muitos outros anteriores e nas respostas a insistências de outros amigos.
Júlio Mutisse Meus caros amigos, não estou preocupado em provar que a vala não existe. Seria insensato da minha parte. Como diz El Patriota não há nada encoberto que não venha a ser descoberto. Foi assim com as dívidas.
Um grupo de jornalistas foi até aquelas matas para confirmar uma vala com centenas de corpos humanos. Centenas... isso deve nos preocupar a todos. Há uma carnificina em curso e há quem a está a encobrir. Essa expedição não confirmou essa vala, mas trouxe nos um dado novo, 13 corpos humanos espalhados algures. Não sei se fazem parte dos 120 ou (existindo estes) estes novos se acrescem a esses.
Não estou a procura de julgar ninguém. Mas se alguém andou a colocar lá numa vala centenas de pessoas deve ser encontrado e responsabilizado tal como o responsável pela morte dos encontrados ontem se não for o mesmo. Da mesma forma, se alguém manipulou informação deve ser responsabilizado ética e profissionalmente.
Morreram compatriotas não hajam dúvidas e isso deve nos envergonhar, seja 1, 2 ou 1000. Mas se existe vala essa deve ser mostrada e seus responsáveis responsabilizados.

COISAS DO MEU PAIS

Quando éque as nossas autoridades serao elas a comunicar algo estranho aos orgaos de comunicaçao social em primeira mao?
Pelo que noto me parece ser a comunicaçao social que sempre dá alerta as autoridades.
Ora vejamos: as dividas foram despoletadas pela imprensa e as autoridades que deviam ser elas a comunicar o fizeram tardiamente.
Agora temos o caso da vala comum que as autoridades negam existir reconhecendo por insistencia da imprensa a existencia de apenas 13corpos. Mas esta (imprensa) ainda reporta a existencia de mais corpos pela mata a dentro. Espero que um dia as autoridades venham confirmar a existencia da vala comum.
Pela minha experiencia de vida neste pais penso que irao nos confirmar isso pois mesmo a existencia dos 13 havia se negado.
A policia negou que haja pessoas mortas e espalhadas pela mata e agora ja se confirmou,sera que aquele policia que deu aquela conferencia de imprensa negando nao tem vergonha na cara?

GostoMostrar mais reações
Comentar
Comentários
David Chifeche É uma prova de que os que nos guiam são todos farinha do mesmo saco. Mas o que me inquieta é a sociedade civil que se mantém quieta perante estas barbaridades todas.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook