quinta-feira, 19 de maio de 2016

EgyptAir: Governo confirma português a bordo do aparelho

Voo da EgyptAir entre Paris e Cairo desaparece com 66 pessoas a bordo

Há um português entre os passageiros. Voo partiu do aeroporto Charles de Gaulle quarta-feira à noite e devia chegar ao aeroporto internacional do Cairo na madrugada desta quinta-feira.
Um avião Airbus A320 da Egyptair desapareceu dos radares na madrugada desta quinta-feira quando sobrevoava o Mediterrâneo. O voo MS804, que fazia a ligação entre Paris e Cairo, levava 66 pessoas a bordo, entre as quais um cidadão português. 
Entre os passageiros há 30 egípcios, 15 franceses, dois iraquianos, um britânico, um belga, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um argelino e um canadiano. Da lista constam dois bebés e uma criança cuja idade não foi avançada.
Num comunicado divulgado através das redes sociais, a EgyptAir informa que o avião transportava 56 passageiros, sete membros da tripulação e três seguranças, num total de 66 pessoas.
O governo francês convocou uma reunião de emergência para discutir o incidente, anunciou o gabinete do Presidente François Hollande, que já contactou o seu homólogo egípcio, Abdel Fattah al-Sisi. França e Egipto estão a cooperar para averiguar o que terá acontecido.
Numa breve declaração à radio RTL, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, garantiu que tudo está a ser feito para que o aparelho seja encontrado e disse que ainda é cedo para se avançar qualquer explicação: "Nenhuma hipótese está descartada."
A companhia aérea tem repetido nas redes sociais Facebook e Twitter que ainda não há qualquer indicação sobre as razões do desaparecimento do avião: "A EgyptAir nega quaisquer informações enganadoras publicadas porsites de notícias e nas redes sociais sobre a razão do desaparecimento do voo MS804, e a companhia confirma que o motivo para o desaparecimento ainda não foi confirmado", lê-se no comunicado publicado às 9h (hora em Portugal continental).
Segundo a Egyptair, o dispositivo de emergência do avião emitiu um sinal às 4h26, cerca de duas horas depois do último contacto. O MS804 desapareceu dos radares depois de entrar no espaço aéreo egípcio.
O voo partiu do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, às 23h09 de quarta-feira, hora local (menos uma hora em Portugal continental), e devia chegar ao aeroporto internacional do Cairo na madrugada desta quinta-feira.
O trajecto do voo MS804 FLIGHT RADAR 24
No aeroporto do Cairo já foi criado um centro de crise, para as onde as autoridades estão a reencaminhar os familiares das pessoas que viajavam a bordo do voo MS804. Foram disponibilizados médicos e psicólogos.
Segundo a Egyptair, o piloto tinha 6275 horas de voo, incluindo 2101 aos comandos de um Airbus A320. Informações divulgadas inicialmente indicavam que o avião desaparecido era um Boeing 737-800. O avião desaparecido foi fabricado em 2003, segundo a companhia aérea.
Neste momento decorrem operações de busca, envolvendo as Forças Armadas egípcias e meios da Grécia. As buscas concentram-se no Mediterrâneo, a cerca de 280 quilómetros da costa norte do Egipto, zona onde o contacto foi perdido. site MarineTraffic partilhou um vídeo com o trajecto dos navios eque estão a ser enviados para a área, a partir do Egipto e da Grécia. 

   A secretaria de Estado das Comunidades confirmou hoje à agência Lusa a existência de um português a bordo do avião da EgyptAir, que voava de Paris para o Cairo e que se terá despenhado no Mediterrâneo.

© Lusa
PAÍS TRAGÉDIAHÁ 10 MINSPOR LUSA
Uma fonte da secretaria de Estado das Comunidades disse à Lusa que "já há uma confirmação oficial da nacionalidade do passageiro".
PUB
"Ainda não sabemos mais pormenores. Só temos a confirmação de que há um passageiro de nacionalidade portuguesa", salientou a mesma fonte.
O avião da EgyptAir, com 66 pessoas a bordo, desapareceu dos radares hoje de madrugada, enquanto efetuava um voo entre Paris e o Cairo, informou a transportadora.
A maioria dos passageiros e tripulação eram egípcios (30) e franceses (15).
No avião, que voava de Paris para o Cairo, viajavam também dois iraquianos, um britânico, um belga, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um argelino e um canadiano.
Uma fonte aeroportuária grega disse entretanto que o aparelho despenhou-se ao largo da ilha grega de Karpathos, no Mediterrâneo.
Num comunicado divulgado através das redes sociais, a EgyptAir informou que o voo 804, do avião Boeing 737-800, partiu do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, na quarta-feira à noite, e devia chegar ao aeroporto internacional do Cairo na madrugada de hoje.
O avião desapareceu dos radares depois de entrar dentro do espaço aéreo egípcio, segundo a companhia aérea.
Neste momento decorrem operações de busca no Mediterrâneo, envolvendo as Forças Armadas egípcias e meios da Grécia.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook