quarta-feira, 4 de maio de 2016

Camponeses confirmam presença de corpos de pessoas mortas em Macossa na província de Manica

Camponeses confirmam presença de corpos de pessoas mortas em Macossa na província de Manica

No local não foi encontrado nenhuma vala comum
As autoridades administrativas e comunitárias da região de Canda, distrito de Gorongosa, em Sofala, garantiram, na tarde de hoje, à imprensa, na região de Muera, que não existe nenhuma vala comum naquela região do país, tal como foi reportado nos últimos dias por alguma imprensa nacional e internacional.
No entanto, inconformado com a versão oficial em torno da suposta existência de uma vala comum em Muera, a nossa equipa de Reportagem decidiu atravessar  o rio Nhaduwe,  que separa o distrito de Gorongosa, e distrito de Macossa, que pertence a província de Manica, onde encontrou um grupo de camponeses e garimpeiros que se encontrava nas redondezas. Estes confirmaram a existência  de pessoas mortas nas matas e não de uma vala comum. Mas não em Muera, no distrito de Gorongosa, que pertence a província de Sofala, mas sim no distrito de Macossa, província de Manica, onde a nossa equipa de Reportagem não apurou a existência de uma vala comum.

Notícia em desenvolvimento.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook