sexta-feira, 20 de maio de 2016

As perdizes atacaram fortemente 3 autocarros da Nagi hoje 20/5/16

MOÇAMBIQUE ESTA EM GUERRA
Caros compatriotas, evitem viajar em autocarros das transportadoras Nagi (segundo fontes, pertencente ao ex ministro dos transportes de Guebuza Gabriel Muthisse) e Etrago (de Alberto Chipande). As duas transportadoras, para alem de transportar passageiros, também tem transportado militares geralmente em trajes civis, porque têm um contrato de prestação de serviço com o ministério da defesa.
As forças da Renamo nao tem como distinguir se sao civis ou militares mesmo que tenham recebido com antecedencia informacoes de inteligência.
Mas o melhor e parar de viajar ou transportar carga. O pais esta em guerra e ha muitos grupos errantes de desertores das forcas da frelimo e podem molestar os automobilistas. Nao ha segurança nas estradas.
ACCOES MILITARES
MUXUNGUE
As perdizes atacaram fortemente 3 autocarros da Nagi hoje 20/5/16 por volta das 7 horas na zona de Chirongue em Muxungue. A coluna ia no sentido Muxungue-Save. Ha registo de muitos mortos e feridos graves.
MORRUMBALA
Os rangers da Renamo atacaram um Nagi transportando militares, que ia no sentido Quelimane - sul do pais. Isto foi por volta das 8 de hoje na zona "Tomo Oliveira" no troco Nzero-Nicoadala e uma hora depois outro nagi também com militares a bordo e que seguia o mesmo foi atacado no mesmo local. Mortos e feridos foram registados.
MOCUBA
Ja ontem 19/5/16 em Nampevo, as perdizes atacaram um blindado no troço Mulevane-Murrotone, o blindado saia de Nampevo para Mugeba. O blindado conseguiu escapulir mas com danos.
Em Mugeba as FIR montaram a sua posição próximo as aldeias e desde ontem estao a queimar palhotas das populaçao perto do mercado de Murotone.
Este e o modus operandi daa forças da frelimo sempre que sofrem derrotas militares frelimo aos homens verdes de Renamo, descarregam a sua furia na população.
Unay Cambuma
DONDO DEBAIXO DE FOGO.
. Distrito de Dondo em Sofala esta neste momento sob fogo cruzado. Segundo fontes bem colocadas, as tropas da frelimo e Forças da revoluçao de Moçambique estao a trocar tiros em Dondo concretamente na zona de Balança.

. Estamos acompanhar e traremos mais detalhes.
Homens da Renamo intensificam ataques em Murothone
Com a presença Vice-Comandante Geral da PRM
Na noite de quarta para quinta-feira, os tiros voltaram a se ouvir na região de Murothone, distrito de Mocuba.
Conforme avança a Rádio Moçambique, algumas viaturas foram atacadas por homens armados da Renamo que tem vindo a semear terror naquela região da Zambézia.
Esta estação emissora vai mais longe noticiando que, neste ataque de Murrothone ocorrido esta quarta-feira à noite, houve feridos graves que foram evacuados ao Hospital do Ilé e outros seguiram para Gurué.
Em entrevistas, algumas destas pessoas disseram que só começaram a sentir balas e os mais corajosos não abrandaram a marcha tendo rapidamente saído do local.
Presença de Weng não assusta
A intensidade dos ataques na região de Murothone tem vindo a ganhar espaço nos últimos dias. Com este desta quarta-feira, já são quatro episódios tristes em menos de 7 dias.
Mesmo com a presença do Vice-Comandante Geral da Polícia da República de Moçambique, José Weng San, os supostos homens da Renamo nem sequer se assustam, sinal de que a palavra de ordem daqueles homens é mesmo abater quem estiver mais próximo.
Contraste de Mahunguele
No dia 17 de Maio corrente, dia em que a PRM celebrou os 41 anos da sua criação, o Comandante Provincial da PRM nesta parcela do país, João Mahunguele teria dito que a província esta(va) controlada, do ponto de vista de ordem e tranquilidade pública, mesmo sabendo que dias antes haviam sido registados ataques que culminaram com morte de uma pessoa. Não passou muito tempo, eis que mais uma vez, Mahunguele é posto à prova.
Os homens da Renamo devem estar a dar mostras que a província, pelo menos a região de Murothone e Zero não está controlada pelas autoridades. Refira-se que as Forças de Defesa e Segurança já tem posicionadas várias frentes, mas mesmo assim, os ataques intensificam-se.
DIÁRIO DA ZAMBÉZIA – 20.05.2016





O director do Centro de Prevenção do Genocídio nos Estados Unidos pediu hoje à comunidade internacional atue rapidamente em conflitos locais, como é o caso de Moçambique, para evitar uma escalada de violência que crie problemas maiores.
“Estamos preocupados porque o que hoje se passa em Moçambique” pode transformar o país “numa Síria amanhã”, se não se tomarem “ações no início para evitar uma escalada no conflito”. Quando a “violência deflagrar, a resposta da comunidade internacional será sempre mais lenta”, considera Cameron Hudson, chefe do Centro Simon-Skjodt que investiga prevenção de conflitos.
O diretor do Centro de Prevenção ao Genocídio foi um dos curadores do Fórum Global para o Fim do Genocídio realizado, nesta última quinta-feira, no Museu do Memorial do Holocausto em Washington.
Entre 2005 e 2009, Hudson dirigiu o setor de assuntos africanos no Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca.
Em declarações à Lusa, Hudson analisou fatores locais de níveis de insegurança para que casos como o de Moçambique não se transformem em conflitos de maior escala.
“A partir de investigações académicas, sabemos que uma das variáveis é o facto de sociedades já terem vivido altos níveis de violência no passado, tendo como alvo a população civil. Este é o indicador número um para que haja um retorno mais forte de violência no futuro”, disse à Lusa.
Nos últimos meses, Moçambique tem conhecido um agravamento da violência, com relatos de confrontos entre a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo) e as forças de defesa e segurança, além de acusações mútuas de raptos e assassínios de militantes dos dois lados e ainda ataques atribuídos pelas autoridades ao braço militar da oposição a alvos civis no centro do país.
Outros fatores que especialistas valorizam para avaliar o grau de risco de possíveis conflitos incluem o tipo de governo de um país, o seu grau de diversidade étnica, religiosa ou tribal.
“Também avaliamos o quanto do orçamento de um Estado é destinado para fins militares, além dos níveis de corrupção. Num país que exibe todos estes indicadores, com altos níveis de desigualdade social entre ricos e pobres, em que a riqueza está concentrada numa elite minoritária, tudo isso pode convergir para um alto nível de risco”, analisou.
A Renamo ameaça tomar o poder em seis províncias onde reivindica vitória nas eleições gerais de 2014.
O seu líder, Afonso Dhlakama, exige a investigação de abusos de direitos humanos em Moçambique e alegadas mortes e desaparecimentos de membros e simpatizantes do seu partido.
No centro do país, foram encontrados corpos abandonados na mata, um caso que suscitou a condenação da comunidade internacional.
No início de março, estavam mais de 11 mil refugiados moçambicanos no vizinho Malaui. O International Crisis Group colocou Moçambique em “alerta de risco de conflito”.
Segundo o diretor do Centro de Prevenção ao Genocídio, há uma “enorme variedade” de estratégias de prevenção de atrocidades que são de baixo custo e eficazes.
“Quanto mais cedo formos capazes de identificar os sinais prematuros de um conflito, mais poderemos tomar ações, através da ajuda ao desenvolvimento, fomento do diálogo político e diplomático e formação de populações como a construção de sociedades mais resilientes”.
No entanto, todas estas ações de prevenção demoram. “Não se muda sociedades de um dia para o outro”, avisou.
Para evitar que o pior ocorra em Moçambique, Hudson defende a criação de sistemas e redes locais de alerta rápido para evitar e mediar conflitos.
“É muito específico para cada contexto e é um processo que deve ser desenvolvido localmente”, disse.
Duas décadas após os acordos de paz em Moçambique, a sociedade ainda está a “cicatrizar suas feridas”, acrescentou.
Fonte: Lusa
Comments
Costa Manhiça Voz do povo
Like3 hrs
Gildo Frios E agora? Como vai ser? Ta se mal
Like3 hrs
Samuel Bola É so nao viajar nas tais transportadoras acima mencionado no posts
Like3 hrs
Americo Augusto Toeza Ta se mal, e porq as nao ouvem? E continuam a viajar nesses autocarros? Os outros estao sempre avisar, so pode ser ignorancia, considerar q se trata d mentiras.
Like3 hrs
Antonio Joaquim A voz da verdade
Like13 hrs
Tomas Humbe E muito ariscado viajar neste momento,e concordo k as tropas freli podem sacudir civis e culpabilizr a renamo defacto estamos em guerra nao declarada. Desejo muita sorte para as perdizes
Like3 hrs
IaquineMiguel Iaquine ESTES BANDIDOS MALANDROS PREGUIÇOZOS DA FRELIMO TEEM K SEREM MATADOS TODOS P O PAIS FICAR TRANKILO E VIVERMOS AVONTADE. NAO ACHAM?
Like23 hrs
Sergio Adriano Araujo Boa informação dada.
Like3 hrs
Belizariodossantos Beli Obrgad pela informaçao
Like3 hrs
Like3 hrs
Torcio Macucha Obrigado
Like13 hrs
Serafim Alfainho Muito triste
Like3 hrs
Niga Fix Biaque Mavinga Uniao faça força vamos unir ñ temos nada aver com familia ematum
Like3 hrsEdited
Ismael Luis Francisco Merci bokó
Like13 hrs
Danilo Silva Vino Graziano..lê bem isso....
Like3 hrs
Vino Graziano Eu sei disso. Arrisquei porque tinha que estar em Maputo ontem mesmo pra poder viajar pra outro local na mesma noite.
Like12 hrs
Mangane Bala Mangane bom trabalho rangers
Like3 hrs
Simao Cado Numa situaçao dessa,há muitox opoturnistax
Like3 hrs
Carlitos Jose Macoto Mas esses k ate hoje ainda continuam a viajar com nagi sera k nao xtao informados.
Like3 hrs
Jose Jossefo Chicala Chicala Essa ja é guerra de verdade!
Like3 hrs
Benelito Miguel A Renamo tem que começar a caçar também familiares de ministros e presidente para sentirem dor e ranger de dentes que é para rapidamente resolver-se esta situaçao
Like13 hrs
Inacio Quizito Inacio Dhlakama deve dar ordem para ala sul bater aquele camaradas ki falam de boca xeia e voam todos dias
Like13 hrs
Ronass Sabao Sueia Sueia Força manos q todos pagga se
Like3 hrs
Luis António Macuacua Todas as duas partes ja tao pronto para o dialgo porque e que enviam mais militares para no combate?tao a por o risco de acabarem com filhos de donos.nyandayewo!?mesmo ser soldado e um filho de dono tambem
Like3 hrs
Antonio Martins Porque, há alguém que pregoa paz todos os dias, mas ele não quer bada de paz, e assim vai andando a guerra.
Like1 hr
Abdul Latifo Badrudine Ai vem o fim dos tempos,onde estao os nossos academicos? Docentes universitarios,escritores,juristas,jornalistas,analistas,etc,,,escrevam i denuciem de forma inparcial a ONU,TPI,NATO,UA,HUMAN R, que ja daa medo,estamos mergulhados num caos,numa guerra nao declarada,assacinatos,i muito outros males
Like3 hrs
Negro Bruto So se fosse mosefo
Like2 hrs
Andil Sulemane Irmãos não subao nagi nagi pork pertenci aos ladrões do povo.
Like13 hrs
Celeste Cruz Mas e o post bus? No atacaram a dias? De quem e ?
Like3 hrs
Lavumo Chassaia Culpado sao dirigente de Nagi porki aceitam finjir ki sao civis por enquanto sao(F.D.S
Like3 hrs
Fato Albino Queimar cabanas ė a forma de querer fazer aldeias comunais para controlar o povo. Arenamo fica no mato o povo nas aldeia comunais. Ė isso que afrelimo quer
Like3 hrs
Gulumba D. Mutemba Mesmo aqui em Maputo já vi esses autocarros a transportar militares,de quartéis para outros lugares vice versa.
Like13 hrs
Lucas Alberto Miambo O desespero tomou conta do governo.Os seus quadros todos estao tontos como se fossem barratas
Like3 hrs
Alberto Braga E mataram o régulo do murrotone! Todo nampevo at murrotone estão lá homens d FR a amedrontarem os automobilistas
Like2 hrs
Hélio Saudaçoes Seria muito bom se as perdizes desalojassem esses marginais e inimigos do povo.
Like12 hrsEdited
Paulo Besteleve Moçambique Afonso Macacho Marceta Dhalakama já havia dito que Nhusy não vai governar bem
Like12 hrs
Carlos Jose esse e o fim da frelimo ou e desta ou nunca mais.
Like2 hrs
Manex Mix G a frente e o caminho... boa sorte rangers
Like12 hrs
Luis António Macuacua Vamos parar de subir estes carros dos chefes para evitar o banho de sangue
Like22 hrs
Jeova Chambruca Bom trabalho.vcs civis nao intede ja avisamos n subir Nagi,Etrago.dai a culpa n nossa tamos em trabalho d eliminar a frelimo.
Like22 hrs
Estevao Junior Mauelele Inácio gostei dessa mano
Like2 hrs
Tina Tinga 👀👀
Like2 hrs
Jorge Thimba Fondeque Americano Cuidado pessoal a vida xta mal
Like2 hrs
Alberto Homwana Sanguinarios, politicos Sao uma M.... Pah
Like2 hrs
Pedro Maputo A frelimo desd qui começo controntos,já não tem efetivos,só ele é muito temozo.ao fim vai passar a nós levar nas nossas casa.pra irmos aumentar calas comu.
Like12 hrs
Augusto Munisse A verdade é essa mesmo!comprar bilhete no Nagí é comprar atua morte.via terestre é unica alternativa pra um pobre.
Like12 hrs
Manuel Mavida Há muito tempo QUE o mano Cambuma vem avisando, AQUELE QUE TEM ouvidos PARA ouvir TEM seguido o apelo, agora , aqueles QUE insistem em USAR essas transportadoras alegando QUE o Cambuma ta mentir , boa SORTE com eles.
Ja pararam PARA pensar POR QUE é QUE essas duas companhias não foram a falencia ate aqui?? PORQUE SEMPRE são atacados e há SEMPRE danos e NUNCA param DE transportar!!
Éssas duas EMPRESAS TEM missão a comprir e o passageiro civil ignorante e ARROGANTE é o escudo.

Like22 hrs
Agostinho Joao Filipe Mabunda Quem nao ouve e' com ele pork as consequencia sera dele e da familia dele
Like22 hrs
Jaime Mangaje Palavras pra kem?
Like2 hrs
Alexandre Eduardo Zeca Quem avisa amigo é!
Like2 hrs
Ishmael Da Lnes Lampiao O governo dos namphwati ja perderam cabeca
Like2 hrs
Nildo Cesar Ai está!!!
Like1 hr
Rachide Omar Ate aqui nao confio nas noticias de Unay Cambuma! A empresa Nagi nao pertence ao ex ministro dos transportes de Guebuza Gabriel. Eu conheço o Dono dessa empresa ele nao é moçambicano, é um Arabe. Ate ai ainda nao investigou bem mano essa empresa!
Like21 hr
Pedro Gabriel Kalima mentira k árabe? essas merdas sao de muthisse sim, keres negar uk?
Like11 hr
Jose Carlos Barbito porque perder tempo a ler noticias de alguem em quem nao confias? tem ai tantos jornais .
Like11 hr
Titos Sentinela Rachide Omar é um prevertido k nada sabe em relaçao a bolada ds Frelos
Like1 hr
Weiss Mocalacha Mas ataques estao a acontecer... Nos aqui em mugeba tamos mal.
Sandro Luis Lourenco Ele falou da etrago e nao d nagy
Like1 hr
Manuel Ernesto Pedro Pedro Unay, meu Irmao, nunca se alegre com a morte do teu inimigo. Diz a palavra do Senhor
Like21 hr
Ab Binadre WZ Será que o dono da Etrago, que eu conheço é fantoche. Não quero acreditar, pois eu tenho certeza absoluta que pertecem a um empresario Moçambicano, amigo de um parente próximo. Ele vive em Inhambane
Like1 hr
Anda Morto Certo.
Like1 hr
Jose Majasse Dombe Triste cenário força Renamo.
Like1 hr
Rachide Omar Nagi nao é de um moçambicano, eu conheço bem essa empresa, e muitos que trabalham nessa empresa, e eu proprio testemunho ter falado com o proprio Dono dessa empresa para ele abrir um fundo, se eu digo que é um arabe, tenho fontes em dizer isso, ele é Muculmano e o fundo que eu coloquei a ele era para assuntos religiosos, eu nao vou citar o nome dele! NAGI é nome do filho dele, de 19 anos tem Nagi 1 e NAGI 2, e ate posso confirmar que essa empresa é dos filhos, as grandes empresas dele esta fora do pais.
Like21 hr
Dercyo Carlos Alberto é so para justificar o facto de eles matarem inocentes civis
Victor João Nofri Nofri Pode ser de um estrangeiro sim;mas resistado em nome de um moçambicano para puder movimentar em Moz.
Like4 mins
Lava Jacto Jacto O país esta em guerra sim
Like1 hr
Thokozani Innocent nhika yashata ya MWARI ngondava ya NYUSI n.a. guebuza
Ofelia Jaime eu concordo contigo. Nagi não eh d nenhum moçambicano, estão fora do país sim, Tanzânia por aí... e o nome de Nagi eh do filho mais novo
Like150 mins
Hilario BQ Porq e q transports militares?
Unay Cambuma Se a empresa e Tanzânia entao um dos sócios e Raimundo Pachinuapa. Sei que um dos socios desta empresa e um graudo da frelimo. Estes autocarros transporta militares.
Like24 minsEdited
Ana Paula Gandar Gandar Assuntos confidenciais são revelados aki...eu só xcuto,olho...amém para os falecidos
Joao Williamo Tivane Avante Rangers
Soniva Raul Cóvinha Qual é o país que a sua bandeira tem como 1 dos simbolos" arma"?? E ki significado tem hoje? O partido é simbolizado cm a cor vermelha? Ki sgnifcado tem? Estamus a caminhar pra o pior...
Marcia Chombe Ate kuando ixo
Quizito Albino CAmbuma voce e moçambicano pork ta contra a frelimo pos foram eles k libertaram o pais nao foi a re
Melucha Mussoco Quem disse isso por isso aceitam ser escravos da frelimo dizendo que foi eles que libertaram o pais.ates da criancao da frelimo havia quantos movimentos de resistência e mocambique?
Quizito Albino Voce nem parece k estudou na mao da freli
Like5 mins
Felizardo Dos Santos Duança Eu confio no unay cambuma ele investiga bem mesmo a empresa nagi pertence a um grupo frelimista as coisas estão dividida em: nagi pertence Guebuza, cm gestão de um suposto rico em recursos minerais na Arábia saudita e Tanzânia etrago chipant, mavila è olucro d mutisse tdo por desvio de fundo você k não acredita o problema è seu e continua defender a mentira dos camaradas nōs já acordamos e vms em frent
Like117 mins
Unay Cambuma Com tantas empresas de transporte de passageiros porque a Renamo apenas ataca os civis transportados pela nagi ou etrago? Se a Renamo quisesse realmente atacar civis teria incinerado as cerca de 200 viaturas da coluna e fechava defitivamente o tráfego. Isto de colunas e algo ridículo.
Like215 mins
Mandinho Luis Daniel Esse unay so cego pod acreditar em ele
Melucha Mussoco Estamos a morrer pouco pouco
Mbiza Manuel Mazoia Mazoia Viva unay Cambuma
Like6 mins
Joseph Mtshembu nao foi esta frelimo que nos libertou ate prefiro o portugues do que frelimo
Like6 mins
Joseph Mtshembu esses sao piores que portugueses

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook