terça-feira, 10 de maio de 2016

Angola manifesta disponibilidade de ajudar Moçambique a ultrapassar crise

Tensão política
O ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chikoti, vincou, em Maputo, a necessidade de Afonso Dhlakama, líder da Renamo, responder à proposta apresentada pelo Governo, indicando a sua equipa técnica para o diálogo político em prol de uma paz efectiva.
O chefe da diplomacia angolana manifestou a disponibilidade de o seu país apoiar Moçambique neste processo, caso se esgotem os meios para que o problema seja resolvido internamente.
“Angola tem trocado impressões com o Governo moçambicano, que apresentou uma boa via negocial, que passa pela aceitação de Dhlakama à proposta feita pelo Presidente da República, Filipe Nyusi”, disse Chikoti, minutos após o término de uma audiência que lhe foi concedida pelo seu homólogo moçambicano, Oldemiro Baloi.
“Estamos solidários com o governo de Moçambique e estaremos sempre à disposição do que for necessário. Mas de momento, acho que o que está proposto é bom para todos”, sublinhou.
O diplomata angolano, que no domingo iniciou uma visita de três dias a Moçambique, referiu que a tensão político-militar que se vive em Moçambique preocupa a todos, particularmente a região da Comunidade para Desenvolvimento da África Austral (SADC).
“A parte moçambicana indicou as bases para esta negociação. Queremos esperar que o senhor Dhlakama responda à proposta da equipa técnica que o Governo moçambicano já indicou. A Renamo tem que indicar a sua equipa técnica para essas negociações iniciarem”, disse.
As autoridades angolanas também apontam o diálogo como sendo um instrumento fundamental para a resolução de qualquer diferendo.
Integram a equipa técnica anunciada em Março do corrente ano pelo governo, Jacinto Veloso, membro do Conselho Nacional de Defesa e Segurança, Benvinda Levi, assessora do Presidente da República, e Alves Muteque, quadro da Presidência da República.
A visita de Chikoti surge em resposta a um convite formulado pelo seu homólogo moçambicano, no caso o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, e tem como objectivo avaliar e consolidar as relações de amizade e cooperação, no âmbito da SADC e da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP).
Durante o encontro, ambos diplomatas abordaram a situação política nos dois países, situação económica e social, situação nas regiões geográficas onde os dois países estão inseridos, entre outros aspectos.
Os temas que fazem a actualidade Moçambicana e Internacional em várias…
OPAIS.SAPO.MZ


Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook