sexta-feira, 8 de abril de 2016

Situação dos direitos humanos em Moçambique está um caos, diz Alice Mabota


Última Actualizaçãoabril 08, 2016

Ramos Miguel


Alice Mabote numa manifestação pelos direitos humanos em Maputo. Outubro 2013
Partilhe


"Moçambique está mal, porque temos uma guerra não declarada"

A situação dos direitos humanos em Moçambique está um caos e é exacerbada pela guerra não declarada que o país está a viver, disse a Presidente da Liga Moçambicana dos Direitos Humanos, Alice Mabota.

Faça o Download 
Janela de Pop-up

A Liga manifestou a posição após o presidente moçambicano, Filipe Nyusi, conferir posse a novos membros da Comissão Nacional dos Direitos Humanos.

Nyusi disse que aquela comissão deverá ser dinâmica na promoção e protecção dos direitos humanos, e exortou a sociedade a envolver-se na elevação dos valores da dignidade humana.

Mabota disse que este apelo do Chefe de Estado resulta da gravidade da situação que se vive no país, em matéria dos direitos humanos.

"Moçambique está mal, porque temos uma guerra não declarada, e não tendo sido declarada é muito mais difícil perceber o que está-se a passar," disse Mabota.

Para Mabota, "quando há guerra, o direito aos alimentos fica privado, há fome, as pessoas não produzem e são forçadas a viver de maneira fraudulenta, roubando, extorquindo, porque precisam de sobreviver. Tudo isto viola os direitos humanos".

Os problemas económicos que o país enfrenta, acrescentou, contribuem também para a violação dos direitos humanos, e que o aumento da criminalidade resulta no incremento de reclusos nas cadeias cada vez mais sem condições de saúde e alimentação.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook