sábado, 2 de abril de 2016

Os angolanos estão a ser cúmplices do seu próprio sofrimento – Fernando Vumby

Alemanha - Embora eu tenha nascido em Angola e vivo mais tempo da minha vida fora deste país que me viu nascer eu recuso-me a ser cúmplice deste sofrimento que meus compatriotas , familiares , amigos e conhecidos estão passando desde quase 40 anos .
Fonte: Club-k.net
Até poderia dizer que não me sinto afetado por essa enorme podridão de gente que os angolanos tratam por governantes , pela malária , miséria , mortes propositadas , surras , assassinatos encomendados e nem muito menos pela corrupção institucionalizada em Angola por um cidadão santomense rodeado de tanta gente de origem duvidosa.
Claro que poderia viver simplesmente sem grandes preocupações e com outras fantasias até porque estou longe desta triste , arrepiante e cruel realidade mais graças á Deus sou dotado de um espírito combativo e cá estou para estender os meus braços me solidarizando com aqueles que sofrem sem a ilusão aventureira em um dia regressar ou aceitar ser membro de algum partido político angolano ou assumir qualquer cargo.
Claro que as minhas raízes não se encontram cá neste país , nem na nave que cobre todos os anos no inverno as belas paisagens das regiões de Konstanz , Hamburgo , Bremen e outras .
Mas que fique bem claro sou de tomar decisões bem medidas e calculadas e foi assim que fiz quando optei pela nacionalidade alemã e se uma coisa eu trouxe na bagagem quando abandonei Angola é a certa de nunca mais voltar .
Sou um angolano da Diáspora e com muito orgulho e não está escrito em lado nenhum que cada um tem que viver e morrer onde nasceu !!!
Vou fazendo o que posso para ajudar os angolanos e aqueles que pensam as minhas ajudas têm se limitado simplesmente em textos críticos que escrevo estão enganados pois não conhecem o outro lado da minha contribuição em prol da luta pela libertação dos angolanos desta enorme podridão de criminosos que governa Angola.
Já o outro dizia e se calhar até bem dito " Quem nos comeu á carne já não pode nos comer os ossos "
Fórum Livre Opinião & Justiça
Fernando Vumby

Secretário de Estado pede demissão

Lisboa - O Secretário de Estado do Tesouro, Leonel Felisberto da Silva (na foto) solicitou a sua demissão das funções governativas sob alegação de que necessitaria fazer-se disponível para acompanhar a esposa que se encontra bastante  adoentada e a receber tratamento médico no exterior do país.
Fonte: Club-k.net
Leonel Felisberto da Silva   é casado com Rosa da Cruz e Silva que foi recentemente exonerada do cargo de ministra da cultura por motivos de saúde assinalados com as suas ausências constantes para o estrangeiro.

A exoneração deste casal tem estado a alimentar reparos e interpretações indicando que num espaço de um mês, o PR, Eduardo dos Santos “despachou” uma família governamental do seu executivo.

Para além de Rosa e Leonel Silva, existem mais duplas governamentais, a saber: Cândida Narciso, governadora da Lunda Sul e Nataniel (Tany) Narciso, administrador do Cazenga. A irmã gêmea, Cândida Teixeira, ministra da Ciência e Tecnologia, e o general Nito Teixeira, director de gabinete do presidente do MPLA. A ministra dos Assuntos Parlamentares, Rosa Micolo, e o novo governador provincial do Kwanza Norte, José Maria dos Santos. A secretaria de Estado das Relações Exteriores, Ângela Bragança, e o embaixador na Itália, Florêncio de Almeida.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook