quinta-feira, 7 de abril de 2016

MEMBROS DA FRELIMO COMEMORAM A MORTE DO BISPO DOM JAIME.




Gomes Zapata added 2 new photos — with Unay Cambuma and19 others.
1 hr


Antigo Arcebispo da beira, Dom Jaime Pedro Goncalves perdeu a vida na cidade da beira na madrugada da ultima quarta feira( 06/04) numa clinica privada na sequencia de uma doenca ate agora nao divulgada oficialmente. Essa noticia foi recebida com muita satisfacao e jubilo no seio de alguns graudos radicais da frelimo. Segundo fonte segura que pediu em anonimato, alguns membros do comite central do partido frelimo, sem precisar de citar nomes, estiveram ontem em um jantar de gala numa das residencia de um dos seus colegas do partido localizada no bairro mais nobre da cidade de Maputo. A nossa bem posicionada fonte descreve que na noite de ontem, quarta feira(06/04) no referido encontro, foi notorio o momento de blindes, comes e bebes, dancas comemorativas.
O Arcebispo da Beira foi o homem muito importante e decisivo para a pacificacao entre os beligerantes da guerra civil que durou 16 anos. Dom Jaime, em suas ultimas aparicoes, insurgia se sempre com o modelo danoso que a frelimo seguia no tratamento dos seus opositores politicos e sociedade no geral. segundo suas observacoes sobre ambientes de tensao politico-militar no pais, a frelimo estava a desreipeitar todos os pontos acordados no ambito do AGP e por causa disso, segundo o Arcebispo, estava a empurrar o pais para o retorno a guerra , razao pela qual o Arbispo sempre rasgava grandes criticas sobre as atitudes vergnhosas do regime.
No passado recente, o Emerito Arcebispo, voltou a criticar o partido frelimo sobre as atrocidades das suas tropas contra populares e disse haver necessidades de a igreja catolica voltar a mediar a questao de paz mais de 20 anos depois. E por causa da sua imparcialidade e falta de lambebotismo, Dom Jaime, passou a ser visto como um inimigo aos ideais do regime putrefacta e sua morte foi colhida com muita satisfacao no seio dos radicais do "partido no poder".

Povo moçambicano fica duplamente órfão

Dom Jaime, eu não te conheci clérigo; mas qual político da direita, e direita quase lá no extremo. Em vida tu lutaste pela paz entre os moçambicanos de uma maneira muito peculiar. Por um lado recomendavas, ao Governo instituído de Moçambique, dirigido pela Frelimo, calma, responsabilidade e condescendência para com os faltosos à razão. Por outro lado tu fazias rezas suplicando a Deus para que concedesse perdão à Renamo, um grupo atroz e terrorista, pelas atrocidades que ainda comete contra os teus concidadãos. Com as tuas preces, não só perdão a Renamo foi tendo, qual também a bênção para manter uma representação parlamentar na Assembleia da República de Moçambique, mesmo sendo assim que a seguir a cada pleito eleitoral a mesma Renamo tudo tem feito para destruir a obra que o povo cré tu ajudaste a edificar—a paz.

Eu não quero mentir, porque aprendi da mesma escola de valores do povo de Deus que mentir é pecado. Por isso pergunto: Como celebrar a tua vida e obra, Dom Jaime, se a tua vida Deus levou e a tua obra foi com a tua vida? Sim, Dom Jaime, deixaste o teu povo duplamente órfão: de ti e da paz! Estão enganados aqueles que te chamam arquitecto ou obreiro da paz. É verdade que tu lutaste pela paz entre os moçambicanos, mas lutaste sem justiça. Deus viu e não podia ter gostado. Assim, na fé do povo que ama a paz real, esta é razão por que Ele agora te veio buscar com os escombros da tua obra.
Para nós que ficamos, este momento da tua partida sem regresso é de dor indiscritível. O vazio que deixas no lugar que ocupavas no nosso convívio não se vai preencher nunca. Mas a luta tenaz que ainda temos que travar para reconquistar a parte da paz que segue contigo vai ajudar-nos a passar o tempo que nos sobra até à reencarnação, sem que possamos nos dar conta do vazio que deixas entre nós.
Que Deus dê eterno descanso à tua alma, qual faz com todos os que a Ele em vida serviram, com ou sem justiça!
Condolências à família católica do mundo, em geral, e de Moçambique, em particular!
Gatunos de consciência

Pensar é um acto de consciência, porque consiste em fazer uso da razão para orientar ou interpretar os actos dos seres vivos. Sem pensamento não se produz conhecimento. Isto é, o conhecimento é produto do pensamento.

Paradoxalmente, o conhecimento sobre a sua fonte—o pensamento enquanto processo de produzir conhecimento—é escasso e é de domínio de poucos.
Pensar conscientemente é difícil. Isso mesmo! Ter que pensar para compreender uma atitude nossa ou de outrem causa desconforto. É exactamente por isso, eu creio, que muita gente não gosta de pensar.
Para não ter que pensar, porque é difícil, muitos optam por se apropriarem do pensamento de outrem, que o adaptam às situações das suas vidas, muitas vezes mal. Esses preguiçosos mentais viram, assim, gatunos de consciência.
Uma característica comum dos gatunos de consciência é que eles têm pressa para emitir opinião sobre opiniões ou obras de outrem. Eles funcionam qual filtros do pensamento alheio; e maus filtros, porque não filtram o conteúdo, mas as palavras com que se exprime o pensamento que filtram ou a aparência das obras ou actos que censuram. Nunca trabalham com a substância das opiniões de que se apropriam indevidamente, qual um ladrão não tem tempo para reorganizar o local do roubo.
Ladrões de consciência pululam nas redes sociais, mormente aqui no Facebook. Vejo-os tentando apropriar-se das minhas opiniões, chegando até a querer furtar minha cabeça. Cuida-te, tu que gostas de pensar antes de agir! Eles sempre aparecem a querer ensinar-te a exprimires o teu pensamento. Quando não podem isso, e também quando te não podem furtar o juízo, insultam-te. Sim, é fácil detectar os ladrões de consciência, através do seu recurso recorrente ao insulto. Não lhes dá a mínima! Quem te insulta quer te enfraquecer, para te poder roubar o teu ser. Resiste. Nega que te roubem a consciência. Ignora o insulto que o gatuno de consciência vai ficar danado.
<><><>
PS: Os ladrões de consciência acabam de atentar contra mim, a seguir ao meu pronunciamento sobre o falecimento do Dom Jaime Pedro Gonçalves. Lamento a morte do Dom Jaime, mas o facto não muda a minha opinião sobre a sua vida e obra. Ele era mais político que sacerdote. A sua luta pela paz foi marcada pela sua parcialidade a favor da Renamo. Contra este facto não há argumento que pese a minha consciência ou desvalorize a minha opinião. Coitados aqueles que tentaram desqualificar a mim ou à minha opinião, porque recusam encarar a realidade, preferindo a hipocrisia. O Dom Jaime não preferia a hipocrisia. Ele buscava (verbo BUSCAR bem conjugado no pretérito imperfeito) a paz entre os moçambicanos, sim, mas sem esconder o seu apoio incondicional à organização criminosa que é e sempre foi aRenamo. Evidência de que assim foi, existe e bastante. A minha consciência não se rouba nem se compra!
Mostrar mais reaçõ
Mouzinho Zacarias Deixa dom Jaime descansar em paz....Julião...faz favor !
GostoResponder63 h
Marcela Chivale Sr. JJC faça-me o favor o por quê só agora desse Tititi deixe o Dom Jaime descansar em paz o seu corpo ainda nem esfriou. Aff
GostoResponder43 h
Chengui Jaime "(...) Ladrões de consciência pululam nas redes sociais, mormente aqui no facebook...".
GostoResponder53 h
Cléo Morgan Mafu kakakakakak
Cléo Morgan Mafu A igreja anglicana é a favor da frelimo e nao vejo problema nenhum aqui. Que a alma do Dom Jaime, descanse.
GostoResponder63 h
Julião João Cumbane Não gosto de "conselheiros" que dizem "deixa isto", "faz aquilo", "faz assim". Isto é para vós, Mouzinho Zacarias e Marcela Chivale! Vós não podeis ditar o que devo ou não fazer e como!
GostoResponder23 h
Mouzinho Zacarias Tu és mau Julião cumbana.
GostoResponder43 h
Marcela Chivale O sr.JJC tem pedra no lugar do coração.
GostoResponder43 h
Homer Wolf Why, profe?... WHY?
GostoResponder33 h
Chengui Jaime Alguns "ladrões de consciência" já começaram a manifestar-se!
GostoResponder53 h
Gabriela Das Neves Santos Entao estas a dizer que a igreja catolica apoia a renamo?
GostoResponder13 h
Julião João Cumbane Pedra no lugar do coração têm, e maus são, aqueles que procuram roubar a consciência dos outros, Marcela Chivale e Mouzinho Zacarias!

"Why" what, Homer Wolf?...
GostoResponder13 h
Homer Wolf Porquê essa cisma com o bom de Dom Jaime? Deixe a sua alma descansar em paz. Isso não serve só para o Dom Jaime, mas todos os que partiram deste mundo....
GostoResponder3 hEditado
Julião João Cumbane Quem deixou Jesus Cristo descansar, Homer Wolf? Até hoje ainda se fala da obra dele, acabada ou não!
GostoResponder3 h
Raúl Nhagumbe E qual é o problema de ele ter sido o que foi? Pelo menos ele fez a sua parte, razão pela qual estamos a falar dele. E nós o que estamos a fazer? Era mais politico porque foi a Maringue em 1988 falar com Dlhakama? Era mais politico por dizia que estamos a fazer democracia de ódio?
GostoResponder22 h
João José Nhamahango Quando ouviram que o jornalista da Rádio Moçambique o senhor Emílio Manhique faleceu não tardaram a fazer festa chegando até a proferir palavras injuriosas contra o finado. 
E agora que é um da Renamo para quê tantas lamúrias.
Aguentem com cheiro
GostoResponder11 h
Homer Wolf Era isso mesmo que queria dizer, amigo Nhamahango?
GostoResponder11 hEditado
Homer Wolf "Ele era mais político que sacerdote"?... Fake!
Ninguem chega tão alto na hierarquia da ICAR - bispo emérito - sendo sacerdote em part-time...
GostoResponder43 h
Julião João Cumbane Eu não falei de "part-time", Homer Wolf!...
Zefanias Augusto Namburete Cada um com seu juiz....
GostoResponder3 h
Juvêncio Flores Até o Dom Jaime???
GostoResponder3 h
Julião João Cumbane Elson Guila, a Renamo é uma organização criminosa! Entendes isto?...
GostoResponder3 h
Elson Guila Entendo sim, como entendo a designação de rebeldes à Frelimo durante a guerra colonial.
GostoResponder12 h
Julião João Cumbane Frelimo tinha uma definição bem clara do inimigo, Elson Guila. Não há comparação possível entre a forma de actuação da Frelimo, no tempo da luta de libertação nacional, com a forma de actuação da Renamo, ontem e hoje. Que absurdo! ARenamo é criminosa, sim senhor. Se achas que não, então explica porquê foi necessário aprovar uma lei de amnistia?...
Elson Guila Estas misturar os assuntos. Isto é política. Estas a querer afirmar que com a amnistia deveriam soltar todos os reclusos que enchem as nossas cadeias? Awena 
GostoResponder7 min
Julião João Cumbane Não tens assunto, Elson Guila! Vá tomar banho de consciência!
Elson Guila Supondo que seja verdadeira a sua afirmação sobre o Falecido, se o Seu apoio incondicional estivesse virado para o Partido no Poder, as publicações não teriam a razão de existir.
GostoResponder23 h
Cléo Morgan Mafu Qdo acho que ja li de tudo hj e do nada pah...este post. Uff...nem acredito.
GostoResponder43 h
Estevao Pangueia Julião João Cumbane, manifeste o seu pensamento, não persiga as pessoas. Isso é característica de grosseria e de um derrotado nato, diga o que pensa meu caro, e assim será útil para sempre.
GostoResponder3 h
Julião João Cumbane Perseguir pessoas é o quê, para ti, Estevao Pangueia?...
GostoResponder2 h
Estevao Pangueia A falta de vontade em respeitar as opiniões diferentes. O que leva o senhor atribuir adjectivos pejorativos aos amigos?
Dércio Micane Nhabanga São muitos que se camuflulam da igreja para fazer politica.....
GostoResponder12 h
Mussá Mohamad Era mais político que sacerdote?... Isto vale para#reverendo uria simango, #padre guendjere e outros que abandonaram o seminário para aderír a luta...e não a Dom Jaime, que confessou nunca ter tido essa tentação...

E se ele actuou como #mediador, foi de facto na qualidade de#sacerdote...naturalmente, as suas posições podem ter concidido com uma parte e outra em diferentes momentos...tal como o homem do #olá paz, "Deus é bom para mim, para tí,..." e #boom, foi o que se viu, o #judasentregando o líder de bandeja...
GostoResponder32 h
Raúl Nhagumbe E quem é imparcial. Ao fim das contas todos nós somos imparciais. Independentemente de sermos membros ou não de um certo partido somos simpatizantes. As publicações ou comentário feitos por nós denuncia isto.
GostoResponder12 h
Pablo Osvaldo Osvaldo Meu Deus..
GostoResponder2 h
Juma Aiuba Caro Julião João Cumbane, espero que me entendas para não entrarmos em zaragatas. Eu - particularmente - não estou contra o teu ponto de vista em relação ao falecido bispo emérito da Beira. Cada um deve pensar como que e como lhe convem, mas o contexto conta muito. Há vezes que não é oportuno falar certas coisas, não porque elas vão ferir, mas, principalmente, porque nós somos seres humanos com ética e valores. Afinal, é isso que nos distingue dos outros animais. O Dom Jaime faleceu faz poucos dias e nem ainda foi sepultado. As pessoas, fieis, amigos e familiares ainda estão a chorar. E algumas dessas pessoas usam as redes sociais, incluindo o Facebook, onde o caro amigo publica os seus pensamentos. Então, o mais educado é dar conforto as pessoas que estão de luto neste momento, assim como todos estão a fazer. É isso que se espera de nós, os humanos. É isso que permite a nossa convivência em sociedade.

O seu post peca, no meu ponto de vista, por ser inoportuno. Nós estamos a viver numa sociedade, pelo que não podemos fazer posts como se estivessemos numa ilha sozinhos e como se os nossos posts fossem direccionados para nós mesmos, como leitores. Temos que ter consciência que do outro lado do computador ou do celular existe um ser com vida, sentimentos, família, ect. Não podemo-nos comportar como máquinas programadas. 

Neste momento, não custa nada dizer "meus pêsames a família enlutada" e ficar calado. Não precisa elogiar a sua vida e obra, mas só olhar se achar que elas [vida e obra do finado] não te interessarem. Foi isso que muitos fizeram. Sentir ou pelo menos mostrar que sente a morte de um ser humano é socialmente moral. 

Dizer que Dom Jaime morreu porque rezava para a Renamo não é moralmente aceitável na nossa sociedade. Julgar um finado assim não sei não!

Meu caro, quando a sua mãe morreu, faz um mês, eu fiquei positivamente surprendido com as mesnagens de pesar e conforto que você recebeu aqui no Facebook. Mensagens vindas algumas de seus arqui-rivais de ideias desta rede social. Juro que me impressionou positivamente. 
Um abraço, meu amigo.
GostoResponder101 h
Julião João Cumbane Meu caro Juma Aiuba, não vou brigar contigo por expores a tua opinião, mesmo se a mesma insinua que eu sou um selvagem ou máquina programada—qual o caso do teu comentário (acima). Eu respeito a tua opinião e dos demais. Mas isso não corrompe a consciência ao ponto de preferir a hipocrisia. Eu não estou a julgar o Dom Jaime postumamente, nem considero estar a faltar respeito à sua alma ou aos seus familiares mais directos. Tu achas que sim. São opiniões diferentes sobre o mesmo caso. O eu encarar a morte de uma forma diferente da tua e dos demais, não faz de mim um selvagem ou uma máquina programada. Eu não me sinto isso; e tenho a certeza de que não sou isso! Tenho valores. É imbuído nos meus valores—que são claramente diferentes dos teus—que faço a apreciação que faço à vida e obra do Dom Jaime. Para mim é melhor assim. Considero a minha atitude positiva, pois abre caminho para que alma do Dom Jaime realmente descanse em paz. Ele partiu com os seus pecados. E falar desses pecados na presença do seu corpo é o que se recomenda, de acordo com os meus valores. As boas obras ficam connosco, nós que continuamos vivos, até chegar a nossa vez. A morte de alguém é sempre uma escola para os ficam e não para quem morreu. Não se fale do Dom Jaime como se ele tivesse feito só bem. Isso é hipocrisia e, de facto, não ajuda a nós que ficamos. No lugar de falar-se só do bem que fazemos quando estamos vivos—o que agrava a sensação do vazio que sentem os que continuam vivos a seguir à nossa nossa morte—apontar também os pecados que cometemos ajuda aos nossos a atravessar o momento de dor com mais discernimento. São as boas obras que têm que ser continuadas pelos que ficam, não as más. Logo, falar dos pecados de alguém que morreu antes do seu enterro permite fazer a separação entre o que é para ser continuado e aquilo que tem que ir para a cova ou ao lume com o corpo do finado. Eu não estou a fazer nada errado aos olhos de Deus, podes crer, amigo Juma. Pelo contrário, estou a despedir-me do corpo de Dom Jaime e dos seus pecados. Não soa bem para muita gente aqui? Seja! Não temos que ser iguais. O requerimento pela igualdade atenta contra a vastidão do mundo; é contra a ordem natural. Eu não me quero pôr em conflito com a ordem natural, ainda que isso me sujeite a ser tratado como estranho. Eu não fico estranho para a Natureza, por causa de uma mera opinião humana. Espero que tenha feito entender. Agradeço e retribuo o abraço, amigo Juma!
GostoResponder129 minEditado
Evaristo Cumbane Meu irmão Cumbane, eu não gosto de comentar seus comentários. És meu mano...isso seria falta de respeito. Mas desta vez me aventuro. Não tenho muitos conhecimentos académicos mas em conhecimentos espirituais estou ricamente abençoado. O que é pecado para si pode não ser pecado para Deus. Dom Jaime Gonçalves fez o que fez...falou o que falou,,,bem ou mal....não devemos correr e julgar o homem. Quem fala dos teus (pecados)? Coloco a palavra PECADOS entre parêntesis porque não tenho certeza de que o que o mano faz e diz é mesmo pecado. Deus é que sabe e o mano também sabe. Isso de pecados ou não só Deus sabe e não os homens. Deus olha para o homem de uma maneira diferente...com graça e misericórdia. Que valores seus são esses de parar em frente de um defunto e pregar os seus pecados? Ele nem te ouve porque não está aqui no nosso mundo...PLEASE SEJA RAZOÁVEL MEU MANO. Mas não lhe condeno meu irmão...os homens devem sim se expressar livremente e o mano é um homem livre. Tenho acompanhado todos os seus posts....são interessantes....provocadores de debate....o mano chama as coisas pelo seu nome. Um forte abraço meu irmao na PAZ.
Nelsoncarlos Tamele Ha coisas q mesmo tendo opiniao nao da p comentar! Eu so posso ler os comentarios!
Juma Aiuba Entendi, caro amigo. Agradeço igualmente a tua franqueza. É raro entre nós, os ainda viventes.
Manuel Sinai Ya, esta claro, como dizia Martin L. King "aprendemos a nadar como os peixes, a voar como os passaros...." mas ainda nao aprendemos a viver como irmaos. E penoso.sto
Comments
Brazao Catopola Julião João Cumbane, seriamente acho que você está doente. Isso só pode ser uma doença ou aquilo que se designa desejoso por consideração pública. Não acredito que vice escreveu isso. Isso é uma anomalia. certo que não é possível haver consensos por tudo e todos, mas estou certo que é possível alguém ser menos maldoso... Você tem milhões de roubos ao povo... a indústria da corrupção a florescer... educação, água, saúde em problemas e vai celebrar a morte de alguém por querer um cargo? recuso me a pensar que um pai, chefe de família assim age. isso só pode ser Espírito!!
Amade Dedé "Deus viu e não podia ter gostado. Assim, na fé do povo que ama a paz real, esta é razão por que Ele agora te veio buscar com os escombros da tua obra"
Gosto16/4 às 16:14
Amade Dedé "Mas a luta tenaz que ainda temos que travar para reconquistar a parte da paz que segue contigo vai ajudar-nos a passar o tempo que nos sobra até à reencarnação, sem que possamos nos dar conta do vazio que deixas entre nós."
Gosto16/4 às 16:14
Forbes Nhaca Eu pelo menos não vi nenhuma celebração a morte de ninguém neste post, mas sim consegui ler verdades sobre o comportamento politico do finado Dom Jaime. Mesmo nos cemitérios os padres quando acompanham um defunto dizem os seus podres para nós que ficamos na terra para podermos mudar o nosso comportamento dali em diante. Que a sua alma Descanse em paz.
Gosto522 hEditado
Cristiano Manejo As vezes sinto pra os k defendem os curruptos so pra alcançar um lugar simeiro no governo dos abutres. Torna me dificil crer k um docente universitario toma atitude dessa
Marive Santos Teu nivel de Lambebotismo excedeu os limites, poooxxxa, nem em momentos como esses consegues ser pessoa, Sinceramente!!
Gosto86/4 às 16:49
Hermes Sueia Post nojento e de muito baixo nível...................
Gosto96/4 às 17:04
Hermes Sueia Num momento triste e de dor o que pode levar um adulto a chafurdar na lama desta maneira?
Alexandre Vaz Chana Mais nao disseste amigo Hermes Sueia....
Jude Efx Nao custava nada apenas enderecar as condolencias a familia enlutada, penso ter sido desnecessario falar da renamo etc etc, ninguem e' perfeito mas ha momentos que temos que por a mao na consciencia...espero nao o ter ofendido....Paz a sua alma Dom jaime
Gosto46/4 às 17:13
Estevao Pangueia Tenha merecido descanso Dom Jaime, o seu legado mesmo assombrado um dia será reconquistado aliás, como pessoa nunca prometeu a ninguém que esperava algo em troca, apenas fez a sua parte. 


De acordo com os hábitos e costumes da maioria dos moçambicanos; 
esta publicação é verdadeira falta de respeito a toda família. O senhor Julião João Cumbane, não tem peso de consistência ao manifestar este tipo de ódio com uma pessoa que ainda não têm 24horas depois de ter perdido a vida?

Gosto126/4 às 17:40Editado
Azarias Felisberto Que Deus o tenha, vencestr a morte porque partiste mas as tuas obras ficam para sempre . profe devia abandonar ests atitude de fazer aproveitamento político barato sobre a tristeza dos outros .sera que havers um em o profe vai ajuizar algo sem pensar na RENAMO? Sou camponês e nadq colhí na passada campanha, talvez por causa das técnicas redumentariad que uso, assim conto contigo com académico para me ajudar a mudar o cenário, O que dizes sobre a EMATUM? a corrupção? Eu tbem não gosto da RENAMO mas sei que um papel importante na política Nacional . não acha legítimas algumas reclamações da RENAMO? Conheci o profe a 8 anos e vi nele muitas qualidades no campo das ciências exatas
João Paulo Marime Sinceramente...! Certas coisas mesmo quando pensadas em voz alta nunca devem ser ditas. Errar é humano mas é errar desta forma não é de gente normal. Texto infeliz, repugnante e asqueiroso como quem o escreveu.
Jaime Carlos crise de valores, nada mais que isso.
Gosto36/4 às 18:14
Pablo Osvaldo Osvaldo Sô pode ser doença,logo tu que perdeste a tua maé a pouco tempo e sabes qual é a dor de perder um membro de familia,
Sergio Buque A pouco tempo perdeste a sua Mãe , sabes quanto doi perder um parente .
Gosto56/4 às 18:46
Estevao Pangueia Certo, Pablo Osvaldo Osvaldo e Sergio Buque, ao amigoJulião João Cumbane, durante o período de choque em que passou, prestamos todo apoio de forma virtual ou fisicamente, por isso, me espanta a sua narrativa banal e desacustumada.
Gosto46/4 às 19:05
Hermes Sueia O que é que se estará a passar?
Manuel Domingos J. Cossa Este professor se acha o juiz supremo...julga tudo e todos
Gosto121 h
Estevao Pangueia Hermes Sueia, ele está a procura de atenção no que escreve, audiência. Infelizmente a todo custo.
Gosto26/4 às 20:10
Mafuteiro Mangave Paz a sua alma
Gosto16/4 às 20:30
Jojo Khossa Realmente descobri que em Moz que há muitos estúpidos disfarçados de intelectuais do FB. Grande homenagem fizeste Julião João Cumbane. Ignora esses que só lêem e nem senso crítico para criticar tem. Ivan Tembe venha lá ver estes comentários pah
Gosto56/4 às 21:19
Estevao Pangueia Então Jojo Khossa, qual é a relação entre a homenagem do presidente da República e a publicação do Julião João Cumbane?
Gosto16/4 às 21:28
Hermes Sueia Caro Estevão, não vale a pena perder tempo com eles................devem ser os únicos que ainda não se aperceberam da tristeza que tomou conta da Nação Moçambicana...........
Gosto26/4 às 21:42
Mouzinho Zacarias O que Julião escreve nas alguma s vezes enjoa até ao vômito
Gosto26/4 às 21:46
Jojo Khossa Caro Estevao Pangueia, não quis e nem quero confrontar a alguém, apenas acho que estamos a ter várias interpretações quanto ao post. Na minha óptica acho que ele homenageou e bem ao Dom Jaime Gonçalves. Nada mais disse.
Gosto46/4 às 22:45
Homer Wolf Releia o post Jojo Khossa. O autor acabou de editá-lo...
Gosto111 h
Belmiro Nataniel Cumbane Medíocre... Eu acompanhei atentamente as reportagens qe desfklaram na televisão em homenagem ao Dom Jaime e percebi que, foi um dos bispostos que alguns interpretavam as suas acções em como se defendesse interesse de um partido da oposição, mas na essência, ele preocupou se pela busca da paz e alguns membros do partido no poder inclusive o PR, prestaram homenagem a ele pela sua contribuição na busca da páz. Que sejamos politicos com capacidades de autocritica, antes porém de julgarmos as obras dos outros. Discanse em paz Dom jaime.
Cri Essencia Paz a sua alma!
Emilio Francisco Chauque Impropérios vindo de si, Julião, não me surpreendem.


És o internauta mais "vira-casaca" que já conheci.

Helio Isaias O mais sensato seria apagares este Post e confinareste num lugar, que por boa educação não posso aqui mencionar, para descarregares a tua raiva. 

É saudável e ajuda a purificar a mente.

Baptista Cumbane Não se julgam os mortos amigo Julião João Cumbane . A quando do luto que teve pelo desaparecimento físico da sua mãe todos nós de forma directa ou indirecta demos um abraço de consolo sem olhar para as nossas diferenças de pensar. Não fica bem isso. .. .
Homer Wolf !!!
Gosto11 h
Gosto19 h
Ismael Xicamane A khumba uvona himinthiro ya yona. O porco se identifica pela sua obra. Que grande depravação por tua parte ó Khumbane. Que tem ódio visceral pelo humano és tu, o aconselho-te a te retratares. Estás sonambulamente perdido. Que exemplo de valores morais ofereces aos teus pupilos? Põe a mão na consciência e procure um psiquiatra ainda a tempo. Estás com uma esquizofrenia sádica e ectópica. Caiste no meu princípio. Ntlha
Gosto122 h
Juma Aiuba Com que então, para Julião João Cumbane, o bispo emérito da Beira morreu porque rezava para a RENAMO? Entendi bem?
Gosto320 h
Brazao Catopola Pior ainda... o Presidente do País e do Partido Dele reconhecem os feitos dele e ele não... absurdo
Gosto18 h
Manuel Sinai A maior decepcao e aquela que vem de quem nunca esperamos..!
Gosto15 h
Julinho Alberto Taimo Edgar BarrosoHomer Wolf vejam um doente mental desfarçado em académico. Eu pessoalmente ñ sou de proferir palavras torpes contra entidades, mais isso é o mínimo que posso escrever depois de ler esse lixo, sim lixo.
Não gosto212 h
Milton Chembeze Santo Deus…
Comments

Maricelia Dias Viana Alguém já se perguntou de que é porque ele morreu?
See Translation

André Thomashausen esses que estão a festejar a morte deste grande homen, se é verdade que isso aconteceu, têm um encontro decisivo marcado com Lucifer.
See Translation

553 mins

Regalado Onofre Mas como é possível ser for assim , que tipos de humanos?
See Translation

Chauque Armando Oliveira Nantamigo Como irmao André Thomas disse, o Lucifer estara a espera deles...
See Translation

Jose Majasse Dombe Desumanos esses ficam parecem que não tem corações como diz um meu amigo!
See Translation

126 mins

Gulumba D. Mutemba Alguém duvidava?

Nos próximos dias todos aqueles que se opõem ás políticas do regime de Maputo vão morrer nos hospitais clínicas,nos curandeiros,como se a morte fosse natural,enquanto que foi provocada.
See Translation

Domingos Rodrigues O bispo Dom Jaime foi o grande homem da nação. Moç.e os que cantão oje da paz e a democracia que o povo quer do rovuma ao Maputo,são estes homens que nos trouxe a tal paz e a tal democracia que oje ,a frelimo festeja da morte e outro é casado como se fosse animal.mas a verdade o Deus nunca e jamais deixará o seu povo a sofrer.a Victoria chegará tarde ou sedo.viva e viva o Bispo Dom Jaime e Dhlakama doa a quem doer,mas estes os dois são ou o outro foi .,grandes o deuses da nação Mocambicana.Homenagem para sempre.................
See Translation
Felisberto Filomeno Descanse em paz

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook