quarta-feira, 13 de abril de 2016

Mata colega de quarto por recusar sexo


Jovem admitiu crime e tentou suicidar-se. Por Cátia Carmo Gary Stevenson, de 27 anos, confessou ter esfaqueado mortalmente a sua colega de quarto de 25 anos, Katy Rourke, no apartamento que partilhavam em Govan, Glasgow, na Escócia, em dezembro do ano passado. O casal já tinha tido relações sexuais depois de beberem vodka. Mais tarde, o jovem sugeriu à colega que fizessem sexo novamente e, como a colega de quarto recusou, Stevenson esfaqueou-a mortalmente. A investigação concluiu que Gary Stevenson matou Katy Rourke com uma facada no coração. O corpo tinha sinais de contusões, cortes e traumatismos na cabeça. Antes de admitir o crime, o jovem viajou para North Berwick e tentou matar-se. Cortou os pulsos e avisou as autoridades. A polícia transportou-o para a Real Enfermaria de Edimburgo, onde foi assistido e acabou por recuperar antes de regressar a Glasgow. Em tribunal, Gary Stevenson mostrou-se bastante arrependido. "Perdi o controlo. Não pensei nas consequências das minhas ações. Ela começou a pontapear e eu dei-lhe um soco na cara. Depois fui para a cozinha buscar uma faca", confessou o jovem, citado pela versão britânica do site Metro. Margaret-Ann May, uma das investigadoras envolvidos no caso, sublinhou que a família de Katy Rourke tem sofrido bastante nos últimos meses com a morte "incompreensível". "Devo agradecer-lhes pela força e coragem nesta fase muito difícil. Isto foi um processo muito angustiante, culminando na morte de uma jovem brilhante, popular e com toda a vida pela frente", explicou a investigadora.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/mundo/detalhe/mata_colega_de_quarto_por_recusar_sexo.html

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook