sexta-feira, 29 de abril de 2016

Mário Soares: «Descolonização foi óptima»

25 DE ABRIL

Mário Soares: «Descolonização foi óptima»

23 | 04 | 2009   16.27H
«A descolonização foi óptima, foi feita num tempo recorde que admirou muitos países que fizeram descolonizações, como os franceses», disse Mário Soares, no encerramento das Jornadas de Ciência Política promovidas pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas.
Mário Soares, que então como ministro dos Negócios Estrangeiros foi um dos principais intervenientes no processo, sustentou que a forma como Portugal entregou as suas colónias «trouxe uma confraternização com os movimentos de libertação» que criou as condições para que fosse possível criar a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).
Na conferência, intitulada «25 de Abril: Ruptura ou evolução na continuidade?», o ex-Chefe de Estado revisitou na primeira pessoa alguns dos episódios que marcaram a «revolução exclusivamente nacional» que em 1975 pôs termo ao Estado Novo.
Perante uma plateia repleta de alunos e docentes do ISCSP, Mário Soares lembrou que o «primeiro objectivo» dos protagonistas da revolução era «acabar com a guerra», mas que «não faziam ideia do que queriam fazer para diante».
E lembrou o conflito com os comunistas e as forças de extrema-esquerda que culminou no 25 de Novembro de 1975: «Foi o grande conflito que tivemos com o PCP, se Portugal devia ser uma Cuba à europeia, de uma democracia pluralista».
Adriano Moreira, outro dos participantes no debate, prolongou a análise até à actualidade, chamando a atenção para o que considera ser um dos legados nunca resolvidos da revolução de Abril: o desaparecimento de um conceito estratégico nacional que nunca foi substituído.
«Portugal ainda não tem um conceito estratégico nacional estabelecido [para substituir o que foi extinto com o 25 de Abril] (…) o País nunca teve a experiência de ter uma multiplicidade de fronteiras (de segurança, comércio, política cultural) e ainda não definiu um modelo de governação para gerir essa multiplicidade», disse.
«A redefinição de um novo conceito estratégico nacional começou nesse dia [25 de Abril de 1974] e ainda não acabou», acrescentou.
Numa «era de extrema turbulência resultante do desastre total da governação mundial», o professor universitário chamou ainda a atenção que «alguma coisa absolutamente informal está a nascer» em consequência da tentativa de recuperar «um sistema que faliu».
Uma realidade a que acresce a «fragilidade em que está a Europa», dependente de energias não renováveis, de reservas alimentares estratégicas, de mão-de-obra, de matérias-primas.
Neste contexto, Portugal deve «avaliar os desafio e as capacidades que tem» para lhes dar resposta e apostar na «investigação e ensino».
«Tenho dúvidas de que isto esteja a ser feito quando vejo universidades em debilidade financeira (…) quando o conceito estratégico do ensino secundário não está articulado com o do ensino superior», comentou.
Para Adriano Moreira é ainda necessário restaurar a confiança, «um valor sem o qual não se constrói nenhuma viabilidade».
«É preciso reconhecer que a relação de confiança em relação a várias estruturas do regime democrático estão em crise e isso reflecte-se na sociedade civil», observou.
A antiga deputada do PCP Odete Santos criticou, por seu turno, o que considerou ser o «regresso dos monopólios», revertendo medidas tomadas após a revolução de Abril como as «nacionalizações e reforma agrária» que, em seu entender, contribuíram para eliminar factores que «oprimiam o povo».
Destak/Lusa | destak@destak.pt

20 comentários

  • A descolonização foi a pior para o povo português, mas boa para meia dúzia de mamões. Que o Mamão do Soares queria mandar os retornados aos tubarões. Esse Mamão e outros que ai cá estão e outros foram ter com o DABO destruíram Portugal e outros continuaram. A descolonização devia ser com condições e os portugueses que lá tinham a sua vida deveriam ficar, seria bom para eles e para Portugal. Após a Descolonização houve mais mortes em o MPLA e a UNITA que em toda a guerra colonial em todas as colónias. Hoje as colónias estão a ser governadas por ditadores, muito, mas muito pior, que na era de Salazar ou Marcelo Caetano. Hoje o Preto rico trata abaixo de cão o seu empregado ou o pobre, que os portugueses tratavam os pretos. Angola rouba ao povo para investir em Portugal, OFFSHORES e ilhas fiscais, Moçambique é como sabemos, Guiné é o país de traficantes de droga etc... Estão melhor os Africanos actualmente, claro que não, a miséria e fome paira por esses lados. Estariam muito melhor sobre a governação de Portugal. Se hoje houvesse um referendo se queram de volta Portugal de certeza o voto SIM ganhava...MALDITOS SEJAM E QUE SE JUNTEM COM SATANÁS NO INFERNO OS QUE DESCOLONIZARAM AS COLÓNIAS SEM CONDIÇÕES EM PROL DO SEU UMBIGO. MALDITOS ABUTRES...
    JAIME JORGE PEREIRA | 27.04.2016 | 16.16H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Não sou retornado, foi uma descolonização política sem pensamentos. Serviu-se da Democracia e pouco fez por Ela. O acordo do Alvor, foi uma brincadeira? Será que ainda vou ser castigado?
    F. DIAS | 30.01.2015 | 18.11H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Só hoje li o comentário de Fodoredo (10.11.14). O comentário que faço a essa besta, é que respeite os retornados, que estavam lá a trabalhar honestamente. Haveria concerteza quem explorásse, como há agora cá em Portugal, mas também havia gente honesta que respeitava os negros e trabalhava para ganhar a vida honestamente. Faz hoje 31anos que o meu pai faleceu, era retornado, e não te admito besta que faltes ao respeito aos retornados. O meu contacto é 962538844. Liga-me se fores homem, o que eu duvido, sua besta.
    PAULO BARBOSA | 10.11.2014 | 14.11H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • realmente... ha com cada um!... Mario Soares não presta mesmo! Para que foi que ele criou os contratos de trabalho?horario de trabalho? Segurança social?os lanches nas escolas primarias para alunos carênciados, bem os ricos também comiam! Para quê tudo isso! Que vergonha! Ele deveria era deixar o patronato manter os costumes. Despedir os trabalhadore a qualquer momento e trabalharmos de sol a sol e sem ordenado minimo! ah pois! Porque o que ele fez só veio lixar os ricos! Ah e tem a descolonização que foi perdida pelos miliateres como o grande e amado Spinola e o Almirante vermelho que ate apoairam os nossos militares dando o arsenal ( ? fisgas?) aos "turras" libertando assim os nossos. ah foi muito bom! E o Mario paga tudo! a Ponte áerea nao foi o Mario que fez foi outro! Mas o mario apoiou! Pois é, bo m é o Cavaco que andou a malhar na gente em 96\97 é por ai...e eu nem sequer sou do PS, PCP ou CDS.
    CARLOS SANTOS | 05.11.2013 | 06.15H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • Grande chulo este Mário devias ser mandado aos tubarões seu desgraçado vais querer morrer e não vais conseguir não tens perdão seu filho da PUUUUUUUUUUUUUUU......
    TORRES | 18.04.2012 | 11.53H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • Mário Soares é um sem vergonha um chulo cortem a fundação desse sem vergonha.
    JOAQUIM | 05.04.2012 | 10.35H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • MENDES DA SILVA | 10.09.2011 | 20.29H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • Este senhor devia ter vergonha das palavras que diz e devia limitar-se a gozar a vida com o dinheiro que robou ao estado portugues e com o dinheiro que os EUA le pagaram enquanto exilado em frança. É pena que o povo portugues não veja o que não quer ver. Que se apoie um politico que robou o pais e basta procurar informação na internet (já desclassificada) em que demonstra quem era um dos maiores traficantes de armas, quem ficou com o que o estado portugues arrecadou durante a ditadura.
    Como retornado o dia mais feliz da minha vida será quando esse senhor morrer, já que destrui a vida a centenas de pessoas e ele ainda se ri.
    Que Deus lhe faça pagar no Inferno o que na terra não fomos capaz de fazer.
    PFERNANDES | 12.09.2009 | 21.16H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • É preciso ter lata!!!
    Centenas de milhares de Africanos que morreram por causa das guerras pós-descolonização, destruição das infra-estruturas feitas por Portugal (Escolas, Hospitais, estradas, caminhos de ferro, Cahora Bassa...)
    Soares gaba-se para tentar ficar na História.
    Vai ficar, mas pelas piores razões!
    FRANCISCO RODRIGUES | 23.04.2009 | 20.29H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Aí está a politica no seu melhor...
    Só mesmo quem fez a Descolonização a gabar-se..
    São todos iguais, o que nós fazemos está bem feito, o que os outros fazem, está tudo mal feito.
    Parabéns pelo olhar para o próprio Umbigo...
    JOÃO | 23.04.2009 | 20.09H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Mario Soares, grande politico, grande Homem, apenas cometeu um grande erro, devia ter deixado nas ex-colónias, essa praga de retornados que vieram para Portugal. O lugar deles era lá, para prestarem contas aos negros.
    FODOREDO | 23.04.2009 | 18.24H
  • Não comento as afirmações do Soares, mas as outras descolonizações (francesa, inglesa, etc.) também foram uma boa caca ... Vietname, Argélia, India e Rodésia são bons exemplos.
    Agora acho EXCELENTE esta afirmação do Adriano Moreira: "Portugal ainda não tem um conceito estratégico nacional estabelecido [para substituir o que foi extinto com o 25 de Abril". O raio do velho apesar de ter sido ministro do Salazar, ainda é, sem dúvida uma das pessoas com melhor capacidade de análise deste país.
    MARKUS | 23.04.2009 | 18.23H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • o DR. Mário Soares diz que a descolinização foi optima'',ele é que devia pensar na situação em que ficou o País,com milhares de retornados,sem nada a procura de imprego,uma guerra,fomentada pelo ditador Salazar,Franco,etc.deveriam ter pago pelos crimes que cometeram.Nunca foram julgados este criminosos''.Obama é uma esperança para o mundo'',que Deus o ilumine.
    MARIA PIEDADE SOUSA | 23.04.2009 | 18.11H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Portugal nunca mais se vê livre de PADRINHOS!
    AL CAPONE | 23.04.2009 | 18.09H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • Eu também não gosto deste "senhor", mais popularmente conhecido por "Bochechas", mas daí a tratá-lo da forma como alguém aqui em baixo o fez, é desprezível! Eu sei que muitas vezes dá mesmo vontade de falar assim, mas deverá ser feito em particular, num círculo de amigos ou em família, agora publicamente? Será que isto é o que chamam de "liberdade de expressão"? Não posso afirmar porque também ouvi dizer e assim não o acuso, mas essa história de pisar a bandeira de Portugal a ser verdade era de condená-lo a traidor e nem poder cá por os pés, mas este Povo e as suas leis são brandas demais para os criminosos, sejam eles quais forem e tudo passa sem males de maior. Agora, afirmar que a descolonização "foi óptima", é uma ofensa à dignidade dos Portugueses. Os que estiveram em África como colonos e os que aguentaram aqui no solo português o fascismo salazarista e não deram de frosques para França, Argélia, ex-URSS e afins. Este cavalheiro combateu o fascismo salazarista por que motivo? Para libertar o Povo? O que é que ele fez pelo Povo nos anos em que foi PM e PR? Deu algo à Nação e ao Povo? Os milhões que cá entraram da CEE/UE para onde foram? Onde foram colocados? Vê-se algo de positivo destes milhões? Em contrapartida, o que vejo é que este cavalheiro assegurou, e muito bem, o seu futuro! Foi para isso que ele combateu o fascismo? Só conversa da treta e este Povo ainda acredita nisto 35 anos depois de Abril'74 e de levar ano, após ano, nas trombas... E quase nem me enganava ao afirmar que vão continuar a votar nesta gente...
    JOE DA SILVA | 23.04.2009 | 18.02H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • "Por supuesto" que deve para além da entrada na CEE, e não me ocorre mais nada....
    LUCIA-LIMA | 23.04.2009 | 17.25H
    DENUNCIAR COMENTÁRIO
  • O que "consta" não foi em França, onde foi professor na Sorbonne...
    Foi aquando da visita do Marcello Caetano a Londres mas isso é conversa de fascista, pá! É que isto que estão a fazer ao Sócrates não é novo...
    Eu sou um gajo justo e incapaz de maqueismos. Esta conversa da descolonização tira-me do sério mas Portugal deve muito a este homem.
    JFK | 23.04.2009 | 17.11H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • A frase: " Descolonização foi óptima" é um rastilho para quem sofreu na pele! Aqueles "retornados" que voltaram praticamente com a roupa no corpo devem aplaudir de pé o seu trabalho. LOL 
    Já que falou da França, contam as crónicas que durante o tempo que lá esteve "exilado", consta que pisou uma bandeira portuguesa, sempre é verdade??
    LUCIA-LIMA | 23.04.2009 | 17.02H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • e e e qu qu quem faa faa faaaala assi assi assim n n n não é ga ga go go
    ANÓNIMO | 23.04.2009 | 16.56H
    VER COMENTÁRIO DENUNCIADO
  • Foi óptima para a puta da tua mãe oh ganda cabrão!!!
    Que não fosse possivel fazer melhor dada a situação de iminente guerra civil em que nos encontravamos e a imediata perca de combatividade das tropas a seguir ao golpe, até papo. Mas daí a dizer que foi óptima, vai comer nos entrefolhos do cu! Foi óptima para quem, oh cavalgadura??????????? Para os africanos? Para os portugueses? Ou para os CUBANOS E RUSSOS? Eu acho este senhor uma referência da Pátria por boas razões, mas que não me venha com esta conversa de merda!
    Foi tão boa ou tão má que o Conselho da Revolução não permitiu a discussão da descolonização na campanha das 1.ªs eleições "livres" em Portugal, para a Assembleia da República que se realizaram poucos meses depois da "independência" de Angola!!!!!
    Vai mas é para a puta da tua mãe com a conversa, oh caralho!!!!
    JFK | 23.04.2009 | 16.51H

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook