quinta-feira, 28 de abril de 2016

Dom Hilário volta a ser contestado


O assunto que envolve o Dom Hilário da Cruz Massinga, Bispo da Diocese de Quelimane ainda está intacto.
É que na última quinta-feira(21), enquanto os políticos discutiam a vida da população da Zambézia, crentes da Igreja Católica estiveram reunidos na Sé Catedral de Quelimane perante Dom Francisco Lerma, Bispo da Diocese de Gurué e o assunto era o único. As supostas atrocidades que vem sendo cometidas pelo Dom Hilário.
Aliás, sabe o Diário da Zambézia que este encontro que teve lugar no interior da Sé Catedral foi antecedido de audiências que o Dom Lerma teve na quarta-feira na Diocese de Quelimane.
Mas antes do encontro com crentes, o Bispo de Gurué visitou a escola São Carlos Luaanga e a Nova Rádio Paz, instituições que são tidas como parte do património que Dom Hilário da Cruz pretende “monopolizar”.
Aliás, crentes que falaram a nossa Reportagem afiançaram que o encontro foi franco e aberto, dai que a recomendação que deram ao “inquiridor”, Dom Lerma é a retirada do Dom Hilário da Diocese de Quelimane, embora reconheçam que há uma ala que suporta o visado que faz de tudo para que este não saia. Os mesmos interlocutores afiançaram que já não há ambiente entre Dom Hilário e os crentes na sua maioria, porque afinal, o bispo de Quelimane pretende ficar com vários bens que são da comunidade para o beneficio próprio o que os crentes não aceitam.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook