quarta-feira, 27 de abril de 2016

Conheça os salários mínimos por sector


2016-04-26 20:44:24 (UTC+01:00)

Os salários mínimos sectoriais para que entram em vigor a partir do dia 01 de Abril do ano corrente, nos oito sectores são:
MAPUTO - Sector 1: Agricultura, Caça e Silvicultura com um aumento na taxa de 3.61% tendo saído de 3183 para 3298 MT.

Sector 2: pesca Industrial e semi-industrial com 9% traduzidos em 3500 para 3815 MT. Subsector da Capenta de 12,50% de aumento saindo de 3000 para 3370 MT.

Sector 3: Indústria de extracção mineira- grandes companhias um aumento de 10.11% saindo de um mínimo de 5643 para 6213MT. Pequenas empresas, pedreiras e areeiros, tiveram um aumento de 8, 11% de 4539 para 4907 MT. Salinas 7, 18% de 4106 para 4476 MT.

Sector 4: Indústria transformadora com 8% saindo de 4815 para 5200 MT. Subsector da panificação 5,15% saindo de 3790 para 3985 MT.

Sector 5: Electricidade, gás e água – grandes companhias aumento de 11, 75% saindo de 5402 para 6032 MT. Subsector de pequenas companhias tem um aumento de 11, 75% saindo de 4851 para 5421 MT.

Sector 6: tem 9% de aumento saindo de 4483 MT para 4886 MT.

Sector 7: serviços não-financeiros têm um aumento de 8% saindo de 4676 para 5550 MT.

Sector 8: serviços financeiros, (bancos e seguradoras) aumento de 8% partindo de 8.70% saindo de 8050 para 8750 MT. Subsector de Micro-financas aumento de 7.69% saindo de 7800 para 8400 MT.[CC]
Salários só aumentam entre 4% e 12%, comida já aumentou mais de 20% em Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Tema de Fundo - Tema de Fundo
Escrito por Adérito Caldeira  em 27 Abril 2016
Share/Save/Bookmark
Montagem fotográfica @VerdadeO pão que nos roubam no peso ficou 30% mais caro, a água que não é potável para a maioria do povo subiu mais de 15%, a electricidade de má qualidade aumentou 15%, o preço da comida agravou-se em mais de 20% porém o nosso empregado decidiu que o salário do seu patrão só vai crescer entre 4% e 12,5%.
Os trabalhadores moçambicanos, já habituados ao discurso do ano atípico (seja pela seca, devido às cheias, pela guerra ou por culpa da “mão externa”) não tinham grandes expectativas sobre os aumentos salariais anunciados nesta terça-feira(26) pelo Governo de Filipe Nyusi, ainda por cima com as dívidas secretas ilegalmente avalizadas pelo Estado e cujo valor ainda é desconhecido.
“Como tenho ouvido falar das dívidas (da EMATUM e da Proindicus) que o nosso país tem não espero que o salário aumente quase nada”, resignou-se Esmeralda.
Esta professora primária, numa escola pública nos arredores da cidade de Nampula, e que verá o seu salário aumentar menos de 500 meticais não tem ilusões, “nos anos anteriores aumentaram 6% a 7%, é este ano que devo esperar um aumento significativo com todos os problemas que ouço falar? Penso que não. Pelo contrário este suposto aumento ainda vai agravar mais os preços dos produtos. Se dependesse de mim era preciso aumentar no mínimo 20%, tendo em conta o custo de vida”.
Foto de ArquivoO custo de vida que a professora Esmeralda refere-se aumentou, oficialmente, só no primeiro trimestre do ano 6,34% com o maior aumento na “divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas”, de acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).
“Relativamente a igual período de 2015, o País registou um aumento de preços na ordem de 13,61%. A divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas destacou-se com um aumento de 22,14%” refere o INE que baseia o seu índice em preços praticados nos estabelecimentos formais.
Outro funcionário da Educação, esse sector prioritário para o “Desenvolvimento do Capital Humano”, afecto no distrito de Rapale e que terá com este aumento anunciado verá o seu salário aumentar menos de 1000 meticais afirma que “estes aumentos têm sido de tal sorte que agravam o custo de vida. Eu penso se aumentassem, pelo menos 1300 meticais seria normal”, lamentou o professor Alexandre.
Agricultura que emprega a maioria dos moçambicanos volta a ter o menor aumento
A maioria dos moçambicanos, cerca de 68%, continuam trabalhar no sector que sempre foi considerado o mais importante nos discursos dos sucessivos Chefes de Estado, o ramo de agricultura, silvicultura e pesca. Porém estes trabalhadores, que do seu suor virá supostamente a segurança alimentar e a redução das importações, continuam a ser os que auferem os piores vencimentos no nosso país e, de forma recorrente, recebem os menores aumentos, no ano passado tiveram um aumento de 5,74% e este ano só terão 3,61% de melhoria salarial.
Eis os salários mínimos aprovados pelo Governo de Nyusi, e que estão em vigor desde o passado dia 1 de Abril:
Função Pública terá aumentos entre 4% e 7%
“O nosso Governo não nos paga bem, disso ninguém tem dúvidas pelo menos nós do Ministério da Saúde. Este 2016 prefiro esperar a percentagem que eles quiserem aumentar”, desabafaou Felisberto, entrevistado pelo @Verdade na semana passada quando foi tornado público o acordo na Comissão Consultiva do Trabalho, que está preocupado com a possibilidade, bem real diga-se, que com este anúncio do Executivo os preços voltem novamente a agravar-se. “O que me preocupa é que o salário sobe uma vez por ano, mas os preços dos produtos, no mercado, são agravados quase todos os dias”, acrescentou o nosso entrevistado.
Este profissional de saúde, num dos distritos da província de Nampula, “gostaria que acrescentassem pelo menos 1500 meticais” ao seu vencimento actual, mas em função do aumento de 7% anunciado por Carmelita Namashulua, a ministra ministra da Administração Estatal e Função Pública, deverá ver o seu salário crescer menos de 1000 meticais.
Foto de ArquivoPara a Função Pública o Governo de Nyusi determinou que o aumento para será de 7%, para quem ganha menos (professores primários, enfermeiros, auxiliares técnicos de saúde, assistentes técnicos de saúde, médicos, guardas policiais, serviço cívico e forças de defesa e segurança), e de 4% para os melhor remunerados.
O que a partida parece ser uma decisão positiva em termos reais quer dizer que os altos funcionários do Executivo, que ganham cerca de 100 mil meticais, terão um aumento igual ao que ganha actualmente um polícia ou enfermeiro, estes por sua vez verão o seu vencimento aumentar menos de 1000 meticais.
Como é o caso de Cristina, enfermeira na cidade de Nampula, que declarou ao @Verdade que o aumento deveria atingir, pelo menos, 25% para suprir as necessidades básicas. “Eu acho que o salário tinha que aumentar um pouco mais para cobrir as nossas despesas. Só para fazer compras de alimentação precisamos de mais de cinco mil. É complicado para alguém que recebem, por exemplo, nove mil”, desabafou a profissional de saúde.
Não recordando que na sua tomada de posse o Presidente Filipe Nyusi prometeu que a “alimentação condigna não deve constituir um privilégio. Ela é um direito humano básico que assiste a todos os moçambicanos” Júlio, um outro profissional da Educação e Desevolvimento Humano residente no município da Maxixe, disse ao @Verdade que “a luta é para garantir as refeições básicas: água, açúcar, folha de chá, pão ou mandioca cozida, arroz e carapau importado porque o peixe fresco sai mais caro. O coco que na altura comprávamos a 5 meticais agora custa 12 a 20 dependendo do tamanho”.
Os agentes da Polícia da República de Moçambique, que já prometeram reprimir qualquer manifestação popular mesmo que seja pacífica, verão o seu salário crescer somente 7%, o que representa um aumento de menos de 500 meticais para a maioria dos membros da corporação cujo salário ronda os 5 mil meticais.
Pelo menos trabalho não lhes faltará pois certamente o crime será uma alternativa para os milhares de desempregados, e até mesmo alguns trabalhadores, incapazes de ganharem honestamente o seu pão de cada dia em Moçambique.
* por Adérito Caldeira/ Leonardo Gasolina
Fabio Macamo ·
Works at MINED
Isto mostra claramente que temos que nos preparar psicologicamente para que nao constitua surpresa, se um dia alguem vier ao publico e disser que este negocio de aumento acabou...
GostoResponder215 h
Fabio Macamo ·
Works at MINED
Isto mostra claramente que temos que nos preparar psicologicamente para que nao constitua surpresa, se um dia alguem vier ao publico e disser que este negocio de aumento acabou...
GostoResponder115 h
Hermenegildo Elias Cambula ·
Inflação 12%, reajuste salarial 3% para ond caminhamos mesmo?
GostoResponder814 h
Nazir Yussuf Amuji ·
8% de 4676.00 da 5050.00 e nao 5550. Reparem no sector 7
GostoResponder214 h
Eduardo Santos Mapata ·
Isto é uma autêntica palhaçada pois os produtos de primeira necessidade subiram pra o burro e estes loucos são acrescentaram trocos de cha
GostoResponder114 h
Nivio Safrao ·
Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
GostoResponder12 h
Ananias Lopes Nhassengo ·
Gostaria de saber porque o governo não faz auto avaliação de reajusto salarial justo porque os produtos alimentares subiram quase 100% energia, água, material de construção e mas coisas necessário ? Serak as dividas é do povo ou dos dirigentes que estão a girar o país
GostoResponder6 h
Az-one Bungo Cuinica ·
micharia de moz
GostoResponder5 h
Cossa Iva ·
Acham que isso e aumento?
GostoResponder15 h
Lichale Jaime Francisco ·
deviam falar tbem dea funcao publica que ficou com 4%, essa informacao nao é cabal e esconde os verdadeiros reajustes que tivemos.
GostoResponder4 h
Maria Francisco ·
Realmente o nosso pais esta uma vergonha, enquanto os bolsos dos derigentes transbordam nós e que pagamos recebendo migalhas.....a muita injustiça .......vamos chegar aonde assim?
GostoResponder4 h
Hawa Saide ·
Works at Facebook
Poxa, pra onde vamos no's? Chamam a isso de aumento,isso nao faz diferenca nenhuma no meu salario. brincadeiras de pessimo gosto. este governo pah!!
GostoResponder4 h
Fernando Mundzo ·
Isso é que provoca a curropção nas empresas,por ser um ordenado muito magro e que não dá para fazer algo na vida!
GostoResponder4 h
Candida Matusse ·
fogo tamos tramados com esses nosso ladroes
GostoResponder4 h
Silvia Yolanda Chidinbue ·
Realmente vamos de mal a pior. Triste essa situação.
GostoResponder4 h
Costa James ·
Tentei cambiar este salarios minimos com o rand,e cheguei a conclusao que nem vale a pena cambiar com o Dolar Americano,muito menos o Euro.
sector1........ R785.23........Minimo
Sector8........ R2083.33......Maximo

Desta forma como E possivel pagarmos a tal divida soberana?
GostoResponder4 h
Manuel Sardinha ·
Vamos aonde com esse salário com família para cuidar e pagar escola,etc,num ano considerado de estiagem.
GostoResponder4 h
Ivo Silva Timba ·
Qual sector 6, nao tem nome?
GostoResponder3 h
Simao Daniel Cumaio ·
Works at Autopack LTD
Isso e abuzo a população um saco d arroz de 50kg sao 2000mts enqanto eles vivem as nossas custa td a custo zero.
GostoResponder2 h
Angelo Armando Muaga ·
O governo mocambicano sabe dspresar seu povo... vergonha organizada. Numa altura k ja era necessario um aumento compativel a inflacao k se vive no pais...vale apena ser politico pk eles estao bem.
GostoResponder2 h
Egnesse Richad
Vamos trabalhar com a realidade
GostoResponder2 h
Nacir Samuel Matsimbe ·
Works at Misau
Eu,eu,eu juro...assim vai o mundo, a chutes e pontapes e enfretando todas mares.
GostoResponder1 h
Nacir Samuel Matsimbe ·
Works at Misau
Ajustar-acto de tirar de A para B sem danificar o seu estado original.
Aumentar-acto de modificar a forma, estrutura,volume dum coiso A.
GostoResponder1 h
Luisa Artur Mabjaia ·
Até choro...


1 comentário:

jaime tembe disse...

contudo isso só falta dizer que já não há taco no tesouro

Windows Live Messenger + Facebook