quinta-feira, 28 de abril de 2016

Casal português morto à frente do filho em Luanda



Follow us: jornalnoticias on FacebookUm casal português foi morto, na terça-feira, por desconhecidos quando viajava de automóvel numa via rápida de Luanda, Angola. Ao homicídio escapou o filho do casal.
Fonte contactada pelo JN em Angola disse que o crime ocorreu por volta das 20 horas de terça-feira quando as vítimas, Elvira Mil-Homens e Fernando Silva, de 62 e 57 anos, respetivamente, circulavam na Via Expresso (via rápida que liga várias localidades da periferia da capital angolana). Segundo esta fonte, os alegados homicidas seguiam noutra viatura que ultrapassou os portugueses, tendo disparado sobre estes.
O homem morreu no local e a mulher faleceu mais tarde num hospital para onde foi transportada e socorrida. O crime e a identidade das vítimas foram confirmados, ao JN, pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, que está a acompanhar o caso.
"Estamos a acompanhar as diligências judiciais que estão a ser desenvolvidas e o consulado de Portugal em Angola já contactou com o procurador-geral da República solicitando a maior celeridade possível nas investigações", afirmou o secretário de Estado José Luís Carneiro, em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, à margem da reunião plenário do Conselho das Comunidades Portuguesas.
O governante especificou que o apoio consular está a ser desencadeado, "quer no contacto com os familiares, quer com as autoridades judiciais de Angola para, o mais rapidamente possível apurar os responsáveis pelo assassínio do casal português".
De acordo com as primeiras informações, as vítimas são um casal de empresários luso-angolanos, proprietários de uma empresa que comercializa material elétrico e de iluminação.
Os alegados homicidas terão disparado à queima-roupa sobre o casal e fugido do local sem se aperceberem da presença do filho, maior de idade, no interior da viatura.
"Não roubaram nada, chegaram e dispararam contra o casal, mas ao filho que vinha no carro não aconteceu nada, não sabemos se foi acerto de contas", adiantou fonte da polícia à agência Lusa.
Segundo o JN apurou, um cidadão francês terá sido raptado há dois dias naquela mesma via rápida e levado para local incerto. A embaixada francesa terá, entretanto, aconselhado os seus cidadãos residentes em Luanda a não utilizarem a Via Expresso.





António Pereira · 
Cães raivosos e tinhosos!
GostoResponder1623 h
Sofia Torres
triste
GostoResponder13 h
Jc Silva · 
O filho do casal não era criança, mas já homem casado
GostoResponder123 h
Jc Silva · 
Pedro Markues Daí que é uma notícia mal dada, e posso comentar porque são da minha família
GostoResponder1721 h
Naira Sousa · 
Jc Silva, lamento pela sua perda
GostoResponder321 h
Pedro Markues
Jc Silva ok lamento, paz às almas.
GostoResponder220 h
Da Silva Ademar
Jc Silva
Sinceros pesames, e que justiça seja feita, com mao pesada de preferencia!!!
GostoResponder318 h
Tabuaço Fernando · 
Sim mas deve ser muito pequeno para não ser visto!
GostoResponder118 h
Jorge Alves · 
A notícia não refere ter sido uma criança, diz que se tratava do filho. Na verdade até refere que é maior de idade. Aceite as minha condolências.
GostoResponder118 h
Jc Silva · 
Jorge Alves Á seis horas atrás a notícia dizia que era uma criança ,como sabe os jornais vão actualizando as noticias
GostoResponder217 h
Jaime Eduardo · 
Grande coisa..vai fazer muita diferença...
GostoResponder114 h
Paulo Rodrigues
Maior de idade diz na reportagem,
GostoResponder13 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
...Lamento!...Paz às suas almas!...
GostoResponder23 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
...Gostaria de ter conhecimento se algum desses fdp do mfa, prec, ara, luar, conselho da revolução, da exemplar descolonização...enfim do socialismo barato e energúmeno, que nos anda a desgovernar há 42 anos, se estará presente no funeral destes dois cidadãos!...Resquícios da exemplar descolonização e da grande trampa da abrilada do pé descalço desses reles militares da pacotilha!...
GostoResponder1723 h
Aurélio Sá
Vai-te foder filho da puta.
GostoResponder722 h
Fernando Branco · 
Aurélio Sá Ja tens idade para seres mais bem educado;sera que te tocou na ferida?
GostoResponder621 h
Carlos Monteiro · 
Meu caro homónimo Carlos Cardoso, não vá por aí, o tempo não volta para trás, percebo e respeito se calhar mais que ninguém a sua “ira” mas não culpe aqueles que fizerem o 25 de Abril das tropelias que se cometeram após; Aconselho-o a ler o livro, (A Balado do Ultramar) de Manuel Acácio, talvez o faça meditar um pouco e resfriar a sua iara.
GostoResponder721 h
Teixeira Alda · 
Se não fosse o 25 de Abril, seria outro dia que os Povos colonizados alcançavam a Independencia. Não receberam nenhuma dàdiva, foi uma luta de vàrios anos, com mortes de um lado e doutro. Se o Senhor comentarista condena a ~Independencia das colònias, não se lhe nega esse direito. Mas deve reconhecer que um Povo que oprime outro, é ele mesmo que não é livre. E continuaria o massacre dos dois lados.
GostoResponder420 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
Fernando Branco Sr. F. Branco!...O que esse burro diz, a mim não me afecta absolutamente nada!...Demonstra a educação da doutrina pseudo-democratica de um fiel cachorro nascido da revolucaozeca da abrilada!..Certamente, um comunista encapotado!...O que ofende é a memoria dos falecidos que já cá não estão para se defender e a família, familiares e amigos dos que foram barbadense assassinados!..Sr. Aurélio, vá para a escola e inicie pelo pré-primario o seu percurso de educação, já que os seus pais certamente, não lhe deram "chá" !...
GostoResponder220 h
Espinha Farley · 
Aurélio Sá , se passas ao insulto por tudo e por nada, daqui a pouco ficas todo pintado de merda.
GostoResponder120 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
Fernando Branco perdao...dos que foram barbaramente assassinados...
GostoResponder20 h
Titavo Ferreira
Carlos Cardoso É mesmo idiota. Nem o ser-lhe permitido debitar aqui essas baboseiras, mudou algo em si. Cultive-se e evolua, seu mentecapto.
GostoResponder120 h
Joaquim Da Fonseca Lameirao · 
Works at Retired
Cardoso:tens pinta do que não és melhor do que os assassinos!
GostoResponder219 h
Joaquim Da Fonseca Lameirao · 
Works at Retired
Carlos Cardoso Não penses que és melhor do que os outros!
GostoResponder119 h
Arnaldo Pinto Barbosa Barbosa · 
Mais um salazarista, que se colocou ao lado da unita, mas antes do 11 de Novembro, de 1975 meteu o rabo entre as pernas,e veio para Portugal, viver num hotel,a custa do IARN. Sera que estas a receber alguma pensao da PIDE?
GostoResponder419 h
Fernando Silva
Que comentário mais doentio.
GostoResponder19 h
Da Silva Delfim Eusébio · 
Teixeira Aldaeu nao diria melhor,essa foi a resposta mais adequada,para alguns comentadores
GostoResponder17 h
Fernando Machado
C. Cardoso Pela aragem se vê quem vai na carruagem. Às tantas, você está com saudades do tempo em que fazia o mesmo. O crime acontece em todo o lado. Veja os Estados Unidos, nem a pena de morte os safa. Cheira-me a que é retornado, mas se realmente for, tem de meter na cabeça que aquele país, bom ou mau, é dos angolanos e eles é que têm de se haver com estes problemas. Os portugueses que lá estão não são obrigados a tal ou, se o são, é pelos maus governos daqueles em quem têm votado e que não lhes dão melhores condições aqui, mas o amigo é funcionário do Estado está na melhor,. De que se queixa?
GostoResponder16 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
Fernando Machado ...Sr. F. Machado...permita-me que lhe diga que não sou retornado, nem conheço ou, estive alguma vez em Angola!..Afinal, os três " D " da Revolução e ao fim de 42 anos foi um embuste!..
GostoResponder116 h
Fernando Machado
Carlos Cardoso Olhe , então não sei por que razão o preocupa tanto este crime em Luanda e não o preocupa o crime de Leipzig em que uma mulher portuguesa foi esquartejada e o tronco separado dos membros atirado ao rio. Será porque um foi em África onde há comunistas maus e o outro foi na Alemanha onde há neofascistas bons? Olhe sinceramente não entendo. Eu, ao contrário do senhor estive na guerra colonial e nunca percebi o que andava lá a fazer. Sei apenas que para proteger os bens de gente que nunca conheci tive de abandonar o curso a meio e trabalhar depois do regresso da tropa sem oportunidade de o concluir.
GostoResponder15 h
Manuel Castanho
Fernando Machado – Soi dizer-se que quando duas pessoas estão de comum acordo poderá haver a possibilidade de uma delas, o emissor, estar a ser vilipendiado no seu raciocínio! Pois bem, poderei ser acusado disso mas confesso-lhe que comungo por completo com a sua mensagem. É que também eu fui para lá defender não sei bem o quê nem quem, mas de uma coisa estava convicto: estava em território estrangeiro, não nacional. Obrigar jovens na flor da idade ir para uma guerra com o único propósito de defender a Pátria, foi e continua a ser o maior crime cometido por salazar (em letra minúscula). Fique bem e deixe os saudosistas derramar as suas lágrimas de saudade.
GostoResponder14 h
Fernando Costa · 
Carlos Monteiro O senhor não passou, nem concerteza teve familiares que passaram muito mal em Angola, foram deixados abandonados. Que País a este que abandona os seus cidadãos.
GostoResponder13 h
Narcisa Silva · 
Teixeira Alda o problema não foi a descolonização. O problema foi o crime «daquela» descolonização! Pior do que «aquela» descolonização de Angola, não era possível! Era possível e obrigatório termos feito muito melhor! Angola, à data do 25 de Abril, estava praticamente em paz, com a "guerra" ganha por Portugal. Era um caso de sucesso. Em poucos meses, uns miseráveis "revolucionários" politico-militares puseram aquilo de pantanas! Um autêntico "Congo"! Ler "Segredos da Descolonização de Angola" da autoria da jornalista do Diário de Notícias Alexandra Marques.
GostoResponder18 h
Narcisa Silva · 
Arnaldo Pinto Barbosa Barbosa o lado da UNITA era um lado tão correcto como qualquer outro. O teu país, Portugal, reconheceu a UNITA como "um dos legítimos representantes do povo angolano" no Acordo de Alvor! O teu país, Portugal, traiu tudo e todos ao colocar-se, parcial e traiçoeiramente, ao lado de um dos movimentos político-militares que protegeu e promoveu, embora fizesse de conta que era neutro. Vai ler o livro "Segredos da Descolonização de Angola" da autoria da jornalista do Diário de Notícias Alexandra Marques. Estão lá os segredos todos levantados ao fim de cerca de 40 anos de escondidos e abafados! Estão lá as actas, as transcrições, tudo, acerca desta indignidade de que te falo! Portanto, perdesde uma boa oportunidade para estares calado! Vai ler e ver, preto no branco, com os teus olhos!
GostoResponder17 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
Teixeira Alda Sra Alda...Não fale do que do que não sabe!...Não houve independência coisa alguma dos territórios ultramarinos!..O que houve foi um abandono de toda aquela gente que lá vivia...os africanos, portugueses, luso-descendentes, comunidades de chineses, gregos, alemães, paquistaneses, indianos, italianos...e uma entrega aos soviéticos e cubanos desses territórios!...Quanto à opressão, os colonialistas e opressores estavam todos em Lisboa!..Em Portugal, não se respirava liberdade, solidariedade...porque se defendia implacavelmente a " defesa da doutrina do regime Corporativista! " , em...Ver mais
GostoResponder57 min
Viviana Almeida · 
Senhor tenha piedade de nós, a onde vamos parar?
GostoResponder123 h
William Loureiro · 
Boss na empresa Rocawear
que cena muito chocante
GostoResponder22 h
Carlos Fernando Santos · 
kill them all
GostoResponder22 h
Luis Coutinho
The short and the tall
GostoResponder18 h
António Azevedo
Meus Queridos Amigos,tenham muito cuidado,temo que Angola que é um Grande País se torne uma segunda Venezuela,ao ponto que as dificuldades aumentam,a violencia acompanha.
GostoResponder722 h
Antonio Alves Magalhães
ANOS ATRAS TAMBEM SOFRI UMA PERSEGUICAO DESSA,NA VIA EXPRESSA AEROPORTO VILA DO GAMEK,ME SALVEI POR POUCO. GRACAS A DEUS.
GostoResponder122 hEditado
Manuel da Costa · 
ADEUS, OU A DEUS?
GostoResponder22 h
Albino Botelho Botelho
Manuel da Costa será o essencial da questão em debate ? k.k.k.k.k.k.k só me aparecem pés descalços . . . .
GostoResponder621 h
Manuel Mascarenhas Gaivão · 
O RACISMO está bem evidente nesta notícia. Para além disto, o ROUBO, a INVEJA e a FALTA DE IMPUNIDADE grassam , infelizmente naquela terra , que bem trabalhada dá para todos. Assim vão os tempos....numa terra que poderia ser feliz.....
GostoResponder321 h
Luís Seixas
Racismo? Já leu bem a notícia? O casal é luso-angolano. Se viu as fotos tratava-se de um casal misto...
GostoResponder320 h
Margarida Cruz · 
Luís Seixas os dois são mistos.Ela mestiça,e ele cabrito.
GostoResponder118 h
Jc Silva · 
Margarida Cruz conhecia-os?Eu que sou da família garanto-lhe que não é assim
GostoResponder117 h
Maria Emilia Silva
Margarida Cruz ai sim? Conhecia-os? Condenar o crime e dar os pêsames à familia é suficiente, deixe-se de rótulos.
GostoResponder117 h
Margarida Cruz · 
Jc Silva não há necessidade de ser agressivo.Não os conheço e lamento a sua morte,mas como eu própria sou mistura bem como uma grande parte da família é,há pequenos sinais que nos distinguem.Só isso.Nada mais.
GostoResponder216 h
Margarida Cruz · 
Maria Emilia Silva rótulos?Limitei-me a responder a um comentário feito sobre ao facto de ser um casal misto.Aonde é que está o problema?
GostoResponder116 h
Jose Fonseca · 
Vamos esperar pelas investigações. Se não houve roubo, porquê então este ódio? O que está por trás disto tudo? Vamos esperar. Matar é só por si condenável e merece punição máxima mas convém saber o que gere estes ódios.
GostoResponder114 h
Margarida Cruz · 
Jose Fonseca comentário sensato.
GostoResponder14 h
Angelo Costa · 
O filho órfão vai crecer, vai cultivar em si um sentimento de raiva e quando estiver pronto vai vestir uma roupa preta aderente, com uma capa comprida sem esquecer a mascara e vai lutar pela justiça em Angola, quem sabe daqui a uns anos também lhe fazem uma triologia!
GostoResponder121 h
Fernando Silva · 
O filho orjão vai crescer?!ele já é adulto e de barba rija homem.
GostoResponder121 h
Espinha Farley · 
Angelo Costa ·, Que andas a fumar ...para estares com essa idiotices.
GostoResponder220 h
Fatima Rodrigues Lima · 
haha o filho tem 33 anos, a noticia divulgada assim o afirma!
GostoResponder8 h
Carlos Monteiro · 
Nada no presente me move contra o povo angolano, antes pelo contrário, lamento muito o povo estar à mercê de bestas que se intitulam “irmãos” quando não passam de seus carrascos. Mas quando em 9 de Maio de 75 percorria a Estrada do Catete e a baixa de Luanda rumo ao Porto de mar para embarcar no Uíje de regresso a Portugal; Berrei com todos os pulmões respondendo aos lenços brancos acenados por esse bom povo das varandas que assistia á nossa passagem, gritei, que "jamais me voltariam a apanhar por lá", e não voltei mesmo até hoje, sei que a vida dá muitas voltas, mas estou em crer que lá não voltarei mesmo.
GostoResponder521 h
Fernando Silva · 
Esta raça maldita,especialmente angolanos ainda estão no estado selvagem,vejam o que aconteceu em Lisboa e o que acontece todos os dias,mesmo recebendo o RSI,vejam os do Brasil e os que estão emigrados nas grandes capitais da europa,é só roubar e matar,é necessário começar a estermina-los.
GostoResponder321 h
Luís Seixas
Selvagens há em todos os lados. Também há portugueses e outros europeus que matam. São também uma raça maldita? Ou é racismo da sua parte? Quer a "solução final" dos nazis?
GostoResponder520 h
Margarida Cruz · 
Senhor Fernando,o seu comentário é puro racismo.Vivo na Bélgica e numa zona que é considerada a 2ª mais cara do país,os meus vizinhos são belgas de gema sem nenhuma mistura,aliás como quase todos os habitantes da zona e em 10 anos tivemos 3 assassínios dos mais bárbaros cometidos por alguns desses habitantes.Um matou a mulher e os 3 filhos com um taco de baseball,outro cortou a garganta também aos 4 membros da família depois suicidou-se,e a outra juntamente com o amante mataram o marido e os 2 filhos.Como vê,mesmo nas grandes capitais europeias há crimes todos os dias e cometidos por gente rica cujo estatuto social os coloca em principio fora do crime,ou seja são membros de respeitáveis boas famílias.E de caminho,no mês passado mãe e pai foram condenados a prisão perpétua pela morte de 2 filhos deficientes,e também são europeus de gema.E a lista é infelizmente grande de cidadãos europeus de gema que cometem todos os dias crimes bárbaros.Também acha que se devem extreminar a raça de europeus que comete tais crimes?Por cá,basta ligar a RTL e fica a saber de todos os podres da sociedade.O crime de Luanda é infelizmente mais um,só é falado por serem cidadãos estrangeiros,mas é algo que acontece todos os dias com cidadãos angolanos.
GostoResponder418 h
Rednaj Adnaloh · 
Fernando Silva Sou cidadão brasileiro-norueguês estudando em Portugal e acabei de informar as autoridades policiais da Noruega através de tips.kripos.no sua incitação ao extermínio de imigrantes brasileiros e angolanos.
GostoResponder1 hEditado
Arthur Helenico
Rednaj Adnaloh : O meu comentário tinha um cariz meramente irónico e era dirigido contra um comentário racista de um Português na Noruega. Sou um cidadão Português; e utilizei o nome do infame terrorrista norueguês da extrema direita, para que este percebe-se que sendo eu seu concidadão ele não teria refugio contra a ideia odiosa do racismo, que partilha, com os intolerantes. A si Rednaj Adnaloh, á sua família e aos seus concidadãos, uma ideia nos deve unir. A batalha contra o racismo, a intolerancia e todas as formas de descriminação, pela cidadania e democracia. Se eventualmente lhe causei qualquer dano moral aceite as minhas desculpa. Estamos do mesmo lado da trincheira, no combate pela tolerãncia. Já retirei o meu anterior comentário para que não fosse mal interpretado. Na minha opinião este crime de homicidio do casal português não tem conotação racista.
GostoResponder110 hEditado
Narcisa Silva · 
Arthur Helenico está enganado! Este crime tem total conotação racista pois, em termos rácicos, hoje, em Angola, há os negros dominantes e constituindo e elite dirigente e económica e os "clarinhos" que inclui todos os outros. Os "clarinhos" são tidos como gente de dinheiro, mesmo não o tendo. São alvo de ódios e de cobiça. E alvo de crimes - assaltos e assassínios - na convicção de que têm dinheiro.
GostoResponder7 h
Rednaj Adnaloh · 
Arthur Helenico denunciei o senhor Fernando Silva e não você.
GostoResponder1 h
Carlos Julieta · 
Perigo está por todo lado até por aqui.
GostoResponder321 h
Carlos Monteiro · 
Tem toda a razão meu caro homónimo Carlos, o perigo hoje mais que nunca e diga-se sempre, esteve e estará em todo o lado, só que, e foi essa mensagem que eu quis passar, nós cidadão comum, nada melhor que deambular pelo nosso habitat natural, pois conhecendo o nosso habitat é meio caminho andado para evitarmos certos meandros, algo que naturalmente não acontece quando por opção ou obrigação estamos fora do mesmo e como assim mais sujeitos a este tipo de crime.
GostoResponder121 h
Pedro Markues
Lamentável... infelizmente na África do Sul muitos casos semelhantes aconteceram...
R.I.P
GostoResponder21 h
Limão Azedo
"A evolução criou o homem" e vai destruí-lo, ou serão as falsas religiões? É o Diabo e os demónios que o seguem que são culpados do aumento do crime no mundo?! Quem vai acabar com os medos que todos temos?
GostoResponder20 h
Albino Botelho Botelho
sem prisões perpétuas com trabalhos forçados , trabalhando para as vítimas ou familiares , não vão a lado nenhum . os nossos antepassados não eram burros . . . tiveram muito tempo para estudar o bixo ser humano , depois apareceram os teóricos da treta , e é o que se está a ver . estamos a voltar aos tempos selvagens . . .
GostoResponder320 h
Espinha Farley · 
Mas ainda nao viram que Angola ja era, ainda teimam em ir para la, e' um risco que so por dinheiro nao vale a pena correr. RIP.
GostoResponder320 h
João Tátá Ramalho · 
Gerente na empresa Empesário
Angola é Africa e Angola é dos Angolanos! Assim se vive em Africa! Quem não sabe?
GostoResponder220 h
Lurdes Loureiro · 
Mas os comentários são só para se mal tratarem uns aos outros? Falta de educação
GostoResponder119 h
Maria Manuel Antunes · 
ANGOLA LINDA E MAIS PERIGOSA HOJE QUE ONTEM
GostoResponder219 h
Aurélio Gomes · 
Works at Retired
"Acerto de contas", essa deve ser para rir ou chorar! Então as contas ficam certas matando!
GostoResponder219 h
António Gil · 
Tudo o que é branco é para abater !
GostoResponder218 h
Maria Reis · 
Nos anos 70 e 80 foraminifera assassnados muitos Portuguese so na Africa do sul ate mesmo agora so que portugal nao diz Nadal.
GostoResponder115 h
Tabuaço Fernando · 
Daquela gente tudo se pode esperar.
O meu pesar à familia enlutada.
GostoResponder218 h
Mota Carlos · 
É triste ver certos comentários .
Este é o momento de prestar condolências ao vivos e respeito aos mortos.
Não se pode tratar este assassinato de racista.. outros interesses se devem misturar.. afinal sendo também Angolanos não faz sentido certos comentários .
A verdade é que Angola era um paraiso nesse campo... pelo menos a mortalidade e banditismo nada tinha a se comparar com certos países .
A crise faz o resto.. aonde há miséria há brutalidade... e não está para melhorar.
Nasci , vivi e penso continuar a viver nesta africa , já vi tempos ruins , outros menos maus, mas tudo sempre ligado com o social e económico.
Comentarios racistas neste momento são não somente impróprios como motivadores a mais reações violentas..
E reparem quem os faz normalmente não vive em Angola.. ai façam o favor de se não ajudam pelo menos não atrapalhem e CALEM SE .
Á família enlutada os meus sentidos sentimentos .
GostoResponder218 h
Hilario Agostinho Mabota · 
Works at Jornal Debate
A notícia não foi mal dada. Está escrito que os homicidas devem não ter notado a presença do filho do casal, maior de idade.
GostoResponder18 h
Hilario Agostinho Mabota · 
Works at Jornal Debate
De qualquer forma, cometer homicídio parece a coisa mais dominada pela África negra
GostoResponder18 h
Carlos Cardoso · 
Serv.publico na empresa Estado
...anda por aí muito " democrático" que não respeita a diferença, sem ir pelos caminhos da reles má educação!...Chá...muito chá...acalma os espíritos!...
GostoResponder118 h
Guilherme Martins
Futuro Batman
GostoResponder17 h
Manuel Cunha Pinto · 
Faltava mais esta. Tudo parece estar a acontecer em Luanda. Estaremos a voltar ao far-west? Onde está e como procedem as autoridades angolanas? Vamos acreditar que os súbditos de qualquer país europeu não vão ficar sujeitos a este tipo de bandidagem.
GostoResponder117 h
Manuel Ferreira · 
Negociátas nas mortes .
GostoResponder117 h
Jose Manuel
existe uma auto estrada que liga mozambique á Africa do sul ,que diz cuidado nao parar,,e aqui em Luanda na via Expresso nao se pode circular ?Pelo jeito é perigosa ...
GostoResponder17 h
Jose Manuel
Jc Silva ,a noticia nao diz criança,Mas adulto...
GostoResponder17 h
Jc Silva · 
Não diz agora,mas à seis horas atrás ,quando a escrevi,dizia
GostoResponder17 h
Oscar Almeida · 
trabalhar na angola que va para la os nossos politicos podiao ir ja sr cavaco silva o coelho e otros gatunos de portugal la e bom para es tipo de gente nao para trabalhadores angola tem um pau de dois bicos
GostoResponder16 h
Adao Silva · 
Works at Retired
phoda-se falas com meias palavras.quando dizes os nossos políticos e mencionas logo cavaco e coelho.porque não Kosta/centeno e Cia? não são gatunos como os outros politicos?
GostoResponder14 h
Irene Santos · 
nao à palabras falta esclarecer as coisas espero
GostoResponder15 h
Carolina Barros
Lamento muito, e gostaria que a Embaixada de Portugal na Venezuela desse o mesmo apoio aos emigrantes portugueses que lá estão, assim como exigisse ao governo venezuelano justiça e celeridade na resolução dos crimes contra eles.
GostoResponder114 h
Jose Manuel
O segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar do passado,não se preocupar com o futuro,nem se adiantar aos problemas,mas viver sábia e seriamente o PRESENTE....
GostoResponder14 h
Nelson Menino · 
Works at Sonae SR
E é este o paraiso !!riquesa !! Eu chamo-lhe ditadura pura ou anraquia .. lamento as perdas de vidas inocentes ..
GostoResponder13 h
Jaime Ferreira Ferreira · 
passei muitas vezes nessa via Benfica -Viana as coisas parecem estar mais dificeis
GostoResponder3 h
Luiz Beto Matsinhe · 
São pessoas de má fé
GostoResponder13 h
Jorge Barbosa · 
Para quando, uma resolução para Angola? Não estará já no tempo, de deixar que eles se matem entre eles e dar aos Nossos Concidadãos, ajudas para encontrar novos mercados...não vale a pena bater no ceguinho, está na hora de deixar de uma vez por todas Angola e esses cães, que ao dia de hoje nos tratam como animais em Angola quando precisam de Nós, para entrar na Europa. Basta, está na hora de agir proporcionalmente...acabem com os vistos destes imbecis, vistorias a TODOS OS INTERESSES ANGOLANOS EM PORTUGAL, e expatriação rápida até á 3º geração, por motivos de crimes de sangue, com confisco de bens...
GostoResponder1 h

Patricia Paulo · 
estou muito triste porque sao pessoa conhecidas.era um casal muito querido


Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook