sexta-feira, 15 de abril de 2016

CARTA ABERTA AO Dr Calton Cadeado

CARTA ABERTA AO Dr Calton Cadeado
Querido irmão e compatriota, Dr Calton Cadeado.
Espero que esta carta o encontre em gozo de boa saúde. Se for o caso, congratulo-o por ser dos pouiqíssimos cidadãos moçambicanos a gozar de boa saúde, pelo menos mental e emocional, dada a situação calamitosa e insustentável que o país vive e que a todos afecta e maltrata impiedosamente.
Meu irmão, NKULU WANGA (meu mais velho) escrevo-o para congratulá-lo pelos serviços prestados à nação, principalmente no consulado do antigo Presidente da República Armando Guebuza. O ilustre mestre ajudou a clarificar e a dissipar equívocos sobre a nobreza das políticas visionárias do antigo mandato. E, claro, por algum momento, também fui por si influenciado ao ponto de ver as coisas de outra forma. Só que o grande diferencial estava na qualidade e quantidade de informação que obtinha. A nação ser-lhe-a eternamente grata.
Ora, gostaria de retomar a sua grande visão, vertida no seu mais recente post entitulado "O melhor momento para entender o líder de hoje é amanhã". Só que desta vez, irei parafraseá-lo para, convidá-lo a entender o seu desempenho como analista político no mandato anterior.
Akulu (mais velho) Calton Cadeado, a sua contribuição ajudou a tornar a liderança deste país insensível à critica; obstinada e cada vez arrogante; centrada no seu narcisismo. A sua grande contribuição, ajudou a lançar as sementes para a ditadura. O governo já não ouvia ninguém porque em torno dele estava o iluistre a teorizar e a conferir coerência científica e política ao seu trabalho. Lembro-me da sua máxima: não se negoceia duas vezes com o mesmo bandido!
O resultado do seu trabalho é este: um país falido, desacreditado internacionalmente e internamente; com um povo que deixou o governo a se endividar de forma irresponsável, fazendo mal as contas e a esconder a dívida a todos.
Este é o poder das suas ideias. E vai servir de lição para os demais e os que vierem. As ideias têm poder. Podem construir e podem destruir um país.
A responsabilidade da dívida da EMATUM, Proindicus e o resto de que não sabemos ainda vai ter que ser repartida entre si e todos seus correligionários, para além obviamente do anterior governo. É o maior legado do G40.
A anterior governação contou com órgãos de informação devidamente identificados e com o chamado G40 para falir o país. Meu irmão, não faz mais isso neste mandato.
Abraços.
PS: Só lhe escrevi porque tenho a certeza que consigo, posso debater.
PS1: Achei curioso o sentido de voto do Dr Manuel Chang, antigo Ministro das Finanças, contra a ida do Governo ao parlamento para justificar as dívidas omissas. E de facto, ele tem razão. O Parlamento tem a tempo inteiro o arquitecto da falência do país. Ele é o oficial de programa da calamidade que vivemos. Inquiram a ele. Ele também goza de boa saúde.

Xavier Boane, Artur Jorge Cecilia Capitao, Benjamim Agostinho Mucopote e 537 outras pessoas gostam disto.
O melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha
Estou a ver, com muita frequencia, pessoas jovens, adultas, da terceira idade, com formacao academica ao nivel superior ou com formacao basica a reclamar da situacao actual da divida publica de Mocambique. A reclamacao vai ao nivel de exigir responsabilizacao do anterior governo, principalmente do Presidente Guebuza. Acho isto um bom exercicio de cidadania e uma revelacao de maturidade. Contudo, este exercicio de cidadania peca pela tamanha hipocrisia que reina na exigencia. Digo isto porque todos nos queremos desenvolvimento, mas somos os primeiros que nao pagamos impostos como deveriamos. Alias, pagar impostos eh o sinal alto do contrato social que nos da o direito de exigir o que quer que seja. Entao, como ter desenvolvimento sem dinheiro para gerar desenvolvimento? Ficar inerte ou pedir dinheiro? Pedir pouco para fazer coisas pequenas e permanecermos subdesenvolvidos? Pedir muito dinheiro para fazer coisas grandes, permanecermos subdesenvolvidos, mas com perspectivas desenvolvimentistas?! Sera estamos condenados a pensar pequeno para ter ganhos pequenos? Sera que estamos condenados a fazer coisas pequenas para contemplarmos sempre o nosso sofrimento?! Sera que estamos fatalmente condenados a ter visao imediatista? Depois de respondermos a todas estas perguntas vamos perceber que o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha.
Ao ver a exigencia da responsabiliacao, constato que ha uma expressao (i)legitima de frustracao, mas que peca pelo auto-flagelo e pela visao desenvolvimentista imediatista. Entendo esse problema, pois nao se pode exigir paciencia a uma pessoa que sente profundamente a insatisfacao das necessidades basicas e a dor da pobreza. Por esse motivo percebo a exigencia. Contudo, parece um erro de abordagem, pois quem exige responsabilizacao esquece de dizer que tambem eh parte do problema, pois se todos fossemos “cidadaos de verdade” (aquele que paga impostos), talvez nao teriamos necessidades de andar a pedir muito dinheiro.
Ademais, ao ver a exigencia de responsabilizacao, constato que ha muita emocao e pouca racionalidade e ponderacao. Digo isto porque nao vejo nessa exigencia uma clareza do significado de responsabilizacao. O que significa responsabilizacao? Mandar gente para cadeia?! Mandar gente devolver dinheiro?! Quem deve devolver e quanto dinheiro deve devolver? Devolver os barcos da EMATUM? Devolver o equipamento adquirido para a defesa nacional?! Seria mandar parar a construcao da circular? Seria mandar parar a construcao da ponte?! Seria mandar parar a construcao da estrada Beira - Machipanda?! Aqui eh onde esta evidente a visao imediatista e fatalista. Ninguem esta a perguntar quanto vamos ganhar com todo esse investimento, amanha?! Ninguem esta a dizer se o que vamos ganhar amanha compensa o sacrificio de hoje?! Uma coisa eh certa. Quando comecarem as inaugaracoes dos grandes empreendimentos vamos nos lembrar da palavra responsabilizacao e vamos nos lembrar da lideranca. Por isso, o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha.  Por ultimo, quero reiterar que o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha! Os mais atentos e mais pragmaticos vao se lembrar que Samora foi velipendiado, mas hoje eh "Endeusado". Chissano foi velipendiado. Mas hoje eh venerado. Que bases existem para pensar que Guebuza nao vai passar pela mesma trajectoria?!
Comentários
Ernesto Albino
Ernesto Albino
111 h
Hidiel Da Silva Macuácua
Hidiel Da Silva Macuácua a mensagem chegou...
111 h
Francelino César Santos
Francelino César Santos Realmente nao precisam de chamar ninguem porque as respostas estao ali mesmo.
211 h
Jose Chirruco
Jose Chirruco Palavras para quê. Chegou e chegou bem. Valeu EV
111 h
Teixeira Teté da Silva
Teixeira Teté da Silva As palavras têm mesmo poder.
Ernesto Nhaule
Ernesto Nhaule Aqueles lambebotas de G40 porque já não aparecem agora a pronunciarem se desta catástrofe?
111 h
Lourenco Guambe
Lourenco Guambe Well done, hope the one read it. e os comentadores pelo estomago intendam claramente a sua mensagem Vaz. L. G
Eugenio Mabunda
Eugenio Mabunda .
Isac Tivane
Isac Tivane Realmente as ideias podem construir ou destruir uma nação! Rogo-te ilustre #Egidio Vaz que desta vez não deixe que nenhum outro traga ideias destruidoras, tragas tu antecipadamente ideias benignas. Lol
Samuel Nhantumbo
Samuel Nhantumbo Egidio Vaz ,meu irmão, está de parabéns pela sua fidelidade para com a verdade, pois, muitos a conhecem mas tem medo de falar publicamente
311 h
HA Matola
HA Matola Conheço bem aquela máxima Egidio Vaz e permita-me que lhe corrija: não se negoceia duas vezes com o mesmo bandido!
311 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Obrigado pela correcção
111 h
El Patriota
El Patriota Caro Calton, aguardamo-lo ansiosamente aqui.
911 h
Pedro Cristovao Mawai Jr.
Pedro Cristovao Mawai Jr. NAO FAZ MAIS ISSO NESSE MANDATO...KKKK...Sera que a fechadura vai acatar?
511 h
Kim Fausto Naftal
Kim Fausto Naftal
Massada Comissario
Massada Comissario Famosos G40 que realmente contribuiram para que os nossos filhos tenham um futuro incerto neste país, com a vergonhosa divida do Ematum acim de tudo so um governo inresponsavel que esconde dividas significa que o dinheiro nao foi aplicado no fim pela qual se contraiu. País do Pandza!
Mateus Mateus Jr.
Mateus Mateus Jr. Na minha modesta opinião apesar da proliferação dos supostos G40, parece que a Renamo também contribuiu directa ou indirectamente para o endividamento do Estado por causa das "Fabulosas ameaças" de dividir o país, etc, etc! Como é que o governo ficaria indiferente da eminência guerra sabendo que não se trava qualquer guerra sem mexer com as contas públicas! Claro que poderia se fazer uma outra "engenharia política" para travar este fenómeno mas seria difícil contornar.
12 hEditado
Armando Esperanço Mutimucuio
Armando Esperanço Mutimucuio Linda carta...
Tomas Humbe
Tomas Humbe Pois,as palavras tem poder de destruir e construir de abencoar e amaldecoar"
Juma Aiuba
Juma Aiuba Eu já gostei.
Meque José Meque
Meque José Meque
2411 h
Elcidio Muchave
Elcidio Muchave Eish por essa não esperava. Tuffa!
Hobety Luys Muhamby
Hobety Luys Muhamby Passo a citar " o lambebotisto retardou o País " palavras sábias do antigo Governante. Estas de parabéns Nculo Wanga Egidio Vaz a mensagem da carta ja chegou e chegou bem.
111 hEditado
Zé Joel
Zé Joel Eles (os poderosos) nesta altura só nos "OLHAM" Ntsém!!
111 h
Claudio Vembane
Claudio Vembane Gosto
George Mabuza
George Mabuza Há uma necessidade enorme de o povo migrar-se de "democracia representativa para a democracia participativa" não se limitem a pôr "LIKES" e esperar que os outros "postem" para comentar, somos todos chamados a colaborar pelo crescimento do país, sejamos participativos, é um dever do cidadão.
511 h
Danilo Tiago
Danilo Tiago E qual seria para si caro George Mabuza o exemplo concreto dessa migracao? O que nos falta e'coragem de sair as ruas a exigir os nossos direitos como o que acontece nos outros cantos do mundo. Somos excelentes em bisbilhotar nas esquinas sobre assunto A, B e C e nao passa disso, fofocar
111 h
George Mabuza
George Mabuza Temos que deixar de procrastinar e pensar que política é assunto dos outros, exercer cidadania nem é algo que precise de coragem meu caro Danilo Tiago, tenho testemunhado muitos dos meus irmãos moçambicanos a ficarem indiferentes á "NOSSA" situação, não estou a sugerir que saiamos a Rua e partamos tudo que encontrarmos, estou apenas a querer aludir aos irmãos que, "este país é de todos nós, vamos construí-lo, invés de destruí-lo" já diz o post "as ideias tem poder, podem construir e podem destruir, então PORQUÊ NÃO EXPORMOS BOAS IDEIAS???" E positivas? temos que, mais do que nunca envolver-nos de cabeça sobre tudo na economia (pois a economia é a pedra angular rumo ao desenvolvimento dum país), afinal trata-se dos nossos impostos que vão parar nos bolsos de algumas entidades, que só beneficia uma ou duas familías. Não sou político e não entendo muito de política, mas estou preocupado pelo trilho onde o país e a política seguem.
310 hEditado
George Mabuza
George Mabuza Stutta Batistutta
210 h
Elisio Tembe Tembe
Elisio Tembe Tembe espero que mantenha este fio de pensamento , meus caros , o nome vale mais que um punhado de meticais ou cargo . uma vez sujo e quase difícil de limpar mesmo se um dia vier com boas intenções . . .
Remane Abudo
Remane Abudo A ver vamos.
Ed Mazive
Ed Mazive Esta mensagem é extensiva a RM, TVM, Noticias e AIM
211 h
Amilcar Joaquim Inguane
Amilcar Joaquim Inguane Aguardando a resposta
Dinis Bernardo
Dinis Bernardo Grande lição tenho pena dos professores de historia terão que contar n futuro
Mariano Yano
Mariano Yano Uma carta coerente, sábia, faz nos reflectir...í ½í²ªí ½í±âí ½í±
110 h
José Dias
José Dias "O governo já não ouvia ninguém porque em torno dele estava o iluistre a teorizar e a conferir coerência científica e política ao seu trabalho. Lembro-me da sua máxima: não se negoceia duas vezes com o mesmo bandido!" kkkkkkk ...."O resultado do seu trabalho é este: um país falido, desacreditado internacionalmente e internamente; com um povo que deixou o governo a se endividar de forma irresponsável, fazendo mal as contas e a esconder a dívida a todos." epa, epa, epa.... "Meu irmão, não faz mais isso neste mandato." Egidio Vaz pah!
610 h
Savage Thomas Sankara Rich
Savage Thomas Sankara Rich Yes!!!!....... LIKE!
Marcy Da Conceição
Marcy Da Conceição
210 h
Tomo Valeriano
Tomo Valeriano Ops! Eh mesmo carta aberta. Calton Cadeado precisa fechar esta carta
210 h
Orlando Luis Carlos
Orlando Luis Carlos BEM DITO
Sera Olindio
Sera Olindio o povo acordo, o Egidio Vaz de a uns 6 meses atras nao e o mesmo de hoj, acordemos ou abramos olho a todos aqueles qe ainda fingem estarem a dormir. tas de parabens Egidio Vaz
Saide Bonifacio
Saide Bonifacio Eu duvido que o Dr. Carlton venha interagir connosco.
Elisio Macamo
Elisio Macamo caro Egidio Vaz, não li o post do calton cadeado ao qual te referes (porque não o tenho na minha lista de amigos). por isso não posso avaliar o peso do conteúdo que te levou a escrever este post. mas quero te dizer que com ele prestas um serviço de qualidade duvidosa ao debate de ideias na esfera pública. este é um ataque à pessoa, não é um convite ao debate franco e objectivo. arrogo-me o direito de escrever isto porque em pelo menos duas ocasiões vim ao teu socorro quando também foste vítima deste tipo de ataques. cheguei até ao ponto de tirar algumas dessas pessoas que te atacavam da minha lista de amigos. não foi porque concordasse com o que tinhas escrito. foi porque não considero esse tipo de postura útil para um debate constructivo. fico consternado quando vejo não só o número de pessoas que apoiam as tuas palavras com os seus comentários, mas também algumas pessoas que colocaram o seu "like" num post tão problemático como este e que eu tenho em estima. sabes, se não formos nós a civilizar o debate de ideias quem o fará? é mesmo justo reduzir os problemas dum país inteiro à participação dum indivíduo no debate de ideias? consegues mesmo conciliar este linchamento público com a ideia que tens do debate de ideias? este post decepciona-me muito e espero que num outro momento, com os ânimos menos levantados, consigas ver os seus aspectos problemáticos.
2210 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Professor Elisio Macamo, pensei que tivesse sido didatico ao mostrar como a defesa programatica de ideias pode levar o país à falência. É possível que tenha ou seja um ataque a pessoa porque visa directamente um nome. Mas isto não deve o preocupar principalmente quando deste post busco tirar ilações sobre como certas cosias não devem acontecer. Perdão por isso
1110 h
Saide Bonifacio
Saide Bonifacio Hummmmmm, então desta vez irás tirar o Egidio Vaz da sua lista de amigos como fizeste com os outros? um dia vais ficar sem amigos.
410 h
Elisio Macamo
Elisio Macamo eu sou o primeiro a reconhecer que nem sempre aquilo que queremos comunicar é aquilo que acabamos mesmo escrevendo. por essa razão, compreendo que possas ter tido a intenção de seres didáctico, mas teres sido traído (na minha óptica) pelo resultado. se calhar é necessário que passe algum tempo para reveres o texto e apreciares melhor os seus aspectos problemáticos. a mim, digo sem rodeios e em sinal de respeito pela tua contribuição para o debate de ideias, este texto ofende. não me parece desta maneira que o debate de ideias vai contribuir para um país melhor. abraços
610 h
Ed Mazive
Ed Mazive Para mim, esta carta não é somente dirigida a uma pessoa apenas. é dirigida à qualquer "opinador". Antes de defender uma causa verifica se a mesma é boa ou má, está certa e ou errada, procura a razao por detrás da causa e verifica as suas implicações. Muitos analistas vao ser analisados com muito maior frieza pela história do que esta carta de Egidio Vaz.
410 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Profesor Elisio Macamo acolho a sua preocupação e considero-a instrutiva. Mas disputo a acusação que me faz. Pode de facto ser pelo tom que conclui que o texto seja ofensivo. Mas tampouco ele quis sê-lo. Irei mantê-lo assim como está por considerar que nele existem elementos políticos, lições e chamadas de atenção muito claras da vida. Continuarei a aprender consigo e provavelmente poderei melhorar o tom e a abordagem na próxima que será dirigida ao Presidente Guebuza.
1510 hEditado
Jorge Antonio Calane Kito
Jorge Antonio Calane Kito HA QUE APONTAR com dedo os arquitectos da nossa falência, portanto quando o Egídio Vaz, fala do cadeado, do G49( já q a lista agora alargou) do antigo governo , do deputado chinês esta sim a apontar com dedo os arquitecto da Emantum e proldiscus
210 h
Elisio Macamo
Elisio Macamo conforme escrevi, o tempo é o melhor conselheiro para este tipo de coisas. não foi uma acusação. como pessoa que participa no debate de ideias senti-me ofendido não só pelo tom, mas também pela implicação que isso tem para a articulação livre de ideias. se pesasse sobre cada um de nós o ônus de sermos responsabilizados pelo que corre mal só porque defendemos ideias em público (erradas ou não) o debate não seria possível. é este ponto que me incomoda no post. há toda legitimidade em criticar alguém pelos seus posicionamentos, tendo em conta os méritos das questões. responsabilizar essa pessoa pelo que vai mal só porque essa pessoa defendeu a acção dos que governavam mata o debate e priva o país do único que o pode salvar, nomeadamente a discussão de ideias. é o mesmo que tu próprio seres responsabilizado pelas consequências das acções dum indivíduo que defendeste em tempo de campanha. essas coisas precisam de ser separadas para o bem do debate que é também do teu interesse. esse é o meu ponto e ao dizê-lo não te quero pedir para retirares o post porque, apesar de tudo, é instructivo.
1510 h
Notiço D'Akeelaya
Notiço D'Akeelaya Hehehehehehehehehehe... #Vaz atiraste naquele passarinho que viste e o tiro está atingindo aqueles outros passarinhos que não viste! Obrigado pela verdade, sonho com o dia em que a separação de poderes funcionar em moç e termos uma "operação pega pato e seus derivados"
59 h
Ed Mazive
Ed Mazive Quando as minhas ideias ajudam a resolver um problema aceito os elogios e porque nao aceitar a critica quando as minhas ideias ajudam a pirar o problema?
39 h
Zarito Mutana
Zarito Mutana Este post e o mesmo que um caçador que aponta para um javale e no mesmo tiro acerta uma gazela e um coelho. Embora muitos não gostem mais esta bom de mais este post. Kakakaka a kakakaka aki anima
49 h
Ismael Chutumia
Ismael Chutumia Não foi por falta de aviso, os "papagaios" merecem esse tratamento. Parabéns Egidio Vaz. Essa estória do politicamente correcto tem limites. Este compatriota contribuiu de forma muito negativa nos progressos que se tinham alcançado ao nível do debate de ideias.
28 hEditado
Manganhe J. Vicente
Manganhe J. Vicente Egidio Vaz
Manganhe J. Vicente
Manganhe J. Vicente Li e reli o texto de Dr Egidio Vaz, para a nossa idade intelectual nao encontrei nenhuma especie de populismo, de demagogia ou da tentativa de ridicularizacao de outrem: achei como tema central: O PAPEL DE INTELECTUAL NO PROCESSO DE CRIACAO E MATERIALIZACAO DE POLITICAS PUBLICAS, caso de mocambique. Este texto sera que pecou em citar nomes? lembro me que o Professor Elisio Macamo, a mesma chamada de atencao que faz ao texto de Egidio Vaz, tambem a fez pelo texto de professor doutour carlos Nuno castelo-Branco. Gostaria de saber do professor,respeitado professor sobre: quais foram os factores que leram o nosso Pais a cair neste precipicio? O professor ja esta em Mocambique a acompanhar o nosso dia adia, ou acompanha pelos Jornais? Como povo queremos a prender de si, caro professor!
15 h
Mondlane Dzowo
Mondlane Dzowo "O hábito não faz o monge". Ainda se lembra professor?
Mondlane Dzowo
Mondlane Dzowo Nao estou a reconhecer o senhor Elisio Macamo, há bem escassas semanas atacou duramente o malogrado Dom Jaime Gonçalves através: "O hábito não faz o monge". Hoje vem com uma lição de moral. Lembra-se Macamo, que eu mesmo tentei te mostrar o caminho certo mas logo de imediato lembrei-me de uma passagem Bíblica: "como um cego pode guiar outro cego?". Logo recolhi-me a minha insignificância. O texto do Calton Cadeado, que Egídio Vaz condena, tocou com a sensibilidade de todo aquele que se vê diante de um vitral irremediavelmente partido com a divida EMATUM.
Elisio Macamo
Elisio Macamo aprendi a evitar envolver-me em discussões paralelas nos murais onde me meto para comentar alguma coisa. não vou abrir excepção agora. entrei aqui para comunicar a minha opinião ao dono deste mural. fi-lo, ele ouviu-me e está tudo bem. não vou ensinar a ninguém cheio de certezas, nem vou discutir com gente que recolhe à sua insignificância por falsa modéstia porque discutir por escrito só é útil com quem percebe o que os outros escrevem, ou pelo menos faz o esforço de perceber. se escreverem uma carta aberta ao estilo do munícipe simples de quelimane terei todo o prazer de publicar no meu mural para diversão pessoal.
Evanex Saboroso
Evanex Saboroso
110 h
Afonso Dete
Afonso Dete Mano egídio, provocador de debates kkkkk. já agora acha que cadeado pode influenciar o governo mesmo?? eu não acho. bfs
110 h
Amilcar Vera-Cruz López
Amilcar Vera-Cruz López Hoje aplaudo o grande #Egidio. Não basta só esses senhores irem a parlamento. Esses senhores devem ser presos e que sejam confiscados tudo que eles furtaram, roubaram, arrombaram do povo. Eu quero meu dinheiro, meu filho vai nascer em breve e ja estará condenado a divida que nunca consiguirá pagar. Vamos ao leilão eu quero comprar aviario de patos do Guebuza que construiu com minha mola
110 h
Initovitch Gulupov
Initovitch Gulupov Como quero rir mas doi me a barriga...#Egidio STOP dude.
210 h
José Penicela
José Penicela Isso não passava de ser um Hiper bajulador e agora pergunto onde anda G40?
110 h
Miguel Julio Madeira
Miguel Julio Madeira Para influenciar basta dizer o que eles querem ouvir! Realmente para um adulto com suas faculdades mentais e intelectuais acho dificil mas existe adultos academicos e ignorantes, todavia isso choca me bastante como pessoa comum!
Ed Mazive
Ed Mazive nenhum académico é ignorante, mas académico bandido e mal intencionado existe e pode provocar grandes males!
Miguel Julio Madeira
Miguel Julio Madeira Caro quando alguem vira bandido e mal intencionado significa que esta a usar a ignorancia para ter beneficio e outras coisas a custa do sacrificio de outrem!
Andre Jorge Chifeche
Andre Jorge Chifeche Calton, caltonee, caltoneeeeeeeeee venha aqui se defender.
Estevao Pangueia

Estevao Pangueia A verdade comove as pessoas. Qual é actual situação do País? 

O Governo deve refazer caminhos. Para tal, primeiro deve assumir a responsabilidade do estado da nação, redefinir políticas que possam retirar o país do marasmo em que se encontra. Não vamos esconder isto.

Abdula Manafi
Abdula Manafi Meu caro. Tenho por si respeito por, em muitas ocasiões, me dar uma perspectiva diferente do que se passa no meu amado país. Contudo, desta vez não creio que este post possa contribuir para esse fim, na verdade, vai ajudar a que muitos dos seus fiéis seguidores possam ter em má conta o ilustre Calton pelo achincalhamento que o teor da carta tem. Não sou apologista de supressão de qualquer tipo de liberdade, principalmente o de expressão ou o direito à criticar quem quer que seja. Na minha óptica, e por chamar de "mais velho" ao Cadeado, teria sido melhor que esta carta tivesse sido entregue em envelope fechado ao destinatário e ou discutido em um-para-um, como fazem a maior parte dos irmãos. Um abraço.
510 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Carta aberta é para ser entregue em envelope fechado? E, aponte onde é que eu lhe achincalho? Entendo a proximidade entre ambos e a solidariedade. Eu também sinto que fui áspero. Mas no debate intelectual não existem preávisos. Somos uma comunidade intelectual que partilhamos ideias e discutimo-los publicamente. E tudo acaba aqui
210 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Não é a primeira vez que o Dr Calton Cadeado "recebe cartas" de amigos. Ninguém (Moçambicano) nesta rede social recebeu mais cartas de amigos que ele . Este é o ponto de partida sobre o qual julgo que o Dr Abdula Manafi devia reflectir. É o reconhecimento da sua importância na esfera pública. É o reconhecimento do poder das suas ideias. E isto, longe de ser problemático, é algo a encorajar.
27 hEditado
Estevao Pangueia

Estevao Pangueia Caro Abdula Manafi, temos que estar preparados para enfrentar as consequências das nossas opiniões. O Senhor Calton Cadeado é uma figura pública, faz comentários ao público, de assuntos que dizem respeito ao público, eu não vejo a necessidade de um debate privado sobre o seu legado na actual situação de Moc. 

Professor Elisio Macamo, correção sim, mas actual situação do País deve se em parte aos comentários triunfalistas desses analistas nacionais. Orientam o Governo ao abismo. São eles que defendem com garras as políticas públicas mesmo que desajustadas em certo momento. 
Chega disto, o país precisa sim de verdades. Só assim é que podemos refazer caminhos e seguir o novo rumo.

69 h
Star Neves
Star Neves Bingo! Esta foi boa. Parabéns Doutor!.
Aderito Tamele
Aderito Tamele O debate tem que ser aqui pra eu aprender com vosco. Afinal sao figuras que eu respeito muito...se ele(Dr Calton) te ligar diga-o debater em forum proprio(aqui na carta aberta).
Star Neves
Star Neves Dr. Egídio Vaz essa foi nota 10.
Calton Cadeado

Calton Cadeado Mano! Eu sou obrigado a estar bem de saúde para poder contribuir , um pouco, para este Moçambique que precisa de todos nós. Agradeço a carta aberta e faço Um grande like pela frontalidade. Para mim isto é um exercício de liberdade de pensamento e de expressão que valorizo bastante. Acho que é neste tipo de exercícios de liberdades que melhoramos as nossas ideias. Neste POST, fico surpreso pelo peso que confere as minhas ideias e a consideração. Agradeço! 
Quanto ao conteúdo, respeito-o, mas não estou a ver por onde podemos debater, pois não tenho evidências que me permitem estabelecer relação directa de causa-efeito entre as várias coisas que eu disse é a situação que Moçambique vive, hoje. Sem isso, fica difícil um debate de ideias, aqui. Ademais, está carta aberta que me dirige é derivada do meu último texto, mas não encontrei aqui nada que incida directamente sobre a minha ideia no texto. Assim, tenho dificuldades de perceber que ideia minha o meu amigo, Egidio Vaz quer problematizar. Depois de ler isto, acredito que vai dizer que estou a usar procedimentos metodológicos para fugir ao debate. Pode ser, mas se eu não colocar este parâmetro, posso frustrar o debate que, acredito, ser esse o OBJECTIVO central. Se for para mostrar o mau serviço das minhas ideias, eu sugiro que peguemos ideia por ideia para vermos a robustez do conteúdo da carta aberta que me dirige! Aquele abraço e estou aberto ao debate.

3010 h
Jorge Antonio Calane Kito
Jorge Antonio Calane Kito Kakakakaka kakakakaka fugiu com a seringa no rabo oh Doctor.
19 h
Aderito Tamele
Aderito Tamele Os sabios/inteligentes sao ponderados este é o Dr calton...venha dai Dr vaz. Quero aprender com vosco.
29 h
Danilo Tiago
Danilo Tiago El Patriota parece que o Dr. Calton ja se pronunciou. Bom custa - me analisar o debate em si, nao tive acesso ao post do ilustre C.Cadeado (penso que nao somos amigos nesta rede social) e nao me ficaria bem tecer qualquer consideracao sem ter lido a outra parte em respeito ao principio do contraditorio.
49 h
Rauna Ibrahimoi

Rauna Ibrahimoi Entenda o essencial, Dr.
"Não se negoceia com um bandido duas vezes".
O resto é só para temperar a "comida". 
Quis dizer que "sei lá quem" ouviu essa sua "máxima".

17 h
Mateus Mateus Jr.
Mateus Mateus Jr. Esta carta tem pouca margem de resposta por ser um "desabafo" do passado e presente, talves seja um conselho para reflectires o impacto de cada palavra pronunciada para o futuro, o que equivale dizer "as palavras constroem ou destroem"!
16 hEditado
Toberto Lembrança Matavela
Toberto Lembrança Matavela A liberdade só é efectiva quando inclue liberdade de pensar, de expressão e a possibilidade de estar certo ou errado no âmbito do uso destas liberdades.
Silva Moiachenda
Silva Moiachenda Caro Dr Calton Cadeado foste mais objectivo,humilde..esta tal carta dirigida a se não tem argumentos e nem cita a tal acusação..o mentor da carta pode ter razão mas não mostra argumentos,limita se pelo ataque ..difícil para qualquer um responder ou debater...gostei dessa Danilo esperava pela resposta de El Patriota....
Jemusse Abel
Jemusse Abel As pessoas quando olham só o presente, acabam defendendo injustiças proferidas no passado com reflexo aos dias de hoje. Ora vejamos o discurso como "não posso me ajoelhar a um moçambicano igual para negociar a paz" é o resultado de evangelhos proferidos pelo acólito fiel do então absolutismo Guebuziano e que os resultados drásticos são estes que temos vindo assistir e sentindo na pele. Outros defensores são estes, que aparecem a se vangloriar de terem banido amigos só porque discordaram com as suas dógmas. Espero que o visado aprenda a medir as suas palavras sobretudo teorizar injustiças para as tornar justas. Outros aparecem aqui como pessoas que nunca atacaram pessoas quando a bem pouco tempo fizeram um texto de desqualificação de um prelado cujo legado é digno de referência pelo menos aos moçambicanos despidos de interesses pessoais ou partidarios. Mais não disse.
810 hEditado
Star Neves
Star Neves Incrível, os G40 são bons actores. Sinceramente eu fico enjoada cada vez que os vejo.
110 h
Ismael Chutumia
Ismael Chutumia Se ficas enjoada, então é pq não são bons actores...
18 h
Oskar Zucula
Oskar Zucula Realimente alguns comentários ou analises politicas podem serem ligitimados pelo homem mau de pouca intectualidade, por entender k faz sentido o que vem de lá (do povo, porque o analista/comentador político representa o povo)...daí que devemos ter cuidade ao emitir nossas opiniões principalmente na televisão...
210 h
Jorge Antonio Calane Kito
Jorge Antonio Calane Kito Ai esta o problema do moçambicano , muito lambe bota , fingido de ser bué inteligente, qual é o problema desse poste? Ta-mos em falência total e vocês reclamam pelo facto de o #EgidiovaZ apontar os arquitectos dessas desgraças? Ta na hora de recolher-mós o lixo para seu verdadeiro destino e todos nos sabemos qual mafioso é esse cadeado .
210 h
Benedito Mohua
Benedito Mohua Meus irmaos o pais ta mal deixemos os entretanto e vamos aos concretisse se vamos afundar todos.
110 h
Mondlane Dzowo
Mondlane Dzowo Oh Cadeado mbuya! Eu falei para ti : Nao entra nessas aguas são fundas demais. Nao me deste ouvido. Sobre o teu texto que aqui esta em causa, também te chamei atenção, mas tu não ouves Cadeado. O teu pensamento ficou encadeado no regime de tal modo que já nem consegues pensar como homem ilustre que lançou muitos pensadores na praça. Veja só, o Egídio Vaz esta a te responsabilizar pelo caos a que Moçambique meteu-se. A tua fome e tão "penuriante" assim, ao ponto de vender as tuas faculdades analíticas a um regime com graves problemas de planificação e execução dos seus projectos que são projectos da nação toda?
710 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Mondlane Dzowo, amigo, dou-te 1000% de apoio no que escreveste sobre aquele Cadeado com suas teorias de "ratos que mordem e depois sopram", etc, etc., que nem sequer serviram para para resolver problemas senao agudiza'-los! Esta teoria dos ratos do Sr. Cadeado deu-me a entender que ele percebe mais da vida da ratazana do que de politica reponsavel!!
Jorge Jone
Jorge Jone Hehehe
Hugo Lorenzo Diogo
Hugo Lorenzo Diogo Louvar ao Dr Egidio Vaz pela iniciativa de trazer ao lume os problemas candentes que enfermam a nossa sociedade, para alem de ajudar nas possíveis soluções porque realmente esta doer muito pagar esta divida neste momento sinto cortes orçamentais nas minhas despesas diárias.
110 h
Nando Conceicao
Nando Conceicao O Cadeado, esta cadeado mentalmente.
110 h
Santos F. Chitsungo
Santos F. Chitsungo E nao e para menos! Nao lhe invejo a sorte. Quem sabe, alguem o socorra.
19 h
Nando Conceicao
Nando Conceicao Esse vai afundar, e aqueis tipos nem lhe vão levar na barca, esse é o final dos vendidos.
19 hEditado
Santos F. Chitsungo
Santos F. Chitsungo Talvez usem a licao da historia das barbas do vizinho. Rs
19 h
Ismail Mahomed
Ismail Mahomed Precisa - se neste país urgentemente o debate de ideias e não sobre pessoas, este último já o fazem as comadres desavindas lá no bairro
19 h
Egidio Vaz
Egidio Vaz Aqui pretendeu-se demonstrar o poder das ideias. E sobre como se estraga um país. A partir de um nome só. A próxima que ouvir alguém a falar de debate de ideias recorde-se que elas, as ideias têm poder.
49 h
Nelsoncarlos Tamele
Nelsoncarlos Tamele Nao disseram q o tal e bonito, ou mau caracter, ou arrogante, mais isto, mas aquilo. O q se frisou aqui sao ideias e seus impactos. Se alguem nao sabe o q o q e falar de pessoas, q recorre as "comadres desavindas la no bairro" q o ensinam... Aqui sao ideias q foram postas em debate. Por isso, raveja te!
Donaldo Chongo
Donaldo Chongo Eu gostaria que nos concentremos na situacão de desgraça a que nos encontramos agora. Essa coisa de forma ou formato do debate não mudará a nossa triste sina. Há exemplos que fartam mostrando que neste país os decisores não ouvem os opiniões vindas de pessoas fora do seu círculo íntimo. Daí, eu não entender o constante apelo para a "civilizacão do debate público". E este caminho de formalismos no debate nunca produziu nada de bom neste país. Paremos com isso, pá!
Edwin Hounnou
Edwin Hounnou Uma verdadeira bomba nas mãos de quem andou a teorizar o banditismo de estado. Que reaja!
29 h
Christianligoer Ernesto

Christianligoer Ernesto comecou soprando depois deu uma mordida bem forte 
espero que o destinatario sinta esta mordina na mesma porpocao

Enoque Macandza
Enoque Macandza não se negoceia duas vezes com o mesmo bandido
19 h
Notiço D'Akeelaya
Notiço D'Akeelaya Provavelmente um dos patos tenha engolido a chave do Cadeado daí ele não conseguir se libertar até hoje!
Tsala Muana
Tsala Muana Calton Cadeado um homem sem conhecimento de causa
19 h
Buene Boaventura Paulo
Buene Boaventura Paulo "O melhor momento para entender o líder de hoje é amanhã"... "não se negoceia duas vezes com o mesmo bandido". Estes são os teorema do Dr. Calton Cadeado que Egídio Vaz desmistifica-os, sendo assim a carta não deve ser fechada, num envelope e entregue a mão ou que a discussão seja um-por-um como alguns defendem aqui. É certo que é a forma de ver do Dr. Cadeado, mas que na ressaca deixou o país derrapar aos níveis de "inviável e politicamente instável". De que o governo não toma em conta as opiniões dos académicos, na formulação e materialização das políticas é atirar areia aos olhos dos não atentos, pois a academia (moçambicana)tem sido um aliado imprescindível em todas as façanhas que assistimos neste país, desde jatrofa, revolução verde, defesa costeira (vulgo Ematum), etc. etc. Por isto há que chamar à responsabilidade aos nossos académicos, para que trabalhem em ideias viáveis e duradouras para o País e não para responderem apenas as suas aspirações pessoais, com bajulação e teorias egoístas para ajudar a quem está no poder poderá manter - se custe o que custar!
49 h
Dércio Da Graça Paulino
Dércio Da Graça Paulino Caro Analista Egidio Vaz, EU o aconselho a nos trazer assuntos que estejam a acontecer agora ou ainda por acontecer, isto é a sua visao deve ser investigativa. O que ajuda nos trazer assuntos ja sepultados e que ja sao do conhecimento de todos que nem vao mudar em nada no futuro de Mozambique. To do mundo sabe criticar.
Ed Mazive
Ed Mazive já ouviu concerteza falar de "lesson learned" (lição aprendida)...quem nao aprende nada com o resultado dos seus erros... perece é por isso que o post termina com pedido de nao repetir os mesmos erros!
18 h
Xavier Antonio
Xavier Antonio Querido Egídio Vaz , não se deixe iludir pelo simples facto de alguém ter obtido certo grau de escolaridade, a utilidade humana não se circunscreve apenas na formacao acadêmica. Ha indivíduos que quando se formam, com o conhecimento que obtém ajudam a si, a sua família, a sua comunidade e a humanidade; outros apenas servem-se a si, não dão conta com o resto. Existem muitos inúteis, ou seja nocivos a sociedade mesmo com alto grau acadêmico. Eu acho que, os que potenciam os governantes com os seus argumentos científicos para fazer sofrer o povo deviam ser considerados iguais a esses governantes que pedem-lhes seus serviços e merecer o mesmo tratamento.
59 h
Makas Macarrala J-p
Makas Macarrala J-p Voces murmuram, nos lambe!!kkkkkk Eh Nois
19 h
Gilder Anibal

Gilder Anibal INTELECTUAIS E ANALÍSTAS

“…para aquilo que eu entendo por um intelectual, não considero essa a gente como intelectuais e nem são analístas (…).

São profissionais que VENDEM a sua capacidade de argumentação (…) a favor de uma agenda pré estabelecida (…) e acabam por ser depois recompensandos recebendo uma tarefa dentro do xadrez da governação (…) enquanto os outros estão a espera numa espécie de proletários…”. 

Prof. Dr. Lourenço Do Rosário.



“Unidade Nacional é um pressuposto inviolável.” Desta forma, o Presidente Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE) e Reitor da Unive...
youtube.com
89 h
Gilder Anibal

Gilder Anibal O maior dano que um negociante de consciência causa é a violência e agressão psicológica à mentes informadas e uma autentica armadilha do progresso de um Estado (Nação).

E se compararmos com os camponêses iletrados, estes são os mais úteis para o progresso de uma Nação do que os acadêmicos analfabetos.

Hoje estamos a viver a realidade de alguns ANAListas que enganaram os nossos líderes em troca de posições e valores monetários e pagaremos as dívidas da Nação no mínimo duas décadas. 

Um grande retrocesso para o desenvolvimento do País e da sociedade.

39 h
Tomás Coana

Tomás Coana Por vezes acho que perdi tempo em mi forma porque no lugar desse tempo teria aprendido melhor a fazer as coisas, ser um camponês...., que o escolarizado o despresa mas no fim do dia toda comida que lhe é servido na mesa provém dele.

Me sentiria util de verdade.

17 h
Sergio Alexandre Magule
Sergio Alexandre Magule Ilustre Vaz se o Sr é pela paz deixa de dar voltas seja directo diz Afonso parar de matar pessoas. Deixa de desabafar ao Calton manda carta aberta para o Afonso tem medo dele?
Americo Mateus
Americo Mateus Sergio Alexadre ! Como te sentes ao contribuires com exa sugeira intelectual sua ?! Tens k no minimo analisar antx de falares ! Mentes pekenas preocupam se com pessoas! Mentes grandes preocupam se com ideias...
Tomás Coana
Tomás Coana O que o Afonso pode está a causar neste momento pra o país pode ser considerado infinésimal em relação ao resultado da contribuiçao pra quém é endereçada a carta, se é que há algum mal com o Afonso.
17 h
Anibal Neves
Anibal Neves Hitler teve defensores ate a sua morte. Aliás até hoje tem seguidores apesar da monstrousidade das suas accoes. Infelizmente, alguns mocambicanos egoistas e ambiciosos procuram confundir-nos defendendo no lugar de trazer à razao seus patroes k, diga-se e a maior parte do povo pensa assim, nao estao no caminho certo. Ou talvez vivem em alguma ilha fora de moz?? Muito triste defender a perpetuacao do errado.
Jorge Antonio Calane Kito

Jorge Antonio Calane Kito Aqui esta a resposta do #Dr.EgídioVaz ao poste do Dr.#Caltontracando

Egidio Vaz Ilustre Calton Cadeado. Apreciei o engenho. Concordo no princípio geral segundo o qual " O melhor momento para entender o lider de hoje eh amanhã". Mas este é um aforismo que, sem a necessária depilação, se transforma num autêntico boomerang.
Comecemos pelo princípio. Líder. Existem claras distinções conceptuais entre um líder e um dirigente. Se Guebuza foi um líder ou dirigente, este é um debate que pode levar séculos. Pessoalmente, ainda estou por aferir as qualidades de liderança deste homem. Ora, nem todos líderes fazem boas coiss e nem todos dirigentes fazem boas coisas. 
Mas deixe-me citar as palavras do Professor Prof. Felipe Aquino, Doutor em Engenharia Mecanica na Universidade de São Paulo.

"O chefe é obedecido porque manda; o líder porque tem competência no assunto e sabe orientar. O chefe se impõe pela autoridade, e às vezes pelo autoritarismo; o líder se impõe pela capacitação e porque sabe motivar e orientar seus auxiliares. O chefe manda fazer alguma coisa; o líder a realiza junto com os seus companheiros. O líder sabe despertar cooperação, sabe integrar as pequenas capacidades e aptidões de cada um, sabe aproveitar as individualidades. Para isso, ele procura conhecer a cada um, perscrutar suas almas, conhecer seus defeitos e suas qualidades. O chefe atua isolado, o líder age em conjunto, discute, ouve, pergunta, deixa todos falarem."

Da citação depreende-s

com poderes de se aconselhar da melhor forma sobre como conduzir os detinos confiados, estamos perante o desleixo, o deixa-andar, a inercia, incompetência, tudo, configurando este tipo legal do crime. 
Ora o que o ilustre Calton Cadeado quer é que as pessoas não assaquem as responsabilidade à quem permitiu um endividamente insustentável a curto e longo prazo, apesar da nobreza da ideia. Os endividamentos tomaram como certas as projecções económicas e os recursos minerais e energéticos que nem começaram a jorrar. Na melhor das hipóteses, se tivesse acontecido como estava previsto, provavelmente tivessemos muito pouco a reclamar a estas altura. Mas tal não aconteceu. Os projectistas erraram. Os dirigentes devem ser responsabilizados por isso.
E olhe que ainda não falei do roubo. Porque neste negócio todo, existem sim indícios de más-práticas que configuram o tipo legal do crime de corrupção ou tráfico de influência. 
São estas por enquanto asminhas reservas em relação ao seu texto e ao tema em discussão.

39 hEditado
Notiço D'Akeelaya
Notiço D'Akeelaya "O melhor momento p/ entender o líder de hoje é amanhã". O mesmo que dizer, o melhor momento p/ conhecer um bandido desarmado de ontem é hoje. Está tudo seco!
18 hEditado
Francisco Pacheco Chigogoro
Francisco Pacheco Chigogoro Estas de PARABENS Dr Egidio Vaz pela frontalidade que esta tendo para o grupo de analistas ou comentadores nazistas,alias um grupo do estado islamico,Cadeado defendia Guebuza como se fosse pai dele,estes auto intitulados intelectuais sao dos mais nojento que a sociedade academica mocambicana conheceu
55 hEditado
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde
Marcos Manejo Pakhonde Pakhonde Como nao defender se lhe dava o saldo? Nao estao os Chivales e Chikans como chefinhos?
18 h
Geraldo Manjate
Geraldo Manjate Este post é nota 10 Egidio Vaz, não vejo “maka” nenhum a carta fechada, num envelope e entregue a mão já não seria aberta, para um bom entender a msg está clara, esta carta até podia ter sido dirigida ao Gustavo Mavie ou qualquer um dos outros 39
38 hEditado
Rogério Supinho
Rogério Supinho Respeitável Dr Egídio Vaz, aceite minha respeitosa saudação, Deus seja contigo.
18 h
Nemane Selemane
Nemane Selemane Bom inicio.
Olindio Alberto Vinte
Olindio Alberto Vinte É verdade sr Egídio.Srs q são analista,quando são convidados na rádio devem falar para o bem do país,não para frelimo.É q o q voçes falam nós,o povo q estamos a padir paz nada gostamos.Devem analizar bem as coisas antes de irem na rádio.Nada de ofenderem ou falarem mal doutros partidos. O povo confia em vocês,por isso devem analizar bem as coisas.
18 h
Ricardino Jorge Ricardo
Ricardino Jorge Ricardo Como falarem para o bem do país enquanto estiverem sob vigia? Acho que alguns são dado rascunhos com todas vírgulas, reticências, e os pontos. Fala a verdade quem está comprometido com futuro desse país.
Ssgulha Malhati
Ssgulha Malhati So me resta kakakakakakakakakakakaka
Mouzinho Zacarias
Mouzinho Zacarias Dr.elisio macamo as verdades doem...nós sabemos que lado estás...este post só decepciona a ti...e não o povo vítima deste regime corrupto.
38 hEditado
Ismael C. Gocaldas
Ismael C. Gocaldas Apostolos da desgraça,seguidores do Gueus de guebuza,nada de bom contribuiram para o pais,a não ser criar mas divisionismo entre os moçambicanos,
Fred Cossa
Fred Cossa Comeco acreditar que um dia Moz vai ser um pais democratic, pq as verdades comecam aparecer..... Me pergunto como um estado esconde uma divida ao seu proprio povo...... P? Para onde foi esse dinheiro?......... Mas uma vez obrigado Dr. Egidio Vaz.... Pela coragem...... E que nada venha a te intimidar......... O Ambicioso e capaz de tudo vender ate o pais que lhe viu nascer para fins proprios.......
Paulo da Conceição
Paulo da Conceição Dr. Egidio Vaz com todo o respeito, quem seria o bandido com o Qual nao se pode/deve negociar duas vezes???? Estou na duvida agora!
Melaço Gabriel

Melaço Gabriel Senhor Egídio Vaz venho lendo seus textos via whatsap já algumas vezes,ou em post de outros amigos em comum. De tanto ter lido a minha inocente conclusão é a seguinte :
O EGÍDIO VAZ SENDO UM INTELECTUAL QUE MOSTRA SER,DEVIA COMEÇAR A DEBATER IDEIAS E NÃO PESSOAS.AJUDARIA MUITO AO SEU SEGUIDORES E A OUTROS QUE TEM LIDO OS SEUS ARTIGOS.
CPTS.

Nelson Francisco Muzaluane Guambe
Nelson Francisco Muzaluane Guambe Kkkk...
Rufino Joao Luanda
Rufino Joao Luanda Esse nao era analista era porta-voz d mandado passado assim e' so colhr frutos dakilo k ele plantou, colocar o pais em abismo.
Messias Uaissone
Messias Uaissone As ideias tem poder. As ideias de Nietzche e Heideger deram solidez ao projecto de Adolfo Hitler. Simplesmente corajoso este post.
37 h
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda É impossível debater ideias sem mencionar os autores das mesmas
Álvaro Xerinda
Álvaro Xerinda Paulo da Conceição na altura o dr Cadeado referia a Renamo e o seu presidente
Estevao Maloa
Estevao Maloa "Patria Amada"
Emanuel Anti-Heroi Nkojola
Emanuel Anti-Heroi Nkojola GRANDE Egidio G. Vaz Raposo. Excelente!
17 h
André Mahanzule
André Mahanzule Mais um exagero Dr Vaz.
Belito Inacio Porto
Belito Inacio Porto Sim senhor!
Gilder Anibal
Gilder Anibal À AQUELES ANALístas que andaram a PULULAR nas nossas TVs, espalhando as suas OPINIÕES VENENOSAS, eles envenenaram os NOSSOS LÍDERES e estruparam (violência psíquica) (d)as nossas CONSCIÊNCIAS. Portanto uma coisa é certa, ou a CIÊNCIA que eles alegaram haver coerências científicas está falida ou eles conscientemente estão TODOS FALIDOS. Há que a SOCIEDADE SE UNIR e combater esses cientístas do sonho...SENÃO A NAÇÃO ESTARÁ toda ela hipotecada.
17 h
Julio Da Wilka Edwin

Julio Da Wilka Edwin A ideia por si só pode não ser grande coisa. Mas um ideia construída por alguém com credibilidade pode ser uma grande arma. " não se pode ou deve negociar duas vezes com o mesmo bandido " é uma ideia que pode ter contornos drásticos. 
Mas eu tenho uma ideia. Que tal vocês que sabem que são ouvidos tentarem dar a seguinte ideia:
Parem com este Guerra silencioso. Porque o presidente Renamo e o antigo presidente não vão ali ao estádio nacional de zimpecto resolver as suas diferenças como homens de verdade. Deixem este país crescer. Já basta a seca no sul e as cheias no norte. 

Do Pará terminar. Não acho justo levar te ao voto uma questão tão simples. Um governo sério já devia ter explicado por iniciativa própria todos os contornos do actual nível de endividamento do país.

Toberto Lembrança Matavela
Toberto Lembrança Matavela E a questão das liberdades onde fica foi para o lixo neste caso?
17 h
Serrote Madeira
Serrote Madeira Cada homem se afirma defendendo o respectivo ponto. É assim que surgiram as escolas Maquiavélicas, kantianas, marxicistas, leninistas e ai fora. Esta é a escola "Cade a diana", aliás junto fica bem "cadeadiana" que se subinscreve na ausência de paz ou trégua caso o inimigo apresente as suas posições, aliás, neste caso para se alcançar a paz ou a trégua deve se usar a pólvora: o cenário actual de moz. Mbom, é uma escola, uma teoria.
17 h
Moniz S. Walunga
Moniz S. Walunga Estimado Egidio Vaz, permita-me mandar para si os meus PARABENS por colocares todo os seus conhecimentos, a ciencia e trabalho abnegado ao servico do Pais e do seu Povo sofrido e sacrificado! Se existissem intelectuais do seu calibre em numero maior talvez Mocambique nao estaria onde esta! Por ultimo: Calton Cadeado: vai para a sarjeta!!
17 hEditado
Pedro Boavida PD
Pedro Boavida PD Egídio Vaz
Edson Cumbula
Edson Cumbula O pais esta sem futuro a pobreza tem tendencia piorar
Edson Cumbula
Edson Cumbula Os que esvaziaram o cofre livre sem justificar nada o povo...
Roberto Adolfo Machava
Roberto Adolfo Machava Queremos mais Egidio Vaz's, Azagaia's para remover este tronco maligno e venenoso aqui em Mocambique.
16 h
Nelson Rafael
Nelson Rafael Egídio, Egídio... kkk... Parabéns pela liberdade que vive! Abraço fraterno
Arnaldo Caliche
Arnaldo Caliche Viva Bkulu Vaz, esse mano mete e continuar a meter muita agua. Uma das coisas que academia faz nas pessoas e se transformar e ganhar uma liberdade intelectual. Esse nkulu, chi nada, tanetambo.
Dino Dulá
Dino Dulá Vou colocar este post em todos os grupos dos quais faço parte. E digo mais, se me escrevem-se uma carta destas um dias desses, duvida que apanharia sono nesse dia e nos dias seguintes...
16 h
Bone Waka Mazuze
Bone Waka Mazuze PROIBIDO POR ALGEMAS AS PALAVRAS...bolas de aco
Bendito Mazive Simeao
Bendito Mazive Simeao oxa la ki leia essa carta o tal d calton
Mateus Joaquim Mutembué
Mateus Joaquim Mutembué Não pode dizer ao contrário porque está amarrado na camisa de força esse G40
Elísio J. P. Freitas
Elísio J. P. Freitas Está de parabens Dr. Um abraço
16 h
Amilton Munduze

Amilton Munduze Neste post de Egidio Vaz tiro à priori duas ilações. A primeira é que o autor revela um sentimento de amor ou admiração pelo receptor, Caltcad. A segunda uma frustração de expectativas em relação ao receptor. 

Ora vejamos, os famosos G40 constituem um grupo de no mínimo 40 indivíduos que prestaram advocacia ao governo de Armando Guebuza. Pelo que me consta, nesse grupo o membro Calton Cadeado não era o lider e nem ocupava um lugar de relevo. Sendo assim, avaliando pela importância intelectual que o autor do post conquistou era suposto não direccionar esta carta a um membro de pouco relevo no grupo G40, mas sim aos cabeças do grupo ou ao grupo em geral. Ao faze-lo para Caltcad revela um sentimento pessoal. Negativo, ou positivo e frustrado. Os problemas do país são muito maiores que Calton para merecer uma carta direccionada. A ter que ser individual então esperamos por 40 cartas sendo esta a primeira para, no mínimo, não parecer algo pessoal.

Joao Arcanjo Charles Mulauze
Joao Arcanjo Charles Mulauze Olha, as vezes quando analisamos as coisas como devem ser, sem raparar de que lado ou origem somos, acabamos criando um afecto a quem vive esta realidade e aos outros que habituaram ouvir as coisas duma maneira embelezando procuran uma maneira de fazer enquadramento politico. Mais o dr Egidio diase e disse muito bem.
Dercio Ferreira
Dercio Ferreira
Tsovito Simon
Tsovito Simon Huu. tudo nos pontos certos pelos vistos. dr caltCad entenda que não está em causa a sua intelectualidade, o senhor até então merece o nosso respeito da forma como tem se colocado diante aos debates. Temos a te dar muita forca dr CaltCad mas com o conselho do Egidio Vaz
15 h
Helder Condjo
Helder Condjo Emoji grin Emoji grin Emoji grin.Emoji grin Emoji grin a sua contribuição ajudou a tornar a liderança deste país insensível à critica; obstinada e cada vez arrogante Emoji grin Emoji grin
15 h
Latino Ligonha
Latino Ligonha Parabéns, Egídio.
Famiia Bieiro
Famiia Bieiro Egidio Vaz , muito obrigado pelo post . Num futuro breve vamos virar Brasil .
25 h
Pires Calembo
Pires Calembo Good
João Paulino
João Paulino Vaz, ao exercer o seu direito de cidadania, nutri-nos de uma capacidade crítica e de análise sobre os os assuntos que enfermam Moçambique e ao Mocambicanos, kanimambo.
15 h
Nemane Selemane
Nemane Selemane Lembro me que Calton Cadeado e Amorim Bila eram donos dos comentarios na RM e o primeiro nas TVs. So que sonharam com fezes e acordaram com ele. Guerra comecou, djakama vive, mesmo sem entrar na uem ou isri, e o paid afundou. Que conhecimentos maleficos!
Nelson Junior
Nelson Junior PS!...Nunca foi e nao é uma novidade que na Historia da Frelimo,esta ( a Frelimo) foi e contiuna ser protagonizada dos ditos academicos ou intelectuais lambebotas...e infelizmente,foram e sao os mais que influenciaram e influenciam a "direcçao" do governos....nao é por acaso,de que Moçambique se encontre neste "abismo"......Por issp,por mais qque se toquem todos os batuques do norte ao sul,ningem os ouve ou nao os querem ouvir,pois estes ditos academicos e intelectuias pensavam e continuam a pensar de que só e só eles tem a soluçao de Moçambique.......
14 h
Nelson Mourao
Nelson Mourao Well done dear Egidio Vaz.
Nelson Junior
Nelson Junior Ps!...reparem de que a Frelimo matou e contiuna a matar os verdadeiros academicos e intelectuais. mas glorificou e ainda glorifica os academicoc e intelectuais lambebotas.....
Azarias Felisberto
Azarias Felisberto granda post oh Dr Vaz . Detesto o actual comportamento de algumas pessoas que se intitulam de intelectuais so para nos fazer lavagem cerebral, uma vez nunca estiveram ao lado da razão e muitas das vezes acabam rasgando suas credenciais em directo nas TVs
14 h
Benjamim Tomas
Benjamim Tomas Precisava ser bastante objectivo para apontar responsabilidades ao Calton Cadeado, não faz sentido só apontar o homem! O Egídio que Diga quais as ideias do Calton contribuíram para precipitar o país na incerteza que refere! É muito vago o texto!!!!
14 h
Abel Mouzinho Wasikete
Abel Mouzinho Wasikete Ex um grande visionário. Não. Tem como. É só informação.
Agostinho Niquisse DAgos
Agostinho Niquisse DAgos Kkkkkk quer provas
Aquino Nhavene
Aquino Nhavene para quem merece, deve se tirar o chapéu
14 h
David Moiane
David Moiane LEGEND
Xavier Antonio
Xavier Antonio Caro ilustre Melaço Gabriel, seria, de facto justo debater ideias e não pessoas, mas na prática não é fácil separar as ideias do seu autor. Pois, as ideias expressas é a exteriorização do ser ou sentimento do seu autor,
14 h
Gulumba D. Mutemba

Gulumba D. Mutemba O Caltou Cadeado é um grande analista político,que o admiro bastante,não sei como foi possível se deixar nessa confusão.
O brás,Rafael Chicano e outros,sao também responsáveis desta desgraça do povo moçambicano.

Valdemar Usta
Valdemar Usta BRAVO, BRAVO, Ilustre Dr. Egidio Vaz! O Calton, como os outros lacaios, bem precisavam de ouvir isto, mas como este tipo de "analistas mediocres" como o Calton e escumalha, é e será sempre "TCHIROMBO ou BHITCHU" do regime do mal! Thakhuta, MANO EGIDIO.
Emilio Francisco Chauque

Emilio Francisco Chauque Para entender o assunto fui ver o post do Cadeado. 

Mas antes devo dizer que tenho uma opinião formada sobre o "analista" Calton Cadeado. Ele é daqueles analistas por encomenda. Uma espécie de mercenário ou meretriz - minha percepção.

Visto o post do homem, pergunto-me sobre o mérito do título académico que ele ostenta - talvez seja por isso que eu deste essas mer##s de títulos, são uma responsabilidade que te tiram o direito de ser um burro, ainda que por um minuto.

Cadeado fala do imposto como se de "conditio cine qua non" se tratasse para que alguém fosse cidadão, aliás, ele atribui ao fraco pagamento de imposto a nossa actual situaçao financeira - este tipo de ideias só tento me conter, por civismo, para não lhe mandar enfiar no orificio entre as nádegas.

Será que Cadeado não sabe o problema não é o fraco pagamento do imposto, mas sim a forma como o pouco que existe é gerido?

Cadeado deve olhar para as disparidades na distribuição de renda - enquanto um director'zinho' qualquer recebe uns tantos mil, vive na casa do estado com tudo pago, enquanto que o tipo que dá duro e recebe três e pouco, deve pagar tudo.

...

73 h
NhamissöröDikôkô Sacur
NhamissöröDikôkô Sacur Só posso beber , agente so recebe ordens...
23 h
William Damasio Mbeve
William Damasio Mbeve O povo foi e está cerebralmente lavado por alguns q deviam ser intelectuais... vendem o pouco conhecimento q tem para sufocarem o coitado do povo q também não quer ver só quer ouvir...Valeu doutor, queríamos ouvir o que dizem directamente os defensores deste andar de coisas.
13 h
Armando Gild

Armando Gild Neste mundo existem analistas bem formados mas no momento em que vão a prática do que aprenderam ao longo do seu MAGISTÉRIO invertem tudo a ponto de surpreender até os ex colegas de faculdade, eles quando analisam os factos analisam pensando com o ESTOMAGO a título de exemplo temos o CADEADO, ele, agora pensa pelo ESTOMAGO e não pela cabeça, quero acreditar que este seu poste para ele pode não fazer sentido nenhum, neste momento pode estar a dizer que não sabes o que dizes nem o que escreves...As pessoas, mas certas pessoas estudam para serem ignorantes

Até podia o chamar de criminoso, na medida em que ele arquitetou tudo e passou a mensagem ao exequente e o exequente está a executar o resultado da forma de pensar suicida.

23 h
Fakir Madeira Madeira
Fakir Madeira Madeira que contribuicao tao valiosa! bem haja
Elias Castro
Elias Castro Quanta intelectualidade bruta meu caro Egidio Vaz....Temos muito a aprender essa retórica dissuativa sobre a lógica da nossa intelectualidade.... Confesso que pretendo aprender consigo meu caro!
23 h
Gilberto Jonathan Chirindza
Gilberto Jonathan Chirindza Hummmmmmmm li
Zeferino João
Zeferino João Dr Egidio eu tenho lido tudo quanto é seu comentario e certa vez achei que tinha pertido o angula de visao das coisas e achei algo estranho. Afinal foram as cabeças alienadas que nutria alhuma simpatia e lhe fez perder a visao das coisas. Com aminha humilde capacidade tecnica de analisar as coisas sabia que esses ilustres como é o caso de Mavie e outros abriram o buraco onde todos nós caimos. É tempo deles reflectirem sobre o que eles produziram para os mocambicanos.
13 h
Sarmento Abel Sande
Sarmento Abel Sande Nunca irão reflectir porque para eles não há crise,está tudo bem.
Caly Aquário Quente
Caly Aquário Quente O brigadeiro Malagueta foi preso por '' incitar a violencia no seu discirso'' discurso esse elaborado em sede do partido, esses do G40 k andam a adular os xefes, e a ponto d se hipotecar o futuro de um país (se é k este país já teve futuro, desd os tempos do futuro melhor), tbem deviam ser xamados a se explicarem o porke d todo escandalo e crime político.
13 h
Django FreeMan

Django FreeMan Este é um dos posts em que eu volto a sentir que o ilustre Egídio também ainda goza de boa saúde (digo saúde = Egídio realista = a si mesmo).
Por acaso também acompanhei o debate em que o Sr Calton Cadeado disso isso..... Aliás, disse muito mais coisas..... Mas não o culpo, ele falava de acordo com a vontade grupal (disciplina de grupo) pois, não creio muito que ele seja alguém que não goze de boa saúde (vontade vs mental)....

12 h
Gilberto Jonathan Chirindza
Gilberto Jonathan Chirindza Kkkkkkkkkk política anima
Ossifo James Lisboa
Ossifo James Lisboa E. V. You let me with no speech, as always.
Argélio Graciano
Argélio Graciano Esse Nkuche (Xiquento) tá quente que só mete colher quem é homem. É uma luta de elefantes.
Lucas Armindo Sebastiao Sebastiao
Lucas Armindo Sebastiao Sebastiao humm ta knte ixxo
Celso Cortez
Celso Cortez Pois é, Acção= reacção
11 h
Visnu Zitha
Visnu Zitha Edgar Maidene, Abanes Ndanda, Matateu Ubisse... Boa cena aqui
11 h
Herminio Assamo
Herminio Assamo Estamos a precisar de um justiceiro mascarado
Sebas Sebastiao
Sebas Sebastiao estamos a precisar de um,tsuname social
Castro Chiremba
Castro Chiremba Fundo Monetário Internacional suspende cooperação com Moçambique HÁ 4 HORAS VOA Português Veja Comentários Partilhe Moçambique deverá esclarecer um empréstimo de mil milhões de dólares de um banco suiço e outro russo. O Fundo Monetário Internacional (FMI) suspendeu a cooperação com Moçambique até que o Governo de Maputo esclareça um empréstimo no valor de mil milhões de dólares contraído junto de um banco suíço e um banco russo. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 15, em Washington, pela directora do Departamento Africano do FMI, Antoinette Sayeh. Sayeh disse que a organização desconhecia o empréstimo, que foi revelado pelo ministro moçambicano das Finanças, Adriano Maleiane, nas reuniões desta semana em Washington. O FMI aguarda que o Governo de Maputo informe os detalhes do empréstimo, nomeadamente quem o fez e qual o seu destino. Entretanto, Sayeh disse que o Fundo suspendeu uma missão que devia realizar na próxima semana em Maputo, até que o Executivo moçambique satisfaça o seu pedido. (Em actualização)
Mateus Mateus Jr.
Mateus Mateus Jr. Parece que já anda um post que contradiz o mesmo assunto como um simples cancelamento da viagem do FMI a Maputo.
António Matimbe
António Matimbe Hmmm...é verdade que as acções individuais podem, e tem, o poder para influenciar o rumo das coisas, da vida. O exemplo flagrante é do Hitler que, se calhar, roubando o pensamento do brasileiro Augusto Cury, poderia ter poupado vidas humanas se aquele 'juiz' tivesse aceitado-o na arena artística. Mas entendi também que tudo depende sa teia social envolto ao evento. Não julgo ser, como se faz parecer (não intencionalmene) que o tal seja o de tudo responsável. Opinião, apenas.
Wilson Manjate
Wilson Manjate O lambebotismo barato traz consquencias
Xavier Boane
Xavier Boane Fora a CORJA.
O melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha
Estou a ver, com muita frequencia, pessoas jovens, adultas, da terceira idade, com formacao academica ao nivel superior ou com formacao basica a reclamar da situacao actual da divida publica de Mocambique. A reclamacao vai ao nivel de exigir responsabilizacao do anterior governo, principalmente do Presidente Guebuza. Acho isto um bom exercicio de cidadania e uma revelacao de maturidade. Contudo, este exercicio de cidadania peca pela tamanha hipocrisia que reina na exigencia. Digo isto porque todos nos queremos desenvolvimento, mas somos os primeiros que nao pagamos impostos como deveriamos. Alias, pagar impostos eh o sinal alto do contrato social que nos da o direito de exigir o que quer que seja. Entao, como ter desenvolvimento sem dinheiro para gerar desenvolvimento? Ficar inerte ou pedir dinheiro? Pedir pouco para fazer coisas pequenas e permanecermos subdesenvolvidos? Pedir muito dinheiro para fazer coisas grandes, permanecermos subdesenvolvidos, mas com perspectivas desenvolvimentistas?! Sera estamos condenados a pensar pequeno para ter ganhos pequenos? Sera que estamos condenados a fazer coisas pequenas para contemplarmos sempre o nosso sofrimento?! Sera que estamos fatalmente condenados a ter visao imediatista? Depois de respondermos a todas estas perguntas vamos perceber que o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha.
Ao ver a exigencia da responsabiliacao, constato que ha uma expressao (i)legitima de frustracao, mas que peca pelo auto-flagelo e pela visao desenvolvimentista imediatista. Entendo esse problema, pois nao se pode exigir paciencia a uma pessoa que sente profundamente a insatisfacao das necessidades basicas e a dor da pobreza. Por esse motivo percebo a exigencia. Contudo, parece um erro de abordagem, pois quem exige responsabilizacao esquece de dizer que tambem eh parte do problema, pois se todos fossemos “cidadaos de verdade” (aquele que paga impostos), talvez nao teriamos necessidades de andar a pedir muito dinheiro.
Ademais, ao ver a exigencia de responsabilizacao, constato que ha muita emocao e pouca racionalidade e ponderacao. Digo isto porque nao vejo nessa exigencia uma clareza do significado de responsabilizacao. O que significa responsabilizacao? Mandar gente para cadeia?! Mandar gente devolver dinheiro?! Quem deve devolver e quanto dinheiro deve devolver? Devolver os barcos da EMATUM? Devolver o equipamento adquirido para a defesa nacional?! Seria mandar parar a construcao da circular? Seria mandar parar a construcao da ponte?! Seria mandar parar a construcao da estrada Beira - Machipanda?! Aqui eh onde esta evidente a visao imediatista e fatalista. Ninguem esta a perguntar quanto vamos ganhar com todo esse investimento, amanha?! Ninguem esta a dizer se o que vamos ganhar amanha compensa o sacrificio de hoje?! Uma coisa eh certa. Quando comecarem as inaugaracoes dos grandes empreendimentos vamos nos lembrar da palavra responsabilizacao e vamos nos lembrar da lideranca. Por isso, o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha.
Por ultimo, quero reiterar que o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha! Os mais atentos e mais pragmaticos vao se lembrar que Samora foi velipendiado, mas hoje eh "Endeusado". Chissano foi velipendiado. Mas hoje eh venerado. Que bases existem para pensar que Guebuza nao vai passar pela mesma trajectoria?!

Pinesio Sitoe, Zena Rupava, Calisto Tembe e 38 outras pessoas gostam disto.
Comentários
Zeze Junior

Zeze Junior Sempre bom beber dessa Fonte.Ser Grande é isso.Ensinar aos mais novos a pensarem oque não pensavam, analisarem oque não analisaram antes e entender oque não entendiam!
Feliz por esse esclarecimento.

Frelimo Sim
Frelimo Sim Obrigado pelo texto. Um abraco amigo
Valter Tale
Valter Tale Caro Calton Cadeado, o que nos entristece não são os empréstimos que foram contraídos, mas sim a falta de transparência. Não se justifica que um Estado contraia um financiamento, e meia dúzia de pessoas é que tenham conhecimento. Em outros países esse tipo de assuntos são debatidos no parlamento, porque afecta a vida do país e dos cidadãos. Respeito a sua opinião, embora não concorde. Teria muito mais por escrever, mas aguardo pela sua resposta.
Amilton Munduze

Amilton Munduze Calton, fizeste um bom exercício para nos fazer perceber que nada está perdido e que o sacrifício de hoje pode trazer-nos dias melhores. Ao mesmo tempo fizeste um bom exercício para colocar-me no meio do problema como um dos culpados do nosso subdesenvolvimento porque não pago imposto, daí que eu cidadão comum e Guebuza estamos na mesma situação, a diferença é dos níveis de responsabilidade. Meu caro, neste país não pagar imposto é até uma regra, e pagar é excepção. Veja que quanto maior for o teu cargo público maiores são as tuas isenções fiscais. Daí que quanto a isso ninguém tem moral de apontar o dedo a ninguém. Converse com alguém das Alfândegas em privado para ouvir o que os barrões deste país fazem no que diz respeito à fuga ao fisco nas suas importações. 

Em relação a EMATUM e hoje Proindicus, meu caro, duvido que haja advogado que ilibe os seus mentores porque a olho de qualquer um é visível que foi um péssimo negócio. Estão ali no porto os barcos atracados sem fazer nada. Quem não os vê? Mais do que isso, tu mesmo Calton um dos aspectos que domina as tuas aulas é a questão da transparência no contexto da boa governação. Como é que hoje podes ser advogado da EMATUM, um negócio que não respeitou os preceitos básicos de transparência? Não houve concurso público! Não se discutiu no parlamento! Tivemos informação da sua existência através de jornais de fora. Etc. Enfim, é legítimo o grito dos moçambicanos porque foram burlados. Não atire culpa a mim porque não pago impostos. O Estado tem meios para me cobrar porque voluntariamente não temos nem educação para tal.

Agnaldo Antonio Pedro
Agnaldo Antonio Pedro Thanks Amilton Munduze falou e disse tudo ja nem da para comentar mas nada
Filipe Chissequere Júnior
Filipe Chissequere Júnior Amilton ... importa Realçar que não é para parar com a obra da circular nem da ponte. mas sim parar de pedirem valores muito acima do necessário para estas actividades... ainda tento perceber porquê a ponte maputo Katembe custa aquele balurdio todo
Amilton Munduze
Amilton Munduze É um aspecto a realçar.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Amilton Munduze, meu caro amigo! Eu lembro de uma reclamacao de alguem da Zambezia que dizia que estava zangado porque la so se constroem coisas pequenas e as coisas grandes so se constroem em Maputo. Esta eh uma constatacao politicamente muito forte que, para mim traduz a ideia de que na Zambezia tambem pensamos grande. Acima de tudo, diz-me que na Zambezia tambem merecemos e queremos coisas grandes. A minha pergunta eh a seguinte. Como fazer coisas grandes com pouco dinheiro?! Veja o grande hospital provincial da Zambezia que vem ai?! Repito! Grande hospital. Esse hospital foi construido so com o dinheiro dos nossos impostos?!?!? bviamente que nao. A outra pergunta que nao quer calar! Devemos responsabilizar o anterior governo e Guebuza por ter colocado esse grande hospital?! A UP vai construir a grande cidadela que custa 87 milhoes de meticais....!
Amilton Munduze

Amilton Munduze Meu caro, o hospital central de Quelimane é um financiamento do Governo Sul-Coreano em forma de transferência unilateral. 

Mas ok, Calton, já te fizeste a seguinte pergunta: neste contexto de fazer grande foi construída a ponte que liga Caia a Chimuara, no rio Zambeze. Porque é que os moçambicanos não fizeram tanto barulho?

Uma pergunta a ti: como cidadão moçambicano, qual é a tua expectativa em relação a EMATUM?

Calton Cadeado
Calton Cadeado O finaciamento da Coreia nao eh divida?! A ponte no rio Zambeze menos de 100 milhoes de dolares. Eh uma ponte consensual. Quem finaciou foram os donos do dinehiro que hoje estao a fazer barulho por causa do nosso endividamento - queria ver se o endividamento tivesse sido feito com eles haveria tanto barulho assim. Quanto a minha visao em relacao a EMATUM, penso que eh um investimento grande cujos resultados nao podem ser vistos apenas nadimensao economica. Alem disso, penso que a EMATUM eh um investimento grande cujos ganhos nao podem ser medidos de forma imediatista...! Quero ser pragmatico. Se ficar claramente provado que eh um fiasco, virei, com a mesma frontalidade, reconhecer o fiasco. So nao sou adepto de fatalismos e discussoes emocionadas que ns levam a discutir pessoas em vez de assuntos. Com isto, meu caro amigo, quero terminar a minha resposta tua pergunta dizendo que sobre a EMATUM o debate nao eh debate, pois os que exisgem responsabilizacao estao a discutir alegada corrupcao que nao foi ainda provada. Estao a discutir a pessoa do Presidente Guebuza. Eu nao tenho evidencia para discutir isso. Se eu me envolver nessa dimensao da discussao estarei a agir na emocao e na especulacao...!
Amilton Munduze

Amilton Munduze Há pessoas discutíveis. Guebuza era a última unidade decisória deste país, daí que a sua pessoa é susceptível de ser discutida. 

OK, Calton, os instrumentos internacionais de medição do exercício financeiro desabonam os investimentos na EMATUM e na tal de Proindicos que era desconhecida. Já analisaste os seus relatórios para tirar tuas ilações. Eu não tenho dúvidas que EMATUM é um fiasco porque estou a ver os barcos ali atracados. E, para a amortização da primeira tranche consta-me que o Governo teve que se endividar mais. Tudo isso não te diz algo?

Amilton Munduze
Amilton Munduze Uma pergunta: porque é que um negócio tão grande foi feito às pressas? Não se deu tempo para discutir profundamente a todos níveis. O que esteve por de traz?
Calton Cadeado
Calton Cadeado A minha visao de endividamento publico nao se resume a EMATUM nem a Proindicus. Sobre a EMATUM sei o que sei e sobre a Proindicus nao sei absolutamente nada. A minha visao de endividamente nao eh reducionista. A EMATUM eh apenas uma parte do assunto global. Ademais, as minhas analises nao se resumem a dimensao puramente economicista e de ganhos imediatos...! Por isso digo que o melhor momento para entender o lider de hoje eh amanha...!
Amilton Munduze
Amilton Munduze Respeito. Todavia, sob qualquer dimensão os negócios públicos têm de garantir a devida transparência. Hoje os moçambicanos estão frustrados porque muitos negócios ignoraram este tão importante instrumento. Se as coisas tivessem sido claras talvez não houvesse tanto barulho.
Mc Nota Passe

Mc Nota Passe Li o texto, ele traz alguns aspectos meritórios. Por exemplo, "o melhor momento para entender o líder de hoje é amanha". Mas nem sempre acontece (boas práticas de liderança sim).
O que não percebo é: que relação existe entre a Gestão dos Recursos Finan...Ver mais

Edson Chiziane
Edson Chiziane Helio Thyago Krpan Nelson Matsinhe Mauro Manhica Chacate Thinker vamos apreciar este ponto de vista.
Edson Chiziane

Edson Chiziane Caro Calton Cadeado primeiro quero lhe parabenizar pelo texto, mesmo porque a maior parte das opiniões, pelo menos a nível das redes sociais diverge da sua, isso é bom e enriquece o debate. Gostaria de saber o seguinte : 
1- Na sua perspectiva quais serão os ganhos da tamanha dívida e se os FINS realmente justificam os MEIOS, ou seja era necessário que fosse gerida da forma que foi? 
2- Pela dimensão da dívida, não acha que os governantes deviam consultar ao povo (seus patroes) através da submissão do assunto ao debate na casa do povo (Parlamento) afinal não foi para isso que os elegemos? 
3- Até que ponto é legítimo que EU e TU e as gerações vindouras paguem por algo que nem se quer entendem? 
4- Por último, até que ponto seria legítimo não responsabilizamos os agentes que contraíram dívidas sem o nosso consentimento e com o agravante de só nos empobrecer cada vez mais? 
Estas questões não são necessariamente direccionadas a si mas faço -as como um exercício de cidadania para todos nós reflectirmos. Cmpts

Calton Cadeado
Calton Cadeado Mano! Thank you so much! Gotei da forma como colocas as questoes. Vamos aos ganhos. Primeiro, quando se falam de ganhos eh preciso ver os ganhos tangiveis e os ganhos intangiveis. Segundo, eh evitar a visao reducionista de ganhos economicos. Exitem muitos mais ganhos politicos, sociais e de oder internacional. Agora que falamos, meu caro amigo, quem passa pela estrada circular sente a diferenca entre o sofrimento de antes e o de hoje. Aqui nao estou a falarapenas da transitabilidade de quem conduz. Estou a falar de pessoas pacatas que hoje tem a facilidade de transportar a sua pequena producao para a sua sobrevivencia. Hoje eh possivel ver pessoas que usam a qualidade da estrada circular para fazer ginastica com a familia para o beneficio da saude e da qualidade de vida (eh uma minoria, mas nao deixa de ser um ganho).
Calton Cadeado
Calton Cadeado Meu caro amigo! Nao podemos ignorar as projeccoes economicas da viabilizacao do turismo em Macaneta, os postos de trabalho, a industria de construcao civil que sera dinamizada pela existencia da estrada circular com a qualidade que demonstra. Os Sul-africanos, em Durban, ja estao felizes com a ponte Maputo-Katembe devida as possibilidade de negocio que se abrem. Nao podemos ignorar os ganhos economicos que vao surgir com a existencia da estrada Beira-Machipanda para servir o hinterland e o comercio interno. Nao podemos ignorar que muitas pessoas vao criar negocios de transporte com estas estradas. Nao podemos ignorar que ha comboios que estam a ser colocados ao servico da economia e de pessoas...!
Calton Cadeado
Calton Cadeado Em termos politicos, parte das dividas que estao a ser objecto de critica foram contratadas como foram (sem a transparencia), mas traduzem um equilibrio de investimento para resolver problemas de assimetrias regionais. Podemos, todos nos, perguntar, por que cargas de agua, ninguem apoia a ideia da cancela no Rio Save?!
Valter Tale
Valter Tale Caro Calton Cadeado os projectos da Circular, Ponte Maputo catembe, e a estrada Beira - Machipanda, são projectos que já estavam no plano, nunca foi segredo para ninguém. O que o sr. Fez foi tentar fugir das questões como Ematum e a Pro-indicus. A ponte Maputo - catembe é um projecto que foi concebido no tempo de Joaquim Chissano, e seria financiado pelos Portugueses. Gostaria que fizesse uma explanação em termos de rentabilidade para os processos da Ematum, e da Pro - Índicus.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Caro Valter Tale! A divida publica que esta a ser discutida nao se resume a EMATUM e a Prondicus! Eu sei o que sei da EMATUM, mas nao sei nada da Proindicus. Sobre este assunto de divida publica, contrariamente a muitas analises, eu nao tenho uma visao reducionista...!
Valter Tale
Valter Tale Obrigado Calton Cadeado, já percebi onde não quer chegar.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Fine! Eu sou reponsavel pelo que digo e nao pelo que voce percebe caro amigo Valter Tale!
Jay Cee Malôa
Jay Cee Malôa Weak connection of arguments my friend... Amilton Munduze and Mc Nota Passe are fully right. They gonna kill your game on this one.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Jay Cee Malôa! É surpreendente o teu posicionamento por dois motivos. Primeiro por afirmar a fraqueza de argumentos sem mostrar com argumentos. Segundo e último, por ver um absolutismo "fully right" sem, outra vez, apresentares argumentos! A importância e a qualidade do debate, my friend, está na robustez dos argumentos. Please, make the diference with robust arguments, senão vou pensar que estás a exteriorizar um simples sentimento e não uma ideia robusta!
Jay Cee Malôa
Jay Cee Malôa Hehehehe... me cutucaste... da me umas horinhas que voltarei a ti.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Ok! Eu quando penso e escrevo também levo um tempinho...!
Jay Cee Malôa

Jay Cee Malôa Nem era por aí. Estava a terminar um relatorio. Mas vamos ao que gostamos de fazer. Ñ irei me deter nos teus argumentos porque outros já o fizeram e eu me subscrevi. Contudo, me permita tb discordar das tuas premissas. 
1- o melhor momento para entender um lider de hoje é amanha. Esta afirmação ñ procede quando o assunto é accountability. Existem mecanismos para acautelar riscos de investimento e todos esses conhecimentos ñ foram aplicados no nosso caso. Existe sempre uma lógica nas despesas públicas, logo, quando ninguêm entende a mesma e só o lider, as pessoas irão se questionar,
2- A divida de um pais é determinada pela poupança, investimento e produtividade. Quando ñ poupamos o suficiente, temos que recorrer a poupanças de outros países. Paises que poupam abaixo de 14% do PIB tem sempre problemas de gestão da divida. Ñ tem como seres efectivo na cobrança de impostos quando os teus niveis de produtividade são estes que conheces em Moçambique. O moçambicano mal consegue poupar, quanto mais pagar impostos de forma efectiva. Então, a correlação que tentas fazer entre divida externa e impostos é muito forçada. Dizer que o aumento da divida externa é determinada pelo fraco pagamento de impostos é falacioso e tentar forçar o teu argumento de hipocrisia quando disseste e muito bem que o povo exerce sua cidadania com maturidade.

Jay Cee Malôa
Jay Cee Malôa Agora, o nosso presidente esta entre a espada e a parede. Esta espada tem dois gumes. Uma auditoria séria a estes investimentos ilucidaria muita zona de penumbra. Tanto dinheiro assim ñ pode evaporar sem retorno. Auditorias de desempenho servem para mitigar esses problemas, verificando cada tostão gasto, no que foi gasto, se o preço foi apropriado, e a alocação efectiva. Mesmo o TA esta preparada para tal em relação ao armamento. O problema é que estas acções mexem com sensibilidades, e avaliar os pros e os contras da mesma cabe ao Presidente. Lembre-se que Guebuza levou Manhenge a barra do Tribunal por algo bem menor.
Juma Aiuba

Juma Aiuba Caro Calton Cadeado, boa reflexão esta. Só para entender: Quem não paga impostos neste país? Quem é esse cidadão que não para impostos, mas reclama? Por acaso, eu não conheço e não vejo nenhum. É que toda a gente paga IVA quando compra algo ou paga algum serviço. Os trabalhadores e funcionários públicos pagam tudo isso, mais INSS e IRPS. Os que têm viaturas, motas e bicicletas pagam os MANIFESTOS respectivos. Ou seja, neste país você não tem como escapulir-se dos impostos. Você paga impostos quando compra CERVEJA ou usa PORTAGEM ou quando sobe MY LOVE.

Se, por ventura, existe um cidadão que não paga impostos é por fragilidade do sistema de cobrança. E isso não é culpa minha.

- AFINAL DE CONTAS, QUEM É E ONDE ESTÁ ESSE CIDADÃO QUE NÃO PAGA IMPOSTOS?

Calton Cadeado
Calton Cadeado Juma Aiuba! Eh bom acusar so aquele que esta no poder. Mas, seja honesto e diga-me se voce exige recibo quando faz pagamentos! Seja honesto e diga-me quantos "mukheristas" pagam imostos?! Pagamos manifestos?!?Pagamos IRPS?!?! Acho que estamos a viver em paises diferentes, pois o que vejo sao reclamacoes de problemas de pagamento de impostos a todos os niveis. Todos somos parte do problema, meu caro! Nos ja nao vivemos no soialismo, meu caro. Estamos no capitalismo. As regras sao outras, mas o contrato social eh o mesmo.
Juma Aiuba

Juma Aiuba Dr. Calton Cadeado, ainda bem que sabe não pagamos. Todos somos parte do problema: o Estado e o povo. O Estado porque tem fragilidade de colecta de impostos e gere muito mal os poucos impostos que consegue colectar. O povo porque ainda lhe falta a educação tributaria e porque continua a colocar no poder empregados que não criam bons mecanismos de colecta de impostos e gerem mal os poucos que colectam. 

O mais importante, meu caro, é entender que é preciso que o Estado saiba gerir os poucos impostos que consegue colectar para que esses poucos que pagam se sintam motivados e continuem a pagar e a incentivar os que ainda não pagam ou por ignorância ou por desmotivação. Eu te garanto que se alguns impostos fossem pagos à boca do guiché muitos cidadãos não pagariam por desmotivação. Por causa de falta de transparência na gestão da coisa pública muitos cidadãos (os poucos que o fazem) não pagariam impostos.

Calton Cadeado
Calton Cadeado Concordo consigo. O Estado deve ser robusto na colecta de impostos. Mais do que ser robusrto, deve ser eficaz na colecta e na aplicacao dos impostos. Mas, meu caro amigo, gerirpouco dinheiro de impostos num pais em que tudo eh urgente, tudo eh prioridade leva-me a concluir que a ultima parte do seu post eh puro idealismo. Puro idealismo! Estamos na era capitalista, meu caro! Governar e desenvolver nao eh fazer coisas pequenas. No capitalismo, na sociedade aberta, governar e desenvlver eh fazer coisas grandes. As coisas grandes fazem-se com muito dinheiro...! Ja esteve nos paises grandes e desenvolvidos?! Achq que aquele desenvolvimento todo fez-se a gerir poucos impostos?! Nao! Nao! Nao! Pensar assim eh auto-condenacao a ser pequeno. Pensar assim eh auto-flagelo...!
Juma Aiuba
Juma Aiuba Aquele desenvolvimento envolve a gestão de muito dinheiro - sim, senhora - mas começou gerindo pouco dinheiro. Talvez até menos do que temos.
Marcelo Marcelino
Marcelo Marcelino Meus caros, eu mesmo nao quero pagar imposto. Aqui neste 'sitio" que se chama mocambique nao vejo o beneficio disso. Pelo menos do anglo em que me encontro . Aqui pagar imposto é a ajudar alguns PCAs , directores de qualquer coisa a construirem castelos ( em Chumene e B. Horizonte), a ajuda-los a comprar os carros dos seus sonhos, a ajuda-los a pagar mesadas dos seus e muito mais. Nao trabalho pra sustentar outras familias... A mim nao me falta a educacao tributaria é que cansei de apertar o sinto enquanto os outros aliviam...
Atanásio Khosa
Atanásio Khosa Sempre que vejo posts dos meus (ex)professores, leio com muita atenção, cuidado e muita expectativa de, mais uma vez, aprender deles, como já o fiz algumas vezes... No entanto, há vezes que essa minha expectativa é TOTALMENTE FRUSTRADA! Caro Pensador Calton, estará a procurar responder (indirectamente) ao Pensador Chacate?
Calton Cadeado
Calton Cadeado Caro Atanasio Atanásio Khosa! Quem esta habituado ao debate sabe que o mais importante nao sao os aplausos. O mais importante eh a relevancia das ideias. Por isso, a frustracao nem sempre eh culpa de quem pensa/ do pensador. Alem disso, quem esta a procura bater palmas no debate reduz a sua importancia intelectual e a sua potencial contribuicao para o desenvolvimento de ideias.... Quanto a respostas, meu caro amigo, o debate esta aberto e existem varios debates a ocorrer sobre este e outros assuntos associados. Se acompanha as minhas intervencoes vai constatar que eu exteriorizei um pensamento que ja venho elaborando faz tempo. Se isso serve de resposta ao pensador Chacate, fine. Se nao serve de resposta, fine, na mesma. O mais importante para mim eh exercer a minha liberdade de pensar e a minha liberdade de expressar o meu pensamento. O resto, ....!
Chacate Thinker
Chacate Thinker Hehehehehehehe....
Mauro Dos Santos Silva
Mauro Dos Santos Silva Mestre Calton Cadeado; quero lhe felicitar plea coragem em abrir o seu peito e abordar as coisas como elas realmente sao. Esta de parabens igualmente, pelo facto de ter feito um exercicio que poucas pessoas tem feito, somente limitando-se a olhar para o superficial sem analisar os pros e contras.
Mauro Dos Santos Silva
Mauro Dos Santos Silva Na sua analise esta patente o realismo e o pragmatismo, elementos que sempre guiaram o Estado Mocambicano e espero que sempre ira guiar, visto que na verdade precisamos de remedios duros mas com efeitos efectivos. Como se diz na giria popular, se voce quer estar bem amanha, sofra hoje, mesmo que para isso sejam concentidos alguns sacrificios. So para finalizar, gostaria de incentiva-lo a promover mais e mais este tipo de efeito critico, onde o resultado deve ser, uma plataforma de solucoes aos mais variados desafios prementes. Bom trabalho e sucessos!
Calton Cadeado
Calton Cadeado Meus caros amigos! Querem responsabilizacao pelos procedimentos ou querem responsabilizacao pelo dinheiro?! Queremos responsabilizacao pelo uso do dinheiro?
Calton Cadeado
Calton Cadeado Na NBA existe um spot publicitario que diz mais ou menos o segunte: "No matter who you are, where you come from or how big you are. Think big" Nao importa quem tu es, de onde vens ou o quao grande es. Pensa grande). Na base deste spot eu acrescento PENSA GRANDE E HAJA EM GRANDE. Isto so se faz com muito dinheiro e com visao de longo prazo.
Amilton Munduze
Amilton Munduze Mas procure sempre fazer bem para não deixar dúvidas que a tua intenção era boa. Não faça, no interesse do Estado, negócios duvidosos. Salvaguarde sempre a transparência.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Aqui vejo uma visao bastante reducionista de analise. Vejo analises focalisadas na EMATUM como se este fosse o fundo de todo o problema. Ha muitas outras dividas que adicionadas a EMATUM. Vamos abordar todas dividas e ver os beneficios amanha. Eu ja coloquei, aqui. Circular. Ponte Maputo-Katembe. Estrada Beira-Machipanda. Por ultimo, meus caros amigos, quero sugerir que nas analises reducionistas que se fazem nao fiquemos apenas na dimensao economica. Ha muitos ganhos intangiveis, mas fundamentais para a construcao e consolidacao do Estado que devem ser equacionados....!
Armando De Sousa Pereira
Armando De Sousa Pereira "Cada ponto de vista e visto de um ponto, pois ate a subida pode ser vista como descida dependendo do ponto de vista" Ilustre Calton eh com muita estima e entusiasmo que vejo que juntou se a nos neste debate que envolve na totalidade os Moçambicanos, Permita me que lhe diga que pagar impostos eh algo que todos fazemos directa ou indirectamente e por conta disso gostávamos de ter um governo mais actuante no que concerne a responsabilização destes valores públicos que tocam a todos directa ou indirectamente. Tentou cá dizer que os investimentos de hoje são melhores avaliados amanha concordo mas quando esses investimentos feitos nao sao claros surge a necessidade de questionar ate que ponto este investimentos sao rentaveis ? E quantos mais sacrifícios tera de fazer o povo? o cidadão pacato que só vê o custo de vida elevar se a cada dia que nasce? Pedimos no minimo uma responsabilização ou um esclarecimento profundo sobre esta matéria pois esses negocios de estado nao podem deixar sombras tem de ser transparentes, no final do dia PAGAMOS TODOS PELA MAÇA QUE NÃO COMEMOS.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Meu caro! Afial qual eh o ponto?! Querem responsabilizacao pelos procedimentos ou querem responsabilizacao pelo dinheiro?! Queremos responsabilizacao pelo uso do dinheiro?
Armando De Sousa Pereira
Armando De Sousa Pereira Queremos esclarecimentos pois tudo nos leva a crer que os investimentos supra mencionados nao foram claros, como pedir ao povo que faça sacrificios quando nao vemos esses sacrifios dos servidores do povo? Queres responsabilizar-los pelo mau uso do dinheiro se assim ficar provado, e so. Na pior das hipoteses que pra mim e melhor devolve se o dinheiro publico desviado, pois esse negocio nao foi CLARO para ninguem. SE ESTIVER ERRADO PEÇO EVIDENCIAS QUE PROVEM O CONTRARIO.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Ah! Aqui esta o ponto de problema nas analises que eu estou a ver, meu caro amigo! Todo o mundo esta a fazer comentarios na base de uma pretensa hipotese de desvio de dinheiro, de corrupcao. Eu nao entro nessa discussao que nao eh discussao, eh acusacao de corrupcao, pois nao tenho evidencias. Discutir corrupcao vai me levar a emocao de discutir pessoas e nao assuntos. Discutir corrupcao sem evidencias vai me levar a especulacao...!
Armando De Sousa Pereira
Armando De Sousa Pereira OBRIGADO POR MAIS UMA VEZ POR OS PONTOS NOS "iiis" e traçcos nos "tttts" saudacoes presado Calton Cadeado
Agnaldo Antonio Pedro

Agnaldo Antonio Pedro Aqueles que mais defendem impostos são os que menos pagam
Há, no entanto, algo de extremamente interessante nos "Panamá Papers", o qual deveria ser a principal lição a ser extraída da notícia: a maioria das elites políticas — de todos os países do mundo — está utilizando corruptamente as instituições estatais para lucrar à custa de seus compatriotas, remetendo o esbulho para as offshores por meio de testas-de-ferro.

Calton Cadeado
Calton Cadeado Concordo plenamente! Mas, eu nao vou discutir corupcao, aqui, pois nao tenho evidencias. Discutir corupcao vai me levar a emocao de discutir pessoas e nao assuntos. Discutir corrupcao sem evidencias vai me levar a especulacao...!
Agnaldo Antonio Pedro
Agnaldo Antonio Pedro Desculpe nao sitei foi um past cop de um artigo sobre os papeis de panama
Edgar Barroso
Edgar Barroso O mesmo aparelho teórico serve para analisar Dhlakama? Emoji smile
Calton Cadeado
Calton Cadeado Yes. Sem duvidas! A unica diferenca eh que Dhlakama nao dirigiu o Estado. No seio da Renamo, com certeza, o mesmo aparelho teorico sera aplicado...!
Edgar Barroso
Edgar Barroso Emoji wink
Egidio Vaz

Egidio Vaz Ilustre Calton Cadeado. Apreciei o engenho. Concordo no princípio geral segundo o qual " O melhor momento para entender o lider de hoje eh amanhã". Mas este é um aforismo que, sem a necessária depilação, se transforma num autêntico boomerang.
Comecemos pelo princípio. Líder. Existem claras distinções conceptuais entre um líder e um dirigente. Se Guebuza foi um líder ou dirigente, este é um debate que pode levar séculos. Pessoalmente, ainda estou por aferir as qualidades de liderança deste homem. Ora, nem todos líderes fazem boas coiss e nem todos dirigentes fazem boas coisas. 
Mas deixe-me citar as palavras do Professor Prof. Felipe Aquino, Doutor em Engenharia Mecanica na Universidade de São Paulo.

"O chefe é obedecido porque manda; o líder porque tem competência no assunto e sabe orientar. O chefe se impõe pela autoridade, e às vezes pelo autoritarismo; o líder se impõe pela capacitação e porque sabe motivar e orientar seus auxiliares. O chefe manda fazer alguma coisa; o líder a realiza junto com os seus companheiros. O líder sabe despertar cooperação, sabe integrar as pequenas capacidades e aptidões de cada um, sabe aproveitar as individualidades. Para isso, ele procura conhecer a cada um, perscrutar suas almas, conhecer seus defeitos e suas qualidades. O chefe atua isolado, o líder age em conjunto, discute, ouve, pergunta, deixa todos falarem."

Da citação depreende-se o desafio em chamar o Presidente Guebuza de líer. Chissano foi um líder. Samora foi um chefe. Porque cada cabeça é uma sentença, deixo ao critério dos outros decidirem o que foi o Presidente Guebuza. Se líder ou chefe.

Em segundo lugar, a questão mais importante que coloca. Existe no direito um tipo legal de crime chamado crime de responsabilidade. Quando pessoas responsaveis deixam falir uma empresa, consciente ou não, estamos perante um crime de responsabilidade. Quando dirigentes analfabetos mas com poderes de se aconselhar da melhor forma sobre como conduzir os detinos confiados, estamos perante o desleixo, o deixa-andar, a inercia, incompetência, tudo, configurando este tipo legal do crime. 
Ora o que o ilustre Calton Cadeado quer é que as pessoas não assaquem as responsabilidade à quem permitiu um endividamente insustentável a curto e longo prazo, apesar da nobreza da ideia. Os endividamentos tomaram como certas as projecções económicas e os recursos minerais e energéticos que nem começaram a jorrar. Na melhor das hipóteses, se tivesse acontecido como estava previsto, provavelmente tivessemos muito pouco a reclamar a estas altura. Mas tal não aconteceu. Os projectistas erraram. Os dirigentes devem ser responsabilizados por isso.
E olhe que ainda não falei do roubo. Porque neste negócio todo, existem sim indícios de más-práticas que configuram o tipo legal do crime de corrupção ou tráfico de influência. 
São estas por enquanto asminhas reservas em relação ao seu texto e ao tema em discussão.

Calton Cadeado

Calton Cadeado Ilustre Egidio Vaz ! Acho interessante os dados que apresenta sobre o conceito de líder. Eu acho que não uma pessoa que só tem características de líder ou de chefe. Isto significa que o Homem é um ser dinâmico e, em função dos contextos, pode sobressair mais as características ou de líder ou de chefe. Portanto, uma pessoa pode ser um líder num assunto, hoje e amanhã ser chefe noutro assunto. 
Em relação àquelas questão da responsabilização, eu estou a aprender a perspectiva legalista com o "caso Dilma", no Brasil. Esse conceito de crime de responsabilidade está em voga. Confesso que ainda não percebi a profundidade do conceito e não sei se na nossa constituição está prevista a figura de crime de responsabilidade. 
Eu sou pela boa governação (transparência, prestação de contas e responsabilização). Mas, no caso vertente da dívida pública (que para mim não se resume ao Caso EMATUM), eu acho que a responsabilização eh um exercício de cidadania que expressa uma visão imediatista, uma visão economicistas que ignora outros ganhos não tangíveis que separo gerados a médio e longo prazo. Eu acho que a responsabilização será mais legítima quando discutirmos os ganhos e as perdas, em vez de falarmos apenas de perdas, de forma alarmista!
Quanto à corrupção, prefiro não discutir, pois não tenho evidências e não quero cair no domínio de discussões emocionais e especulativas!

Salomão Zandamela
Salomão Zandamela É incrivelmente um texto e tanto Dr. Cadeado, porém, permita-me trazer uma pobre opinião relativamente às questões por si trazidas Dr. ora, se a essência da autenticidade humana é tentar aproximar o discurso às suas práticas, entretanto, construir a Ponte sobre a baía da Katembe é uma obrigação d'um funcionário público e nós como povo não podemos simplesmente fechar os olhos perante tamanha atrocidade econômica a que o nosso País se encontra mergulhado, pelo que amanhã iremos louvar os fazedores desta problemática. Chega de acreditar num amanhã cheio de vazios, onde cegos são guias de outros cegos. vamos tomar uma postura de cidadania e dizer não a corrupção, não a usurpação dos nossos esforços para atender agendas inconfessáveis.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Caro Salomão Zandamela! Concordo consigo que devemos dizer não a corrupção. Mas, neste caso, eu não tenho evidências para falar de corrupção e temo que eu entre numa discussão emocional e especulativas, em vez de racional! Eu acho que nessa discussão sobre responsabilização deveria-se pensar em ver as leis que obriguem os políticos/ os governantes a irem ao Parlamento antes de contrair certas dívidas de grande magnitude, com todos os riscos
João Barros
João Barros Calton Cadeado, fica difícil comentar o teu post! Devias sim perguntar se haverá razões para responsabilização. Penso eu que o pagamento ou não de impostos não tem nada a ver com esse assunto!
Calton Cadeado
Calton Cadeado Ok! O pagamento de impostos não tem nada a ver com este assunto! Isto é uma opinião válida. Mas, o mais importante é o argumento para mostrar que os impostos não tem nada a ver com o assunto! Note que a questão de impostos não é o centro do debate no meu POST!
Campos Sarmento

Campos Sarmento Boa noite, bom dia e boa tarde; a todos que interagem neste post, de Moçambique para o Mundo e do Mundo para Moçambique.
Quero elucidar aos de mais, que Moçambique é do Rovuma a Ponta do Ouro e do Zumbo ao Indico. A ponte Maputo-Katembe é uma das fazes de construção do nosso belo Moçambique. A EN1 já passará a Brigada à Ponta do Ouro.
"A comunicação estratégica do pais é a forma de atrair mais investimentos internos e externos." 

A planificação do pais é inclusiva, tendo em conta à nossa educação e instrução para fazer opinião, todavia porém, os órgãos de decisão estão a funcionar hoje com os atores de hoje e, funcionarão amanhã com os decisores de amanhã, tendo em conta o contexto (politico, econômico e social) intitucional e estrutural do pais.

Melhores cumprimentos,

Marcelo Marcelino
Marcelo Marcelino O que o cidadão exige é a transparência Dr. Aqui em moz a gestão da coisa pública é subterrânea, tudo é obscuro. No caso ematum disseram uma coisa e agora se diz outra coisa ( nao aquele montante agora é outro, a divida nao é comercial é soberana) convenhamos!!! E mais, a cultura de responsabilizacao deve ser cultivada nao vejo mal nisso. E se o cidadao questiona eh no exercicio de cidadania. Nao podemos deixar os politicos hipotecar (ou alienar) nossas vidas (destinos) e nos calarmos.
Chacate Thinker

Chacate Thinker Só agora é que tive oportunidade de ler o seu posto ilustre Calton Cadeado. Acho que faz muita salada russa, acho que ninguém pediu responsabilização sobre circular, ponte Maputo catembe, etc. O objecto de responsabilização é EMATUM, é a nova divida que foi revelada a poucas semanas, de 787 milhões de dólares, quem nem se quer os que vão pagar tinham conhecimento.

Quem benefícios EMATUM vai trazer, se o próprio Manuel Chang assumiu na Assembleia da Republica, que o seu maior pecado chama-se EMATUM? Se o Ministro de Economia e Finanças assumiu que a divida é insustentável? Que benefícios poderá trazer está empresa cujo barcos não estão operacionais?

Mas como se pode defender uma divida que foi contraída a margem dos que irão pagar. Ademais, esta divida é inconstitucional. A constituição da republica prevê que uma divida do tamanho desta, deve ser primeiro debatido e aprovado pela Ass. Da Republica, o que não aconteceu. Esta empresa começou a operar sem Nuit e nem sede. Meu caro Calton, não ponha área na cara dos que conhecem bem o assunto.

De que imposto está a falar. Devo lembrar lhe que todo moçambicano paga impostos, directo o indirectamente. Mesmos oa desenpregados quando compram bens e serviços paga IVA, e ninguém tem como contornar isso. Dai que todos nós pagamos impostos e temos o direito de exigir responsabilidade e transparência no uso dos bens públicos.

O ultimo valor da divida (787 milhões de dolares) , nem o próprio ministro da economia e financas, governador do banco sabiam da sua existência, avaliando pelo o seu expanto, quando foram indagados. Calton acha isso normal. Está defender que essas duas dividas que foram contraídas nestes ambiemntes obscuros e inconstitucionais vão tornar Guebuza num grande lider amanha? Meu caro Calton, vamos lá falar a serio!

Calton Cadeado
Calton Cadeado Chacate Thinker! Uma dúvida uma observacao! O que significa quando diz "meu caro Calton não ponha areia na cara dos que conhecem o assunto"? O que é que eu devo entender nestas palavras? O que é que significa quando diz "meu caro Calton, vamos lá falar a sério"? Faço essas perguntas para eu não tirar conclusões precipitadas! Em relação a observação, é difícil debater um texto que não se percebe se é uma exteriorização de frustração, se é uma lamentação ou se é uma ideia ou uma reflexão.
João Barros
João Barros Calton Cadeado, não é por, no futuro, aparecerem essas infraestruturas que o espectro da má gestão e por conseguinte a responsabilização desaparece. Caso contrário, por exemplo, a sub facturação não constituiria crime uma vez que sempre aparecem os bens!
Antonio A. S. Kawaria
Antonio A. S. Kawaria A provocação foi útil porque permitiu a excelentes contribuições.
Calton Cadeado
Calton Cadeado Hoje ouvi alguém a dizer que as pessoas não lutam para melhorar ideias. As pessoas lutam para melhorar suas vidas...! Eu estou nas duas frentes! Como? Discutindo ideias. Criticando as minhas ideias e convidando outras pessoas a criticarem-me e a criticarem as suas próprias ideias. Além disso, luto arduamente para melhorar a vida sem exageros, sem ganância!

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook