domingo, 6 de março de 2016

Ted Cruz pressiona Donald Trump, Hillary mais na frente

Não houve mudanças na frente de batalha à nomeação republicana e democrata, mas a vitória foi dividida nas votações de sábado.
Donald Trump, pelos republicanos, e Hillary Clinton, pelos democratas, continuam a liderar a corrida dos respectivos partidos à nomeação para as presidenciais norte-americanas de Novembro, mas a votação em cinco estados, neste sábado, deu algumas vitórias aos seus opositores. Se, no caso dos Democratas, Clinton parece não estar em risco, a pressão sobre Trump está a aumentar.
Ted Cruz venceu os caucus dos estados do Kansas e do Maine, enquanto Donald Trump foi o vencedor nas eleições do Louisiana e Kentuky. Os resultados foram suficientemente dividos para que Cruz, um senador do Texas, que se tem afirmado como “verdadeiro conservador”, considerasse que os resultados de sábado marcam uma viragem, no que tem sido uma aparente caminhada imparável para a nomeação do empresário e milionário Trump. Falando aos apoiantes em Coeur d’Alene, depois de anunciada a sua vitória no Kansas, Ted Cruz disse que os resultados mostravam que ele era a verdadeira alternativa a Trump, dizendo: “O grito que ouvem, o uivo que vem da capital, Washington, é puro terror sobre o que ‘Nós, o Povo’ estamos a fazer juntos”.
Cada vez mais para trás parecem estar os outros dois candidatos republicanos ainda na corrida, Marco Rubio e John Kasich, que não venceram qualquer votação de sábado. Depois do abandono da corrida por Ben Carson, anunciado na sexta-feira, Trump desafiou Rubio e Kasich a desistirem, deixando-o num duelo com Ted Cruz.
Os quatro estados que foram a votos para os republicanos, no sábado, garantiam apenas a obtenção de 155 delegados. Ted Cruz conseguiu 64 e Donald Trump 49. Com várias votações ainda a caminho, uma das mais decisivas será a da próxima terça-feira, quando estão em jogo a obtenção de 358 delegados, nos estados da Florida, Illinois, Ohio, Missouri e Carolina do Norte, com a agravante de que a Florida e o Ohio atribuem todos os seus delegados ao vencedor da votação. Se Trump vencer nestes dois estados, há quem preveja que será praticamente impossível travar a sua liderança.
São necessários 1237 delegados para garantir a nomeação e, depois da votação deste sábado, os dois melhores posicionados na batalha republicana eram Trump, com 378, e Cruz, com 295. Rubio soma apenas 123.
Do lado dos democratas, o sábado também foi de distribuição de votos entre Hillary Clinton e Bernie Sanders, mas sem que, aparentemente, a liderança da primeira seja afectada. Clinton venceu no estado em que havia mais delegados em jogo, o Louisiana, enquanto Bernie Sanders conseguiu levar a melhor nos caucus do Nebraska e do Kansas.
Feitas as contas, Clinton conseguiu, este sábado, mais 55 delegados (tem 663 no total) e Sanders, 47 (tem 457 no total). Para já, não há sinais de a batalha democrata abrandar, com Sanders a recusar-se a atirar a toalha ao chão, declarando aos apoiantes: “A nossa campanha está apenas a começar”.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook