quinta-feira, 24 de março de 2016

Renamo deixa mensagem no chão de alcatrão da EN 1






Mensagem da Renamo fotografada por Arcénio Sebastão Neves

“Queremos a paridade, não queremos a guerra para matar as nossas crianças. Renamo a vitória é nossa”. Esta curta mensagem pode ser lida no chão de alcatrão da Estrada Nacional número Um, no local onde, esta quarta-feira, uma coluna de veiculos civis, escoltada por militares, foi atacada por supostos homens armados da Renamo.

Arcénio Sebastião Neves, correspondente da rede alemã de radiodifuão Deutsch Welle (DW) que viajava integrado na coluna, conta que o ataque ocorreu cerca das 07:30, a vinte e cinco quilómetros a sul da vila de Muxunguè. Um autocarro da transportadora “Nagi”, ido da Beira para Maputo, terá sido o alvo do ataque, cujos passageiros entraram em pánico quando perceberam os disparos. Da acção resultou ferimentos em duas pessoas, pneus e um tanque de combustível furados.

Recorde-se que a Renamo acusa a “Nagi” de transportar militares governamentais do sul para o centro e norte do país.

O ataque desta quarta-feira foi o terceiro neste mês de março. O primeiro acontece em Honde, província de Manica, matando duas pessoas.

Depois da reparação do autocarro após o baleamento, partimos, em menos de 10km sofremos segundo baleamento, no local pode se ler as escritas na imagem.


Comments

Jose Samuel Manhica Yah tasse mal


Ayubo Ismael Masseve Tá muito mal


Dembo Sampanha Micha Arsénio, isso foi no troço Muxungue-Save.




Dembo Sampanha Micha Tás se mal...

Assucena Azarias Mazive Quital ainda Tao parado ? Tá se mal forca ai .



Assucena Azarias Mazive Atualiza nos sempre que poder tamos precuados .

Selço Vilanculos Muita forxa aí, que Deus esteja sempre no comando

Casimiro Manhice Casimiro Eu qundo pssamos na sgunda ja hvia xcrta cova grassa adeus passmos bm acpnhando um irmao cem k sofreu ont e perdeu vida na culuna

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook