terça-feira, 29 de março de 2016

Piratas do ar que desviaram avião da Egyptair não libertam estrangeiros


Egyptair A320

Avião de passageiros egípcio foi sequestrado

MUNDO
URL curta
444202

O avião de passageiros da Egyptair sequestrado durante o voo Alexandria-Cairo na terça-feira (29) já teria pousado no aeroporto cipriota de Larnaka, comunica a mídia estatal de Chipre.

A bordo do avião Airbus 320 da companhia aérea Egyptair estão 81 passageiros. Segundo a mídia, a bordo da aeronave sequestrada estão oito cidadãos britânicos e dez norte-americanos.
O nome do sequestrador é Ibrahim Samaha, egípcio, diz a televisão egípcia. 
"O Airbus A-320 que transportava 81 passageiros e seguia de Alexandria para o Cairo, foi sequestrado. De acordo com o piloto, Omar al-Gammal, um passageiro disse que tinha um cinto de explosivos e obrigou a tripulação a pousar em Larnaka", indica um comunicado do Ministério da Aviação Civil egípcia.
Segundo o portal de notícias libanês al-Balad, o desconhecido que sequestrou o avião ameaçou o piloto e passageiros que iria detonar um cinto de explosivos se as suas exigências não fossem cumpridas. O comandante da aeronave conseguiu comunicar aos controladores aéreos que o avião tinha sido sequestrado e ia seguir para Chipre.
Segundo a emissora estatal de Chipre, o sequestrador permitiu aos passageiros egípcios sair do avião da Egyptair, cerca de 20 passageiros saíram do avião.
Mais tarde a companhia Egyptair notificou que o sequestrador está libertando todos os passageiros, excepto quatro estrangeiros e a tripulação.
"As negociações com o sequestrador resultaram na libertação de todos os passageiros, exceto a tripulação e quatro estrangeiros", escreveu a companhia aérea Egyptair no seu Twitter.
​​O Aeroporto Internacional de Larnaca, Chipre está fechado; todos os voos são redirecionados para a cidade de Paphos e para os países vizinhos.


Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20160329/3947961/aviao-egipcio-sequestrado.html#ixzz44HIWPfxZ

Um avião da companhia aérea Egyptair foi desviado nesta terça-feira por desconhecidos e, depois de sair da rota definida, atravessou o Mar Mediterrâneo e aterrou no aeroporto de Larnaca, no Chipre, informou a polícia daquele país. Alguns passageiros estão a ser libertados.



Um avião da companhia aérea Egyptair foi desviado nesta terça-feira por desconhecidos e, depois de sair da rota definida, atravessou o Mar Mediterrâneo e aterrou no aeroporto de Larnaca, no Chipre, informou a polícia daquele país. Todos os passageiros foram libertados, excepto quatro estrangeiros e sete tripulantes.
Segundo a companhia aérea egípcia, citada pela Reuters, das negociações resultou a libertação de todos os passageiros, excepto os passageiros que não eram egípcios e os membros da tripulação. 
O piloto terá sido ameaçado por um passageiro que disse ter um cinto de explosivos, avançou fonte do Ministério da Aviação Civil à Reuters. O Executivo egípcio diz que existirá uma bomba a bordo.
Os piratas do ar contactaram a torre de controlo às 8h30 (6h30 em Portugal continental) e o avião teve autorização para aterrar cerca de 20 minutos depois naquele aeroporto, informou a polícia. O Boeing 737-800, que estabelecia a rota entre o Cairo e a cidade costeira de Alexandria, um voo doméstico, aterrou numa zona especial isolada do aeroporto cipriota e os outros voos estão a ser desviados para outros aeroportos. 
Inicialmente, não foram feitas reivindicações de qualquer tipo, senão que a polícia abandonasse a zona, de maneira a libertar mulheres e crianças que se encontravam a bordo do avião – no interior do aparelho estavam 55 passageiros e sete tripulantes. Por volta das 8h (em Portugal continental), alguns passageiros começaram a ser libertados, avançavam os meios de comunicação social locais, citados pela Reuters. Cerca de 30 a 40 pessoas. Poucos minutos depois, sabia-se que apenas os estrangeiros e a tripulação não foram libertados.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook