terça-feira, 1 de março de 2016

Mãe e três filhos condenados na Beira a penas de prisão maior pelo assassinato do pai


PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 29 Fevereiro 2016
Share/Save/Bookmark
Joaquina Alberto e os seus filhos Mário João, Alberto João, gémeos de 27 anos de idade, e Maria João, de 24 idade, foram condenados na semana passada a penas de prisão maior pelo assassinato em Outubro de 2015 de Sola João Alberto, de 63 anos de idade, marido e pai dos réus.
Segundo o jornal Diário de Moçambique, o juiz da 6ª secção criminal do Tribunal Judicial de Sofala, João Guilherme, disse ter ficado provada a intenção do homicídio por todos os réus, que acusavam a vítima de feitiçaria, e ainda justificou que pesou para aplicação da pena de 23 anos a ré Maria João porque além de omissão de factos na fase preparatória do processo, das diligências feita pelo tribunal constatou-se que foi ela quem informou aos seus irmãos, por meio de mensagens de telemóvel, que estavam criadas as condições para consumação do crime.
O magistrado disse ter também ficado provado o protagonismo dos réus Mário João e Alberto João que, depois de consumação do crime, tentaram desfazer-se dos instrumentos usados numa vala de drenagem.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook