quinta-feira, 31 de março de 2016

GLOBO PERDEU A BATALHA DA COMUNICAÇÃO: É GOLPE


DILMA RECEBE INTELECTUAIS NO ANIVERSÁRIO DO GOLPE

Roberto Stuckert Filho/ PR:
Na data em que são lembrados os 52 anos do golpe militar no Brasil, num momento em que o País vive uma outra escalada golpista, em meio ao processo de impeachment, a presidente Dilma Rousseff recebe nesta quinta-feira 31, no Palácio do Planalto, dezenas de artistas, intelectuais e cientistas brasileiros; o grupo estará com Dilma para entregar diversos manifestos contra o golpe; neste mesmo dia, movimentos sociais realizarão atos em defesa da democracia e contra o impeachment em cidades de todo o País, além de uma Marcha a Brasília, com a presença do ex-presidente Lula

O GOLPE DE 1964 NÃO FOI UM GOLPE

:
"Os golpes nunca se dizem golpes, os golpistas nunca se fazem chamar de golpistas. Há sempre vários tipos de nomes, pelos quais os golpistas tentam disfarçar seu golpe", afirma o colunista do 247 Emir Sader; "Ninguém é golpista, mesmo que planeje e dê um golpe, interrompa o processo democrático e imponha uma ditadura. Ele sempre se pretende imbuído de uma missão nobre: limpeza ética do país, combate à subversão, resgate da economia dos riscos do estatismo", acrescenta; para Sader, tanto o que correu em 1964 quanto o que está em curso em 2016 têm tudo de golpe: "cara, jeito, ação, projeto. Só não aceita o seu verdadeiro nome: golpe. Não querem aparecer e oposição ao que querem destruir: a democracia"

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook