sexta-feira, 4 de março de 2016

Ex-Chefe do SINFO voltada a causa da OMA

Lisboa – Mariana de Lourdes Lisboa Filipe, ex - directora do SINFO (na era em que  Miala, era o homologo do SIE), revela-se voltada a causa da Organização Mulher Angolana (OMA), cuja dedicação valeu-lhe a indicação como delegada ao VI congresso que decorre em Luanda. Esteve também como dirigente da OMA, nas exéquias fúnebre do nacionalista Lucio Lara, na última quarta-feira (2).
Fonte: Club-k.net
Desde que foi afastada do aparelho de segurança do Estado, Mariana Lisboa “regressou” ao MPLA, integrando ao Comitê de Acção do partido no bairro Alvalade (CAP 15).

Lisboa já foi membro do Comité Central do MPLA, ao tempo em que o partido no poder detinha células nas instituições do Estado. Teria suspendido a militância por alegadas incompatibilidades com as funções que passou a exercer de “patroa” da secreta domestica. Três anos depois de ter sido afastada do SINFO, isto é nas véspera da realização do congresso de 2009, fez uma exposição ao líder do partido   reclamando o seu lugar no CC ao qual tinha saído por razões profissionais.

Nas estruturas do partido, Mariana Lisboa teve protagonismo, no IV Congresso do MPLA, em 1998, o vulgo “congresso da batota”. A época o semanário AGORA, de Aguiar Santos teria denunciado que ela fora a arquiteta que introduziu delegados infiltrados oriundos do SINFO que puseram em marcha a estratégia do líder do partido, José Eduardo dos Santos (JES) de afastar das estruturas do MPLA, de três ex-primeiro - ministros e incómodos políticos: Lopo do Nascimento, Marcolino Moço e França Van-Dúnem. Lopo do Nascimento passou de secretário-geral do MPLA a militante de base nesse congresso.


O seu trabalho, denunciado pelo semanário Agora, deu azo a argumentações de alegadas intromissões da secreta angolana em atividades subversivas em torno tanto do partido no poder como os da oposição. No antepenúltimo congresso da UNITA, um agente da secreta infiltrado chegou a ser fotografado pelo maior partido da oposição em Angola.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook