quarta-feira, 30 de março de 2016

Eva Anadon Moreno expulsa e interdita de entrar em Moçambique por 10 anos


É oficial. Eva Moreno, cidadã espanhola que participou de acção de rua que reivindicava o fim da violência contra a rapariga na escola, no caso das max saias, acabou mesmo por ser deportada, como atesta este despacho do ministro moçambicano do Interior, na imagem. Fonte sénior do Ministério do Interior confirmou ao CanalMoz a deportação também de uma cidadã do Uruguai que participou da contestação. (Redacção)

Feminista espanhola expulsa de Moçambique por participar numa manifestação

Governo diz que violou a lei e interdita a sua entrada no país durante 10 anos.
Moçambique Maputo Av Eduardo Mondlane ( Foto João Santa Rita)
Moçambique Maputo Av Eduardo Mondlane ( Foto João Santa Rita)
Alfredo Júnior
Uma feminista espanhola, Eva Moreno, foi deportada de Moçambique por ter alegadamente participado numa manifestação ilegal promovida por algumas organizações da sociedade civil em protesto contra a obrigatoriedade de indumentária das alunas das escolas primárias e secundárias.
Advogados e membros do Fórum Mulher procuraram, em vão, impedir que esta decisão do Ministro do Interior fosse executada pelas autoridades migratória.
Feminista espanhola expulsa de Moçambique
A 18 de Março,feministas moçambicanas procuraram organizar uma acção de protesto contra a decisão do Ministério de Educação que determinou que as raparigas deveriam passar a usar "maxi saias", ou seja saias compridas até aos calcanhares, porém a mesma foi abortada.
No entanto, duas cidadãs estrangeiras, uma brasileira e outra espanhola, foram detidas e posteriormente libertadas pela polícia.
A brasileira, que estava em serviço no país deixou Moçambique no fim da sua missão, mas a cidadã espanhola Eva Moreno, que vivia em Maputo, foi chamada à Direcção de Migração, onde na tarde desta terça-feira, 29, recebeu a informação de que seria deportada.
No entanto, após longas horas no aeroporto internacional de Maputo, a sua deportação foi inviabilizada devido à intervenção de uma procuradora.

Eva Moreno esteve na procuradoria, aonde foi apresentada a documentação que sustenta a sua deportação.

No aeroporto, representantes do Movimento de Mulheres e organizações da sociedade civil procuraram inverter esta decisão, tendo a advogada da cidadã espanhola submetido junto às autoridades uma providência cautelar para suspender a decisão do Ministro do Interior, o que não procedeu.

Iveth Mafundza, activista dos direitos das mulheres e advogada, diz não perceber os contornos deste processo.

Quem também não percebe os contornos deste processo é Graça Samo, do Fórum Mulher, que considera a decisão uma forma de reprimir a quem defende os direitos das mulheres.

Em lágrimas, mas orgulhosa por lutar pelos direitos da mulher, Eva Moreno disse que não cometeu nenhum crime que mereça a sua expulsão e  afirmou que apenas pretendia tomar parte numa peça teatral em defesa dos direitos da mulher.

Entrada interditada por 10 anos
No despacho do ministro do Interior a que a VOA teve acesso, Jaime Basílio Monteiro afirma que a espanhola "envolveu-se activa, aberta e publicamente numa manifestaçao ilegal, promovida por algumas organizações da sociedade civil, alegadamente em protesto contra obrigatoriedade de uso, nas escolas primárias e secundárias, de saias cujo comprimento deve ultrapassar os joelhos".
Para Monteiro, Eva Moreno "violou de forma clara e manifesta a lei", o que o levou a decidir a sua expulsão bem como a "interditar a sua entrada no país durante dez anos".
Hobety Luys Muhamby Essa cidadã Espanhola queria se meter onde não lhe diz respeito. Ora vejamos obrigar a rapariga a vestir max saia nas Escolas não é nenhuma violência contra o gênero até porque é para o bem estar da própria aluna. Por isso está de parabens a nossa polícia.
GostoResponder161 h
Agostinho Sendela Bem feito, mas infelizmente há quem pode aparecer a protestar contra esta acção.

Eu digo em viva voz, JUSTIÇA FEITA, as pessoas devem saber o que protestar.

GostoResponder91 h
Tintim Nóbrega É triste alguns comentários aqui. .Os estrangeiros não querem resolver os problemas de Moçambique, mas têm direito a manifestar sua opinião enquanto contribuintes activos no país, assim como Moçambicanos contribuintes têm direito de manifestar a sua opinião na Europa, e olha que exercem muito bem desse direito.

E reflexo está aqui, uma cidadã estrangeira é deportada porque saiu em defesa dos interesses das mulheres moçambicana que sofrem de violência ( não só da Lei da saia curta) e existem pessoas que aplaudem a situação só porque é uma estrangeira..Entretanto um Nigeriano viola 8 raparigas e não é expulso e vcs sobre isso nada dizem..Muito triste.

GostoResponder16 min
Teles Alelo Scc MaNuel Bila eu já não estou a entender nada, esta acção é ou não correcta? Depois de algumas notícias publicadas pela ivete e tu partilhaste confesso que fiquei confuso
GostoResponder126 min
Ilustre Samuel Dos Santos Teles, este é um Estado soberano e tem regras. Os estrangeiros são impedidos por lei de participar em actos como eleição, manifestações ilegais, etc. Ela, ao participar dessa manifestação ilegal violou a lei e é justamente isso que levou o Estado a agir. Podes crer, parece ridiculo, mas nós não nos atrevimos a participarmos em manifestações na europa, podemos correr o risco de morrer na cadeia.
GostoResponder516 min
Ilustre Samuel Dos Santos digo: ... não nos atrevimos a participar
Bruno Manhica Laice Teles Alelo, a Ivet queria manipular a opinião pública
GostoResponder5 min
Tintim Nóbrega Não digas mentiras Ilustre Samuel Dos Santos..isso que dizes é completamente mentira
GostoResponder5 min
Teles Alelo Scc Grato pelo esclarecimento ilustre
GostoResponder15 min
Teles Alelo Scc Oh Manel deixa-te de risos e responda-me. Sff
GostoResponder3 min
Teles Alelo Scc Bruno Manhica respeito a sua opinião, mas custa-me crer que ela seja capaz de tal coisa.... Ela me parece ser uma mulher que ainda não se vendeu à questões partidárias
Nemane Selemane Aqui o governor nao violou nenhuma liberdade de expresses, simplesmente eliminou o mal pela raiz. Uma colona pensando que estamos em 1964. Se a decisao do ministro nao agradou os pais e Maes De alunas nao precisa protestar na rua guiadas por estrangeiras. No ministerio out nas escolas, com vagar discute se o assunto. Go away.
GostoResponder115 min
Lidónio Luís Gente com excassez de auto-estima...Governo com falta de seriedade....esta priorizar problemas de saias enquanto ha muito que fazer nesse burraco que se chama de Mocambique.....bando de inuteis comentado barbarridades....
Aquivo Celso Bravo....não as saias curtas nas escola e' uma vergonha não somos da america nem Europa ate se eu fossê o governo ia proibir assistirem Novelas um dos meios que escravizam mentalmente o nosso continente fugimos das nossas culturas........ Gostei da atitude da Policia de Moçambique especialmente da 7 esquadra. Viva a policia da Republica de Moçambique, viva a nossa pátria amada.. a justiça foi feita.
GostoResponder4 min
Abilio Manjate Eu não gostei. Onde fica a liberdade de expressão, onde ficam os direitos, a democracia. Somos péssimos nessas matérias,mas não precisávamos de exteriorizar a nossa incopetente ditadura, porcausa de alguém que decidiu copiar a moda do século vinte que as filhas usam ou que era usado no tempo dele, e fazer disso lei. Aquelas GODEIAS são feias no verdadeiro sentido. Acho que devíamos gastar tempo a educar e a formar cada vez melhor,e não andarmos numa de querer ditar as tendências da moda feminina. Até ao joelho stava muito bom.
Dionisio Luis Dionisio Está de parabéns o nosso Governo pelas decisões tomadas. Quero este tipo de Governo que age em momento exacto e de forma disciplinar.
GostoResponder136 min
Jenisse Sulemange Olha cada país com seus principios, se eu tivesse ido a espanha e tivesse me manifestado contra alguma medida tomada pelo governo deles, tbm me teriam deportado.....foi justo...
GostoResponder71 h
Tintim Nóbrega Mentira. .Nunca eras deportada pq Espanha é um País Democrático. .Podes e tens direito à tua opinião e manifestação sobre ela.
Wa Pessoa Vale apenas que foi deportada. A nossa conterrânea na Tailândia foi condenada à morte.
GostoResponder51 h
Felex Kendrick Lamar Abençoado mas vces pah...essa senhora apenas queria voltar pra o pais delA e nao tinha taco d voo por isso se meteu em coisinhaas
Daidone Fato Assim que foi deportada o prblma esta resolvido em mocambique? Nao veremos meninas nas escolas cm saias curtas?!
GostoResponder51 h
Romano Abdul Remane Daude Muito bem Daidone Fato. Fala se muito e faz se bastante.. mas aí está a questão que interessa. 

O problema está resolvido.?
Jorge Monteiro voces nao percebem, aumentar os cm da saia é o mesmo que dizer que os estupros acontecem porque a mulher vestiu roupa curta ...
GostoResponder21 h
Mamass Mamudo É de louvar e ainda há muitos que devem estar nessa linha, mais deu para perceber que não quere-mos mais colonização
GostoResponder11 h
Augusto Sumaina Serà que se fosse da China, a policia faria isso,?? Ja que o governo depende de China
GostoResponder146 min
Ilustre Samuel Dos Santos Desculpa mas ja vi muitos chineses a serem deportados aqui no país.
Janov Ibrahim Mas em que é que esta madama espanhola se ocupava em mozambique?
Zeca Becane Felisberto Sibia isso foi bem legal. como alguem vai a caca sem conhecer a mata. ha leis em mocambique
GostoResponder61 h
Enísio Guilhermina Cuamba Sinto que precisamos de ler "Em Defesa da Sociedade" de Michel Foucault para que possamos compreender algumas dinâmicas políticas. 

Em algumas momentos penso que é necessário que as mulheres devem falar da sua própria liberdade, antes que o cerceamento se torne cada vez maior. 
Em relação à educação no meu país Natal, acha que nada tem a ver com as saias curtas. Afinal de contas, existem os "Barometros da Educação " que infelizmente ninguém vê ou se vêem não lêem. Existem também várias bancos de teses, dissertações e monografias diagnosticando os problemas da educação e ninguém tem a oportunidade sacudir a poeira para ler e implementar as sugestões. Logo buscamos soluções curiosas para resolver o problema da educação...

GostoResponder2 min
Júnior Mutochere Oh pai dos Céus, prefiro não comentar... Mas eh um autentico pontapé a lei...
GostoResponder21 h
Jose Maria Mas uma simples chamada de atencao seria suficiente, nao existe pessoa k nao erra
Pedro Tiago Cada um manda no seu pais. Quando for a Espanha vou cumprir as leis e regras daquele país.
Sergius Quim Macamo Bem feito pra ela.Deve servir de exemplo pra os k ainda pensam em fazer coisa igual.
Filipe Jose Cossa Cossa mas tem muitos chineses que ate batem mas nao sao deportados, se nao estamos no bom caminho talvez pior e tidiculo caminho.
GostoResponder151 h
Wa Pessoa Estamos a falar de manifestações públicas lideradas por estrangeiros.
GostoResponder1 h
Neves Nhavene Meu caro Filipe,denuncie chineses que violentam irmãos nossos e medidas serão tomadas.
GostoResponder11 hEditado
Hobety Luys Muhamby Se estes Chineses até hoje estão cá em Moz é porque não são denunciados ou então não ha provas suficientes
GostoResponder1 h
Isaias Miguel Mpanguiua Vcê não sabe diferenciar os tipos d crimes. E nem sabe quais são as responsabilidads. E não sabe do crime público e particular. Não sabe do crime contra a segurança do estado, nem nada sabe. Só abre a boca para entrar mosca.
Cesar Paulino Marrima Bem haja Governo moc. Ker dizer ax pessoas pensam k moz eh um paiis sem lei e k kualker um pod levantar fonsinho. Va mbora pah merda!
GostoResponder1 h
Juma Culuze protestar contra o k justo tambem nao, parabens a policia.
GostoResponder11 h
Crimildo Geronimo Chicure cueitada foi bem escoltada tipo uma bandida deu si mal tentando ajudar os mocambicanos
GostoResponder1 h
Wale Kaya Nem tudo que vem de fora é bom...justiça feita.
GostoResponder21 h
Edgar Nhantumbo Prova de que Moçambique é República de bananas
GostoResponder21 h
Manuel Ribeiro Isso é que os outros países devia de fazer também
GostoResponder11 h
Mussagi Cassamo Nunca vi um chines a ser deportado pk que sera
GostoResponder51 h
Furcane Aboo Sera que estrangeiros devem se manifestar em questoes de Moçambique???
Miguel Miguel Moçambique é um país morto 


GostoResponder41 h
Ndimomwene João As saias normais das raparigas nao constituem nenhum problema, constitui perigo a sanidade mental da pessoa que estabelece a regra porque na a própria filha mal usa, nao culpemos a baixa qualidade da educação a um gênero, esqueceram se das passagens automáticas nas escolas? Para admissão nos institutos de formacao de professores precisa costas quentes e isso porque nao lutam para acabarem com a baixa qualidade? Sem mola mesmo depois da formacao nao tem vagas independentemente se é inteligente ou nao, oque dizem sobre isso? Cheio de assassinos estrangeiros e nacionais ate escritos na lista porque nao os botam na cadeia?
GostoResponder456 min
Isaias Adelino Joao Wa vce pah. Se precisa se costas quentes entao porque nao aqueces as tuas costas? Criticar tudo e nada? Livra te do mau humor.
Jose Maria Ela era modista de saias curtas? Nao gostei
Edú Sanculane Bem feito, nos nao podemos viver sempre de criticas..... é de elogiar a atitude da policia.
GostoResponder11 h
Helder Sitole Pura tirania do Filipinho desd k asumio a presidencia nunca vi a costruir uma escola um hospital uma estrada nem se ker abrir novos campos agriculas e disto k o povo precisa bens basicos para o povo so sta a prover guerra e a perseguir os k axa um encomodo cmo sta cidada
GostoResponder132 min
Isaias Miguel Mpanguiua Foi boa tomada d medida. Esses esteriores só vem criar bang-bang aqui. São os mesmos q estão agitar dhlakama para nos assoitar aqui.
Jenisse Sulemange Não sei não.... Do jeito que as coisas andam....tenho as minhas duvidas....
Feizal Latif Vergonha ao nosso Governo!!Acho ilegal oq fizaram e vergonhoso...
GostoResponder2 min
Pelembe Miller Vergonha. Ntla
GostoResponder21 h
Lilia Ferreira VERGONHA!!!!!!
GostoResponder19 min
Paito Oliveira Massada Quando a cabeça nao regula o corpo é que paga
Adilson Joao Luis Campira Moz nao custa zagar
GostoResponder1 h
Joao Moreno Foram atrás do apelido. Kkkkkk
Teixeira Teté da Silva E ainda vejo alunas com saias curtas mistério!!
Nemane Selemane Vai USAR curtinha em madrid
Jequete-g Jequete so sabem deportar
GostoResponder1 h
Lucas Samuel Nhabinde Bem feitto.
Marcelino Teixeira Isso é que é um país livre? onde está a liberdade?

DUAS MULHERES ESTRANGEIRAS DEPORTADAS.

O governo da frelimo decidiu liminarmente deportar, ou seja, mandar embora do pais duas mulheres estrageiras sendo 1 de nacionalidade espanhola (Eva Moreno) e outra proveniente do Uruguai por terem se envolvidas numa manifestacao de repudio contra a medida que defende o banimento das saias curtas e calxas afuneladas imposta pelo ministerio da educacao para os alunos escolares.

De referir que o despacho ora emitido para aquelas cidadas teve efeitos imediatos.


Oque acham da medida??

Mostrar mais reações
Comments
Armindo Baulene Foi muito bom.um estrangeiro nao é pra vir criar agitaçao cá no país.se na Alemanha ou outro país da europa as pessoas andam nuas.deve ser lá.cá respeitamos o corpo.alias se o governo permitisse que estrangeiros decidam o modo de vida do nosso pais é uma frota a cidadania.20 valores a decisao do governo.alguem nao deve manifestar contra atitudes da minha casa só porque eu lh admití vir passear.
Papson Gold Rap Mandar embora foi absurdo mas sim chamr atencao pois o que acontece cm algumas alunas parece k a escola virou BAR
GostoResponder115 min
Armindo Baulene Mandar embora foi exemplo pra proximas estrangeiras que quiserem pôr em causa a nossa identidade
Jose Majasse Dombe Só podia ser a Frelimo a fazer isso.
Roben Sale Daquinta SO SABES CRITIRAR ...ACHO K DEVES PARTICIPAR MAS NO PROCESSO DE GOVERNACAO
Noé Elias Mavurame Mto certo foi um bom ex pra as otras
Calo De Carlos Apoiado armindo,asim e que se chama trabalhar,numa capueira so canta um galo.
GostoResponder7 min
Jusubo Abdullah Das Autónoma Pra mim não as saias curtas uma mulher deve vestir-se decentemente!

os professores plmnx vão respirar de tanto reparar tanguinhas de miúdas mal trajadas.
GostoResponder14 min
Jusubo Abdullah Das Autónoma outra abre suas pernas pra deixar mal o professor assim não fica bem porque o motor do professor começa acusar dentro das calças e a dar aulas assim o teacher fica consetrado?

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook