sexta-feira, 11 de março de 2016

Esquadrões da morte continuam a semear terror em Manica

Os assassinatos em série dos membros da Renamo continuam em Manica. O ambiente de angústia e o clima de terror está instalado. Informações em poder do MTQ indicam que sete corpos sem vida de membros da Renamo que se encontravam desaparecidos há uns dias foram encontrados nas matas dos distritos de Sussundenga e Gondola. Segundo uma fonte policial que nos falou na condição de anonimato, três cadáveres foram encontrados na zona da Maforga, em Amatongas, com sinais de estrangulamento e foram deixados num matagal. Quando o nosso correspondente procurou saber da porta-voz da corporação, Elcídia Filipe, esta não entrou em detalhes. Soubemos de outras fontes dentro da polícia que há ordens superiores para não se falar dos assassinatos em série que são do conhecimento da PRM, nem das investigações. Em Sussundenga, quatro membros da Renamo foram encontrados mortos, nas proximidades do rio Révuè, no domingo, removidos para a morgue do Hospital Distrital de Sussundenga. Embora as autoridades policiais tenham recebido notificações de pessoas desaparecidas, o MTQ apurou que os corpos são enterrados em valas comuns de modo a «calar bocas».

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook