segunda-feira, 14 de março de 2016

1400 militares desertam das fileiras do exército moçambicano (O País)

Início  Política  Política  1400 militares desertam das fileiras do exército moçambicano
Dados do Ministério dos Combatentes não apura motivos

Cerca de 1400 militares das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) desertaram das fileiras do exército, devido a motivos não revelados, indicam dados divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério dos Combatentes, sem revelar o período exacto da ocorrência.
Os dados foram divulgados pelo Ministro deste pelouro, Eusébio Lambo, num encontro entre quadros superiores do seu ministério com o Presidente da República, Filipe Nyusi, num relatório referente ao balanço das actividades do ano passado.
Os números revelam que a província de Tete, um dos campos de batalha na actual onda de tensão político-militar, é a província com mais deserções.
Nesta província do Centro do país foi detectada a existência de “dois Batalhões com efectivo total de 1170 ex-militares tidos como desertores”, revelou o Ministro dos Combatentes.
Outro grupo considerável, composto por “220 ex-militares” fugiu dos quarteis na província de Sofala, estando refugiados no vizinho Malawi, segundo dados revelados no relatório do Ministério dirigido por Eusébio Lambo.
Não existem informações sobre as reais causas desta debandada nas fileiras do exército nacional.
Esta é a primeira vez na história recente do país, em que as autoridades vem a público divulgar números de deserções no seio das FADM, confirmando informações que vinham a público dados que ao nível de alguns círculos de opinião, vinham sendo avançadas, desde o início da tensão político-militar, há cerca de três anos.
Apesar de não haver estudos, nem informações oficiais sobre as causas desta debandada, facilmente se pode associar aos confrontos militares recorrentes entre as Forças de Defesa e Segurança (FDS) e homens armados da Renamo, circunscritos no centro do país, com destaque para as províncias de Sofala, Manica e Tete, precisamente, os locais onde as informações ontem divulgadas confirmam através dos números.
Encontrado 12 corpos das fds sem vida nas matas de gorongosa.
Os corpos ora em questao encontra se nas matas de Gorongosa sem vida que estao trajado de fardas das fds de Moçabique. 
Segundo um testemunha afirma que encontrou os corpos quando o mesmo praticava a caça nas matas de gorongoza.

Comments
Lindinho Alberto Mugabe É muito triste ouvir isso nossos familiares morrem e não são encaminhado os corpos para suas famílias
Gosto113 h
Jose Majasse Dombe Quem tem coragem de dizer"vota Frelimo"

esta é a solução e o resultado de roubo de votos de outubro passado,a força que confiava a Frelimo é incopetente,ainda mais é uma pena a jovens que carregam ferros para defesas de interresses partidarias,
tenho pena de mentes desgraçados e fracos que manifestam a favor do regime.
Gosto513 h
Jose Majasse Dombe Quis dizer outubro antepassado
Gosto13 h
Rodrigues Zita Zitha Zitha Consequencia da tentativa pra invasao na base militar da renamo. Ate q podem haver mais corpos q nao tenham sido vistos alem desses!!! Ha quem quer fontes mas a msg publicada esta clara prq diz ter sido denuncia de um cacador q foi descobrir. Epa!
Gosto413 h
Calo De Carlos deste que comecou esses ataquis arenamo sou publicou a morte de um militar deles que e coronel langa.
Seraque ele sao imortal?
Gosto213 h
Lc Massuque Pauladas
Gosto6 h
Ishmael Da Lnes Lampiao se voce tbem quer ver os corpos das forcas da renamo vai pra la no mato e nos traz tbem as suas noticias
Gosto213 h
Calo De Carlos Voce vio?
Gosto13 h
Jose Ofece Deniasse Ofece Avato vazvivona! vatxada kuona mataco o Nhoka pakatanguira nopakaperera.
Gosto212 h
Nando Mais ia voce estaa a bater Ndau de verdade " mataco o nhoca
Gosto8 h
Jose Majasse Dombe Esse mandato de Nyusi vai servir de um exemplo na história da sociedade que virão,momentos em que o pais virou a ser um Irão.
Gosto412 h
Charama Mario Charama Não chegue no meu distrito
Gosto212 h
Calo De Carlos Zitha,eu foi teu aluno em inhembane nao sabens nada dos acontecimentos de gorongosa a nao apoiar metiras desses
Gosto112 h
Jose Majasse Dombe Calo de Carlos pessa o professor Rodrigues Zita Zitha para melhor ainda te ensinar a conjugar o verbo"for"desculpe.

Eu foi não só eu fui acho que sim chizungu nem!
Gosto312 h
Calo De Carlos Obrigado pela aula
Gosto212 h
Jose Majasse Dombe Desculpa amigo foi somente um erro ok,não pensa que fiz por provocações entendido!
Gosto12 h
Unay Cambuma "alguns cadaveres ainda jazem nas matas" - Unay Cambuma.
Gosto411 h
Fernandes Fernando Frek Gorongosa está minado mas esses pah vao la so pra morrer
Gosto311 h
Rodrigues Zita Zitha Zitha Calo de carlos. Eu tenho amigos no Centro do pais cujos em todos dias me facultam informacoes sobre a tencao politica-militar. Esta noticia e verdadeira!
Gosto19 h
Pfumay Vasco Sabao Machinga Hao de acabar com esse vosso vertins tao ir la fazer uke tao a morrer com vossos filhos na barriga
Gosto19 h
Raimundo Aguiar Almonte Foram poucos deviam ser mais
Gosto9 h
Bernadete Abrantes Ki caca este homen praticaca nas matas onde ha confronts? Este e da Renamo
Gosto8 h
Valdemar Jorge Coelho Sejamos humanos, vida é vida, não há outra oportunidade de ter. Triste situação. Justiça (Deus no comando).
Gosto8 hEditado
Bernadete Abrantes Os meus sentimnts a familia, se e ki ja foram informados, neus sentiments
Gosto18 h
Cústodio Manuel António Esi kasador só pode ser da Renamo???
Gosto7 h
Albert Langa Henrique Dos Dores, porquê é que não páras um pouco de mentir e voltar à escola para aumentares o teu nível pah? Sabes, entre todos os mentirosos da renamo tu es o péssimo depois da liga juvenil da renamo
Gosto17 h
Tipei Zvedu Estou a pedir trazer botas
Gosto16 h
Fernandes Fernando Frek Langa, o sr so aparece aki pra mafiar as pessoas e k em uma pedra no sapato. Vc tem d fazer a sua parte e nao encomodar os outros porki cada um fala uki tem e si o sr nao aguenta com isso entao cai foooora. Nao ta obrigado estar aki sr Langa
Gosto24 h
Gosto11 h
Albert Langa Frek, devo acatar as vossas mentiras para eu ser esponja no sapato nem? Nenhum militar ficou na sera de Gorrongosa. Gorongosa continua cercado, so entrou a força aérea para abrir caminhos e dentro em breve hás de ouvir quando a força terrestre começar. Na sera de Gorongosa não há entrada nem saida.
Albert Langa Eu convido todos o renamitas a lavarem e purificarem as mentes porque estâo sempre a celebrar vitórias do lado oposto. Quem é esse caçador que depois de 2 dias de imtensos bombardeamentos atreve entrar la com os seu cães e caçar? Abram a vista. Quando morrem bandidos da renamo vocês celebram.
O presidente da Republica devia demitir a pessoa que divulgou estes dados. Estes dados não devem nunca ser de consumo de Publico. Onde se viu isto?
Comments
Egidio Vaz Trolling. Isto não é verdade. A fonte é estranha. A autoridade para falar do exército é o Estado Maior das FADM. E não ministério dos combatentes. Pela fonte já vê que é bulshit.
Francisco Wache Wache Estou aterrorizado. Mesmo que não seja verdadeira a informação, o mais estranho é que tenha sido dado o publico a consumir esta informacao. Este deve ser segredo supremo de um estado. Um Estado que anuncia estes números, fragiliza_se. A não ser que o tal ministério esteja a dar um recado ao Presidente da Republica.
Guidion Wilson Esta deturpada a informação, a fonte pretende especular !
Estevao Pangueia A final porque há tanta especulação de assuntos sérios d Estado neste Governo? Qual é o interesse desta informação para o consumo público?
Marilu Lopes Agibo Até k seria bom...o maninho mandava os filhinhos gordinhos.... São todos hominhos....acho k dariam conta do recado com os homens da RENAMO.
Abel Zico Parece que alguns relatos do Unay Cambuma nao sao no entanto todos loucos...Fala de desercoes devido as baixas e ai esta uma descricao clara do cenario. So vao acreditar porque vem de dentro...
Rafael Ricardo Dias Machalela desertaram ou morreram?
Francisco Wache Wache Nao sei.como essas informacoes foram a um orgao de.informcaco. isso nunca se fez e nao se faz.
Abel Zico Francisco Wache Wache, parece que o proprio Mnisterio dos combatentes querem passar alguma informacao ao PR e a ala dura da frelimo. As coisas vao saindo a nu...
Francisco Wache Wache poxa, isso é capitulação de um estado. Onde se viu segredo militares serem de domínio e consumo públicos? estou aterrorizado.
Antonio A. S. Kawaria Ai está claro sobre como a informacão chegou a imprensa.
Francisco Wache Wache Mas isso faz_se? é.pra haver greve la.nas.FDM?
Mercito Edgar Tembe Metem bêbados nas fileiras esse é o resultado, todo mundo que entrou nunca pensou que ia haver combates pensavam que ia ter no relax.
Víctor Bulande Mas quem lida com isso nao eh o Ministro da Defesa?
Víctor Bulande Nao percebo como uma informacao como essa foi sair da boca do Ministro dos Combatentes. Afinal a funcao dele nao eh lidar SO com aqueles que participaram na luta pela independencia e na guerra dos 16 anos?
Alcídes André de Amaral Se nao ha estudos e nem informacoes oficiais como `e que as causas facilmente podem se associar ao conflito? Com base em que? Crenca? Fe? Dados? Remorso? Medo? Cobardia? Mau habito? Irresponsabilidade profissional dos nossos Orgaos de informacao? Com base em delirios? Trincheira politica? Em que mesmo? Mas efim, sao lambadas habituais de moz que clama aplausos. E ha quem aplaude!
Jossias Ramos No funcionamento das FADM há princípios básicos sobre o seu sistema de informação. Um deles que eh tradicional eh preparar todo o seu membro de modo a que nunca apareça em público a falar de efectivos, números exatos, existentes ou ausentes numa Unidade Estrutura do Exército (FADM). Por isso, diferentemente da PRM que, devida a sua missão apresenta a comunidade os seus agentes afetos ao Posto Policial, quando recentemente aberto, as FADM nunca aparecem a apresentar ao público os seus efectivos. Seria dar a conhecer o inimigo um dos seus (das FADM) grandes dispositivos. Nos tempos de General Lagos Lidimo, CEMG, no activo, fora confrontado com a imprensa moçambicana sobre a Prontidão das FADM e o efetivo total e ele nunca respondeu a esta última questão.
Eusébio A. P. Gwembe Olá Paz, Deus é bom para mim, Deus é bom para ti
O LADO CÓMICO DA NOSSA DEMOCRACIA
A política em Moçambique é realmente à nossa maneira, que apesar das injustiças e perigos que ela nos submete, por vezes ela nos proporciona momentos de risos. ...
Não paro de rir desde que vi um grupo de pastores, sei lá de que igreja, que sugeriram que se devia orar para o "rider" com vista a expulsar os demónios que habitam no seu coração e no dos seus guerrilheiros.
É que no entender daqueles pastores, o líder e os seus guerrilheiros são diabos em pessoa, que precisam de orações de todos nós para obterem salvação.
Por mim, é bem vinda a iniciativa, porque se não conseguimos pela via do diálogo, talvez a da oração possa surtir efeito. Sou cristão e conheço o poder da oração.
Mas por mim, as referidas orações chegariam directamente à Deus se fossem realizadas no dia 15 de Outubro. Não consigo tirar da minha cabeça que foi aquele dia que estragou a nossa paz colectiva.
Comments
Mouzinho Zacarias Porquê esses pastores não oraram para que os editais não sumisse na hora da contagem?
Nelio Matola kkkkkkk deveriam igualmente direccionar as orações à quem de direito, que até hoje não tomou nenhuma medida atinente á diminuir o sofrimento dos 11.000 moçambicanos refugiados no Malawi, que vivem em condições desumanas naquele País vizinho, epa só agora estou a lembrar não são moçambicanos, mas sim são Homens da Renamo,epa que pena, nada pode ser feito.


NACIONAL

Alunos abandonam a escola em Nkondezi

Mais de três mil alunos da localidade de Nkondezi, na província central de Tete, abandonaram a escola, no presente ano lectivo, fugindo do clima de insegurança que se vive naquela região devido a actual tensão política.





©
O jornal "O Pais" que anuncia o facto, cita o chefe da localidade, Orlando Sopinho, a apontar o Malawi como local de destino destes alunos que procuram de refúgio naquele país vizinho e, como consequência, pelo menos seis escolas encontram-se encerradas naquela localidade.
Muitas famílias levam seus filhos para o Malawi a procura de um lugar mais seguro", disse Sopinho.
A fonte adiantou que a fuga dos alunos está a dificultar a planificação das aulas por parte dos professores.
Dados das agências internacionais indicam que o campo de refugiados de Kapise, no Malawi, ultrapassou a sua capacidade para albergar condignamente as pessoas que chegam a procura de refúgio.
A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) avança que no total estão a viver naquele campo mais de 10 mil pessoas, quando apenas foi concebido para acolher duas mil.
Monique Ekoko, representante do ACNUR no Malawi, revelou que chegam diariamente naquele acampamento cerca de 300 pessoas facto que esta já a levantar sérios problemas de saneamento.
O ACNUR, segundo Ekoko, já pediu ao Governo do Malawi mais espaço para poder receber as pessoas condignamente.
(AIM)


Fonte: portaldogoverno


Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook