segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Pesquisa mostra Lula com chances em 2018


Lula vem 20% e Aécio Neves registrou queda de três pontos percentuais desde dezembro (de 27% para 24%)

Por Redação, com Agências de Notícias – de Brasília:
O ex-presidente Lula teria vaga no segundo turno pelo PT nas eleições de 2018, segundo novo levantamento Datafolha, com 20% das intenções de voto, em média. O Datafolha ouviu 2.768 pessoas em 171 municípios de todo o país nos dias 24 e 25 de fevereiro.
Os dados marcantes da pesquisa são o mau desempenho dos tucanos e a rápida ascensão do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que aparece como quarto colocado. Ele deve ir para o PSC para ser candidato.

Lula
A pesquisa apontou que a oposição não tem conseguido se beneficiar da rejeição a Lula que chegava a  48% em dezembro

A pesquisa apontou que a oposição não tem conseguido se beneficiar da rejeição a Lula ( 48% em dezembro), segundo cenários eleitorais pesquisados pelo Datafolha.
Em um deles, o senador Aécio Neves (PSDB-SP) lidera, mas caiu três pontos percentuais desde dezembro (de 27% para 24%). Lula (PT) e a ex-ministra Marina Silva (Rede) vêm a seguir, estáveis, em situação de empate técnico com 20% e 19%, respectivamente.
No cenário com o governador paulista Geraldo Alckmin como o candidato do PSDB, Marina lidera com 23%, Lula aparece com 20% e o governador de São Paulo fica na terceira posição, com 12%. Em dezembro, as intenções de voto eram 24, 22 e 14%.
Com o senador José Serra (SP) como o concorrente tucano, Marina também lidera, com 23%, ante 21% de Lula e 15% do candidato do PSDB.
Entre os possíveis candidatos com maior rejeição, Aécio é o segundo, com 23%, seguido pelo vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), com 21%.
O levantamento também apontou que subiu de 65% para 76% nos últimos dois meses o número de pessoas que defendem a renúncia do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é alvo de inquéritos no âmbito da operação Lava Jato. Já os que apoiam a cassação de Cunha somam agora 78%, ante 82% em dezembro.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook