segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Muchanga: "Não sei quem faz os ataques" em Moçambique

Porta-voz da Renamo considera de palhaçada denúncias de estar a treinar homens no Uganda.
António Muchanga.
António Muchanga.
Amancio Miguel
O porta-voz da Renamo disse à VOA desconhecer quem faz os ataques contra veículos no centro e norte de Moçambique que a polícia tem atribuído ao seu partido.
"Eu não sei quem faz os ataques, mas tendo em conta que há conflitos no país é um situação muito complicada e lamentável", garantiu António Muchanga, que diz que o Governo "pode ter informação no terreno, mas também pode ser uma informação perturbada".
Muchanga: "Não sei quem faz os ataques" em Moçambique - 1:43
Quanto à apresentação de um homem alegadamento proveniente do Quénia como sendo combatente da Renamo, Muchanga considerou o facto "uma palhaçada" e disse que o seu partido "não tem homens a treinar no Quénia".
O porta-voz reiterou que o seu partido vai governar as seis províncias em que diz ter ganho nas eleições gerais de Outubro de 2014, lembrando que "o mês de Março vai até o dia 31".
Entretanto, o Presidente moçambicano Filipe Nyusi convocou para esta quarta-feira, 2,  o primeiro Conselho de Estado desde que tomou posse, em Janeiro de 2015, numa altura em que o país atravessa por uma grave crise político-militar e dificuldades económicas.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook