domingo, 28 de fevereiro de 2016

Militantes do Estado Islâmico largam armas pela primeira vez


Segundo o comunicado da administração, os islamistas do movimento radical Talebã que ficaram insatisfeitos com os seus comandantes muitas vezes se juntam às fileiras dos militantes do EI

Por Redação, com Sputnik Brasil – de Beirute:

Cerca de 10 militantes, entre eles dois comandantes, do grupo terrorista Estado Islâmico (proibido na Rússia e reconhecido como organização terrorista pelo Brasil) largaram voluntariamente as armas na província afegã de Nangarhar e se juntaram ao processo de pacificação no país.
Os terroristas do Estado Islâmico também aumentaram a sua presença e influência no Afeganistão

Os terroristas do Estado Islâmico também aumentaram a sua presença e influência no Afeganistão
A respectiva informação foi divulgada nesta sexta-feira pela agência de notícias Afghanistan news que cita a administração local e nota que é a primeira vez que tal acontecimento se dá.
Segundo o comunicado da administração, os islamistas do movimento radical Talebã que ficaram insatisfeitos com os seus comandantes muitas vezes se juntam às fileiras dos militantes do EI, não obstante a rivalidade que existe entre os dois grupos terroristas.
Cabe mencionar que durante os últimos meses a situação no Afeganistão piorou muito. O Talebã (também proibido na Rússia) mais cedo tinha tomado controle de vastas áreas na zona rural do país e lançou uma ofensiva contra cidades grandes. Os terroristas do Estado Islâmico também aumentaram a sua presença e influência no Afeganistão.
Ainda em meados de junho de 2015, a mídia informava que os representantes do Talebã tinham enviado a carta ao EI com o apelo de ficar fora da atividade do grupo no Afeganistão. Os dois grupos terroristas até mesmo participaram de vários combates no território afegão.

Militantes eliminados

Cerca de 50 militantes do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) foram eliminados pelas forças armadas do Afeganistão nas últimas 24 horas durante operações que ocorreram em todo o país. A informação foi divulgada pelo Ministério da Defesa afegão.
– Cerca de 50 combatentes, entre eles 46 do grupo Estado Islâmico, foram eliminados, além de outros 25 que ficaram feridos, e um que foi detido durante as operações conjuntas do exército, da polícia e dos serviços de inteligência do Afeganistão em todo o país nas últimas 24 horas – declarou o Ministério da Defesa do país.
Três soldados também foram mortos durante as operações anti-terroristas.
A situação no Afeganistão se deteriorou consideravelmente nos últimos meses. O movimento radical Talibã que havia dominado uma grande área nas áreas rurais do país, lançou uma grande ofensiva em grandes cidades. O grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) também aumentou a influência do no país.
O Talebã e o Estado Islâmico são consideradas como facções concorrentes. Em meados de junho, a mídia informou que membros do movimento Talibã enviaram uma carta ao Estado Islâmico com um apelo para não interferir nos assuntos do Talibã no Afeganistão.

Sem comentários:

Windows Live Messenger + Facebook